Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Por Adelor Lessa 19/04/2022 - 07:25 Atualizado em 19/04/2022 - 07:25

Quando cheguei em casa, ontem, no final da tarde, a novela estava na TV e os personagens estavam cantando a música do Titãs, que, de vez em quando eu busco aqui, quando o caldo entorna e o caminho parece sem saída. Como sempre, parei para ouvir, cantarolar e refletir a respeito.

O caminho não tem fim e o fim do caminho é apenas o desafio, a criatividade e a ousadia. Pode ser sempre o fim do caminho o indicativo de um caminho novo a ser feito, uma oportunidade que se apresenta, pode ser a hora de refazer as rotas e de reajustar a sintonia.

Ouça o editorial completo de Adelor Lessa desta terça-feira:

 

Por Adelor Lessa 18/04/2022 - 09:53 Atualizado em 18/04/2022 - 10:09

Se alguém tinha duvida, o ex-prefeito Gean Loureiro, União Brasil, deixou claro hoje na rádio Som Maior que não estará com o governador Carlos Moisés, Republicanos, na eleição de outubro.

O parceiro de Gean será o ex-governador Ramundo Colombo, liderando o time do PSD.

Moisés fará chapa com dois indicados pelo MDB. Provavelmente Carlos Chiodini, candidato ao senado, e alguém do oeste ou meio oeste para vice-governador (Valdir Cobalchini, Celso Maldaner ou Moacir Sopelsa).

Com o Moisés ligado ao MDB e Gean com o PSD, Esperidião Amin e o PP tendem a fazer caminho próprio.

Amin não recebe bem uma parceria com o MDB, nem com Gean.

Por isso, diante dos movimentos de Moisés e Gean, ganha corpo a possibilidade de Amin confirmar candidatura ao governo, possivelmente em aliança do PP com o PSDB.

Candidatura de Amin tem apoio e estímulo da direção nacional do partido, e aplauso efusivo das bases.

Mas, antes disso, Amin pode avaliar a possibilidade de compor com Jorginho Mello, PL, indicando o candidato a vice-governador na sua chapa.

Não é a tendência, mas pode ser a saída no caso de Amin não se interessar por disputar o governo.

De momento, são quatro candidaturas postas:

. Governador Moises, com o MDB.

. Gean e/ou Colombo, PSD - União.

. Décio e/ou Dário com Boeira - Frente de Esquerda.

. Jorginho Mello, PL

 

 

 

  

 

 

 

 

  

Por Adelor Lessa 18/04/2022 - 07:23 Atualizado em 18/04/2022 - 07:24

Servidores do município, a rigor, são todos os servidores que trabalham para a Prefeitura. Entre os servidores, tem os comissionados, aqueles que ocupam cargos políticos, os efetivos, que fizeram concurso, e os temporários. A rigor, todos são servidores.

Mas os comissionados, cargos políticos, receberam reajustes nos salários no ano passado. Só em dezembro, foi aplicado 11% para todos os diretores, assessores, gerentes, chefes, presidentes de autarquias, superintendentes, etc. Aos efetivos, no ano passado, nada.

Ouça o editorial desta segunda-feira de Adelor Lessa na íntegra:

 

Por Adelor Lessa 14/04/2022 - 18:48 Atualizado em 14/04/2022 - 18:53

Um novo julgamento de recurso do prefeito afastado de Urussanga, Gustavo Cancelier (PP), estará na pauta do Superior Tribunal de Justiça (STJ) na próxima terça-feira (19). Os advogados de Cancelier estão otimistas que ele possa retornar ao cargo. Em 20 de maio fará um ano do afastamento por conta dos desdobramentos da Operação Benedetta da Polícia Federal. Enquanto isso, o vice Jair Nandi (PSD) segue como prefeito interino.

Mais um candidato a deputado estadual na região. Marcos Viscardi, de Içara, foi confirmado como postulante a uma cadeira na Assembleia Legislativa (Alesc) pelo PTB. Ele é um dos nomes de confiança do deputado Kennedy Nunes, que é pré-candidato a senador.

E o governador Carlos Moisés (Republicanos) volta à região. Na segunda-feira (18) ele estará em Nova Veneza, participando de ato de lançamento de um pacote de obras da gestão do prefeito Rogério Frigo (PSDB). Boa parte dos recursos são provenientes do Estado para esses investimentos.

Mais alguns dias depois e Moisés retornará. Desta vez, para entregar a ordem de serviço das obras do último trecho do Anel de Contorno Viário, em Criciúma.

Ouça o comentário no podcast:

 

Por Adelor Lessa 14/04/2022 - 14:46 Atualizado em 14/04/2022 - 15:03

No momento em que avançam as articulações para o MDB fechar apoio para sua reeleição, o governador Carlos Moisés, Republicanos, tem duas viagens programadas à região, onde tem um dos focos de resistência no ambiente emedebista.

Apesar do apoio declarado de prefeitos e deputados estaduais da região, há dirigentes municipais do MDB que resistem em apoiar Moisés, descartando a candidatura de Antidio Luneli.

O ex-deputado Ronaldo Benedet, coordenador da candidatura de Antídio na região, é o principal "líder da resistência".

Na segunda-feira, o Governador Moisés voltará à região, com os deputados emedistas Vampiro e Ada de Luca ao lado, e vai à Nova Veneza participar do ato do prefeito Geio Frigo, PSDB, de lançamento de um pacote de obras, às 18h.

Havia a expectativa que o Governador aproveitasse a viagem para entregar a ordem de serviço para obra do ultimo trecho do anel viário de Criciúma, mas o secretário de infraestrutura de estado, Thaigo Vieira, informou que não será desta vez.

Garantiu, no entanto, que será durante o mês de abril.

 

Antídio mais de leve

De outro lado, o ex-prefeito Antídio Luneli, pressionado para retirar a candidatura a governador, disse hoje na rádio Som Maior que se mantêm no processo, e não admite renunciar.

Ele venceu (por WO) a prévia feita pelo partido para indicar o candidato a governador.

Agora, o partido precisa de sua desistência para avançar nas negociaçõs com Moisés. Ou, experar a convenção, em julho, para decidir no voto.

Mas, Antídio adotou um discurso mais "ameno" na entevista de hoje.

Disse que não desiste, mas ao mesmo tempo admitiu que, se for para fazer um acordo, o MDB deve indicar os candidatos a vice-goverrnador e senador, e indicou os nomes, respectivamente, de Celso Maldaner e Carlos Chiodini.

 

 

 

Por Adelor Lessa 14/04/2022 - 07:31 Atualizado em 14/04/2022 - 07:31

A obra na BR-285, na subida da Serra da Rocinha, é pauta preferencial aqui. Acompanhamos cada passo, anunciamos cada dificuldade, destacamos cada avanço. A demora na conclusão da obra é um problema porque atrasa o desenvolvimento da região, mas, por outro lado, a conclusão da obra vai gerar um novo problema: o congestionamento em Turvo e Ermo.

A BR-285 passa por dentro de Turvo. A BR-285 passa no miolo do Ermo. Quando concluída a obra na Serra da Rocinha, o tráfego pesado vai multiplicar por cinco. Tudo isso vai desembocar dentro de Turvo e de Ermo.

Ouça o editorial de Adelor Lessa na íntegra:

 

Por Adelor Lessa 13/04/2022 - 16:14 Atualizado em 13/04/2022 - 16:48

O vereador Luciano Formentin, ex-presidente da Câmara de Morro da Fumaça, assinou filiação hoje no PL, durante encontro na sede estadual do partido, em Florianópolis.

Participaram do encontro o senador Jorginho Mello, presidente estadual do PL, e os deputados Daniel Freitas (federal) e Jessé Lopes (estadual), que "levaram" Formentin para o partido.

O vereador foi eleito pelo PSL e sempre foi muito ligado à Daniel e Jessé.

 

 

 

Por Adelor Lessa 13/04/2022 - 07:30 Atualizado em 13/04/2022 - 07:30

Eu fui ontem à Nova Veneza pela manhã. Saí daqui e tranquei na Avenida Luiz Lazzarin. Trânsito intenso e lento. Passando o trevo do Rio Maina, tranquei na rodovia a caminho do Caravaggio por causa do trânsito intenso também. Segui adiante. Tranquei na ida e na volta.

Já recebi informações de trânsito intenso nesta manhã. Fica evidente que é preciso pensar a respeito. Criciúma está virada em um canteiro de obras. Muitas obras importantes sendo feitas. É preciso anotar que há nós a desatar ainda para fazer fluir melhor e mais fácil na cidade.

Ouça o editorial de Adelor Lessa desta quarta-feira, 13:

 

Por Adelor Lessa 12/04/2022 - 21:46 Atualizado em 13/04/2022 - 05:44

Os prefeitos do MDB de Santa Catarina decidiram ontem à noite, em Florianópolis, durante reunião com deputados estaduais, apoiar a reeleição do governador Carlos Moisés, Republicanos.

Nesta quarta-feira, o deputado Moacir Sopelsa, presidente da Assembléia Legislativa, vai reunir a bancada estadual, bancada federal, presidente estadual do partido, Celso Maldaner, e o ex-prefeito Antídio Luneli, para tratar do que foi deliberado e definir encaminhamentos.

A reunião de ontem foi fechada, sem acesso da imprensa, apenas com prefeitos, vices e deputados estaduais. 

Cada região teve um prefeito falando pelos demais.

A decisão unânime vai ter peso nas discussões que vão avançar no MDB sobre apoio à reeleição de Moisés.

 

  

   

Por Adelor Lessa 12/04/2022 - 17:27 Atualizado em 12/04/2022 - 18:59

O PSB catarinense dá sinais de estar efetivamente preocupado com os movimentos do ex-deputado Décio Lima, PT.

Depois que uma foto de Décio com os ex-deputados Jorge Boeira e Gelson Merisio, durante encontro em Florianópolis, na segunda-feira, foi publicada aqui, a direção estadual do PSB distribuiu nota onde diz ter sido pega de surpresa.

No encontro, Décio, Boeira e Merísio trataram da formação da Frente de Esquerda (ou Frente de Esquerda) e do "palanque multiplo" para Lula no estado. Nenhum dos três falou sobre montagem de chapa.

Abaixo, a nota do PSB:  

"A apresentação de uma chapa majoritária pelo petista Décio Lima pegou de surpresa outros partidos que participam da construção da chamada Frente Popular Democrática. Para o presidente estadual do PSB, Cláudio Vignatti, apresentar um chapa com nomes definidos antes de se esgotarem todas as conversas entre os partidos é atropelar a unidade que vem sendo construída desde o ano passado e favorecer o bolsonarismo em Santa Catarina. 

Ele acredita que o momento é de construção, sem excluir nenhum nome de postulantes da posições na majoritária. Todos devem ser bem-vindos no projeto, que deve ter como única meta derrotar o negacionismo e as forças de opressão e atraso que estão no poder".

Por Adelor Lessa 12/04/2022 - 07:25 Atualizado em 12/04/2022 - 07:25

O Facebook, de vez em quando, puxa umas postagens antigas. Ontem, na minha conta, veio uma postagem do dia 11 de abril de 2020, auge da pandemia. Situação na época era de medo, correria, ninguém sabia o que ia acontecer no dia seguinte. Eu anunciei que teríamos um programa especial naquele dia para atualizar informações sobre a luta contra o coronavírus.

O rádio deve estar comprometido sempre com a informação correta, completa, prestação de serviço, orientação e esclarecimento. Fomos para o ar com o programa especial. Naqueles dias, fui xingado e ameaçado. Colocamos a Som Maior a serviço das pessoas, da saúde e da vida.

Ouça o editorial de Adelor Lessa desta terça-feira na íntegra:

 

Por Adelor Lessa 11/04/2022 - 17:47 Atualizado em 12/04/2022 - 05:45

O ex-deputado Décio Lima, PT, teve encontro hoje, em Florianópolis, com os ex-deputados Jorge Boeira, PDT, e Gelson Merísio, Solidariedade.

Trataram da eleição e sinalizaram para a possibilidade de uma chapa com os três. Décio candidato ao governo, Boeira vice e Merisio senador.

Boeira e Merísio repetiram que Décio é o melhor candidato a governador pela Frente de Esquerda, que reúne oito partidos.

Amanhã, Décio Lima vai se reunir com o ex-presidente Lula, em Brasilia, para avaliar circunstâncias do processo eleitotral em Santa Catarina e as articulações em curso para montagem da Frente.

Abaixo, o comentário feito agora a pouco na Som Maior, programa Ponto Final:

 

Por Adelor Lessa 11/04/2022 - 10:39 Atualizado em 11/04/2022 - 11:03

Faz três meses que o Presidente Bolsonaro sancionou a lei 14.299, que criou grupo de transição para o setor produtivo do carvão, mas ainda não foi publicado o decreto que vai criar o conselho responsavel pela elaboração do Programa de Transição Energética, e não tem previsão.

O setor depende de decreto para encaminhar o plano até janeiro de 2023, como está previsto na lei.
O grupo deverá ser formado por representantes dos governos federal e estadual e da iniciativa privada.

De acordo com publicação de hoje do portal Poder 360, o Ministério de Minas e Energia informou que o decreto cabe ao Ministério da Casa Civil, que, por sua vez, disse que os ministérios envolvidos no assunto estão construindo o texto, sob sua coordenação, mas ainda sem previsão para a publicação.

O programa deverá implementar medidas, ao longo dos próximos 18 anos, para redução de emissões de gases de efeito estufa, como o gás carbônico, e de substituição gradual da geração a carvão, até o completo encerramento da atividade termelétrica carbonífera no Estado, projetado para 2040.

Destaca ainda o Poder 360 que "a indefinição quanto ao decreto preocupa a indústria, que teme que, sem a criação do conselho, a lei se torne inócua e, ainda, traga uma insegurança jurídica que trave investimentos em tecnologias para essa transição, como as de captura de CO2".


 

Por Adelor Lessa 11/04/2022 - 07:22 Atualizado em 11/04/2022 - 07:22

Na sexta-feira, foi anunciado aqui que saíram as licenças para a obra do último trecho do Anel Viário de Criciúma. Licenças foram viabilizadas e liberadas. Ontem, eu conversei com o secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Vieira, e ele me disse "agora, só tem de resolver a desapropriação".

Trata-se de uma área que tem de ser indenizada pelo Estado para fazer a obra. O secretário não fez previsão, mas deve resolver isso em uma semana e a obra começa em seguida. O governador Moisés deve vir a Criciúma na última semana de abril para entregar a ordem de serviço.

Ouça o editorial de Adelor Lessa na íntegra:

 

Por Adelor Lessa 08/04/2022 - 18:40 Atualizado em 08/04/2022 - 18:44

O momento que vivemos, depois do prazo de desincompatibilização, é de amarração, acordos e muito blefe no ambiente político, focando nas eleições de outubro. Os 25 candidatos de Criciúma e entorno estão em campo. Não colocamos nessa lista candidatos da Amesc nem da Amurel. Esses 25 estão buscando, articulando, a dezena de candidatos a federal também.

Falando em chapas majoritárias, a região de Criciúma tem apenas Jorge Boeira como possiblidade. Filiado ao PDT, ele pode ser candidato a vice-governador ou senador. Ficou mais forte a possibilidade dele ser candidato a vice de Décio Lima (PT) com Dário Berger (PSB) buscando a reeleição ao Senado. Boeira pode ser candidato ao Senado, se Dário concorrer a governador.

Hoje o senador Esperidião Amin (PP), na Som Maior, escalou Raimundo Colombo (PSD) ao Senado. Disse que não é narciso, mas que se olha no espelho e se vê candidato a governador com Raimundo ao Senado. Ele é pitoresco nas suas entrevistas, e fez essa colocação, mas é claro que é uma tese, uma ideia. Se Raimundo aceitar, se PSD aceitar apoiar Amin, o senador acha que pode fazer uma aliança forte e entrar em uma campanha.

Amin agendou a definição dessa parceria para final de maio. Entende que, até lá, ou ata, ou desata.

O ex-deputado Paulo Bornhausen, que está filiado ao PSD e passou o dia na região de Criciúma, entende que a parceria de Amin será com Gean Loureiro e o União Brasil. E defendeu que o PSD, na verdade, apoiará Gean.

Kennedy Nunes, deputado em quarto mandato, reafirmou hoje, na Som Maior, sua disposição de concorrer a senador pelo ambiente bolsonarista. E disparou que para ser bom candidato não precisa "tomar tubaína" com o presidente, em alusão a Jorge Seif, que disse ter sido escolhido candidato pelo presidente por "tomar tubaína com o presidente". Tubaína é um guaraná famoso. Kennedy não engole isso e está disposto a contrapor com Jorge Seif no ambiente bolsonarista.

Kennedy tem base eleitoral em Joinville faz décadas mas nasceu aqui, é criciumense de nascimento. O PTB definirá para onde vai neste fim de semana em encontro estadual, mas é certo que não apoiará Carlos Moisés.

Confira o comentário que foi ao ar no Ponto Final na Som Maior:

 

Por Adelor Lessa 08/04/2022 - 07:26 Atualizado em 08/04/2022 - 07:26

Em ano de eleição, temos de tratar de eleição. Não de votar neste ou naquele candidato, cada um vota de acordo com suas convicções e preferências. Falar de eleição para tratar da representação política da cidade e da região. Aí já está um ponto que preocupa.

Quanto mais deputados eleitos pela cidade e pela região, maior será a representação política. Para isso, a cidade e a região precisam procurar votar em candidatos aqui. Depois, não pode ter candidatos demais para não pulverizar os votos. Hoje, Criciúma e cidades vizinhas já têm 25 candidatos.

Ouça o editorial de Adelor Lessa na íntegra:

 

Por Adelor Lessa 07/04/2022 - 18:40 Atualizado em 07/04/2022 - 18:47

Conversei hoje com o secretário Thiago Vieira e ele trouxe um fato novo. A última etapa do Anel Viário, que falta fazer, até a entrada do Rio Maina, vai ser feita. Sempre soubemos que o Estado havia feito o que lhe cabia, licitação, recurso no caixa, encaminhamento técnico da obra, e que o resto era com a prefeitura, que resolveria a questão das desapropriações e encaminhamento das licenças.

Das licenças, o vereador Miguel Pierini, que tem acompanhado muito isso, tem tratado e nos informou que até o dia 18 o IMA libera a licença. Era o que faltava. Mas a novidade é que a prefeitura de Criciúma, que bancaria as desapropriações, disse que não vai bancar, claro que não nesse tom, mas a rigor foi isso, e o Estado assumiu as desapropriações. Para isso foi necessária uma negociação. As desapropriações serão bancadas pelo Estado, ao custo de R$ 3 milhões. Essa é a novidade.

Segundo o secretário Thiago, até o fim de abril tudo deve estar resolvido, a licença ambiental e as desapropriações, o que nos permite projetar que ainda em abril ou no início de maio as máquinas estarão roncando nesse último trecho do Anel Viário. É a previsão do secretário de Infraestrutura do Estado.

Seif para o Senado

Hoje conversamos com Jorge Seif, candidato que o presidente Bolsonaro definiu para concorrer ao Senado em Santa Catarina. Havia outras possibilidades, mas o presidente teve essa opção. Pela relação pessoal, e por ser do ramo de pescados, ele era o secretário nacional da Pesca até o fim de semana. Seif é da intimidade do presidente, frequenta a casa do presidente, é chamado no privado de "06" do presidente.

Um desconhecido? Sim. Nunca disputou eleição? Sim. Conversamos com ele hoje na Som Maior. Claro que tem suas ideias, mas vou entrar no desempenho. Ele mostrou que na TV, com o Bolsonaro dizendo que ele é o candidato, e ele tendo espaço para suas teses, para sustentar as suas convicções, ele vai ocupar espaços. Vai se eleger? Não sei, é uma vaga só, mas é um candidato.

Ontem quando foi anunciado o nome dele houve quem dissesse que era balão de ensaio. Não vejo isso. É candidato para ficar na chapa do PL, Jorginho governador e Seif senador. Falta a vaga do vice, que pode ser o Daniel Freitas, o Kennedy Nunes, mas essa vaga será definida lá na frente.

 

Por Adelor Lessa 07/04/2022 - 07:26 Atualizado em 07/04/2022 - 08:06

A encrenca de agora em Urussanga é que a mulher do prefeito afastado quer continuar primeira-dama, com os direitos de primeira-dama. Não abre mão disso. Tem função na gestão de Urussanga que, por lei, deve ser cumprida pela primeira-dama. Mas, a mulher do atual prefeito não consegue assumir tais funções, porque a mulher do prefeito afastado não abre mão disso.

Por óbvio, prefeito afastado, primeira-dama também deixa de ser primeira-dama. Se fizer questão do título, pode ser tratada como primeira-dama afastada, mas sem as atribuições.

Ouça o editorial de Adelor Lessa na íntegra:

 

Por Adelor Lessa 06/04/2022 - 18:44 Atualizado em 06/04/2022 - 19:01

Havia a possibilidade da candidatura do deputado federal criciumense Daniel Freitas para senador. Ele foi o segundo deputado federal mais votado em 2018, fez mais de 140 mil votos, só ficou atrás do Hélio Costa. Ele foi vereador em Criciúma, presidente da FME e exerceu outras atividades. A vice-governadora Daniela Reinehr também se colocou à disposição. Também estava nas cotações o deputado estadual Kennedy Nunes, do PTB, deputado em quarto mandato, é de Joinville e vai concorrer a senador. O arco bolsonarista tinha essas três alternativas como candidaturas ao Senado.

O senador Jorginho Mello e o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, foram ao presidente Jair Bolsonaro para definir o nome do candidato. Ele tirou do bolso o nome de um amigo, o secretário nacional da Pesca, Jorge Seif. Ele é carioca radicado em Itajaí, se em Itajaí perguntarem, ele é desconhecido, ainda mais em Itajaí. Bolsonaro definiu. Seif foi anunciado como candidato do PL a senador por Santa Catarina, é o candidato ao Senado na chapa de Jorginho Mello simplesmente por ser amigo de Bolsonaro. Para Santa Catarina é o tratamento mais adequado? O Estado merece um tratamento mais respeitoso, alguém que represente efetivamente os principais segmentos da sociedade, organizações comunitárias, entidades representativas. O Jorge Seif, que pode ser uma boa pessoa, inteligente, qualificado, mas não é conhecido. Quem é Jorge Seif? Foi vereador? Não. O Luciano Hang também não, mas o Luciano Hang é um empreendedor vencedor, conhecido em todo o estado. Tem história. Mas o Jorge Seif?

Bom, quem deve ter gostado é o ex-deputado Jorge Boeira que está se encaminhando para ser candidato ao Senado. E o que se coloca é que ele seja o único candidato do Sul na majoritária. E quem deve estar gostando é Raimundo Colombo, que busca candidatura a governador mas pode concorrer ao Senado. Estes podem ter aplaudido a decisão do presidente Bolsonaro. Mas esse negócio de tirar um nome do bolso e colocar por dizer que é o que quer, isso é mais antigo que guardar pinguim em cima da gelaidera.

Em Içara, problema com a Casan

Uma informação preocupante envolvendo o Governo do Estado na região. A prefeita Dalvania Cardoso, em Içara, está com posição firme em relação à Casan. Está admitindo a possibilidade de romper o contrato. Nesse caso, o Samae de Içara voltaria a assumir o serviço. Há um não cumprimento de contrato, a Casan pediu aditivo e a prefeita disse que só assinará se contrapartidas forem assumidas. Se não, avançará para o distrato, que está sendo analisado pela assessoria jurídica da prefeitura de Içara.

Ouça o comentário no podcast:

 

Por Adelor Lessa 06/04/2022 - 16:01 Atualizado em 07/04/2022 - 07:50

O ex-deputado Jorge Boeira, agora filiado no PDT, se reuniu ontem, em Florianópolis, com o ex-deputado Décio Lima, presidente estadual do PT.

Trataram das articulações em curso para montagem da Frente Democrática (ou Frente de Esquerda) para disputar a eleição em Santa Catarina.

Décio é candidato a governador e Boeira pode ser candidato a vice ou senado.

Se Décio for candidato a governador, Boeira deve ser vice.

Se o candidato da Frente a governador for o senador Dário Berger, PSB, o PT deve indicar o vice e Boeira candidato ao senado.

Na reunião de ontem ficou evidente a sintonia entre Décio e Boeira (foto).

Lei sancionada

Em Criciúma, o prefeito Clesio Salvaro, PSDB, definitivamente fora da eleição deste ano, sancionou ontem lei que dá mais garantias aos clientes das agências bancárias da cidade.

Projeto foi aprovado pela Câmara Municipal, iniciativa do vereador Nicola Martins, PSDB.

Em síntese, a nova lei dá garantias aos clientes em relação ao tempo de permanência na fila, esteja dentro ou fora da agencia.

Campanha longe de casa 

O ex prefeito Márcio Búrigo, PL, em campanha para deputado estadual, cumpriu agenda em 7 municípios da região Serrana.

Ontem, esteve no meio oeste.

A projeção da coordenação de Márcio é de ter campanha em 200 municipios do estado.

Na foto, a reunião em Abelardo Luz.

 

7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito