Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 26/03/2020 - 12:59Atualizado em 26/03/2020 - 13:27

Jucelia Vargas, uma das principais lideranças do movimento sindical da região, assinou filiação hoje pelamanhã no PDT e passou a integrar a lista de candidatos a vereador.

Jucelia é presidente do Siserp (sindicato dos servidores municipais). A sua filiação foi articulada pelo deputado Rodrigo Minotto, que está se apresentando como candidato a prefeito.

Depois de formalizar a filiação, Jucelia fez uma "reunião on line" com o deputado Minotto.

Na sexta-feira, o PDT filiou o vereador Zairo Casagrande, ex-PSD, que será candidato a reeleição.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 26/03/2020 - 11:36Atualizado em 26/03/2020 - 16:39

Conversei agora com o deputado criciumense Jessé Lopes e ele confirmou que vai protocolar no começo da tarde projeto de lei na Assembléia Legislativa para revogar o decreto do governador Carlos Moises sobre isolamento.

Disse o deputado que recebeu várias denúncias e "provocações" a respeito do assunto, e resolveu estudar o decreto.

Concluiu que existem diversas ilegalidades e inconsistências.

 O projeto que o deputado vai protocolar será um pedido de revogação do decreto, para que as medidas restritivas sejam interrompidas imediatamente.

Projeto pode ser votado ainda hoje.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 26/03/2020 - 06:20

O jornalista Upiara Boschi fez uma definição interessante para a postura do governador Carlos Moisés.
"Dizem que o verdadeiro líder é aquele que não está de pijamas quando a história lhe bate à porta. Moisés, indicam seus primeiros movimentos, estava fardado”.
No episódio coronavírus, apareceu um governador Carlos Moisés que estava escondido, camuflado.
Ele foi o líder que a situação grave precisava. Sem receio de tomar medidas ousadas, arriscadas, polêmicas.
Certo ou errado, ele não ficou esperando o que outros fariam. Não se permitiu ir à reboque. Saiu na frente.
Moisés também tem adversários políticos, não tem relação próxima com a mídia, mas não fez enfrentamento com ninguém. Focou no enfrentamento ao coronavírus. E cresceu. Ficou grande.
O presidente Bolsonaro faz caminho diferente.
Repete os discursos (e as brigas) da campanha eleitoral, faz tiradas populistas, contraria os seus ministros e técnicos, e afronta os governadores.
O governador Moisés se disse ontem “estarrecido" com o discurso de Bolsonaro contra a quarentena.
Associações médicas, de prefeitos e empresariais do estado bateram pesado. Definiram a postura do Presidente como inaceitável e equivocada.
No país, Bolsonaro perdeu o seu principal aliado entre os governadores, Ronaldo Caiado, de Goiás, “uniu" os 27 governadores contra ele, e levou petardos dos presidentes do Senado, da Câmara, do STF e da entidade nacional dos prefeitos.

O site O Antagonista, assumidamente de direita, sempre muito próximo do Presidente, manchetou ontem à noite: "Bolsonaro contra o Mundo".
Enfim, o Presidente está menor do que entrou no episodio do coronavírus.

Samba do crioulo doido
O ministro Luiz Mandeta, que também cresceu e ficou muito grande na crise do coronavírus, reconhecido e elogiado por todos, se virou nos trinta para convencer o país que é fundamental o isolamento social.
Bolsonaro atacou o isolamento, disse que isso é “histeria”, e insistiu com termos como “gripezinha” e "resfriadinho".
Na contramão de Bolsonaro, poucas horas depois, o vice-presidente Mourão anunciou em coletiva que a posição do "governo" é uma só, pelo isolamento social.

A articulação de Salvaro
O prefeito Clesio Salvaro ficou ao telefone desde a hora que chegou no Paço, ontem pela manhã, até a o fim da tarde, com os prefeitos das principais cidades do estado. Estava decidido a articular uma ação conjunta sobre as regras baixadas pelo governador Moisés sobre o coronavírus.
Foi “obra”sua a teleconferência, à tarde, com os prefeitos das 15 principais cidades, e o secretário Douglas Borba, chefe da Casa Civil do governo do estado.
Eles pediram que o secretário viabilize uma conversa com o governador Moises até sexta-feira.
Querem tratar da flexibilização das regras baixadas pelo governador.
Se Moisés não atendê-los, podem baixar normativas nos municípios, algumas contrariando atos do governo.

PSL procura PP
O vereador Julio Kaminski, que assinou ontem filiação no PSL, sinalizou ao PP para tratar de uma possível aliança para a eleição de outubro em Criciúma.
A idéia inicial seria o PP indicar o vice de Kaminski, que está mapeado como candidato do PSL a prefeito.
Uma reunião está sendo marcada para tratar da proposta.
No PP, tudo está encaminhado para aliança com o prefeito Salvaro. Mas, a idéia de conversar com Kaminski, foi bem tratada.

Filiações
O vereador Pastor Jair assinou filiação ontem no PSD, confirmando o que estava encaminhado desde o ano passado. Será candidato a reeleição.
Filiaram no PSL ontem, alem de Julio Kaminski, o  vereador Edson Paiol, o suplente Alisson Pires, o advogado Jeferson Monteiro e o ex-vice-presidente do MDB, Ricardo Beloli.
Hoje, a sindicalista Jucelia Vargas, presidente do Siserp, assinará filiação no PDT.

Isenção para remédios
A Assembleia Legislativa aprovou projeto coletivo da bancada do MDB que isenta o ICMS, inclusive para a importação, de medicamentos, produtos e equipamentos médicos e hospitalares que estejam relacionados ao combate do coronavírus.
Medida tem validade até o mês de setembro.
Projeto foi aprovado durante mais uma sessão virtual da Assembléia realizado ontem à tarde.
Deputado Vampiro participou da sessão da sala da sua casa, no bairro Pio Correia.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2020 - 19:27Atualizado em 25/03/2020 - 19:40

O momento não é para relaxamento das medidas preventivas. Porque o pior está por vir.
O momento não é para dividir. É para buscar a unidade.

Não é para dividir governos, com uma parte  indicando para medidas preventivas, pelo isolamento, e outra batendo ainda na tecla que é uma gripezinha, que estão exagerando.
Isso dá nó na cabeça das pessoas. Gera dúvida.  E a dúvida deixa a população mais vulnerável.

O momento não é para briga política. Não é para politizar as discussões, pensando em eleição, em votos. É para pensar em vidas.

Os dados estão ai.
Criciúma, dos casos positivados com coronavírus, só tem 1 acima de 60 anos (tem 62 anos).
Todos os outros abaixo de 60. Tem paciente da faixa dos 30 anos.
A mostrar que não pega só velho, idoso

É preciso olhar para o mundo.
A itália, que esperou chegar para reagir, está uma tragédia, saiu de controle.
A Espanha, que foi mais ou menos na mesma linha, vai no mesmo caminho, e já passou a China no número de mortos.
Nova York caminha para uma situação extremamente delicada.

Enquanto isso, na Alemanha, o quadro é outro.
Porque fez o q tinha que ser feito, se preparou, montou a estrutura de saúde necessária, e os números lá são muito pequenos.
Portugal também.
Determinou o isolamento, fechou tudo, e os números são muito baixos..
A India, que não tem nenhuma morte, decretou quarentena ontem, e determinou o isolamento.
Hoje, são 3 billhóes em isolamento no mundo. 

Dividir, não salva vidas.
Brigar com a imprensa, criar factóide, provocar adversários, não salva vidas.
Nada disso interessa agora para o cidadão comum pagador de impostos.
Isso é conversa de politico tradicional, que cresce na polêmica, no embate, na briga.
Num momento de crise como a que está aí, o país precisa é de líderes responsáveis, comprometidos com a vida das pessoas

O caminho é seguir as regras de isolamento.

Se cada um fazer a sua parte, vamos passar melhor por tudo isso, e vidas serão salvas

Isolamento ao máximo possível, lavar as mãos, álcool gel, evitar contatos.

E acreditar.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2020 - 19:18Atualizado em 25/03/2020 - 19:25

Os prefeitos das 15 maiores cidades do estado estão pedindo uma reunião, mesmo que seja por teleconferência, com o governador Carlos Moisés até setxa-feira para avaliar medidas preventivas contra o coronavírus e ações para o apoiar o setor produtivo para fazer a travessia na "segunda crise" que vem por aí.

Os prefeitos fizeram uma reunião on line, por videoconferência, hoje à tarde. Do sul, participaram os peefeitos Clesio Salvaro, de Criciúma, e Joares Ponticeli, de Tubarão. Por causa da teleconferência, o prefeito Salvaro não participou hoje da coletiva sobre o coronavírus, final da tarde. Foi substituido pelo vice-prefeito Ricardo Fabris.

Os prefeitos estão pedindo a reunião desde o inícioda semana.

Foi feita sinalização de que, se não consegiirem ser atendidos pelo Governador até sexta-feira, poderão passar a tomar medidas de forma isolada, podendo algumas contrariar decretos do governo do estado.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2020 - 18:53Atualizado em 25/03/2020 - 18:56

Depois de perder dois vereadores, MDB de Criciúma trata de se recompor para a eleição de outubro.

Com candidato a prefeito definido, médico Anibal Dário, o partido, sob comando do advogado Rodrigo Duzione, está fazendo filiações de candidtos a vereador.

Nesse processo, acaba de anunciar dois novos filiados. Nick, conhecido professor de tênis do Mampituba e Criciúma Clube, e Amaral, suplente de vereador.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2020 - 17:46Atualizado em 25/03/2020 - 17:48

A Assembleia Legislativa acabou de aprovar projeto coletivo da bancada do MDB que isenta o ICMS, inclusive para a importação, de medicamentos, produtos e equipamentos médicos e hospitalares que estejam relacionados ao combate do coronavírus.

Medida vale até o próximo mês de setembro.

Projeto foi aprovado durante mais uma sessão virtual da Assembléia realizado agora à tarde.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2020 - 13:21Atualizado em 25/03/2020 - 13:41

Acabaram de chegar os resultados dos testes que confirmam mais três casos de coronavírus em Criciúma. Agora, são 12 pacientes contaminados.

São dois pacientes de Siderópolis e um de Criciúma, Duas mulheres e um homem. Os três viajaram ou tiveram contato com quem viajou.

Dos 12 pacientes contaminados, tem duas mulheres internadas. Todos os outros estão em tratamento domiciliar.

Além da duas pacientes contaminadas, tem mais seis internados que ainda são casos suspeitos porque aguardam os resultados dos exames.

Mais detalhes em instantes na Rádio Som Maior. 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2020 - 12:14Atualizado em 25/03/2020 - 12:17

Os vereadores Julio Kaminski (ex-PSDB) e Edson Paiol (ex-PP) assinaram filiaação hoje no PSL e já formalizaram o registro na justiça eleitoral.

Juntos com eles, fizeram filiação hoje no PSL o suplente de vereador Alisson Pires, o advogado Jeferson Monteiro e o ex-vice-presidente do MDB, Ricardo Beloli

Kaminski tem candidatura encaminhada a prefeito pelo PSL.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2020 - 06:20

O prefeito Murialdo Gastaldon considera uma possibilidade real o adiamento da eleição de outubro.
Instado a falar a respeito, ontem, devolveu com uma pergunta:
“Se as Olimpíadas foram transferidas, todos os prazos de contratos também estão sendo revistos, os boletos idem, e até casamentos estão sendo remarcados, por que não a eleição?” .
Como professor de Economia, acrescentou que a situação do país pós coronavírus, com desemprego em alta, e empresa atoladas, vai praticamente inviabilizar o ambiente mínimo necessário para pedir voto.
Mas, enquanto o “calendário" está mantido, articula a sucessão.
Na sua base de apoio, tem hoje três candidatos. Arnaldinho Lodetti e Sandro Serafim, MDB, e Alex Michels, PSD.
Alex foi definido depois de uma pesquisa aplicada pelo Instituto IPC, que o colocou melhor posicionado que os outros pré-candidatos do partido.
Só que a pesquisa produziu um efeito indireto. Deu gás na candidatura de Arnaldinho Lodeti.
Ele aparece em terceiro ou segundo nas simulações, está tecnicamente empatado com Alex Michels, relativamente próximo de Dalvânia, e na frente de Sandro.
Murialdo avalia que a e eleição está “aberta”, e que vai ficando cada vez mais difícil o MDB não ter candidato a prefeito.
Até o início do ano, ele admitia uma composição com o MDB de vice do PSD.
Só que na época, Arnaldinho tinha praticamente metade do que tem hoje na pesquisa, empatado com Sandro.

Pelos servidores
A sindicalista Jucélia Vargas vai suspender amanhã o seu “retiro" no Rincão, adotado como prevenção ao coronavírus, para vir a Criciúma fazer a sua filiação no PDT.
Jucélia será candidata a vereadora, principalmente para fazer defesa dos interesses dos servidores na Câmara.
Ela me disse ontem: “Como nós estamos perdendo muitas batalhas na Câmara por falta de compromisso com os servidores, concluímos que precisamos entrar lá”.
A filiação de Jucélia no PDT é “obra" do deputado Rodrigo Minotto.
 
Tita é tucano
Confirmando o que Arleu da Silveira afirmou no grupo de wathsapp dos vereadores, nesta semana, o presidente da Camara, Tita Beloli, agora é tucano. Ele assinou ontem filiação no PSDB.
Até a afirmação de Arleu, no fim de semana, a ida de Tita para o PSDB era apenas especulação, aposta.
Tudo indicava que sim, mas ele não confirmava, e seguia em conversações com o prefeito Salvaro.

Maior bancada
Com a filiação de Tita, ontem, e de Toninho da Imbralit, semana passada, os dois trazidos do MDB, o PSDB para a ter o presidente da Câmara (Tita) e a maior bancada, com seis vereadores.
A segunda deve ser o PSD, com três, quando o vereador Pastor Jair confirmar filiação.

Sem barulho
O coronavírus atrapalhou os planos de Julio Kaminski e sua turma.
O ato de filiação ao PSL não terá o Governador Moisés, nem secretários de estado, nem o presidente estadual, Fabio Schiochet.
Será uma filiação coletiva, na sexta-feira, e nada mais. Sem alarde, sem comício. Poucos filiados e militantes, inclusive, porque não pode reunir grupos.

Desvio
Jeferson Montero e Ricardo Beloli estão levando para o PSL boa parte dos candidatos a vereador que haviam filiado no PL, quando estavam la.
Ontem, mais um. Paulo da Farmácia, que levou junto o ex-vereador Toninho Izidório.

Não consegue voltar
A crise do coronavírus em Portugal está deixando “preso”, sem conseguir voltar, o criciumense Mateus Rossi (foto abaixo), presidente do projeto Caixa Solidária.
Ontem, ele gravou um vídeo na frente na Embaixada do Brasil, mostrando que estava fechada, não tinha ninguém trabalhando, nem prestando qualquer tipo de atendimento.
Disse que os brasileiros que estão lá, não tem apoio das empresas aéreas, nem das estruturas governamentais.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/03/2020 - 18:36Atualizado em 24/03/2020 - 18:43

A sindicalista Jucélia Vargas, presidente do Siserp (sindicato dos servidores municipais de Criciuma), vai assinar filiação no PDT na quinta-feira.

Ela está em isolamento no Balneário Rincão, por causa do coronavírus, por prevenção, mas confirmou agora a pouco que vai fazer a filiação e que está decidida a ser candidata a vereadora.

É uma das mais importantes lideranças do movimento sindical da região.

De outro lado, o vereador Tita Beloli, presidente da câmara de vereadores de Criciuma, confirmou o previsto e assinou hoje filiação no PSDB.

Será candidato a reeleição e já há apostas que estará entre os mais votados.

Com a filiação de Tita, o PSDB passa a ter não apenas mais um vereador, mas o presidente da câmara.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/03/2020 - 17:34Atualizado em 24/03/2020 - 17:50

Eu sabia que ia acontecer, todo mundo sabia. Só que, sinceramente, não imaginava que seria já. Mas as circunstâncais fizeram ser.

Pois bem, agora sou exclusivo do 4oito. Minha coluna, diária, só aqui.

E sendo aqui, não será só uma coluna por dia. Serão várias. Porque vamos atualizando informações e registrando fatos novos. Ainda mais num ano de eleição.

Foram quase 40 anos de mídia impressa (é que comecei cedo).

Comecei lá no Correio do Sudeste, mas coisa rápida. Era uma "coluninha" de futebol (uma de minhas paixões). Chamada "Dois Toques".

Depois João Pedro e Zuleide me chamaram para o Jornal da Manhã e me "fizeram" colunista de política.

São os dois, então, os culpados. E estou até hoje.

Passei depois pelo Jornal do Dia, Tribuna Criciumense, Tribuna do Dia, A Tribuna e Tribuna de Notícias.

Fiz o registro em todas aquelas colunas de boa parte da história política de Criciúma a partir da década de 80.

E vou continuar, agora por aqui, no 4oito. E só aqui.

Sempre à disposição para receber opiniões, dicas, sugestões.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/03/2020 - 06:20Atualizado em 24/03/2020 - 06:51

O país, quando sair do coronavírus, vai enfrentar uma crise econômica grave, provocada pela paralisação da atividade produtiva.
Mas, mesmo trôpego, no vermelho, com numero provavelmente recorde de desempregados, e de empresas quebradas, o país terá que dedicar tempo (e muito dinheiro) para a campanha eleitoral.
E não é dinheiro de pinga. Serão R$ 14 bilhões (R$ 11 bi é o orçamento para fazer a eleição e R$ 3 bi é o tal do fundo eleitoral).
Será que vai dar para seguir o roteiro?
Imaginemos como o político/candidato será recebido quando for buscar o voto daquele que está desempregado, ou que viu quebrar a sua empresa, que foi à lona, sabendo que o dinheiro que poderia ser a tábua de salvação está depois da vírgula daqueles R$ 14 bi.
Conversei ontem com políticos/candidatos e dirigentes partidários que estavam se preparando ou montando seus “times” para a eleição. Todos com freio de mão puxado.
Não dá nem para falar em filiar ou sair candidato. Por causa do coronavírus, que está chegando, e ainda nem fez o estrago previsto.
A partir de maio, vai "doer" no bolso. E na barriga.
Adiar deve se fazer inevitável. Levar para 2022. Fazer coincidir com a eleição para governador e presidente, devolvendo o país às eleições gerais. De ponta a ponta.
O país eleição só de quatro em quatro anos. Custo geral muito menor que hoje, que tem eleição de dois em dois anos, e faz os político ficar todo ano conchavando para a eleição seguinte.

Faz sentido

Deputado do sul Ulysses Gabriel propôs na Assembléia, via projeto de lei, que catarinenses com débitos com impostos, multas ou taxas não entrem para dívida pública.
No seu entendimento, é uma forma para minimizar os impactos da crise gerada pelo coronavírus.
A medida já foi tomada por outros Estados do país, como São Paulo. Caso seja aprovada, a suspensão será em caráter temporário.
O contribuinte que tem o nome inscrito na dívida ativa fica sujo na praça. Não consegue, por exemplo, contratar um empréstimo e vender ou alugar um imóvel.

Industria segue

Governador Moisés baixou portaria estabelecendo novas regras para as atividades industriais no estado.
Portaria classifica padarias, mercearias, açougues e peixarias como serviços essenciais, o que quer dizer que podem funcionar.
Quanto às indústrias em geral, podem manter operação desde que reduzam ao menos 50% do número de trabalhadores por turno de trabalho.
As exceções são agroindústrias, indústrias de alimentos e indústrias de insumos de saúde, que não precisarão ter redução do número de trabalhadores.

Mantidos os decretos

Governador Moisés e prefeito Salvaro não tinham como não prorrogar o decreto que suspendeu atividades e mandou parar tudo.
Se fazia sentido parar tudo até hoje (quando venceria o decreto), como admitir que tudo volte tudo à normalidade exatamente quando vai começar a pior fase do coronavírus?
Então, continua sem comércio, sem ônibus, sem shopping.

Zairo no PDT

Com a sua filiação do vereador Zairo Casagrande, oficializada ontem, o PDT pode passar a projetar a eleição de dois ou três vereadores. Zairo será candidato a reeleição e forte candidato a mais votado do partido.
Zairo vinha tratando da sua entrada no partido faz pelo menos seis meses com o deputado estadual Rodrigo Minotto, comandante do PDT na região. Ele formalizou sua saída do PSD na sexta-feira.

Jogo fechado

Com Zairo filiado no PDT e Julio Colombo o PL (oficializado no domingo), o “troca troca” na câmara de Criciúma está encerrado.
Ainda falta Tita Beloli se filiar no PSDB e Pastor Jair no PSD, mas é só formalizar. Definido, já esta.
No total, sete vereadores estão trocando de partido.
Além deles, teve Toninho da Imbralit indo para o PSDB, Julio Kaminski e Edson Paiol para o PSL.

Filiados

Pelas mãos de Ricardo Beloli e de Jeferson Monteiro, mais dois candidatos a vereador foram filiados no PSL.
Josi Lopes, presidente da associação de credores da Criciuma Construções e Richard Colombo Manenti, filho de duas famílias tradicionais no distrito de Rio Maina.
Josi estava no PL e foi convencida a mudar.

Nova chapa

MDB e PSL não falam oficialmente, nem sinalizam em público, mas nos bastidores existem conversas para entendimento sobre a eleição para prefeito de Criciúma.
Hoje cada partido tem o seu candidato no páreo. Aníbal Dário, MDB, e Julio Kaminski, PSL. A idéia de quem faz as conversas pelos dois partidos é fazer uma chapa só.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/03/2020 - 20:52Atualizado em 24/03/2020 - 04:38

O vereador Zairo Casagrande encaminhou hoje à justiça eleitoral a sua filiação no PDT. Será candidatoa reeleição.

Zairo vinha tratando da sua entrada no partido faz pelo menos seis meses com o deputado estadual Rodrigo Minotto, comandante do PDT na região.

Ele foi eleito pelo PSD, em 2016, mas logo no primeiro ano de mandato teve um conflito interno e rompeu relações com o comando do partido na região.

A direção do PSD chegou a entregar uma espécie de "carta de alforria".

Na câmara de vereaodres ele tem sido um dos críticos mais ácidos do governo Salvaro.

Com a sua filiação, o PDT pode projetar a eleição de dois ou três vereadores.

 

 

 

Ele oficializou seu desligamento do PSD na sexta-feira.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/03/2020 - 15:52Atualizado em 23/03/2020 - 17:21

Criciúma tem nove casos positivados. Pessoas contagiadas com o coronavirus.

Mas, isso é muito pouco comparando como que vem por aí.

É apenas a "ponta do iceberg", me disse o Dr Renato Matos, meu médico e "consultor".
Previsão é o número que aí está seja multiplicado 3 ou por cinco daqui a pouco.
No fim de semana já teremos um quadro muito diferente.

Os pacientes que estão positivados são alguns daqueles que foram na Unimed, receberam atendimento e fizeram exames.

Até ontem, foram 72 exames feitos, e 23 tiveram resultado. Destes, 14 deram negativo e 9 positivaram.

Mas, e os que não foram na Unimed, e os que não fizeram exame?

Quantos tem sintomas, e não imaginam que seja do coronavirus? Ou, tem medo que seja e preferem dar mais um tempo, ir tratando como apenas uma gripe, ou mal estar?

Mas, não é esquentar a cabeça, nem bater pino.
O negócio é ficar em casa. Não ir para rua. Principalmente quem tem mais de 60, ou faz parte do chamado "grupo de risco".

Excesso de zelo e caldo de galinha, mal nenhum faz.

Se precisar ir ao mercado ou na farmácia, vai lá, só lá, rápido, e volta para casa.

Mas, se for no mercado, compre apenas o necessário.
Não ajude a fazer aquelas filas abusurdas. Não compre para fazer estoque.

O caminho é seguir as regras.
Se cada um fizer a sua parte, vamos passar melhor por tudo isso, e vidas serão salvas.

Isolamento, lavar as mãos ao máximo (não gasta), muito álcool gel, e evitar contatos.

E acreditar.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/03/2020 - 22:09Atualizado em 22/03/2020 - 22:30

Mais um vereador de Criciúma define seu novo partido. Julio Colombo, ex-presidente da câmara, assinou filiação hoje  no PL.

Julio estava no PSB, mas encaminhou desfiliação na semana passada.

Ele chegou a tratar com o prefeito Salvaro de migração ao PSDB, e depois encaminhou com o vice-prefeito Ricardo Fabris a filiação no PSD.

Mas, a candidatura a prefeitura da sua nora, Julia Zanata, pelo PL, acabou influenciando na sua definicão.

Julio será candidato a reeleição.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/03/2020 - 19:28Atualizado em 22/03/2020 - 19:43

O vereador Arleu da Silveira, PSDB, líder do governo Salvaro na câmara de Criciuma, confirmou que o vereador Tita Beloli, presidente da Câmara, vai se filiar no PSDB.

Em audio que compartilhou no grupo de whatsapp dos vereadores, Arleu disse que Tita "já é tucano".

Quando um vereador do grupo comentou que ele "entregou o ouro", Arleu arrematou: "todo mundo ja sabe mesmo".

Tita Beloli era vereador doMDB até quinta-feira, quando formalizou sua desfiliação.

Ele é dos mais proximos do prefeito Salvaro e sua migração para o PSDB vinha sendo especulada (e tratada) desde o ano passado.

Na quinta-feira, Tita teve reunião na prefeitura, com a participação de Acelio Casagrande, quando teria sido consolidada sua ida para o PSDB.

A decisão de Acelio de não sair da secretaria da saude no auge da crise do coronavirus, e assim arquivar sua candidatura a vereador, foi fator preponderanente no fechamento de questão para a ida de Tita ao PSDB.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/03/2020 - 09:30Atualizado em 21/03/2020 - 09:33

O prefeito Clesio Salvaro acaba de anunciar na reunião da AMREC que a prefeitura vai alugar um hotel inteiro para abrigar pessoal da saude que está trabalhando no combate ao coronavírus.

A intenção é que o pessoal não volte para casa, para evitar possível contágio.

Na reunião na AMREC, prefeitos já descartaram adoção do toque de recolher.

Daqui a pouco, a partir de 10h, a radio Som Maior FM coloca no ar programa especial com atualização de informações sobre o coronavírus.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/03/2020 - 07:26Atualizado em 20/03/2020 - 07:59

Ser o mais bem pontuado entre os pré-candidatos do PSD na pesquisa do Instituto IPC não era o maior desafio do vereador Alex Michels para ser candidato a prefeito de Içara.
A operação mais delicada vem agora. Convencer o MDB a indicar o candidato a vice.
Alex disputava a indicação com o vereador Valdelir Darolt e o empresário Anselmo Freitas, presidente do PSD, e teve melhor desempenho em toda as simulações.
A pesquisa foi apresentada na reunião do partido, ontem, às 18h, com a presença dos três.
Como a liderança na pesquisa foi o critério aprovado para definir o candidato, Alex foi definido, por aclamação.
Era o resultado previsto. Alex é vereador (já disputou eleição) e foi presidente da Câmara até recentemente.
Além disso, é liderança jovem, com bom trabalho feito na presidência e boa imagem junto ao cidadão/eleitor.
Natural que seja mais conhecido e apareça melhor na pesquisa.
Mas o PSD sozinho não vence a eleição. Tem que compor.
Hoje, o PSD faz parte do governo do MDB no município (do prefeito Murialdo Gastaldon). Por isso, a aliança com o MDB é o encaminhamento natural.
Só que o MDB tem dois pré-candidatos. Sandro Serafim (vice-prefeito) e Arnaldinho Lodeti (secretário municipal).
Separados, PSD e MDB podem perder para Dalvânia Cardoso, candidata do PP.

Opções

A partir de agora, para ter o MDB como vice, Alex Michels terá que evoluir nas pesquisas, a ponto de se distanciar dos candidatos emedebistas.
Caso contrário, poderá acabar de vice. Do candidato do MDB, ou de Dalvania.
Outra possibilidade considerada nos bastidores é o PSD montar chapa pura, Alex Michels e Anselmo Freitas.

A saída de Tita

Uma reunião ontem pela manhã, na prefeitura, foi decisiva para a decisão do vereador Tita Beloli de sair do MDB e seguir para o PSDB.
À mesa, Tita e o secretário Acélio Casagrande.
Tita não queria que Acelio fosse candidato. Se ele, o espaço fica mais aberto para sua tentativa de reeleição.
Quando Acelio disse que não terá condições de sair da Secretaria de Saúde no meio da crise do coronovírus, Tita bateu o martelo.

A saída 2

Tita entregou ofício ao presidente do MDB, Rodrigo Ganso, no final da tarde, com pedido de desfiliação.
Sem surpresa. Tido o MDB já esperava.
No comunicado que distribuiu à noite, informou que vai definir o partido onde vai se filiar nos próximos dias.
Se nada mudar, vai para o PSDB, junto com Toninho da Imbralit, outro vereador emedebista que já foi na semana passada.

Zairo também saiu

O pedido de desfiliação do vereador Zairo Casagrande também foi entregue ontem à tarde ao presidente do PSD, vice-prefeito Ricardo Fabris.
Foi apenas a formalização do que já aconteceu na prática. Zairo recebeu documento do PSD em 2019 para procurar outro partido.
O destino de Zairo deve ser o PDT.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/03/2020 - 19:55Atualizado em 19/03/2020 - 20:30

O vereador Tita Beloli, presidente da câmara de Criciúma, formalizou a sua desfiliação do MDB. Entegou oficio ao presidente do partido, Rodrigo Ganso, no final da tarde.

A tendência é que migre para o PSDB, a convite do prefeito Clesio Salvaro.

A saída de Tita do MDB era prevista desde o ano passado. 

Agora, o MDB ficará com apenas dois vereadores - Paulo Ferrarezi e Ademir Honorato.

Tinha quatro até semana passada. Toninho da Imbralit já foi para o PSDB na sexta-feira.

O vereador Tita acaba de emitir nota sobre sua deicsão de sair do MDB e informando que anunciará nos próximos dias em qual partido vai se filiar.

Na integra, a nota abaixo:

"Novos desafios!!

Ainda lembro como se fosse hoje, acompanhando meus amigos, nos eventos, comícios e campanhas. Sempre 

ajudando no que era possível.

O que pra mim era uma aventura, se tornou o início de uma busca por uma cidade melhor.

Depois de 29 anos dedicados ao MDB, chega o momento de mudar. Foram dois mandatos de vereador eleito. 

Entendo que minha missão partidária no MDB esta concluída.

Agradeço a minha família, base de tudo em minha vida, a militância, lideranças e tantos outros companheiros que ajudaram a construir esta caminhada.

Chegou a hora abraçar um novo desafio, renovar o brilho nos olhos que sempre tive quando abraço bandeiras que podem melhorar a vida das pessoas.

Vou em busca deste desafio com o mesmo vigor.

Nos próximos dias estarei definindo meu caminho partidário!

Qual projeto está mais alinhado com os interesses da população Criciúmense.

Que Deus continue me abençoando, iluminando, dando coragem e disposição para lutar pelo crescimento da cidade. 

Um forte abraço a todos".

 

 

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13