Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/12/2019 - 08:37Atualizado em 21/12/2019 - 08:37

O senador Jorginho Mello, presidente estadual do PSL, esclareceu nesta sexta-feira que a definição do candidato a prefeito do partido será por pesquisa, qualitativa e quantitativa.
Hoje o PL tem Jeferson Monteiro em campanha. Mas, vai receber a filiação da bolsonarista Julia Zanatta, também candidata.
Jorginho estará em Criciúma em janeiro para filiar Julia, o vereador Ademir Honorato e todos os bolsonaristas que tem projeto eleitoral para 2020.

O acordo
Jorginho Mello se reuniu nesta sexta-feira, em Florianópolis, com deputados federais e estaduais do PSL alinhados com Bolsonaro, para definir como vão fazer a migração para o PL, já que o Aliança, partido de Bolsonaro, não ficará legalizado a tempo de participar da eleição de 2020.
O PL será então o “hospedeiro” para quem tem projeto eleitoral.
Daniel Freitas e Jesse Lopes participaram da reunião.

Nada a ver
O senador Jorginho descartou qualquer possibilidade de organizar o Aliança no estado.
“Isso não existe, meu partido é o PL, que está muito bem, e sou parceiro dos Bolsonaro. Vamos estar juntos na eleições de 2020 e 2022”, arrematou.

Vereador
Jorginho Mello sobre Nicola Martins:
“É um cidadão de bem, competente, quer se eleger vereador, e nós vamos ajudá-lo para isso. Mas, ele sabe que nunca tivemos compromisso de apoiar o Clesio, e sabe que não estaremos com o Clesio”.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/12/2019 - 08:23Atualizado em 20/12/2019 - 08:26

O prefeito Clesio Salvaro convocou para segunda-feira, 23, sessão extraordinária da Câmara de Vereadores para analisar e votar o projeto da reforma de previdência municipal. Ontem, o prefeito fez protocolar um pacote de projetos, que somados aos que já estavam na câmara, serão mais de 20 projetos.

Os projetos

Entre os projetos protocolados está o “mão na roda”, um programa de micro-crédito, resultado de parceria entre Prefeitura/Sebrae/Credisol. O Sebrae oferece retaguarda técnica para o micro-negocio se firmar, o Credisol garante os recursos, e a Prefeitura entra como avalista.

Os votos

Os operadores políticos do Paço estão trabalhado forte nos bastidores para garantir os 2/3 necessários dos votos para aprovação da proposta de reforma da previdência. Todos os vereadores, inclusive os que fazem oposição ao governo, vem sendo procurados.

Com o Sindicato
Ontem, o prefeito Salvaro fez reunião com a presidente do sindicato dos servidores municipais, Jucelia dos Santos, para apresentar o projeto. Estava o vice-prefeito, Ricardo Fabris, a procuradora do município, Ana Cristina Youssef, e o secretário municipal da fazenda, Celito Cardoso. A presidente do sindicato saiu da reunião e gravou um video, na porta do gabinete do prefeito, com criticas ao projeto e causando “falta de transparência no governo”.

Veto

Também foi protocolado na câmara de vereadores, ontem, o veto do prefeito Salvaro às emendas aprovadas pela câmara ontem ao orçamento do município para 2020. Agora, os vereadores votam para derrubar ou manter o veto do prefeito.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/12/2019 - 05:46Atualizado em 20/12/2019 - 06:26

O ex-deputado Jorge Boeira pode ser o candidato do governador Moisés e do PSL a prefeito de Criciúma. O secretaria geral do PSL, Douglas Borba, admitiu a possibilidade, ontem à noite. Os dois devem conversar no dia 3 de janeiro, quando Douglas baixará em Criciúma exclusivamente para tratar de candidato a prefeito. Boeira e Douglas tem boa relação pessoal, e já fizeram política juntos quando estavam no PP.  Em 2014, Douglas era vereador pelo PP em Biguaçú e coordenou a campanha de Boeira para deputado naquela região. Nos últimos meses, os dois tem conversado por telefone. Principalmente sobre Criciúma, e a eleição de 2020.

Na quarta-feira, Douglas disse à coluna que o PSL estava trabalhando com três possibilidades para disputar a prefeitura. Ontem, confirmou que uma delas é Boeira. Ele havia dito também que o PSL não abre mão de ter candidato a prefeito em Criciúma, e nas 30 maiores cidades do estado. Mas, Boeira está filiado no PP.

Ontem, Douglas afirmou: “Isso passa primeiro pela vontade do Boeira de ser candidato. Depois disso, confirmada disposição de disputar, se será pelo partido a ou b, é o segundo passo”.

O que é fato é que o governador Moisés e o PSL serão adversários de Salvaro na eleição de 2020.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/12/2019 - 13:18Atualizado em 19/12/2019 - 16:43

O governador Carlos Moises fez avaliação do ano, destacando números positivos do estado, durante encontro com jornalistas catarinenses.

Projetou sanear as contas do governo durante 2020.

Disse que assumiu com um déficit projetado de R$ 2,5 bilhões e vai fechar em menos de R$ 1,2 bilhão.

Garantiu que o repasse financeiro para os hospitais filantrópicos do estado mais do que dobrou em relação à 2018.

Anunciou  que vai terceirizar serviços na rede pública hospitalar e no sistema prisional.

Também apresentou números que mostraram que dobrou o repasse para universidades comunitárias.

 

 

 

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/12/2019 - 12:31Atualizado em 19/12/2019 - 12:43

De repente, o meu registro de jornalista trancou no gabinete do delegado regional do trabalho, em Florianopolis. E passaram dias, meses.

Saia o registro de todo mundo, menos o meu.

Gastei muita sola de sapato indo na delegacia, e nada.

Um dia, estava chegando na delegacia e encontrei na portaria uma senhora muito simpatica, afetiva, atenciosa. Ela perguntou o que eu procurava.

Expliquei, disse que era de Criciúma e ela se apresentou, também criciumense. 
Me levou ao delegado. Pediu por mim.

Meu registro saiu em uma semana.

Estava trancado porque eu havia escrito uma notícia que o delegado não gostou.

Ela o convenceu.

Foi um anjo que apareceu no meu caminho.

E hoje ela foi ao encontro dos anjos.

Muito obrigado, dona Zulcema.

Um beijo.

Minha carreira profissional foi possível pela sua justa intervenção. 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/12/2019 - 07:58

Em 2018, Carlos Moisés correu o sul do estado pedindo votos junto com Jesse Lopes e Felipe Estevão. Os três do sul, do PSL, e do time de Bolsonaro.
Os três se elegeram. Foram novidades da eleição. Moisés governador, Jessé e Felipe deputados estaduais.
Um ano depois, no jantar de final de ano que ofereceu no Palácio da Agronômica para os deputados estaduais, o governador Moises não convidou Jesse, nem Felipe.
Ele dividiu mesa com deputados do MDB, PP, PDT, PL e até do PT. Todos, adversários na eleição de 2018.
Do sul, foram convidados, e estavam no jantar, os deputados Luiz Fernando Vampiro, Volnei Weber e Ada de Luca, do MDB, Rodrigo Minotto, PDT, e José Milton Scheffer, PP.
A relação com o presidente Jair Bolsonaro, também explodiu. Politicamente, estão rompidos. A relação é protocolar e administrativa.
Prova disso foi o que o deputado Eduardo Bolsonaro (filho do presidente) disse dele quando esteve recentemente em Criciuma.
Não se trata de certo ou errado, mas da rapidez na mudança.
O aliado virou inimigo em poucos meses.
E o adversário virou homem de confiança.
Faz lembrar o político baiano Antônio Carlos Magalhães:  “...na política até boi voa”.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/12/2019 - 06:38Atualizado em 19/12/2019 - 07:18

Não existe a possibilidade de o PSL apoiar candidatos de outros partidos em Criciuma e Içara. Nas duas cidades, o PSL terá candidatos próprios. Quem garante é o secretário geral do partido, Douglas Borba, secretário da casa civil do governo do estado.

Ele diz que em Criciuma tem conversas em andamento com três possíveis candidatos. Definição pode sair durante o mês de janeiro. A possibilidade de apoio a uma candidato do deputado Rodrigo Minotto, está descartada.

A posição do PSL em relação a Criciúma e Içara é desdobramento da decisão tomada pela direção do partido de ter candidatos nas 30 maiores cidades do estado.

O raciocínio é lógico e de fácil compreensão. Partido novo, que acaba de se dividir por conta da saída de Bolsonaro, precisa formar base e isso se faz com prefeitos e vereadores. Por enquanto, as articulações em Criciúma e Içara estão sendo feitas por Rangel Loch, coordenador regional do partido, em sintonia fina com Douglas Borba. Mas, no primeiro final de semana de janeiro, o próprio Douglas virá a Criciúma para fazer as conversas que podem ser definitivas.

O estágio seguinte será o próprio Moisés entrar no circuito, vindo à cidade para anunciar quem será o “seu” candidato.

Em números

Douglas Borba disse ontem à noite que o partido tem pesquisa do Instituto Paraná que aponta aprovação de 67% do governo Moisés em Criciúma. De acordo com ele, a pesquisa aponta também um percentual de 30% de possibilidade de transferência de voto para o candidato apoiado pelo governador.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/12/2019 - 17:28Atualizado em 18/12/2019 - 17:37

Em sessão nesta quarta-feira, 18, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) aprovou por unanimidade as contas da prefeitura de Criciúma relativas ao exercício de 2018. Em manifestação durante a audiência, o conselheiro corregedor do TCE-SC, Wilson Wan-Dall, fez elogios à gestão do prefeito Clésio Salvaro mencionando cortes de gastos e deixando, indiretamente, uma crítica ao duodécimo repassado à Câmara.

Disse o conselheiro: "eu só gostaria de fazer aqui um cumprimento ao senhor prefeito, tirando o índice da Câmara de Vereadores ele fica em 37% da receita com a folha de pagamento, um índice muito bom, sobra mais recursos para fazer as obras necessárias no município". E foi além, mencionando a redução da máquina pública: "inclusive a prefeitura tem somente cinco secretários, dois de carreira e nenhum adjunto. Fez um enxugamento da máquina, quero fazer esse registro, deixou um superávit acima de R$ 60 milhões".

Confira a fala do conselheiro no vídeo abaixo:

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/12/2019 - 07:20Atualizado em 18/12/2019 - 08:24

O fechamento de ano na Unesc, e para a gestão da reitora Luciane Cereta, não poderia ser melhor. Avaliação máxima do MEC. Cinco estrelas. Três avaliadores experientes do MEC vieram de Brasilia e ficaram três dias no campus. Avaliaram tudo na Unesc. Infraestrutura, políticas acadêmicas e de gestão, sustentabilidade, atenção ao estudante, gestão de pessoas, EAD.

Ao final, nota máxima. É a confirmação do caminho certo na gestão da Unesc, sob comando da professora Luciane Cereta. Vencendo resistências, internas e externas, superando desafios, e alcançando todos os objetivos traçados.

Criciúma em segundo

Ótima noticia para Criciúma. Segundo lugar do estado em crescimento de arrecadação, o que influencia direto no percentual para retorno de ICMS em 2020. Atrás apenas de Itajaí. Isso vai representa maior aporte financeiro no caixa da prefeitura. Mais r$ 2 milhões pelo menos. Os dados apontam para um ambiente positivo na atividade econômica cidade, o que representa uma “virada”, comparado com período recente. É resultado do empenho do governo do prefeito Salvaro para aumento de arrecadação, e de combate a sonegação.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/12/2019 - 06:15Atualizado em 18/12/2019 - 07:04

Discutir, questionar, protestar, contra as cinco praças de pedágios no lado sul da BR-101 e a fixação da tarifa em R$ 5,00, é uma coisa. É um direito do cidadão, na defesa da isonomia com o lado norte. Mas, judicializar agora o assunto, levando à paralização do processo que já está em curso para concessão do trecho, é outra coisa. Isso não interessa à região. Será um tiro no pé!

Foi dito e repetido, à exaustão, que o negócio era mudar o que estava encaminhado antes da publicação do edital. As entidades representativas, lideradas pelas associações empresariais, tentaram fazer e para isso mobilizaram para audiência públicas, e fizeram inúmeras reuniões e debates. Aquele era o momento para pressão dos políticos sobre o governo federal para evitar que o edital de concessão do trecho saísse com as cinco praças e a tarifa a r$ 5,00. Mas, eles se encolheram. So faziam algum movimento quando eram cobrados.

No início do ano, depois de intensa e ruidosa pressão, os deputados do sul foram ao ministro dos transportes para pedir revisão destes pontos polêmicos do edital. O ministro não gostou, falou grosso, bateu na mesa, e disse que não teria mudança nenhuma. Os deputados não tocaram mais no assunto. Agora, o leilão para concessão do trecho está marcado para o dia 21 de fevereiro. E isso não pode mudar. A concessão tem que ser feita o quanto antes.

Quem circular pela BR-101 vai observar com facilidade buracos na pista e muitos pontos onde o asfalto está “esfarelando”. Se não for feita a concessão, e a iniciativa privada não assumir a conservação, vai esburacar tudo em pouco tempo.

O que ainda cabe aos políticos, a partir de agora, é tentar convencer o Governo Federal (por argumentos ou movimentos de pressão), a criar uma tarifa especial de implantação do pedágio, com desconto, talvez por uma década. Mas, suspender o processo de concessão (e implantação do pedágio), é mal negocio para o sul.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/12/2019 - 19:48Atualizado em 17/12/2019 - 19:54

O prefeito Clesio Salvaro acaba de lançar o projeto "uma mão na roda", durante cerimônia de formatura de cursos profissionalizantes do Bairro da Juventude.

Trata-se de uma parceira firmada entre prefeitura, Sebrae e Credisol.

Pelo projeto, serao apoiados pequenos empreendedores.

Em síntese, o Sebrae dara apoio tecnico, o Credisol vai liberar recursos e a prefeitura será avalista.

Prefeito anúnciou que vai encaminhar o projeto amanhã para análise na Câmara de Vereadores, como parte de um pacote de projetos.

No pacote estará o projeto para reforma da previdência dos servidores municipais.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/12/2019 - 16:51Atualizado em 17/12/2019 - 16:55

O governo do Comandante Moisés teve duas saídas nesta terça-feira.

O primeiro a ter a saída confirmada foi o adjunto da secretaria de desenvolvimento econômico, Amâncio João da Silva Junior.

Era considerado o "coração" e o "motor" da secretaria, que fazia os processos andar.

Minutos depois, foi confirmada a saída do secretário executivo do Meio Ambiente, Felipe Assunção Alencar.

Amandio é do norte do estado, e Felipe é de Tubarão.

Ainda não há informações sobre substitutos.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/12/2019 - 15:46Atualizado em 17/12/2019 - 15:55

O "grupo dos nove" na Câmara de Vereadores de Criciúma se reuniu agora à tarde e ratificou o acordo firmado logo depois da eleição de 2016.

Pelo acordo, um vereador do MDB será eleito presidente da Câmara para 2020 e como o indicado do partido é o vereadorTita Beloli, o grupo fechou com ele.

O atual presidente, Miri Dagostim, PP, e os demais membros da mesa, vão renunciar no dia 7 de janeiro, abrindo espaço para eleição da nova mesa.

Tita já teve o apoio oficial da bancada do PSDB na semana passada, seguindo decisão da executiva do partido.

Com os votos do grupo dos nove, mais três vereadores do PSDB, estão garantidos pelo menos 12 votos (do total de 17 vereadores).

 

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/12/2019 - 07:40

Ganha as ruas, e livrarias, o bom livro da juíza de direito Debora Rieger Zanini.
“Regime Fechado” tem prefácio do juiz aposentado Rubens Salfer.
O livro é muito bem escrito, de leitura fácil, rápida e agradável.
A juíza conta casos que anotou ao longo dos seus 20 anos de magistratura, especialmente nos tempos de comando da vara de execuções penais em Criciúma.
Um dos casos, “os companheiros não perdoam”.
Ela conta que um preso, tetraplégico, precisava ser ajudado pelos colegas de cela para as atividades mais comuns do cotidiano - não conseguia comer, ir ao banheiro sozinho, fazer sua higiene pessoal, tomar banho, trocar de roupa. Os colegas de cela faziam tudo para ele. Inclusive colocar no vaso sanitário, e limpar suas partes íntimas. Isso durou cinco meses.
Até que a justiça deferiu o pedido de prisão domiciliar, para que ele fosse cuidado pelos familiares.
E a juíza segue o relato, na pagina 38:
“Pouco tempo depois, ocorreu um roubo na praça do Congresso. A polícia foi acionada e o assaltante, ao ser flagrado, saiu correndo em fuga. Foi preso em seguida, levado ao presídio. E qual não foi a surpresa do agente prisional ao vislumbrar que o criminoso preso era o tal homem tetraplégico de meses antes”.
E ela arrumada:
“Foi a enganação do ano! Talvez do século!”.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/12/2019 - 06:02Atualizado em 17/12/2019 - 14:38

O prefeito Clésio Salvaro encaminha hoje à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei para a reforma da previdência dos servidores municipais. Até amanhã, o prefeito deve convocar sessão extraordinária para análise e votação da matéria. Provavelmente para sexta-feira, 20. O projeto vem sendo estudado pela equipe técnica da prefeitura, coordenada pela procuradora geral, a advogada Ana Cristina Youssef. Foi concluído ontem, depois de reunião com o CriciumaPrev. Hoje, o prefeito deve marcar reunião com todos os vereadores para apresentar o projeto. Entre as mudanças previstas, está o aumento da contribuição dos servidores de 11% para 14%.

A expetativa do prefeito Salvaro é que a reforma da previdência que tramitou no Congresso Nacional envolvesse todas as instâncias do poder público. Seria o ideal. Até para evitar regras diferentes entre estados e municípios. Mas, os deputados federais e senadores excluiriam estados e municípios, mas estabelecendo que todos devem ter suas reformas aprovadas até o primeiro semestre de 2020.

O governador Carlos Moisés já encaminhou para a Assembleia Legislativa o projeto para reforma da previdência dos servidores do estado. Queria que fosse aprovada ainda em 2019. Mas, os deputados estaduais postergaram para fevereiro de 2020. A reforma da previdência dos servidores do município deve ser a matéria mais importante tratada na Câmara de Criciuma no segundo semestre do ano que vem.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/12/2019 - 07:40

Prefeito Alemão, de Siderópolis, fez evento de expressiva representatividade para inaugurar a pavimentação da rodovia que liga o município com Nova Veneza, trecho de 5 quilômetros. Na placa, o nome do governador Moises, mas um agradecimento aos ex-governadores Eduardo Moreira e Raimundo Colombo.
Eduardo estava na cerimonia e foi chamado para descerrar a placa.
Prefeito de Nova Veneza, Rogerio Frigo, participou do ato.
Ele também entregou uma rodovia pavimentada no sábado.

De longe
Eduardo Moreira e o deputado Vampiro estavam no mesmo ambiente na inauguração da rodovia de Sideropolis, mas, de novo, não falaram nada além das formalidades.

O futuro
O prefeito Alemão completa em dezembro de 2020 o segundo mandato em Siderópolis e não poderá ser candidato a reeleição. Mas, não deverá ficar longe da urna. Ele está sendo estimulado a ser candidato a presidente da Certrel (cooperativa de Treviso).

O vice
O ex-prefeito de Nova Veneza, Elzio Milanez, PSD, acompanhou o prefeito Rogerio Frigo, PSDB, nas inaugurações de sábado. Isso fez aumentar as apostas de que ele será o vice de Frigo para a eleição de 2020.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/12/2019 - 07:28

Diz só fará substituições, em março, daqueles que tiveram que sair para disputar eleição.
Em principio, Paulo Cesar Bittencourt e Nicola Martins devem ser candidatos a vereador.

Sem o PL
Prefeito Salvaro comentou ontem o anuncio do senador Jorginho Mello, presidente estadual do PL, de que o partido terá candidato a prefeito e não estará com ele em 2020, apesar de hoje estar no seu governo.
“O Jorginho tem razão, não havia compromisso de o PL estar comigo”, disse.
E acrescentou: “Quanto ao Nicola Martins (presidente da fundação de esportes), ele faz bom trabalho, e ele vai ter que decidir o que fazer”.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/12/2019 - 06:07Atualizado em 16/12/2019 - 07:02

Depois de uma inauguração em Bombinhas, semana passada, o governador Carlos Moises, PSL, jantou com o deputado Rodrigo Minotto e a deputada Paulinha, ambos do PDT, e trataram de possibilidades para a eleição de 2020. O governador garantiu: “onde o PSL não tiver candidato a prefeito, vamos apoiar os aliados”.

Para o deputado Minotto, foi o primeiro sinal efetivo da possibilidade de ter o apoio do governador para sua candidatura a prefeito de Criciuma. Minotto tem falado sobre o assunto com o secretario da Casa Civil do governo Douglas Borba, que passou a ser o secretario geral e articulador do PSL.

O PSL desmontou na cidade depois do desligamento político do grupo alinhado ao presidente Bolsonaro. Está sendo reestruturado. Mas, dificilmente terá condições de emplacar candidato a prefeito de porte. Minotto repetiu a Moisés que está “construindo" a sua candidatura e abriu espaço de vice na chapa para o PSL. Já tem um nome sendo avaliado, que ainda é preservado.

Enquanto o PSL estava inteiro, o governador Moisés insistiu com o deputado Daniel Freitas para ser candidato, mas ele resistiu. Depois, investiu sobre deputado Luiz Fernando Vampiro, MDB, que descarta a possibilidade de disputar a prefeitura. Por isso, cada vez mais, Minotto pode ser a opção de Moisés em Criciúma.

Só com a base

O governador Moisés vai oferecer jantar de fim de ano aos deputados estaduais, amanhã, no Palácio da Agronômica. Mas só para os deputados “da base”. Do sul, estarão os deputados Rodrigo Minotto, Luiz Fernando Vampiro e José Milton Schefer.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/12/2019 - 08:17Atualizado em 14/12/2019 - 08:31

O presidente do MDB de Içara, Fernando Mazzucheti, considera que o vereador Toninho Mello fez um caminho sem volta e não tem mais espaço no partido. “Ele fechou as portas do partido para ele”, assegurou Mazzucheti, poucos minutos antes do inicio de um evento do MDB, nesta sexta-feira à noite.

O fato determinante foi a participação do vereador Toninho de Mello em um evento do PP, se deixando fotografar ao lado da candidata a prefeita Dalvania Cardoso. Agora, Toninho deve migrar para o PL e ser o candidato a vice de Dalvania.

Cabeça de chapa

O vereador Toninho de Mello, um dos mais tradicionais lideres do MDB de Içara, era um dos candidatos a prefeito no partido. Além dele, Sandro Serafim, o atual vice, e Arnaldinho Lodeti, secretario de planejamento. Fernando Mazzcuheti diz que o MDB deve ter “cabeça de chapa” na aliança que fechar para 2020. "Vamos ter muitas dificuldades de não ter candidato a prefeito”, afirmou.

A aliança

O MDB tem uma aliança ampla em Içara, com vários partidos, mas os entendimentos de bastidores apontam para composição de chapa com o PSD. O empresário Anselmo Freitas, filiado ao PSD em agosto, é citado como candidato a prefeito, com o MDB de vice. Outro nome do PSD para a chapa é o vereador Alex Michels, que seria candidato a vice.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/12/2019 - 07:29Atualizado em 14/12/2019 - 07:51

O PL participa hoje no governo do prefeito Salvaro, mas não estará com ele na eleição de 2020.

Decisão está tomada. O PL terá candidato a prefeito.

A garantia foi dada pelo senador Jorginho Mello, presidente estadual do PL, nesta sexta-feira. O PL está hoje representado no governo de Salvaro pelo presidente da Fundação Municipal de Esportes, Nícola Martins, que tem enfatizado a sua lealdade ao prefeito.

Mas, Jorginho afirmou: “o Nícola sempre soube que não havia compromisso de alinhamento automático com o Clesio para a eleição”. Em janeiro, o senador estará em Criciúma para começar a tratar da migração de bolsonaristas.

Como o Aliança não estará registrado e legalizado em tempo hábil para a eleição de 2020, o PL será uma espécie de “hospedeiro" dos bolsonaristas que vão participar da eleição em Criciúma e outras cidades do estado.

Isso está acertado entre Jorginho e os Bolsonaro (deputado Eduardo, senador Flavio e presidente Jair). Jorginho vai procurar primeiro o vereador Ademir Honorato, a advogada Julia Zanata e o delegado Marcio Campos Neves.

Com Julia, as conversas já foram iniciadas faz mais de dois meses, e avançaram quando o deputado Eduardo Bolsonaro esteve em Criciúma, e Jorginho o acompanhou.

A candidatura a prefeito do PL pode ser da advogada Julia Zanatta, o do delegado Márcio Campos Neves. Mas, será de um bolsonarista.

O que virá

A posição do PL para a eleição de Criciúma, anunciada pelo senador Jorginho Mello, vai produzir desdobramentos dentro do partido. O primeiro, por Nicola Martins, porque ele terá que definir entre se afastar do prefeito Salvaro e estar em palanque adversário em 2020, ou aceitar convite para se filiar no PSDB.

Depois, pelo advogado Jeferson Monteiro, que migrou do MDB para o PL, levado pelo ex-prefeito Márcio Burigo, para ser candidato a prefeito.

Pensando na frente

O senador Jorginho Mello é pragmático. Ele já se anunciou candidato a governador em 2022 e quer ser o candidato do presidente Bolsonaro, que vai disputar a reeleição. E para confirmar a sintonia fina que em os Bolsonaros, ele não perdeu a chance de cutucar o governador Moises: “Já que o Moisés não gosta do apoio dele (Bolsonaro), eu gosto, e quero estar com ele”.

No comando

Jorginho está tão alinhado aos Bolsonaro, que o presidente o convidou para comandar a implantar o Aliança no estado. Ele declinou, mas colocou o PL à disposição. Hoje, o PL tem 250 vereadores, 20 prefeitos e 30 vice-prefeitos no estado. Projeção de Jorginho é dobrar esses números.

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13