Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 05/10/2021 - 16:05Atualizado em 05/10/2021 - 17:01

A Frente Parlamentar Evangélica no Congresso Nacional, formada por deputados fedederais e sensdores, informada que a Assembléia de Deus de Santa Catarina suspendeu apoio à reeleição da deputada Goevania de Sá, PSDB, expediu nota oficial questionando a decisão.

No documento, os deputados federais e senadores evangélicos se dizem surpreendidos com a informação, acrescentando que a deputada é integrante da Frente Evangelica e sempre atuou em defesa das pautas cristãs, da familia e da igreja no Congresso Nacional, com postura ética, decorosa, harmonosa e fiel a fé em Cristo.

Por fim, sustentam que não há justa causa para a suspensão do apoio da Convenção da Assembléia de Deus para a deputada por suas opiniões e atuação parlamentar (abaixo o documeno na íntegra).

A deputada Geovania de Sá vem sendo sofrendo ataques no ambiente da Igreja Assembléia de Deus depois que aunciou, na condição de presidente estadual do PSDB, que o partido decidiu por maioria apoiar a candidatura de Eduardo Leite à Presidente.

Alguns dos ataques, por sinal, de muito baixo nivel.

Como deputada, Geovânia é uma das mais eficientes do estado, e da região, com trabalho reconhecido por prefeitos e dirigentes de entidades representativas.

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 05/10/2021 - 07:20Atualizado em 05/10/2021 - 07:20

O momento não é para rejeitar negócio, principalmente se tratando de obra para a gestão pública: rodovias e pavimentação. 

Obra rodoviária é do segmento que teve retração mais importante de serviços em negócios na época da pandemia. 

Chama atenção que nenhuma empresa tenha feito proposta para fazer a pavimentação da Serra do Faxinal, da Morada das Canyons.

Nenhuma proposta foi apresentada. E, combinando a concessão do Parque em cima da Serras, com o balonismo, vai explodir a economia da cidade a partir do turismo. 

Porém não saiu a pavimentação porque nenhuma empresa se interessou na obra. Se a licitação estivesse nos padrões normais, o processo teria sido bem sucedido. 

Nenhuma empresa apresentou propostas e agora voltamos à estaca zero novamente.

Ouça o áudio completo na íntegra: 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/10/2021 - 20:58Atualizado em 04/10/2021 - 21:08

Os presidentes do PSDB dos municípios da AMREC decidiram nesta segunda-feira à noite aprovar três candidaturas a deputado estadual, ainda sem definir nomes. O que foi aprovado é que deve uma candidatura mulher e dois homens.

A posição será levada à reunião regional sul do PSDB no dia 7, quinta-feira, quando será tomada decisão sobre o assunto.

Em princípio, o critério aprovado na AMREC encaminha o processo para confirmação das candidaturas de Acélio Casagrande (secretário de saúde de Criciúma), Aroldinho Frigo (vereador em Nova Veneza) e Giovana Galato (ex-vereadora em Cocal do Sul).

O vereador Arleu da Silveira, presidente da Câmara de Criciúma, que também estava pleiteando a candidatura a deputado, repete que só aceita se for candidato único.

O ex-deputado Cleiton Salvaro, que estava no páreo, comunicou nesta segunda-feira que retirou sua candidatura. Não vai disputar eleição em 2022.

O ex-deputado Doia Guglielmi mantêm sua candidatura.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/10/2021 - 19:25Atualizado em 04/10/2021 - 19:27

A solução para substituir o Akira Sato como delegado geral da Polícia Civil. 

Marcos Flávio Ghizoni Júnior pode ter sido a melhor. Ghizoni, que é do Sul, de Tubarão, profissional de carreira, técnico, politicamente ligado ao ex-governador Eduardo Moreira.

Tinha sido sondado no fim de semana, havia resistido, mas hoje o governador fez apelo e ele assumiu o cargo.

Tivemos dois episódios neste caso. Uma que os coronéis tentaram resolver, não resolveu com Akira Sato e o encaminhado com ele foi o pior possível.

A parte política do governo entrou em ação, as negociações foram feitas com cunho político e a decisão saiu. Tinha que estancar esta crise hoje e, ao aceitar, Ghizoni resolveu um problema do Governo, deve aproveitar e resolver algumas pendências para a Polícia Civil. Era a intenção e chegou em um momento que o governo precisava dele.

É uma leitura, provavelmente acertou as pendências da Polícia Civil ou parte delas. 

Mas ainda está a ser resolvida a situação que originou tudo isso, que chegou perto do governo. Licitações do Governo do Estado que está sendo investigado, agora fica a responsabilidade de não mexer nos delegados que estão envolvidos nesta investigação. Tem que começar dar explicações e tentar desatar os nós que deu origem a esta crise. A Alesc deve ter este assunto como pauta prioritária a partir de amanhã. 
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/10/2021 - 12:40Atualizado em 04/10/2021 - 12:48

O ex-deputado Cleiton Salvaro acaba de comunicar ao presidente do PSDB de Criciúma, Vagner Espíndola, que está fora da disputa por candidatura a deputado estadual.

O PSDB está em processo de discussão interna sobre o assunto e deve definir nos próximos dias se terá dois ou três candidatos pela AMREC, e quais serão.

A retirada da candidatura de Cleiton vinha circulando nos bastidores faz pelo menos 30 dias.

A sua ausência nas últimas reuniões do partido sobre o assunto alimentou a especulação.

Sem Cleiton no páreio, o PSDB fica com cinco pré candidatos a deputado estadual - Acelio Casagrande, Arleu da Silveira, Aroldo Frigo, Doia Guglielmi e Giovana Galato.

Há informações que Dóia pode ser o próximo a desistir da disputa.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/10/2021 - 07:26Atualizado em 04/10/2021 - 07:26

Em maio de 2016, peguei meu carro e fui pra Floripa acompanhar a cerimônia de posse do reitor Luiz Carlos Cancellier. Fiz questão de ir, porque éramos bons amigos.

Fizemos ensino superior na mesma época e partilhamos de momentos. Ele nasceu em Tubarão, , mergulhou na faculdade Federal de Santa Catarina, fez carreira e foi o primeiro caso de líder estudantil. 

Após, virou professor concursado, coordenador de concurso e aí, veio a reitoria. Só que no ano seguinte à sua posse, ele foi afastado por uma injustiça e acabou vindo a morrer.

O tempo mostrou que ele foi vítima de uma injustiça. Foi uma prisão injusta, com nenhuma confirmação que trouxe um “baque” para ele. 

No sábado, fez quatro anos que ele morreu. E, seu amigo Ubaldo Balthazar se manifestou a respeito, um professor que busca por justiça e tem seguido os princípios de Cal - como Luiz Carlos era conhecido.  

Ouça o áudio completo na íntegra:

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/10/2021 - 08:09Atualizado em 02/10/2021 - 08:52

A saída inesperada do delegado geral da Polícia Civil, Akira Sato, está alimentando um ambiente de nova crise no Governo Moisés.

O deputado Kennedy Nunes acaba de divulgar que o delegado pediu exoneração porque teria sido "orientado" a afastar delegados que investigam irregualridades que chegaram à pessoas próximas do Governador.

Disse que vai levar o assunto com mais detalhes ao plenário da Assembléia na próxima semana (veja vídeo abaixo).

O deputado Ivan Naatz anunciou que vai protocolar pedido de convocação para o delegado Akira prestar depoimento na Assembléia para detalhar os motivos da sua saida.

O ambiente no Governo é tenso.

O delegado Akira Sato é muito respeitado na categoria e entre os políticos.

O Governo ainda não se manifestou sobre as razões da saída do delegado geral.

O delegado Marcio Ghizzoni, que é do sul do estado, teria sido convidado para assumir o cargo, mas declinou.

Delegados próximos de Akira Sato informam:

"quiseram que ele mexesse na Deic pra afastar colegas que estavam fazendo a investigação, ele não aceitou e entregou o cargo".

Akira havia assumido como delegado geral faz 10 dias.

Um dos delegados que seriam “afastados se o pedido fosse atendido” seria Rodrigo Schneider, coordenador estadual das Delegacias Especializadas no Combate à Corrupção da Polícia Civil de Santa Catarina. Rodrigo estava à frente das investigações da suposta corrupção no Governo.

Pelo menos um secretário de estado estaria envolvido.

Akira Sato teria dito  na reunião que não compactuava com o pedido de afastameto dos delegados e classificou o pedido como coação.

Por fim, anunciou que a Policia Civil não iria abafar um caso de corrupção, entregou o cargo e saiu da reunião.

Teria frisado, ainda, que a Polícia Civil não iria abafar um caso de corrupção.

Em principio, o caso envolve uma empresa de software que fez contratos com o estado.

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 01/10/2021 - 18:52Atualizado em 01/10/2021 - 19:30

Gelson Fernandes, ex-vice-prefeito de Criciúma assinou ficha no PL e está trabalhando na campanha de Márcio Búrigo a deputado estadual e vai fazer parte da executiva municipal.

Os empresários de Santa Catarina levaram um bolo do ministro da Economia Paulo Guedes. Era um evento para o governo Bolsonaro destacar, na Fiesc, os seus feitos.

Empresários foram para Florianópolis. O ministro não veio e depois de um atraso de duas horas, veio outro ministro e o Guedes não saiu de Brasília.

O Guedes se livrou de responder sobre aumentos de combustíveis e impostos, sobre falta de investimentos no estado, entre outros.

O delegado geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Akira Sato, competente delegado, reconhecido na categoria, assumiu há duas semanas e pediu exoneração hoje. O Estado não confirma. Há um clima no ar. O que o levou a deixar o cargo tão rápido? São várias especulações.

Uma delas é que ele não gostou do que viu, ou do que mandaram fazer. O que motiva um delegado qualificado, não é um delegado sem conceito, é uma das principais autoridades da Polícia Civil de Santa Catarina. A saída, da forma que foi, gera uma série de dúvidas e suspeitas. Publicamente, ele não disse nada ainda. O Estado ainda não oficializou e nem deu os motivos. 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 01/10/2021 - 07:42Atualizado em 01/10/2021 - 07:43

Eu tenho dito porque penso assim: a eleição é para ser tratada no tempo da eleição!

O cidadão deve sempre se informar e falar de política, para quando chegar o momento dos votos, não comer “prato feito”.

Mas o cidadão não deve se apaixonar pelo partido, fechar os olhos e os ouvidos. Não deve fazer de políticos os seus ídolos e nem tratar a política como futebol. Eleitor não é torcedor.

Na política, tem que pensar com racionalidade, não faz bem misturar com radicalismo ou extremismo, principalmente envolvendo saúde ou ciência. 

Os radicais, mesmo que suas teses sejam derrubadas, não aceitam e não se corrigem.  

Em respeito à diversidade, pluralidade e divergência: ninguém é dono da verdade! 

Ninguém é dono da palavra e ninguém está sempre certo. No mundo dos racionais, está evidente que a vacina venceu a pandemia e que ela salva vidas. 
 

Ouça o áudio completo na íntegra: 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 30/09/2021 - 19:57Atualizado em 30/09/2021 - 20:23

O governador Carlos Moisés acaba de anunciar que determinou a revogação do decreto que promovia reajuste no imposto sobre heranças e doações (ITCMD

Anunciou também a criação de um grupo de trabalho para discutir o tema, ouvindo setores da sociedade.

Com a decisão, o governador Carlos Moisés atende a um pedido da OAB de Santa Catarina.

Ontem, o presidente da OAB, Rafael Horn, protocolou oficio pedido a revogação do decreto.

Hoje, durante entrevista na radio Som Maior, o secretário da fazenda do estado, Paulo Eli, foi enfático: "o decreto não será revogado".

Logo que o Governador anunciou sua decisão, o presidente da OAB publicou nota: 

"A advocacia catarinense mais uma vez foi ouvida, o pleito da OAB/SC foi acolhido e o decreto 1482, que aumentaria a carga tributária através da ampliação do rol de incidência do ITCMD, foi revogado pelo Governador Carlos Moisés".

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 30/09/2021 - 19:43Atualizado em 30/09/2021 - 20:15

O ex-vereador Ademir Honorato assume a presidência do PL de Criciúma.

A definição é resultado de um entendimento entre o ex prefeito Márcio Búrigo e a advogada Julia Zanatta.

Julia Zanatta, até então presidente, abriu mão da posição para focar no projeto eleitoral.

Márcio confirma assim permenência no PL e "acelera" sua campanha como candidato a deputado estadual.

Júlia é candidata a federal.

O restante da executiva será anunciado no dia 7 de outubro em evento regional do PL que será realizado em Criciúma, na Associação Imbralit.

Na foto, Ademir Honorato é o segundo a partir da esquerda.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 30/09/2021 - 12:10Atualizado em 30/09/2021 - 13:50

A reforma no aeroporto Diomício Freitas, de Forquilhinha, que envolverá investimento de mais de r$ 17 milhões, já tem licitação na rua.

O Governo do estado publicou hoje no Diário Oficial o aviso de licitação pelo regime diferenciado de contratação eletrônica.

A abertura das propostas das empresas interessadas em fazer a obra será no dia 29 de outubro.

A licitação trata da contratação de empresa para executar a recuperação asfáltica da pista de pouso e decolagem, taxiway, acesso aos hangares, pátio de estacionamento de aeronaves e readequação da faixa de pista, cerca patrimonial e implantação de via de inspeção do aeroporto.

O investimento pelo Gverno do Estado no aeroporto foi tratado pelo prefeito de Forquilhinha, José Claudio Gonçalves, o Neguinho, com o governador Carlos Moisés, e teve a intermediação do deputado estadual Julio Garcia.

O secretário de infraestrutura do estado, Thiago Vieira, se empenhou pessoalmente para que o processo fosse encaminhado da melhor forma e no menor espaço tempo possivel.

 

 

 

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 30/09/2021 - 07:16Atualizado em 30/09/2021 - 07:16

O senador catarinense Esperidião Amin (PP), subiu o tom e endureceu o discurso para falar sobre mais um corte do Governo Federal.

Trata-se da verba da BR-285, Serra da Rocinha, em Timbé do Sul: “Isso é um insulto para o povo de Santa Catarina”, disse.

Antes, a deputada Angela Amin (PP), disse que era um desrespeito absurdo com o Estado.

Enquanto isso, os deputados federais do Sul de Santa Catarina, não falaram nada. Não se pronunciaram.

A indignação do Amin, deveria ser dos deputados federais. A obra está parada desde abril e falta apenas um quilômetro para ser terminada. 


Ouça o áudio completo na íntegra: 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 29/09/2021 - 19:19Atualizado em 29/09/2021 - 19:21

Quando marcaram o depoimento do empresário catarinense Luciano Hang,  eu comentei que era uma faca de dois gumes, porque ele é marqueteiro, craque na comunicação.

É uma CPI, não é uma sala de visitas, tem que apertar. Mas parece uma conversa de bar, a escolinha do Professor Raimundo. Ou um conjunto dos dois. 
Respeitando todos que pensam diferente, eu penso que o Luciano não saiu menor, não perdeu. 

O deputado da região, Daniel Freitas que foi na CPI, levou uma luz do presidente Omar Aziz porque estava fazendo live no meio. O presidente disse que não podia. 

Ouvi dirigentes do MDB sobre a nota de ontem onde a executiva apontava que tinha fechado chapa pura. Depois o senador Dário Berger  disse que não tinha acordo.

Ouvi hoje o presidente do partido Celso Maldaner, o deputado Cobalchini, troquei conversa com o Upiara e o que me chamou atenção, é que em entrevista, o Maldaner disse que o entendimento dos três é que aquele que conseguisse maior acordo com alianças, mais apoios externos, seria o candidato a governador e o Dário apresentou apoio do PSB a governador.

Mas o PSB não ofereceu apoio ao Boeira? O Boeira está levando bola nas costas do PP, será que está levando também do PSB?

Conversei com o Acélio Casagrande e ele disse que estão vacinando pessoas de 12 anos e que subiram os números de casos ativos, mas o cenário segue sendo monitorado. Mas chegou nos 12 anos, o que é positivo.

Alguém tem que fazer alguma coisa sobre as praças de pedágio. Onde estão os deputados da região? Somente dois guichês abertos. Os outros fechados. Dizem que fazem isso para vender o passe automático. Mas isso não pode.
Ficou claro que abrir somente dois guichês não resolve, pelo que a gente conhece da região, estas praças de Tubarão e  Araranguá, dificilmente vão dar conta no  verão. Hoje todos teriam que estar abertos. 

Porque não abrir o guichê se tem movimento e demanda? Alguém tem que denunciar. A concessionária tem que facilitar a vida do usuário e não complicar. Onde estão os deputados? Deputado não é eleito para ficar fazendo selfie e distribuindo emendas visando a eleição do ano que vem. Parece coisa simples, mas atrapalha a vida de muita gente. 
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 29/09/2021 - 15:20Atualizado em 29/09/2021 - 15:27

Um dia depois de anunciar que abre mão da disputa das prévias nacionais no PSDB para apoiar a candidatura de Eduardo Leite, o senador Tasso Jereissati anuncia que vai desembarcar ainda hoje em Florianópolis para participar de encontro entre o governador gaúcho e lideranças do PSDB catarinense.

Será o primeiro evento público com os dois desde que Tasso anunciou que Leite passou a ser o seu candidato nas prévias do PSDB que vai definir o candidato à Presidência da República.

A decisão do senador Tasso encaminha as prévias do PSDB para uma disputa entre Leite e o governador paulista João Dória

Hoje, às 18h, Tasso Jereissati participará da coletiva de imprensa que será concedida por Eduardo Leite.

Na sequência, a presidente estadual do PSDB, deputada federal criciumense Geovânia de Sá, receberá o senador e o governador gaúcho em evento com lideranças do Estado.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 29/09/2021 - 07:21Atualizado em 29/09/2021 - 07:21

Para mais da metade dos brasileiros a democracia é sempre a melhor forma de governo. Pesquisas mostram isso através de dados oficiais.

A pior democracia é preferível a melhor das ditaduras. Já dizia Ruy Barbosa:

"Democracia implica em funcionamento pleno das instituições, liberdade de expressão, manifestação, executivo e legislativo, com o legislativo fiscalizando o executivo”.

O funcionamento pleno do Congresso Nacional é a base da democracia, com parlamentares atuando em liberdade para isso. E, também não nos impede de questionar posturas e circunstâncias.

Por exemplo, existem números e dados que precisam ser considerados. Os deputados federais brasileiros gastam 62% a mais do que o executivo do setor privado.

Os custos do Congresso Nacional, por dia, chegam a aproximadamente R$ 30 milhões. 


Ouça o áudio completo na íntegra: 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 29/09/2021 - 06:39Atualizado em 29/09/2021 - 06:55

O vice-prefeito de Criciúma, Ricardo Fabris, anunciado candidato a deputado estadual no encontro regional do PSD, em Urussanga, participou ontem da reunião da bancada estadual do partido,  na Assembléia Legislativa.

Na reunião foi encaminhada discussão sobre posições do partido para a eleição de 2022.

Mais uma vez os deputados estaduais e o presidente estadual do partido, deputado Milton Hobbus, ratificaram que o partido terá candidato a governador.

Três nomes continuam buscando apoio das bases pela candidatura ao governo. Raimundo Colombo, João Rodrigues e Napoleão Bernardes.

Fabris falou dos seus planos para consolidar sua candidatura a deputado estadual.

Depois do encontro da bancada, ele se reuniu com o deputado federal Ricardo Guidi, que estava presente, para tratar de estratégias para alinhar a "dobradinha" na região sul.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 28/09/2021 - 19:21Atualizado em 28/09/2021 - 19:22

O MDB de Santa Catarina emitiu nota oficial, na verdade desde a madrugada os colunistas políticos estavam sendo informados sobre a possibilidade de formação de chapa pura e no meio da manhã o partido emitiu nota divulgada pela assessoria da Executiva, dando conta que os três pré-candidatos chegaram a um consenso

Mas este acordo não durou três horas. Minutos depois, o senador Dário Berger disse que o acordo era fake. Que não tinha acordo nenhum para fechamento de chapa.

Em seguida a Executiva do partido emitiu uma nova nota dizendo que os entendimentos estão sendo feitos, mas será definido na semana que vem. E agora como administrar isso internamente?

Este acordo que teria sido feito, que é estimulado pelo Antídio Lunelli, mas não está azeitado com o Dário. Os líderes do MDB estão discutindo a possibilidade de ocupar as cadeiras antes que o governador Carlos Moisés da Silva chegue. Ele chegando e o MDB não tendo definição, ele se torna o candidato natural. Eles querem evitar que ele seja o candidato à reeleição pelo partido. 

Esta é a estratégia, mas não está azeitada. Atropelaram o jogo e deu reação. O Dário tem se manifestado por nota oficial. A Executiva tem que apagar incêndio e a bancada estadual não quer saber de chapa pura nem de antecipar a decisão. Querem definir em fevereiro, nas prévias.

O espaço de Moisés vem sendo reduzido. Se fechar acordo, o MDB fecha para ele. Nos Republicanos a questão fundamental é que o deputado Sérgio Mota disse que a liderança do partido fica com ele.

A tendência é ir para o PP, mas o presidente Jair Bolsonaro também debate isso e os dois no mesmo partido não dá liga. O Moisés sabe que não terá vida fácil no mesmo partido que Bolsonaro, afinal, a relação dos dois não é mais a mesma de 2018. 

Esta esparrela do MDB acabou de certa forma apertando Moisés, mas, ao “desfritar” o ovo, ficou o sinal que o MDB não está pronto para descartar uma filiação e candidatura do Moisés.
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 28/09/2021 - 14:11Atualizado em 28/09/2021 - 14:16

A direção estadual do MDB acaba de divulgar nota oficial onde informa que a decisão do partido sobre chapa majoritaria para eleição de 2022 só será tomada depois da reunião na próxima semana entre executiva estadual e bancada de deputados estaduais.

Minutos antes, o senador Dário Berger havia informado em grupos fechados do MDB que o anúncio do acordo em torno de chapa pura era "fake news".

"Estamos converdando e analisando os cenários. Não tem um pingo de verdade a hipotese de definição de candidatura a governador, muito menos de vice e senador", escreveu o senado.

Abaixo, trecho da nota que acaba de ser distribuida pela direção do MDB:

"Em reunião da executiva estadual e bancada estadual previstas para a próxima semana, os líderes emedebistas discutem os avanços das conversas sobre a composição da chapa a majoritária. A definição oficial só será divulgada após o encontro entre os líderes."

Pela manhã, em outra nota oficial, a direção do MDB havia informado o seguinte:

"Com foco na unidade partidária, os três pré-candidatos do MDB ao governo catarinense, prefeito Antídio Lunelli, senador Dário Berger e o presidente da sigla, deputado federal Celso Maldaner, em conversas e agenda conjunta avançaram na definição da chapa majoritária que representará o partido na eleição do próximo ano. Por consenso, Lunelli deve encabeçar o grupo como candidato a governador, tendo Maldaner como vice e Berger para o senado".

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 28/09/2021 - 13:32Atualizado em 28/09/2021 - 13:56

O acordo anunciado hoje pela manhã de "chapa pura" no MDB para a eleição de 2022 sepulta de vez a possibilidade de filiação do governador Carlos Moisés, hoje sem partido.

Moisés é candidato a reeleição e só vai se filiar em um partido que lhe dê possibilidade de encaminhar o projeto eleitoral.

Como havia movimentos fortes no ambiente do MDB, especialmente na bancada estadual, para que Moisés filiasse no partido com a garantia de candidatura a reeleição, os três pré-candidatos teriam se apressado em fazer um entendimento, ocupando as vagas possíveis na chapa majoritária antes de ele chegar.

Consolidada a posição do MDB, Moisés pode se encaminhar para o PP.

Ele teve conversas com o Republicanos, mas travou na discussão sobre como ficaria o comando do partido no estado.

Outra possibilidade, de filiação no partido que surgirá da fusão DEM/PSL, está descartada.

Pelo acordo anunciado em nota do MDB hoje pela manhã, Antidio Lunelo, prefeito de Jaraguá do Sul, será o candidato a governador, deputado Celso Maldaner o vice, e senador Dario Berger disputará a reeleição.

Além de informações que passaram a circular agora à tarde no MDB de que o acordo não está tão amarrado assim entre Antidio, Dario e Celso, a conferir a reação da bancada de deputados estaduais do partido.

Ouvido a pouco, um deputado do partido afirmou em privado:

"Não vamos nos insurgir, mas vamos ponderar no momento oportuno que chapa pura nos dias atuais é muito difícil chegar ao topo".

Trecho do comunicado distribuído hoje pela direção estdual do MDB:

"Com foco na unidade partidária, os três pré-candidatos do MDB ao governo catarinense, prefeito Antídio Lunelli, senador Dário Berger e o presidente da sigla, deputado federal Celso Maldaner, em conversas e agenda conjunta avançaram na definição da chapa majoritária que representará o partido na eleição do próximo ano. Por consenso, Lunelli deve encabeçar o grupo como candidato a governador, tendo Maldaner como vice e Berger para o senado".

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13