Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/07/2021 - 07:30Atualizado em 23/07/2021 - 07:31

Enquanto o número de contaminados pelo coronavírus vai caindo, a prioridade continua sendo vacinar. E, não faz sentido ficar escolhendo vacina, pois não é McDonald’s que você escolhe o que quer.

Todas as vacinas que estão sendo utilizadas e aplicadas no Brasil, foram testadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Quem não vacina, não pode continuar circulando, fazendo tudo o que pode fazer quem vacina

É claro que tem o direito de vacinar mesmo, não fazendo sentido, mas isso tem te ter consequência. O cartão de vacinação deveria ser um comprovante para tudo.

Ouça o comentário completo no áudio abaixo: 
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/07/2021 - 05:53Atualizado em 23/07/2021 - 08:41

Se prevalecer a posição do Ministério Público Federal, o prefeito de Urussanga, Gustavo Cancelier, PP, ficará afastado do cargo por pelo menos mais 60 dias.

Os advogados do prefeito pediram ao Tribunal Regional Federal que o prefeito fosse liberado para reassumir, e o desembargador que recebeu o pedido encaminhou ao Ministério Público para que se manifestasse.

O MPF se posicionou contra o pedido e recomendou prorrogação do afastamento por pelo menos mais 60 dias.

O Tribunal Regional Federal deve decidir na próxima semana.

O prefeito está afastado faz 60 dias.

O vice, Jair Nandi, PSD, está prefeito em exercício.

O prefeito Cancelier foi afastado pelo Tribunal Regional Federal  quando foi deflagrada a "operação Benedetta" pela Policia Federal, que apura desvio de recursos públicos na prefeitura.

 

PSDB do Sul lança Clésio

O PSDB do sul do estado marcou data para o lançamento da candidatura do prefeito Clesio Salvaro, PSDB, ao governo do estado. 17 agosto.

Os dirigentes do Psdb de todo o sul (AMESC, AMREC E AMUREL), estarão reunidos em Criciúma para lançar movimento pela candidatura de Salvaro.

 

Jorginho "batiza" e convida

O senador Jorginho Mello, PL, candidato ao governo, se reuniu ontem à noite, em Criciúma, com Márcio Búrigo e Julia Zanatta, e "batizou" a dobradinha para eleição de 2022. Julia candidata a deputada federal, Márcio candidato a estadual. Martelo batido.

Jorginho abonou a filiação do ex-vereador Ademir Honorato e convidou o médico Américo Faria para se filiar no partido e participar da chapa que vai disputar o senado.

Ficou definido na reunião de Jorginho com o PL de Criciúma que Ademir Honorato e o ex-vice-prefeito Gelson Fernandes vão coordenar a campanha do PL na região.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/07/2021 - 07:40Atualizado em 22/07/2021 - 07:40

A história conta que lá atrás, em 1992 quando a proposta de impeachment de Fernando Collor ganhava as ruas, Leonel Brizola, ex-governador do Rio de Janeiro, se posicionava contra. 

Havia disputado contra os dois, eram como água e óleo nos pensamentos ideológicos.
Brizola não apoiava o impeachment porque entendia a defesa da liberdade e que a decisão das urnas deve ser respeitada. Voto dado deve gerar consciência e arrependimento. 

O eleito do voto do mandato deve ter direito de cumprir todo mandato e  isso vale para todo tipo de disputa, inclusive para a nova mesa do Conselho Deliberativo de Criciúma. Primeiro a chapa venceu as disputas pela vaga, e a Revigoração venceu bem. 

Ontem, quarta-feira, 21, a chapa Revigoração venceu a mesa diretora, fez a diretoria e foi quase em massa para eleger seus representantes para comandar a mesa do Conselho Deliberativo do Criciúma. 

Que tenham o direito agora de poder cumprir o mandato e fazer as teses que defendiam. Não cabe judicializar a eleição. 

Ouça o comentário completo abaixo:
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/07/2021 - 15:43Atualizado em 21/07/2021 - 18:38

O advogado Carlos Salvalággio, de Criciúma, ficou em segundo na lista tríplice eleita hoje no plenário do Tribunal de Justiça por vaga de desembargador.

O plenário do TJ escolheu três advogados da lista sêxtupla encaminhada pela OAB catarinense.

Foram eleitos, pela ordem, Diogo Pitsica, Florianópolis (76 votos), Carlos Salvalággio, Criciúma (46 votos) e Wilson Pereira Junior, Joinville (46 votos).

Salvalággio ficou em segundo pela idade.

Agora, o Tribunal encaminha a lista ao governador Carlos Moises, que nomeará um deles como novo dsesembargador. Provavelmente até a próxima semana.

Salvalágio está bem cotado.

 

Eleição da OAB reconhecida

Um registro importante é que a listra tríplice escolhida pelo Tribunal de Justiça tem a mesma composição eleita pelo Conselho Pleno da OAB/SC e também o mesmo resultado do voto direto da advocacia.

“Houve um elogio quase unânime do Pleno do Tribunal aprovando o novo formato de escolha da OAB Santa Catarina”, destacou o presidente da OAB, Rafael Horn.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/07/2021 - 08:38Atualizado em 21/07/2021 - 08:39

No final da década de 90, o empresário Álvaro Arns, era presidente da Associação Empresarial e durante seu mandato, foi lançada a construção de um aeroporto regional em Jaguaruna para atender todo o sul. 

Três objetivos estavam na base da proposta. O primeiro: atender toda a região, para que o grande sul catarinense usasse o aeroporto de Laguna e Araranguá. Que Laguna, principalmente, deixasse de ir a Florianópolis para pegar voos. 

Segundo: para o local onde estava sendo projetado o aeroporto mais perto do mar, foi dito à época que não haveria neblina constante e intensa que ameaçava a operação de voos. E, terceiro: seria um grande aeroporto de cargas para atender todo o sul do país.

Depois de Campinas, na direção de Jaguaruna, seria o único aeroporto de cargas. Isso fez brilhar os olhos dos empresários da região que mandam seus produtos daqui, do Brasil e para o mundo. 

Vinte anos depois, o terminal de cargas não veio. Ficou só na promessa e não saiu do papel. Nesse período, foi implantado um em Curitiba. Pra cá não veio e nunca chegou a ser projetado pelos órgãos que decidem deliberar. 

Ouça abaixo, o comentário completo:

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/07/2021 - 10:36Atualizado em 20/07/2021 - 10:57

Policiais civis de todo o estado anunciam para hoje à tarde uma grande manifestação, em Florianópolis, na Assembleia Legislativa, por mudanças na proposta do Governo do Estado de reforma da previdência.

Ônibus de todo o estado estão seguindo para Florianópolis lotados com policiais.

Do oeste do estado, o grupo iniciou viagem ontem às 23h.

O sindicato do policiais civis marcou assembleia da categoria para 14h, na frente da Assembléia Legislativa, e o sindicato dos policiais penais marcou assembléia para 13h30, no mesmo local.

A tendência é que as assembleias aprovem a "operação legalidade" pelos policiais penais, e "operação padrão" pelos policiais civis.

A partir destas operações, entre outros desdobramentos, os presídios não vão mais receber presos.

Depois das assembléias, os policiais devem entrar na Assembléia para fazer pressão nos deputados estaduais que estão analisando o projeto da reforma.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/07/2021 - 07:35Atualizado em 20/07/2021 - 09:39

Assistimos até poucos dias à Eurocopa. Grandes jogos, de outro nível e com um público no estádio. Lá na Europa o combate à pandemia está mais avançado e sob controle. Mesmo assim, para entrar no estádio, o torcedor teve que apresentar comprovante de vacina. 

Na França, um passe sanitário será necessário para quem enfrentar o local cultural e lazer. Foi determinado que para parques, mostra e festivais, será necessário o atestado de vacinação ou teste de negativo para o vírus. 

A medida vale a partir de agosto, são necessárias para se viver no novo normal. O mundo não foi atacado por uma simples gripezinha, é preciso ter cuidado, voltar a normalidade com regras novas.

Por aqui não dá pra ser diferente, não dá pra voltar com se nada tem acontecido. Comprovante de vacina tem que ser pra tudo: bares, restaurantes, shows, palestras e até para estar no trabalho.

Cuidar de mais não faz mal, porque a vida é mais importante que tudo. Aqueles que se cuidam e se vacinam, não podem ser prejudicados pelos que quiserem escolher uma vacina e não se vacinaram.

Todos devem ser responsáveis ​​pelos seus atos e como atitudes são consequência. Quer escolher uma vacina? OK! Mas não pode ter o mesmo tratamento de quem se cuidou e vacinou. 
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/07/2021 - 16:19Atualizado em 19/07/2021 - 16:34

Eugênio Müller, de Criciúma, sobre pichações em espaços públicos (fotos abaixo):
 

"Vandalismo das Pichações em Criciúma tem aumentado.
Lamentável como vários pontos do centro e dos bairros estão sendo pichados.
Numa delas até o horário em que ocorreu a pichação e estímulo ao uso de droga ilícita aparece, próximo a Praça do Congresso, no Centro (fundos de um estacionamento).
Muros, abrigos de ônibus, marquises de prédios e paredes de escolas, como uma no Sangão, não escapam ao vandalismo.
Tudo leva a crer tratar-se da mesma pessoa ou do mesmo grupo, por conta do "estilo" da grafia.
Fica o alerta à Polícia Militar para as movimentações suspeitas na madrugada.
Aos vereadores, talvez criar uma Lei Municipal mais severá, com mais rigor também na venda de tinta spray, quem sabe".

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/07/2021 - 11:00Atualizado em 19/07/2021 - 11:49

Em princípio, minha segunda dose da vacina para proteger do coronavirus seria no dia 1 de agosto.
Mas, o processo foi antecipado.
O "meu dia", então, estava mais próximo.
Fui acompanhando.
Falava com o secretário Acélio Casagrande todos os dias.
Na segunda-feira ele passou mensagem: “vais vacinar amanhã ou no máximo quarta-feira”.
Quarta era dia do meu aniversário.
"Será dos meus melhores presentes”, cochichei com meus botões. Seja na terça, mesmo sendo véspera, ou na quarta.
E fiquei ligado.

Na terça-feira pela manhã o Nesio Francisconi, amigo/irmão, passou mensagem comemorando que havia vacinado a segunda dose.
"Opa. O Nesio é da minha faixa etária. Acho que chegou a minha hora”.

Fui para o site Minha Vacina tentar agendar. E gol.
Em minutos, estava agendado para as 15h.
Comemorei como se fosse gol de pênalti em decisão de campeonato.

Ana Frida, minha neta, esperta, vendo toda a movimentação, ouvindo aqui e ali, tratou de fazer o registro daquele momento. Ao seu jeito.
Caneta e papel na mão, desenhou o Vô sendo vacinado.
A enfermeira, seringa na mão, aplicando a vacina no braço do Vô.
E a descrição do fato: “Vassina do Vô”. Com dois S. Nenhum problema para quem tem apenas 7 anos.

Genial a sua perspicácia. A sensibilidade.
Ela percebeu que aquele era um momento importante.

No dia seguinte, dia do meu aniversario, ela me surpreendeu de novo com um audio que foi colocado no ar, sem eu saber, no meio da abertura do programa na Som Maior.
Dava parabéns para o “Vozão”, e emendava: “ele não é galinha, mas dá kinder ovo”.

No embalo, grudado no audio da Fridoka, entrou um Matteo, segundo neto, aos sete meses, quase “englesando”, como diziam os antigos (mais velhos) quando uma criança tentava falar.

Netos, são maravilhosos.
Quem os tem, sabe bem disso.
Quem não os tem, não tem a menor noção do que seja.

Neto e vacina, ambiente perfeito.

Neste tempos de pandemia, eu rezava todos os dias para não ver meus netos contaminados.
Morria de medo com a possibilidade de eu pegar o vírus e contaminar os netos.
Por isso, me cuidei ao máximo. Me coloquei numa espécie de exílio.

Não sai para nada. Da casa para radio, volta para casa. E ponto.

Desde março de 2020, foram raríssimas exceções além destes dois pontos.

Depois da primeira dose, uma ida a Florianópolis, outra ao Arroio do Silva.
Com máscara, muito álcool e distanciamento.

Com a segunda dose, mais protegido estou. Mas, é preciso manter ainda os cuidados. Porque tem muita gente que não vacinou nem a primeira dose ainda.

Estou morrendo de saudade de abraçar amigos, cantar, brincar, reunir, aglomerar. Mas, cuidar ainda é preciso.
Penso estarmos na reta final, mas ainda não terminou.

Fiquei feliz demais com a segunda dose, sai da Unidade da Santa Barbara emocionado, agradecendo aos funcionários, todos eles atenciosos, queridos, eficientes, dedicados.

Mais que isso. Grato a todos os profissionais da saúde que estão envolvidos na luta contra o coronavirus.
Grato pelos médicos, técnicos e estudiosos que orientam, esclarecem, derrubam e desmentem todas as fake news que rodam por ai.
Grato pelo SUS.

Quando cheguei na Unidade a primeira pessoa que me atendeu perguntou de qual laboratório eu tinha tomado na primeira dose, para saber qual aplicaria segunda dose.
“Eu nem sei", disse para ele.
Na hora, na emoção, deu um branco. Nem lembrei.
Ele acabou identificando pelo meu cartão de vacina.

Mas, para mim, aquilo era o menos importava.

Porque todas as vacinas são aprovadas, eficientes, testadas.
O mundo todo está usando.

Vacina não é sanduíche, e Unidade de Vacinação não é restaurante para oferecer cardápio

Vacina é vacina. Que salva. E que vai nos devolver ao mundo normal.

E viva a vida!!

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/07/2021 - 10:52Atualizado em 19/07/2021 - 11:57

Os prefeitos da região de Itajaí assinaram acordo para construção de um túnel submerso entre Itajaí e Navegantes, que permitirá implantação de um transporte público intermunicipal, mantendo livre o fluxo de navios cargueiros nos portos das duas cidades.  Uma grande obra!      

Para isso, os prefeitos passaram por cima de questões políticas e partidárias locais e fizeram prevalecer o interesse coletivo, e já estão negociando aporte de recursos com o Banco Mundial.

O túnel submerso faz parte de um Plano de Mobilidade Urbana Regional da Foz do Rio Itajaí, que foi desenvolvido pelos prefeitos daquela região.

Isso é agir regionalmente, além dos limites de cada município.

O núcleo da idéia levada adiante pelos prefeitos do entorno de Itajaí cabe para tratar a duplicação da SC 445, rodovia Paulino Búrigo.

Abaixo, o comentário a respeito que fiz hoje cedo na rádo Som Maior.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/07/2021 - 07:11Atualizado em 16/07/2021 - 08:06

Estamos começando o dia com o caixa do governo brasileiro comprometido com quase R$ 6 bilhões em fundo eleitoral em 2022. Foi aprovado ontem em Brasília.

O fundo virou fundão. Aumentou em quase três vezes. Dinheiro que sai do mesmo caixa de onde saem recursos para saúde, educação e infraestrutura. 

O Congresso NJacional aprovou ontem a LDO de 2022. Pevisão de déficit de mais de R$ 170 bilhões de reais. Mesmo com o déficit previsto, colocaram a garantia do repasse de R$ 5,7 bilhões para o fundo eleitoral. Projeto do executivo, encaminhado ao Congresso para ser respaldado.

Quem votou a favor da LDO, na integralidade, votou a favor do fundão. Foram 278 votos a favor e 145 contra.

Apenas quatro de Santa Catarina votaram contra: Carmen Zanotto, Gilon Marques, Pedro Uczai e Rodrigo Coelho. Os três daqui do Sul votaram a favor.

Aprovado pelo congresso, o projeto da LDO vai para a sanção do presidente. O presidente tem plena liberdade para vetar o fundão, mas o projeto é dele.

Caindo no mundo real, o cidadão que paga hoje R$ 6 pelo litro da gasolina, vai financiar quase R$ 6 bilhões para as camapnhas. 

Ninguém sabe de onde vem o dinehrio para o novo Bolsa Família. Mas para a campanha o dinheiro está garantido.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/07/2021 - 07:03Atualizado em 16/07/2021 - 07:11

Um grupo de 30 empresários de Criciúma, se reuniram na casa do empresário Alexandro Delupo, ontem à noite, para estimular o prefeito Clesio Salvaro para ser candidato a governador em 2022.

Prefeito fez a sua leitura do processo político, detalhou possibilidades para a eleição de 2022, disse que não projetou a sua candidatura ao governo, que implicará na renúncia do mandato de prefeito no início do ano.

Confirmou que vem recebendo muitas manifestações de apoio e estimulo para ser candidato.

Ele não disse que vai, mas também não descartou.

Os empresários reunidos são alguns dos mais importantes de Criciúma e região. Quase todos sem filiação partidária.

Eles afirmaram que Clésio tem o apoio e estimulo de todos.

Criciúma nunca elegeu um governador.

Só teve dois vices que assumiram como governador por meses.

O encontro de ontem foi a mais forte manifestação de apoio para a candidatura de Salvaro a governador. Mas, desde maio, ele vem recebendo manifestações de empresariso e políticos de vários partidos.

Faz 10 dias, o presidente da Associação Empresarial (ACIC), Moacir Dagostim, defendeu a candidatura de Clesio ao falar no encerrametno de uma reunião na prefeitura.

Antes disso, o ex-governador Eduardo Moreira foi no gabinete de Clesio dizer que ele  é principal ativo eleitoral do sul catarinense e que deve ser candidato.

Depois, Salvaro passou a receber manfestações diárias.

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/07/2021 - 07:42Atualizado em 15/07/2021 - 07:43

Ontem (quarta-feira, 145) funcionários do Hospital Regional de Araranguá, do Instituto Maria Schmitt (IMAS) que é a organização social que administra - contratada pelo Governo do Estado -, fizeram um abraço simbólico ao hospital. 

Uma forma de apoiar o IMAS nesse impasse que está tendo com o governo catarinense. Movimentos começam a surgir em Araranguá, em apoio ao IMAS e principalmente por uma solução para esse impasse. 

Prefeitos da Amesc se reuniram ontem com a direção do IMAS e os secretários de saúde dos 15 municípios vão ao Secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, para tratar do assunto. 

Os vereadores de Araranguá aprovaram uma moção de apoio ao IMAS que será encaminhada ao governador Carlos Moisés e ao Secretário de Saúde do estado. 

Primeiros movimentos que começam a surgir em Araranguá, pela solução desse impasse entre IMAS e Governo do Estado. Mas é preciso mais que isso. Os deputados da região precisam se posicionar. 

Não são deputados do governo, são da região. O governo não os elegeu e não vai reelegê-los. Falta a sociedade se posicionar também: Associação Empresarial de Vale do Araranguá (ACIVA), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e sindicatos da região.

E mais: o assunto não é restrito à cidade de Araranguá, nem à Amesc. Não interessa só a Araranguá e ao Vale. Interessa a macro região.  

É um assunto que interessa por exemplo a cidade de Criciúma, porque o problema de lá estoura aqui e no Hospital São José. É preciso agir rapidamente. O impasse tem que ser vencido como deve ser, seja razão pro hospital ou pro governo. 

O IMAS diz que o hospital não está pagando e com isso tem o direito de receber pela implantação das UTI’s Covid-19. O governo está dizendo que precisa fazer uma auditoria no hospital para depois liberar recurso. 

Pois então que faça de uma vez a auditoria e não enrole. Não tem tempo e com saúde não se brinca. Quando acontece um cabo de guerra a corda sempre arrebenta para o lado mais fraco, que no caso é um cidadão contribuinte que paga impostos. 
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/07/2021 - 15:47Atualizado em 14/07/2021 - 18:05

O promotor de justiça Carlos Eduardo Tremel de Faria, titular da 11ª Promotoria de Justiça da Comarca de Criciúma, acaba de emitir nota ofical ontem condena a decisão de ontem da Câmara de Vereadores, que aprovou projeto de lei, sem analise das comissões técnicas, que ele define como "mais um remendo na lei de contratações temporárias".

O projeto de lei foi encaminhado ã Câmara pelo prefeito Clesio Salvaro.

O promotor Carlos Eduardo de Faria chegou a pedir formalmente (por oficio) que o projeto não fosse votado na sessão de ontem, para que fosse mais discutido.

Os vereadores, no entanto, depois de reuniões com secretários do governo municipal, levaram o projeto à voto e o aprovaram por unanimidade.

Abaixo, a nota ofiicial assinada pelo Promotor:


"O Ministério Público lamenta que, na noite de ontem, em regime de urgência, sem análise das comissões competentes, como, por exemplo, a Comissão de Constituição e Justiça, foi aprovado pela Câmara Municipal de Vereadores mais um remendo na Lei de Contratações Temporárias. (6.856/2017).

Mesmo sendo expedida recomendação para que, pelo menos, o assunto fosse retirado da pauta para um debate futuro, como maiores aprofundamentos, a Câmara de Vereadores preferiu aprovar o Projeto de Lei “em tempo recorde.

Percebe-se que, durante a sessão, quando se mencionou a recomendação do Ministério Público, a sessão foi suspensa. Ao invés de fazer a leitura da recomendação publicamente, como sugeriu a Vereadora Giovana Mondardo, preferiu-se tratar do assunto de maneira sigilosa, com a presença de Secretários Municipais, sem a possibilidade da população compreender os motivos suscitados pelo Ministério Público.

A Câmara de Vereadores deveria ser considerada uma casa popular, entretanto, preferiu amordaçar este Promotor de Justiça. Entende-se que a postura tomada pelo legislativo municipal foi grave, pois quando se cala um Promotor de Justiça, automaticamente, está limitando a liberdade de expressão de toda a sociedade.

Atitudes antidemocráticas como a de ontem, não engrandecem a sociedade e não contribuem para o fortalecimento da cidadania. Não seria prudente ouvir o que o Promotor de Justiça tem a dizer antes de aprovar uma lei? Ainda mais se tratando de uma lei que o Ministério Público já revelou possuir diversas inconstitucionalidades? (Processo n. 5011790-18.2021.8.24.0000)

Lembra-se que o Município de Criciúma tem se utilizado de forma irregular da exceção à forma de provimento dos cargos públicos, em verdadeira burla à regra do concurso público, situação constatada em diversos procedimentos e ações da Promotoria de Justiça da Moralidade Administrativa.

Em que pese a Câmara Municipal possuir, teoricamente, independência para conduzir seus trabalhos, não se mostra plausível a mudança legislativa de um dia para o outro, sem ao menos tentar compreender os motivos suscitados pelo Ministério Público, instituição que não qualquer compromisso político-partidário.


Lembra-se que o Poder Legislativo tem, também, a função de fiscalizar os atos do Poder Executivo, de maneira independente, não devendo avalizar propostas inconstitucionais pelo gestor público.

Ao final, fica a reflexão: A quem interessa amordaçar o Ministério Público?"

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/07/2021 - 07:45Atualizado em 14/07/2021 - 13:46

Ontem cedo (terça-feira, 13) o Secretário de Saúde, Acélio Casagrande, me disse: tu vais vacinar a segunda dose amanhã, mas também pode ser hoje, te prepara! 

Eu fiquei de olho e acompanhando, porque estou vendo desde a semana passada que estão antecipando a segunda dose. Em princípio o prazo seria em 31 de julho ou 1 de agosto.

Ainda pela manhã, o meu amigo Nézio Francisconi mandou mensagem dizendo que tinha vacinado a segunda dose e ele é da minha faixa etária. Vacinou praticamente no mesmo dia que eu.

Fui acessar o Portal Minha Vacina para fazer o agendamento e foi rápido, às 15h eu já estava lá na unidade de vacinação do bairro Santa Bárbara. Tudo bem organizado, distanciamento, minutinhos de espera e vacina no braço. 

Imunizado e acreditando na ciência, com foco na vida que eu quero viver. Saí de lá emocionado e agradecendo os profissionais daquela unidade. Todos muito atenciosos. 

Agradeci lá ontem e agradeço hoje todos os profissionais da saúde, aqueles que estão na linha de frente na luta contra o coronavírus. 

Grato pelo SUS, pelos médicos, técnicos, estudiosos que nos orientam e esclarecem os fatos. Derrubam e desmentem todas essas Fake News. 

Ainda quando cheguei lá, o funcionário perguntou qual vacina eu tinha tomado da primeira dose para saber qual seria aplicada a segunda. Eu disse pra ele que não sabia e ele foi ver no cartão de vacina.

Na hora, na emoção, deu um branco. E, pouco importa qual eu tomei, porque todas elas são aprovadas e testadas. O mundo todo está usando. Vacina não é sanduíche! Unidade de vacinação não é restaurante para oferecer cardápio.

Vacina é vacina. Vacina salva é o que vai nos devolver o mundo normal.  
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/07/2021 - 19:45Atualizado em 13/07/2021 - 20:01

Os vereadores de Criciúma aprovaram por 13 votos a favor e uma abstenção o projeto de lei encaminhado pelo executivo que trata da liberação de contratações temporárias.

O projeto gerou polêmica e movimentou o ambiente na Câmara de Vereadores pela posição assumida pelo Ministério Público.

O MP questionou itens do projeto e chegou a sinalizar com a possibilidade de ingressar na Justiça com uma ADIN (ação direta de inconstitucionalidade).

No final da tarde, poucos minutos antes da sessão, MP formalizou pedido para que o projeto fosse retirado da pauta da sessão de hoje (abaixo ofício encaminhado à Câmara).

Seguiram-se muitas reuniões na Câmara e na Prefeitura.

Secretários do Governo Salvaro (Tita Beloli, Vaguinho Espíndola e Acelio Casagrande) foram na Câmara para tentar convencer os vereadores a aprovar o projeto.

Tita disse numa das reuniões com os vereadores: "se não aprovar o projeto, a cidade vai parar".

A sessão foi suspensa para ultimas reuniões.

Confira o ofício na íntegra:

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/07/2021 - 16:50Atualizado em 13/07/2021 - 16:58

O ex-deputado federal Ronaldo Benedet assumiu a coordenadoria regional do MDB da AMREC nesta terça-feira.

Ele foi designado pelo presidente estadual do MDB, deputado Celso Maldaner. Vai substiruir Gentil da Luz, ex-prefeito de Içara, que pediu afastamento do cargo depois de ter sido condenado pela justiça em processo que apurou denúncia de corrupção no seu governo.

Além de Benedet, o ex-vice-prefeito de Siderópolis, Alexandre Feltrin, passa a atuar na coordenação de mobilização regional.

As coordenadorias de juventude e da mulher continuam com Leonardo Felippe e Sysse Alves, respectivamente.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/07/2021 - 07:53Atualizado em 13/07/2021 - 08:59

Praia Grande, cidade do Extremo Sul Catarinense e divisa com o Rio Grande do Sul. Voltei lá e fiquei impressionado com o que vi. 

Eu dizia que a Praia do Rosa era um pedaço nacional e internacional do Sul Catarinense. Pois hoje, estou convencido que Praia Grande é um outro pedaço nacional.

Não está ainda internacionalizado quanto o Rosa por causa da pandemia (Covid-19), tem restrições para vinda de estrangeiros. Mas ficará também. 

Praia Grande explodiu, cresceu e avançou na pandemia. Pousadas foram inauguradas e de alto padrão, inclusive. Pousadas mais simples e pousadas no padrão que está no roteiro do “charme”.

Praia Grande já vinha crescendo no turismo por causa dos Canyons, pois fiquei impressionado com o que vi no domingo. Fiquei boquiaberto. 

Tinha os Canyons que trazia muita gente. Conheci um restaurante de padrão para estar em Florianópolis e Balneário Camboriú fazendo sucesso. Agora tem a onda do balão. 

Praia Grande virou a capital do balão. Hoje vem muito mais gente pra Praia Grande pelo balão do que pelos Canyons. Empresas foram criadas para tratar dos voos dos balões e vem gente de todo país. 

São em média 40 voos de balão por dia no final de semana. Em torno de 20 por dia durante a semana. Cada voo de balão pode levar de dez a 12 pessoas. 

Canyons e balões estão puxando Praia Grande para cima e vão tornar a cidade uma referência nacional. Podem escrever. 

Aliada a tudo isso, vem a perspectiva de pavimentação da Serra do Faxinal, que é o acesso aos Canyons. Onde estão a maioria das pousadas. 

E, tem a concessão do Parque de Aparados da Serra na região dos Canyons. Concessão que já foi feita e a empresa vencedora é uma grande empresa do Centro do país. 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/07/2021 - 07:03

A direção do IMAS (Instituto Maria Schimitt), de Araranguá, emitiu pesada nota de esclarecimento ontem à noite cobrando reconhecimento do Governo do Estado e pagamento de valores devidos.

A nota foi uma reação à informação que o Governo do Estado estaria insatisfeito com algumas Ongs que atuam na saúde, inclusive o IMAS, que administra 10 unidades de saúde do estado, incluindo os hospitais Regional de Araranguá e Florianópolis.

A nota registra que o IMAS aguarda por parte do Governo do Estado a liberação das portarias de habilitação de leitos colocados em funcionamento nos dois hospitais, os reajustes contratados e os aditivos necessarios ao equilibrio contratual.

Desta ainda que desde o inicio da pandemia, em março de 2019, o IMAS foi a organiação social que mais abriu leitos de UTI-Covid 19 no estado.

Foram 80 leitos habilitados e regularizados pela Central de Regulação, sendo 40 deles no Hospital Regional de Araranguá.

Como estes novos leitos não estavam previstos no contrato de gestão assinado em 2018, provocaram um deficit financeiro de r$ 14,2 milhões no Regional, uma vez que eles custam em media 45% mais que os leitos de UTI geral.

O Hospital Regional de Araranguá, além dos novos leitos, manteve a "porta aberta" para atneder urgências e emergências dos municiípios da AMESC.

Por fim, a direção do IMAS trata como "intolerável" a falta de reconhecimento pelo Governo.

Abaixo, a nota da direção do IMAS.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/07/2021 - 06:56Atualizado em 13/07/2021 - 08:58

Fernando Carneiro, o primeiro arquiteto de Santa Catarina, nasceu em Araranguá, mas fez sua vida em Criciúma.
Completou 90 anos em junho em plena atividade, dividindo escritório com seu filho Mauricio, também arquiteto respeitado na cidade e região.

Fernando é o arquiteto de grandes obras na cidade e região. Algumas públicas, muitas privadas.

Era o arquiteto do empresário Dilor Freitas. Foi dele, por exemplo, o projeto da antiga Tv Eldorado, no Morro Cechinel, hoje NSC Tv, que é moderno ainda hoje.

Um dia, Dilor chamou Fernando em São Joaquim.
De frente para uma área enorme, com uma colina, ele foi dando as linhas do projeto.
A residência ali, à esquerda, a vinícola ao lado, à direita, e mais isso, mais aquilo.
Como seria a vinícola, estava tudo pensado, em detalhes, na cabeça e na ponta língua.

E a partir daí, saiu mais um grande projeto de Fernando Carneiro.
Moderno, belíssimo, virou ponto de visitação na serra catarinense.
Antes disso, Fernando e Dilor viajaram pelo mundo para conhecer vinícolas. Porque Dilor queria a melhor e mais bonita. E teve.

Dilor era empresário da indústria cerâmica, teve a maior rede de comunicação do estado, filho do “rei do carvão”, Diomício Freitas, mas de repente resolveu mergulhar num ramo completamente novo, quando estava se aproximando dos 70 anos de idade.

Implantou a Villa Francioni, na época o maior empreendimento no setor no estado, resultado de uma paixão pelo vinho e pela sofisticação da vinicultura internacional.

A sua idéia, ao fazer aquele investimento ousado, arrojado, numa vinícola top, era cumprir o papel de motivador de novos investimentos.
Ele sonhava ver a serra catarinense “explodir”, gerando receita e renda, com hotéis, pousadas, vinícolas e muitos negócios no entorno.

Dilor morreu em seguida, aos 71 anos, pouco depois de fazer funcionar a Villa Francioni, vitimado por graves conseqüências de um infarto. Mas, o seu sonho está aos poucos se consolidando.

Em São Joaquim, Urubici, Bom Retiro, Bom Jardim da Serra e Urupema funcionam hoje centenas de pousadas. Algumas, de alto padrão. Sendo listadas, inclusive, no conceituado “roteiro do charme”. Surgiram muitas vinícolas. E projeto ousados.

O filho de Dilor, João Paulo, seguiu os caminhos do pai, inclusive na ousadia.
Desenvolveu o projeto de um empreendimento de alto padrão em Bom Retiro, a partir da Vinícola Thera, passando por uma pousada, e chegando a um condomínio.

A mostrar que a Serra do Rio do Rastro foi efetivamente “descoberta”. Virou bom espaço de negócios.

Mais ao sul, acontece praticamente o mesmo na Serra do Faxinal, Praia Grande.
Muitas pousadas operando. Algumas de alto padrão. Inclusive do “roteiro do charme".

A Serra do Faxinal é a região dos canyons, que é magnífica, e atrai turistas de todo o país e do mundo.
Não tem quem não fique de boca aberta ao se colocar diante dos canyons de Praia Grande, divisa com o Rio Grande do Sul.

O Governo do Estado anuncia que vai, finalmente, completar a pavimentação da Serra do Faxinal, e o Governo Federal fez a concessão à iniciativa privada do Parque Aparados da Serra.
Das providências que vão fazer cada vez o local como um gerador de receita e renda.

Ao mesmo tempo, e muito perto de tudo isso, estão sendo encaminhadas obras para viabilizar o projeto “Caminhos do Mar”.
Idealizado pelo deputado Luiz Fernando Vampiro, o projeto vai fazer uma ligação rodoviária de Laguna a Passo de Torres, semelhante a estrada do mar, no Rio do Grande Sul.
A ponte nova sobre o Rio Araranguá, que está sendo construída, faz parte disso.

O “Caminhos do Mar” substitui o projeto da Interpraias, que se tornou inviável pelo desembolso milionário que teria que ser feito só para desapropriações.

Se pensar tudo isso em separado, ou sem atualizar as informações, tem um peso.

Mas, pensar tudo isso junto, e buscando informações atualizadas, aponta para a consolidação de uma nova alternativa econômica para a região, na área de serviços, que está gerando muitos empregos e renda, e vai gerar muito mais.

Principalmente se o poder público investir em infraestrutura. Vai encorajar investidores/empreendedores, e as Serras vão explodindo.
É o sonho de Dilor virando realidade.

« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13