Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/10/2021 - 20:53Atualizado há 4 horas

Já está na justiça o impasse entre o IMAS, Instituto Maria Schmitt, que administra o Hospital Regional de Araranguá e o governo do estado.

O IMAS entrou com uma ação contra o governo, e a justiça já despachou uma liminar favorável ao instituto.

O IMAS entrou com um mandado de segurança contra ato ilegal que teria sido praticado pelo secretário estadual da Saúde André Motta Ribeiro.

O IMAS pede acesso a dados do estado, mas que são seus. Entre outras questões, uma visita técnica que teria sido realizada e que teria apontado supostas irregularidades e que por isso o instituto não estaria recebendo por todos os serviços realizados no Hospital Regional de Araranguá. Essa talvez a mais importante argumentação do IMAS no mandado de segurança. 

O estado contesta essa visão da instituição. A Procuradoria Geral do estado diz que o IMAS cria uma cortina de fumaça em torno do assunto. Que quer receber, mas não quer ser fiscalizado e que, inclusive, a situação do Hospital Regional de Araranguá se agrava e ai aponta irregularidades que estariam acontecendo no hospital.

Enfim, é uma situação delicada. Uma briga que agora vai para o poder judiciário. E pode sobrar, evidentemente, para a comunidade de Araranguá porque dependendo do encaminhamento, pode acabar precarizando a situação do hospital de Araranguá 

Faz mais ou menos 5 meses que estamos tratando disso. Eu já ouvi posição dos dois lados. Mas fica claro que tem ruído na comunicação.

O IMAS não é bom; rompe contrato. O IMAS tem razão dê razão ao IMAS. Mas não pode prejudicar o serviço do hospital de Araranguá. 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/10/2021 - 07:22Atualizado em 21/10/2021 - 07:39

O projeto do governo Moisés que prometia uma nova política salarial para os professores colocou “fogo no parquinho”.

Na quarta-feira, 20,  os professores já estavam na frente da Assembleia Legislativa, em Florianópolis. 

Não é verdade o que dizem, que os educadores gostam de fazer protesto. Mas uma coisa é certa: eles não gostam de ser enrolados e enganados. 

O próprio governo criou uma expectativa que não entregou. Vieram fatos novos e surpresas, por exemplo: o complemento salarial para pagar no mínimo R$ 5 mil, é considerado nas horas dos descontos. 

O valor adicional não é considerado para cálculo de aposentadoria! Sobre o salário de até R$ 11 mil, isso será para pouco, atingindo apenas 0,34% da rede.

Ouça o áudio completo na íntegra: 
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/10/2021 - 06:02Atualizado em 21/10/2021 - 06:31

Depois de um passo atrás, foram retomadas as conversas do Republicano com o governador Carlos Moisés e uma definição é esperada para os próximos dias, ainda durante outubro.

O partido estabeleceu condições, que devem ser aceitaas pelo Governador.

A primeira é que o comando do partido no estado continuará com o deputado Sergio Motta.

Alem disso, o Governador não terá recursos do fundo partidário para campanha da reeleição e terá que apresentar uma "chapa" de candidatos a deptado federal.

O deputado Motta confirmou as condições colocadas ao Governador, diz que as conversas estão bem encaminhadas, e que acredita numa definição durante o mês de outubro.

 

Clesio com Dória

Enquanto o PSDB catarinense recebia ontem o ex-senador e ex-ministro Arthur Virgilio, inscrito para as prévias do partido para definir o candidato a Presidente da República, o prefeito de Criciúma, Clesio Salvaro, estava em São Paulo, reunido com o governador João Dória, também inscrito para as prévias.

O catarinense Vinicius Lummertz Silva, ex-ministro, hoje secretário de turismo de São Paulo, participou do encontro (foto).

Clésio já havia anunciado apoio para o terceiro inscrito para as prévias tucanas, o governador gaúcho Eduardo Leite.

Na conversa com Dória, o prefeito criciumense disse que vai votar em Leite nas prévias, mas se ele vencer, estará na sua campanha no minuto seguinte.

 

Boeira no PSB

Como informado em primeira mão ontem aqui, o ex-deputado do sul e empresário Jorge Boeira teve reuniões ontem em Brasilia com a cúpula nacional do PSB.

Pela manhã, se reuniu com o ex-governador de São Paulo, Márcio França. À tarde, esteve com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira (foto).

Boeira foi convidado a se filiar e teve a garantia de candidatura a governador.

"Agora só depende dele", resumiu o ex-deputado Claudio Vignati, presidente estadual do PSB, que participou das reuniões.

Boeira deve decidir nos próximos 10 dias.

 

.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/10/2021 - 13:45Atualizado em 20/10/2021 - 14:16

O ex-deputado do sul Jorge Boeira está em Brasília em reuniões com dirigentes nacionais do PSB discutindo a possibilidade de filiação no partido.
Está acompanhado do presidente estadual do PSB, ex-deputado Claudio Vignati.

Pela manhã, os dois tiveram reunião com o ex-governador de São Paulo, Márcio França (foto).
A conversa foi  considerada "muito boa".

Boeira foi convidado a se filiar e sair candidato a governador.

Agora à tarde, Boeira vai se reunir com Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB.

A tendência é que no encontro seja definida a sua filiação.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/10/2021 - 07:26Atualizado em 20/10/2021 - 08:26

Foi muito bom constatar nesta terça-feira, 19, que os deputados federais do Sul de Santa Catarina, se posicionaram do lado certo em relação a proposta de manietar o Ministério Público (MP). 

Os três se manifestaram do lado certo: Geovania de Sá, Ricardo Guidi e Daniel Freitas. Eles anunciaram que vão votar contra a proposta.

Por consequência, eles se posicionam a favor da autonomia do MP e isso é bom para a sociedade. Não traz verba direto, mas garante fiscalização e  enfrentamento à corrupção e desvio de dinheiro público.

O MP autônomo e independente, permite enfrentamento às ações criminosas, a corrupção, a improbidade, independe de quem sejam os envolvidos. 

A PEC 05, que está na Câmara dos Deputados para ser votada a qualquer momento, quer matar a autonomia do MP e colocá-la sob o comando dos políticos.

Ouça o áudio completo na íntegra: 


Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/10/2021 - 19:15Atualizado em 19/10/2021 - 19:19

Em Urussanga, todo dia tem fato novo. São 152 dias que o prefeito Gustavo Cancellier (PP) está afastado por suspeita de ilicitudes no Governo Municipal. 

Chegou a  ser especulado que se chegar a 180 dias pode ter nova eleição, mas não tem nada a ver. Não há possibilidade de previsão de nova eleição. Os advogados do prefeito levaram o caso ao STJ.

A secretária de administração também está afastada e os dois continuam recebendo o salário em dia.

Não é ilegal, mas questionável. Estão recebendo sem trabalhar. O salário do prefeito é mais de R$ 19 mil, na soma dos dias afastados dá mais de R$ 100 mil.

A secretária tem salário de mais de R$ 7 mil. Na soma dos dois juntos, prefeito e secretária, dá quase R$ 150 mil recebidos nos dias afastados.

o pagamento não é ilegal, mas convenhamos, é questionável. Não faz sentido, pois não estão trabalhando.

Ainda em Urussanga, a Justiça bloqueou os bens da secretária de Saúde por causa daquele caso de suspeita de fura fila na vacinação da Covid-19.

O governador Carlos Moisés da Silva está tratando de filiação partidária. As portas não estão se abrindo. Ele achou que fariam fila na frente da Casa D' Agronômica, mas bateu em uma porta fechou, bateu em outra, fechou, hoje está sem opção, a não ser que vá para um partido insignificante, mas agora é diferente de 2018. Ele precisa de um partido minimamente estruturado.

Conversa hoje com o MDB. Os deputados não dirão que não, mas não dirão que sim. Eles tem um candidato, que é o Antídio Lunelli. Será mais uma conversa de relacionamento.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/10/2021 - 14:37Atualizado em 19/10/2021 - 14:41

A Promotoria de Justiça da comarca de Urussanga obteve na Justiça a indisponibilidade de bens da Secretária Municipal de Saúde, da Coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal, da Coordenadora de Atenção Básica à Saúde e de duas enfermeiras e uma técnica de enfermagem da rede municipal de saúde como garantia de pagamento das multas civis caso sejam condenadas por supostos atos de improbidade administrativa na campanha de vacinação contra a covid-19 no municípios.

A decisão liminar da 2ª Vara da Comarca de Urussanga foi divulgada apenas nesta terça-feira, após a confirmação de que os valores foram bloqueados.

A medida atende ao que foi pedido em ação civil pública de improbidade administrativa ajuizada pelas Promotoras de Justiça Juliana Ramthun Frasson, da 3ª Promotoria de Justiça e Ana Maria Horn Vieira Carvalho, que atuou em colaboração.

Na liminar, o Juiz Roque Lopedote determina "a indisponibilidade de bens equivalentes a 20 vezes a remuneração bruta das requeridas Ingrid Zanellato (Secretária Municipal de Saúde, bloqueio de R$ 154.2 mil), Marília Ferrera Marcineiro (Coordenadora da Vigilância Epidemiológica, bloqueio de R$ 88,1 mil) e Lilyan Vieira Barzan Plucenio da Silva (Coordenadora da Atenção Básica, R$ 139,4 mil), e a dez vezes a remuneração bruta das demandadas Ana Paula Wernke Salvador (enfermeira, Coordenadora de Unidade de Saúde da Família, bloqueio de R$ 37,4 mil), Bárbara Euzébio Burin (técnica de enfermagem, bloqueio de R$ 49,7 mil) e Amanda Rinaldi (enfermeira, Coordenadora de Unidade de Saúde da Família, bloqueio de R$ 50,2 mil)".

As suspeitas de que elas estariam envolvidas na promoção e facilitação de casos de fura-fila vieram à tona em maio deste ano, com o vazamento de um áudio de uma reunião ocorrida em 18 de março, e vinham sendo investigadas em sigilo pelo Ministério Público. Nessa reunião, entre a Secretária e as Coordenadoras da Vigilância Epidemiológica e de Atenção Básica com enfermeiros e técnicos de enfermagem da rede municipal, elas deixaram claro que, naquele momento, no mínimo, teriam conhecimento de episódios de fura-fila e que não denunciariam os casos, nem tomariam providências para apurar as responsabilidades, tanto no âmbito administrativo como judicial.

 "A investigação foi bastante criteriosa e o sigilo das investigações foi importantíssimo para desvendar todas as situações que foram descobertas e foram alvo da ação. É preciso salientar que o Ministério Público está sempre atento e empenhado em defender os interesses da sociedade e em responsabilizar, de forma justa e coerente, aqueles que afrontam e desrespeitam os interesses dos cidadãos catarinenses", enfatiza a Promotora de Justiça Juliana.

O inquérito civil da 3ª PJ constatou a responsabilidade da Secretária de Saúde e das demais servidoras por agirem diretamente para possibilitar a aplicação de imunizantes contra a covid-19 em pessoas que não se enquadravam nos públicos prioritários definidos pelos planos nacionais, estaduais e municipais de vacinação, e por se omitirem ao tomar conhecimento de casos suspeitos.

As apurações também apontaram que, em Urussanga, a vacinação contra a covid-19 era de responsabilidade da Secretária Municipal de Saúde, da Coordenadora da Vigilância Epidemiológica e da Coordenadora da Atenção Básica, que teriam se utilizado da função para possibilitar o acesso privilegiado aos imunizantes de pessoas que não poderiam se vacinar de acordo com o calendário oficial da campanha.

As demais demandadas na ação pública de improbidade também teriam atuado, em conjunto com as suas superiores hierárquicas, para proporcionar fura-filas, pois trabalham no programa de Saúde da Família do Município: Amanda e Ana Paula são coordenadoras de unidades do programa e bárbara é técnica de enfermagem.

Na ação, estão documentados casos de imunização irregular proporcionada pelas requeridas que teriam beneficiado pessoas fora dos grupos prioritários, entre outras ilegalidades, conforme resumido no relatório da liminar: "[a] houve preferência de vacinação de pessoas que exerciam atividades administrativas em detrimento àqueles da área da saúde; [...] [d] houve preferência de vacinação de pessoas com idade inferior à faixa etária estabelecida para o momento; e] houve a preferência indevida de trabalhadores caminhoneiros, que não se enquadrariam no grupo prioritário, uma vez que não havia controle adequado quanto a comprovação do vínculo da atividade de motorista profissional do transporte rodoviário de cargas; [f] por falta de critérios objetivos houve o direcionamento indevido da chamada 'xepa' de vacinas para pessoas que não se enquadravam em grupos prioritários".

Na ação, o Ministério Público também requer que o Município tome as providências judiciais e administrativas que são determinadas pela Lei de Improbidade Administrativa nesses casos e, com relação às demandadas, que, em caso de condenação, além do pagamento das multas, percam o cargo, sejam excluídas dos quadros de servidores do Município e sejam proibidas de se candidatar a algum cargo público (perda dos direitos políticos), bem como de contratar com a administração pública durante as prazos previstos na mesma lei.

A Justiça determinou um prazo de 15 dias para as requeridas se manifestarem antes de decidir pelo aceite da ação judicial.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/10/2021 - 13:29Atualizado em 19/10/2021 - 13:40

O afastamento do cargo do prefeito de Urussanga, Gustavo Cancelier, PP, completa hoje 152 dias, e não há perspectiva de retorno.

Os seus advogados protocolaram habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e aguardam julgamento, sem previsão.

A partir de especulações sobre a possibilidade de nova eleição na cidade se o afastamento passar de 180 dias, buscamos o parecer do advogado e desembargador Jorge Maurique, que descartou de pronto.

"Não existe isso. Ele pode ficar afastado sem prazo que não há nova eleição. Enquanto o afastamento for cautelar, isto é, uma medida liminar e por isso provisório, não há porque de nova eleição", acrescentou.

O prefeito foi afastado do cargo no dia 20 de maio por decisão do Tribunal Regional Federal, atendendo pedido do Ministério Público e da Polícia Federal por causa de desvios na gestão da prefeitura de Urussanga que estavam sendo investigadas.

A Polícia Federal já concluiu o inquérito com o indiciamento do prefeito e ele continua afastado do cargo.

Os seus advogados recorreram com pedido que ele retornasse ao cargo, mas o Ministério Público se posiconou contra e o TRF ainda não decidiu.

Pela indefinição, os advogados decidiram recorrer ao STJ.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/10/2021 - 09:45Atualizado em 19/10/2021 - 11:32

Se depender dos deputados federais do sul catarinense a PEC (proposta de emenda constitucional) que ameaça a autonomia na atuação do Ministério Público será derrotada.

Daniel Freitas, Geovânia de Sá e Ricardo Guidi  garantem que vão votar contra a PEC.

Ontem à noite, durante a live Parlatório, Guidi garantiu que votará contra a proposta.

Hoje cedo, por mensagem de texto, Daniel  também garantiu voto contra.

Agora a pouco, Geovânia garantiu que também votará contra.

A PEC que deve ser levado a votação hoje na Câmara dos Deputados vai alterar a composição do Conselho Nacional do Ministério Público, aumentando o numero de indicados pelo congresso nacional e dar poder ao conselho para rever, derrubar e anular atos dos promotores e procuradoresna live

É uma evidente intenção que pretende submeter o Ministério Públicoao mando e comando dos politicos.

Primeiro, mataram a Lava Jato.
Depois, colocaram a mão na Policia Federal.
Agora, querem manietar o Ministério Público.

A Constituição Federal assegura autonomia funcional e administrativa ao Ministério Público.
Significa que os membros do MP não estão subordinados a nenhum dos poderes do Estado.
E por isso, podem agir contra qualquer autoridade que tiver envolvimento com o ilícito

Foi assim que políticos e empresários grados foram investigados, condenados e colocados na cadeia

Agora, os políticos que não querem ficar ameaçados, tenta atrelar o Ministério Público.

Se aprovada a PEC, será um retrocesso.

Isso não interessa ao cidadão pagador de impostos .

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/10/2021 - 07:24Atualizado em 19/10/2021 - 07:25

Primeiro mataram a Lava Jato, acabaram com ela e depois colocaram a mão na Polícia Federal. Agora querem manietar o Ministério Público (MP).

Enquanto estamos tratando da rotina, em Brasília os políticos que não querem ser investigados, ficar à mercê de julgamentos, vão tentar aprovar hoje uma proposta de PEC que vai amarrar o MP, deixando sem espaço para agir.

A Constituição Federal assegura a autonomia funcional e administrativa ao MP. 

Foi uma das grandes conquistas e inovações da Constituição Cidadã. Significa que seus membros não estão subordinados a nenhum dos poderes do Estado.

E por isso podem promotores e procuradores agir contra qualquer autoridade que tenha envolvimento com o ilícito. 

Ouça o áudio completo na íntegra: 
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/10/2021 - 06:22Atualizado em 19/10/2021 - 07:58

O deputado federal Ricardo Guidi rechaçou a especulação sobre a possibilidade de filiação do governador Carlos Moisés ao seu partido, o PSD, durante entrevista ao Parlatório, a live que faço toda segunda-feira, 19h, com Upiara Boschi e Everaldo Silveira.

"Não vejo ele no PSD, não vejo clima para isso no partido", disse Guidi.

O deputado criciumense disse que o PSD tem seus candidatos ao governo, citou Raimundo Colombo, Adeliana Dal Pont, Napoleão Bernardes e enalteceu a liderança do prefeito João Rodrigues.

Disse que ele é hoje hoje a principal liderança regional do estado.

Perguntado por Upiara se é maior que a liderança regional do prefeito Clesio Salvaro, ele não pestanejou: "acredito que sim".

 

Moisés sem partido

O governador Carlos Moisés convidou para jantar hoje no Palácio da Agronômica os deputados estaduais do MDB.

Como o Governador está nos últimos dias tratando com partidos sobre sua possível filiação, a tendência é que o assunto seja incluído no cardápio.

Mas, no MDB, o prefeito Antidio Luneli se fez majoritário no comando do partido, está acertado com o presidente da executiva, deputado Celso Maldaner, e não admite nem conversar sobre qualquer outra possibilidade que não seja a sua candidatura ao governo.

Moisés está ficando com espaço apertado e poucas alternativas. 

Nos ultimos 15 dias, bateu nas portas do PODEMOS e do Republicanos, e não se deu bem.

Nos dois casos, operação mal sucedida.

As investidas acabaram fragiizando a posição do Governador.

 

Destinos de bolsonaristas

Os três principais politicos bolsonaristas do sul do estado estão se encaminhando para rumos distintos.

O deputado federal Daniel Freitas e o deputado estadual Jessé Lopes foram eleitos pelo PSL, onde ainda estão filiados.

Daniel já trata da possibilidade de voltar ao PP, onde começou sua trajetória política, e para onde deve ir o Presidente Bolsonaro.

Mas, com ou sem Bolsonaro no PP, Daniel projeta ir para lá.

Ele falou sobre isso com o ex-deputado Valmir Comin, o senador Esperidião Amin e a deputada Ângela Amin.

Jessé Lopes está praticamente com os dois pés no PTB.

A advogada Julia Zanatta, que foi candidata a prefeita em 2020 e será candidata a deputada federal, está decidida a ficar no PL, onde tem boa relação com o  senador Jorginho Mello, presidente estadual do partido.

Quanto ao Presidente Bolsonaro, um aliado seu de primeira hora aqui da região disse ontem: "ele está 99% no PP, mas ainda tem aquele 1%".

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/10/2021 - 19:38Atualizado em 18/10/2021 - 20:16

Henrique Salvaro foi o grande líder da família Salvaro no processo político, colocou os Salvaros da família na política e estava afastado do processo.

Ultimamente tomou a linha de frente e surpreendeu ao apoiar Marcio Búrigo a estadual e Geovania de Sá a federal.

Conversei com Eduardo Moreira, que vem articulando para ser candidato a deputado estadual. Mas como se vai ser nomeado para o BRDE, que deve ser consumado em novembro? Mas ele me disse que a candidatura é para valer.

Sobre o caminho dos bolsonaristas da região com a mudança de partido do presidente Jair Bolsonaoro. O deputado estadual Jessé Lopes me disse que o Bolsonaro está caminhando para o PP. O Jessé pode ir para o PTB. O deputado federal Daniel Freitas está conversando com o Progressistas, onde começou sua carreira política. Já a Julia Zanatta deve ficar no PL. Mas todos seguem fechados com o Jair Bolsonaro.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/10/2021 - 18:19Atualizado em 18/10/2021 - 20:18

A Engie Brasil Energia  concluiu hoje a venda para a FRAM Capital do Complexo Termelétrico Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo.

 O fechamento da transação aconteceu antes do prazo previsto de 60 dias da data de assinatura do contrato de venda, em 30 de agosto de 2021. O ativo tem capacidade anual instalada de 857 MW.

A conclusão da operação é sinalização positiva para o setor carbonífero do sul catarinense, na medida em que garante mercado para o carvão da região.

O preço de aquisição de 100% da participação acionária da empresa controlada Diamante Geração de Energia, detentora do CTJL, é de até R$ 325 milhões, dos quais R$ 210 milhões foram pagos no fechamento da operação e R$ 115 milhões estão sujeitos ao cumprimento de determinadas condições precedentes, as quais devem ser concretizadas até o final de 2022.

Adicionalmente, a Companhia concedeu à Diamante Holding Participações Ltda. uma opção de compra do Projeto da Usina Termelétrica Norte Catarinense, o qual compreende a futura implantação de uma usina a gás natural, com capacidade instalada de aproximadamente 600 MW, localizada no município de Garuva, na região Norte do Estado de Santa Catarina.

Com a venda de CTJL, cerca de 97% da matriz da ENGIE no Brasil passa a ser renovável, proveniente de fontes de geração hidrelétrica, eólica, solar e biomassa. Outro ativo da Companhia que opera a carvão é a Usina Termelétrica Pampa Sul, com capacidade instalada de 345 MW, e que também está à venda, em linha com a estratégia global do Grupo para saída das operações a carvão até 2027 em todo o mundo.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/10/2021 - 07:17Atualizado em 18/10/2021 - 07:17

Crescem as reclamações sobre cobranças indevidas de crédito consignado e isso significa que é porque continuam “logrando” os aposentados.

O foco disso são os aposentados. Um cidadão que trabalhou muito cedo, durante muito tempo. 

Quando o processo é aprovado, vive com esses fatos novos. Muitas vezes as empresas ficam sabendo pela empresa de crédito consignado, que ele vai ter o benefício confirmado.

Ligam o tempo todo, oferecem ofertas e sabem até o valor que o aposentado tem para receber. Sabem todos os dados e fazem “assédios” a todo momento.

Então o aposentado se pergunta: como saber que saiu o meu processo? E essa pergunta nunca vai ter uma resposta objetiva. 

Ouça o áudio completo na íntegra: 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/10/2021 - 17:00Atualizado em 17/10/2021 - 18:43

Se fazer teatro hoje em dia é difícil, sem recursos, apoio ínfimo, imagina como era no início dos anos 1900.

Mais:
Fazer teatro no início dos anos 1900 em Passo do Sertão, um pequeno povoado no extremo sul catarinense, divisa com o Rio Grande do Sul.

Pois, a professora Donatila Borba montou naquela época uma companhia de teatro em Passo do Sertão.

Os moradores ainda estavam muito envolvidos com as lutas da Revolução Federalista, entre “maragatos” e “pica paus”. Mas, Donatila entrava pelo meio, levando cultura.

Para se ter uma idéia, Passo do Sertão virou município de São João do Sul, que hoje tem pouco mais de 7 mil habitantes. Naquele tempo, eram algumas poucas famílias.

Quando vejo hoje o Reveraldo Joaquim contando moedas, batendo de porta em porta, se virando nos trinta, para fazer teatro com a sua consagrada e premiada companhia Cirquinho do Revirado, fico pensando nas dificuldades para fazer teatro naqueles tempos, quase num fim de mundo.

Mas, fazer cultura estava no DNA da gauchinha Donatila, que nasceu em Torres em 1898.
Com três anos de idade, ela já havia subido ao palco para fazer personagem de natal.
Seu pai, musico, tocava violino, foi seu maior incentivador.

Foi para Passo do Sertão quando casou com Virgílio Borba, que era coletor estadual (fiscal da fazenda estadual).

Depois de alguns anos, Virgilio foi transferido para Ararangua.
Fizeram a mudança em carro de boi.

Em Araranguá, ela fundou a biblioteca pública da cidade e foi sua primeira bibliotecária.

Logo depois de 1940, vieram para Criciúma. Fizeram a viagem de trem, partindo da estação da Barranca.

Ela foi de novo a primeira bibliotecária da cidade e Virgilio coletor estadual.

Mas, Donatila era uma ativista cultural.
Fundou companhia de teatro, se envolveu com grupos musicais, organizava serestas, era charadista, carnavalesca e poetiza.
Sua charadas eram publicadas em revista de São Paulo.

Por muitos anos, ela fazia um programa de radio, declamando poesias.

Donatila alegrava a cidade e espalhava cultura.

De vez em quando, reunia violeiros e saia a fazer serenatas pelas casas.
Uma vez, Donatila “invadiu" a Delegacia com os seus violeiros.
A filha, Shirley, apenas 7 anos, puxou na saia da mãe: “é a Delegacia, polícia, pode ser perigoso, pode dar confusão”.
Ela tranquilizou: “não tem problema, o delegado está aqui conosco, é um dos violeiros”.
 
As pessoas das casas por onde passava a serenata saiam para a rua, e passavam a acompanhá-los nas outras casas.
No fim, todo mundo reunido, virava uma festa.

Faz mais ou menos 75 anos, Criciúma já  tinha linha de ônibus para Ararangua, mas era "estrada de chão”, muito ruim, levava algumas horas.
Donatila pegou seus artistas, montou o cenário no chão  do ônibus, e foram apresentar a peça  em Ararangua.

Em todas as peças teatrais, as senhoras da sociedade vendiam ingressos para alguma entidade beneficente, e sempre lotava o Cine Milanez (onde eram feitas as apresentações).

Donatila Borba é o nome da biblioteca pública municipal de Criciúma, foi a primeira mulher agraciada com o titulo de cidadania honorária de Criciúma e nome de rua em Torres. Morreu em 1986.

Ela deixou um pouco de si, da sua vocação cultural, nos filhos, netos, bisnetos.

Bel Borba Alamini, neta, é da Academia Criciumense de Letras.
Chico silveira e Mauricio silveira, neto e bisneto, são músicos conhecidos e reconhecidos em Araranguá.
Renê, filho músico e seresteiro em Torres. Jurê, filho, era musico, e Régis, neto, é musico.
Beto Japa, neto, é musico e produtor musical.
Hieron Borba, escritor.   

O professor e contador Carlos Borba, filho de Donatila, era escritor, ativista social, envolvido com ações da cultura. Ele acaba de ser homenageado pela cidade, por iniciativa da Câmara e sanção do prefeito Salvaro.
O átrio do Centro Cultural Jorge Zanatta passou a ter o seu nome.

Hoje, ano 2021, Donatila ainda seria moderna, ousada, arrojada, à frente do seu tempo.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/10/2021 - 19:18Atualizado em 15/10/2021 - 19:23

O MDB de Criciúma faz reunião para tratar das eleições de 2022. A novidade deve ser o ex-governador Eduardo Moreira que vai à reunião para apresentar-se candidato a deputado estadual. O secretário de Estado da Educação, Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro, deve se apresentar como candidato a deputado federal e Dr. Anibal como candidato a deputado estadual

Eduardo Moreira está perto de ser nomeado diretor do BRDE para assumir em novembro, terá que se descompatibilizar em março se realmente for candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa. Então, pode ser que ele esteja ocupando espaço, pois se sair, alguém ocupa o lugar. Isso deve levar o ex-prefeito de Içara Murialdo Gastaldon, que o acompanha. O Eduardo pode bancá-lo a candidato a deputado, caso o próprio Eduardo não seja. 

Os dirigentes do PSDB deram prazo até hoje para que Dóia e Acélio Casagrande se entendesse sobre quem vai ser candidato a deputado estadual, senão, vai pra voto. Os dois procuraram, o presidente do partido Waguinho Espíndola e apresentaram a proposta de duas semanas para apresentar as bases do partido. No dia 1º de novembro voltam para anunciar quem será o candidato e um terá o apoio do outro.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/10/2021 - 16:16Atualizado em 15/10/2021 - 16:27

O ex-senador e ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, PSDB, que está em campanha para ser o candidato do partido a Presidente, virá ao estado na quarta-feira.

Ele terá econtro com a direção estadual do PSDB,membros do diretório, deputados e filiados às 18h, na Capital.

Antes dele, já estiveram no estado os governdores João Dória, de São Paulo, e Eduardo Leite, do Rio Grande do Sul, que também estão em campanha pela indicação do PSDB para candidatura a Presidente.

O partido fará prévias em novembro para definir o candidato .

Arthur Virgilio deputado federal e senador pelo estado do Amazonas por 20 anos, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República no governo Fernando Henrique, e prefeito de Manaus por três mandatos.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/10/2021 - 13:50Atualizado em 15/10/2021 - 15:17

O ex-governador Eduardo Moreira, ex-prefeito de Criciúma, acaba de confirmar que vai se apresentar como candidato a deputado estadual para eleição de 2022 na reunião de hoje à noite do MDB de Criciúma.

Eduardo está na região e foi convidado para a reunião pelo  presidente do partido, advogado Rodrigo Ganso.

A pauta da reunião de hoje do MDB é especifica para discussão de candidaturas a deputado estadual e federal.

Eduardo continua tratando de sua candidatura a deputado, apesar de estar indicado para assumir uma diretoria do BRDE e apenas aguardando a aprovação do Banco Central.

Desde ontem, ele cumpre novo roteiro nos municipios da região, visitando empresários, lideres politicos e filiados do partido.

Normalmente, está acompanhado do ex-prefeito Murialdo Gastaldon, de Içara, que poderá ser o candidato na sua vaga (seu espaço), se ele assumir o BRDE.

Mais três candidaturas a deputado estão encaminhadas pelo MDB de Criciúma - deputado e secretário de estado Luiz Fernando Vampiro e deputada Ada de Luca a deputado federal, e médico Anibal Dário, candidato a prefeito em 2020,  a deputado estadual.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/10/2021 - 07:20Atualizado em 15/10/2021 - 07:21

Iremos entrar na segunda quinzena de outubro e vai completar seis meses de obra paradas na BR-285, Serra da Rocinha, no Timbé do Sul.

Desde o início do ano, nós falamos que a obra iria parar porque o Governo Federal cortou tudo que estava projeto de dinheiro.

Os políticos ligados ao Governo negavam isso. Garantiram que a obra seria concluída em 2021 ainda.

No entanto, parou e os políticos do Sul negaram de novo, diziam que não estava parada e que não iria parar. Mas o tempo se encarregou sobre o discurso fake.

Até hoje o prefeito Betinho Biava, de Timbé do Sul, tem que subir a Serra para arrumar a iluminação a fim de evitar acidentes. 

O Governo do Estado disponibilizou R$ 15 milhões para a retomada dos serviços, mas não pode intervir no que diz respeito ao Governo Federal. Pode colocar apenas os recursos a disposição. 

Ouça o áudio completo abaixo: 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/10/2021 - 05:09Atualizado em 15/10/2021 - 05:34

Nos bastidores da prefeitura de Criciúma é dado como certo que o vereador Arleu da Silveira, PSDB, assumirá função estratégica no governo do prefeito Clesio Salvaro, PSDB, depois que deixar a presidência da Câmara, no início de 2022.

Primeiro, porque ele é o candidato preferencial do prefeito Salvaro para a sua sucessão em 2024 e o entendimento é que se ele estiver no governo vai ajudar na sua "caminhada".

Depois, porque a saúde é uma secretaria que dá exposição externa e tem capilaridade em todo o município.

Arleu já foi secretário geral e secretário de governo em mandatos passados do prefeito Salvaro. Mas, são funções de operação interna, dentro do governo, o que não é suficiente para quem tem projeto eleitoral majoritário.

A ida de Arleu para a saúde, no entanto, depende da confirmação da candidatura do secretário Acélio Casagrande a deputado estadual pelo PSDB.

Ele é o candidato preferido dos integrantes do governo do prefeito Salvaro, mas disputa no partido a indicação para candidato com o ex-deputado Dóia Guglielmi.

O PSDB deu prazo até hoje, fim da tarde, para que aos dois, Acélio e Dóia, tentem um acordo para definição de um deles como candidato.

Se não tiver entendimento, o comando do PSDB vai marcar disputa no voto para os próximos 10 dias.

Vão votar os representantes dos diretórios do partido na região.

 

Os coordenadores de Márcio

O ex-prefeito Márcio Búrigo, PL, definiu os cinco integrantes da sua Coordenação para campanha de deputado estadual.

Dois são ligados ao empresário Henrique Salvaro - Cleiton Salvaro, ex-deputado, e Cleber Sonicler.

Henrique Salvaro, tio do prefeito Clesio Salvaro, presidente de honra e fundador do PSDB de Criciúma, anunciou apoio à Márcio Burigo no início da semana.

Os outros são Henrique Guglielmi, ex-vereador de Içara, Gelson Fernandes, ex-prefeito de Criciúma, e Ademir Honorato, ex-vereador de Criciúma, presidente municipal do PL.

 

Os candidatos do MDB

O MDB de Criciúma terá reunião do diretório hoje, 19h. Na pauta, candidaturas a deputado estadual e federal.

O encaminhamento é para confirmação das candidaturas do deputado e secretário de estado Luiz Fernando Vampiro a deputado federal e o médico Anibal Dário a deputado estadual.

Mas, há nos bastidores a expectativa de apresentação de uma segunda candidatura a deputado estadual.

 

 

« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13