Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Por Adelor Lessa 20/06/2022 - 06:35 Atualizado em 20/06/2022 - 06:51

O anúncio do PDT catarinense que ficará na Frente e apóia candidatura de Décio Lima (PT) ao governo do estado, deixou o PSB isolado.

Manoel Dias, presidente estadual do PDT, se reuniu no fim de semana com Décio e bateu o martelo. Fica na Frente, apóia Decio e indica o candidato ao senado.

O senador Dário Berger (PSB), na tentativa de se fazer candidato a governador pela Frente, tentou atrair o PDT para uma possível dissidência, oferecendo vagas de senador e vice-governador na chapa majoritária.

Mas, o PDT não foi. Decidiu ficar na Frente, e com Décio.

Hoje, o presidente estadual do PSB, Claudio Vignati, está em Criciúma. Vai fazer reuniões para mobilizar o partido para a eleição, principalmente fortalecer nominata de candidatos a deputado estadual e federal, mas também vai tratar das articulações para candidatura ao governo.

No momento, com a posição do PDT, o PSB corre o risco de não ter vaga na chapa na Frente, porque Gelson Merisio (Solidariedade) já foi anunciado por Décio como seu vice.

A saber se o PSB vai bancar chapa ao governo pura liderada por Dário Berger, ou vai tentar convencer a Frente a mexer na chapa e abrir espaço para um dos seus filiados, ou arquivar projeto de disputa na majoritaria.

 

A "noiva"

A deputada federal Geovânia de Sá (PSDB) teve um fim de semana de "noiva disputada".

Foi convidada pubicamente pelo senador Esperidião Amin (PP), que está encaminhando candidatura ao governo, para aceitar ser a sua vice.

Amin ainda fez apelo aos politicos do PSDB que convençam a deputada a aceitar.

Horas depois, o governador Carlos Moisés (Republicanos) sinalizou para a possibilidade de Geovânia ser candidata ao senado na sua chapa.

Moisés e Amin fizeram "assédio" em público para a deputada Geovânia durante a festa de Nova Veneza.

A diferença entre os movimentos de Amin e Moisés é que o governador já prometeu as vagas e senador e vice na sua chapa para o MDB.

Pelo que estava encaminhado ontem, o vice será Antidio Luneli e o senador será o deputado Celso Maldaner. Anúncios podem ser feitos até amanhã.

 

 

 

 

Por Adelor Lessa 18/06/2022 - 08:23 Atualizado em 18/06/2022 - 08:25

Confirmando o que foi antecipado aqui, o ex-ministro Manoel Dias, presidente estadual do PDT, confirmou a indicação de Décio Lima como pré-candidato ao governo de Santa Catarina e o PDT reivindicou estar na majoritária na vaga ao Senado. 

Após reunião interna, o ex-ministro Manoel Dias oficializou a decisão do partido ao pré-candidato Décio Lima.

Por Adelor Lessa 17/06/2022 - 13:50 Atualizado em 17/06/2022 - 14:37

PP e PSDB têm histórico de disputas renhidas (e polêmicas) em Nova Veneza. Mas, podem deixar de lado tudo isso e dividir o mesmo palanque na eleição deste ano.

No estado, os dois partidos discutem a possibilidade de firmar aliança em torno da candidatura de Esperidião Amin (PP) ao governo, com o PSDB indicando o vice.

Na cidade, o PP já deu sinal verde, e o PSDB avisou que não vai ter nenhum problema.

Evandro Gava (PP), ex-prefeito e hoje presidente da Câmara de Vereadores, disse cedo na rádio Som Maior que apoia a aliança com o PSDB e que não vai ter nenhuma dificuldade em dividir palanque com os tucanos da cidade.

Por sua vez, o prefeito Rogério Frigo (PSDB) disse, no mesmo programa da rádio Som Maior, que prefere aliança com o governador Carlos Moisés (Republicanos), mas em seguida acrescentou: "se o partido decidir se aliar com o PP para apoiar o Amin, não vai ter problema nenhum, vamos dividir o palanque e fazer a campanha juntos".

Hoje, Esperidião Amin chegou na cidade no final da manhã e foi recebido por politicos dos dois partidos (PP e PSDB) 

Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Abaixo, trecho do programa de hoje na Som Maior onde os dois são questionados sobre o assunto.  

 

Por Adelor Lessa 17/06/2022 - 07:56 Atualizado em 17/06/2022 - 08:09

No editorial desta sexta-feira, dia 17, Adelor Lessa falou sobre a gastronomia e cultura de Nova Veneza, que completa 131 anos de colonização em junho. O programa desta sexta acontece direto da Praça Humberto Bortoluzzi, no Centro da cidade. 

 

Por Adelor Lessa 16/06/2022 - 22:16 Atualizado em 17/06/2022 - 06:37

O PDT catarinense está decidido. Vai ficar com a Frente de Esquerda e indicar o candidato ao senado.

Assim, descarta a possibilidade de compor com o senador Dário Berger (PSB) fora da Frente.

Possibilidade foi levantada pelo senador Berger durante entrevista para a radio Som Maior.

Ele disse que não for definido candidato a governador da Frente, vai sair da Frente e se fazer candidato ao governo em aliança com o PDT, que indicaria candidatos a vice e senador.

Manoel Dias, presidente estadual do PDT, garante que o partido ficará na Frente, vai apoiar o candidato a governador que for definido pelos partidos da Frente, e indicará o candidato ao senado.

Maneca não falou em nomes, mas o indicado do PDT ao senado será o ex-deputado Jorge Boeira.

Ele disse que o prazo para definições na Frente é o fim de semana. Segunda-feira deverá ser anunciado o candidato a governador.

 

Acélio recebe apoio

Candidato do PSDB a deputado estadual, Acélio Casagrande, ex-secretário de saúde de Criciúma, recebeu ontem o apoio do empresário Rogildo Bordignon, de Meleiro.

Rodrigo também era candidato a deputado, mas desistiu para apoiar Acélio.

Anúncio foi feito durante reunião com aliados de Meleiro e Turvo.

Rodrigo foi candidato a prefeito de Meleiro em 2020.

Por Adelor Lessa 15/06/2022 - 09:34 Atualizado em 15/06/2022 - 09:48

No editorial de quarta-feira, dia 15, Adelor Lessa falou sobre o retorno de Gustavo Cancellier ao cargo de prefeito de Urussanga, após ter sido afastado por conta de uma investigação da Polícia Federal e a volta à 'vida normal' sem ter sido julgado. Uma situação similar aconteceu com o deputado estadual Júlio Garcia. 

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 14/06/2022 - 14:47 Atualizado em 15/06/2022 - 08:41

Prefeitura de Urussanga e Câmara de Vereadores receberam intimação por e-mail do Superior Tribunal de Justiça e a posse do prefeito Gustavo Cancelier (PP) foi efetivada agora a pouco.

Ele voltou ao cargo depois de decisão do Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, que determinou a volta imediata. 

Gistavo estava afastado do cargo faz mais de 1 ano (desde 20 de maio de 2021), por decisão do Tribunal Regional Federal, acolhendo pedido do Ministério Público Federal.

No dia que foi afastado, a Polícia Federal deflagrou a Operação Benedetta para apurar denúncia de desvio de recursos públicos.

O inquérito foi concluído, Cancellier foi denunciado pelo Ministério e a denúncia aceita pelo Tribunal Regional Federal.

Gustavo e um grupo de servidores públicos e empresários agora estão na condição de réus em processo por desvio de recursos públicos.

O STJ acolheu pedido do advogado Luis Bessa Neto.

Decisão está datada do dia 6, mas só foi inserida ontem no sistema do STJ, começo da tarde. 

Em síntese, o advogado sustentou que não havia mais sustentação para o afastamento do prefeito, visto que o inquérito já foi concluído, o processo está tramitando e ele não foi condenado.

A sua posse só depende agora da comunicação oficial à Câmara de Vereadores, o que deverá acontecer nas próximas horas.

Leia a decisão na íntegra:

Por Adelor Lessa 14/06/2022 - 07:13 Atualizado em 14/06/2022 - 07:16

Por falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatais em Santa Catarina, um bebê de dois meses e meio de Florianópolis morreu por não ter conseguido uma vaga. Há pelo menos um mês, o alerta sobre a lotação de UTIs já havia sido atendido. Essa foi a pauta do editorial de Adelor Lessa desta terça-feira, dia 14. 

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 14/06/2022 - 06:35 Atualizado em 14/06/2022 - 06:47

O PSDB catarinense não bateu martelo, não fechou com ninguém ainda para a eleição, mas pelas reuniões de ontem ficou muito próximo de Esperidião Amin (PP).

Na reunião que tiveram à tarde, Amin disse ao comando do PSDB que precisa do partido para viabilizar o seu projeto para disputar o governo e confirmou vaga de vice-governador para o partido.

Confirmou que a vaga de senador na sua chapa deve ser destinada ao deputado Kennedy Nunes (PTB).

Depois da reunião, as especulações no ambiente dos tucanos indicam que o ex-senador Dalirio Bebber, de Blumenau, pode ser o indicado para vice de Amin.

Decisão deve ser tomada no inicio de julho.

Antes de se reunir com Amin, o comando do PSDB foi recebido pelo governador Carlos Moisés (Republicano).

O governador convidou PSDB para estar na aliança, mas informou que as duas vagas disponiveis na chapa majoritaria (senado e vice) estão reservadas para o MDB.

Os tucanos informaram que tem decisão tomada de estar na chapa majoritária.

A propósito, o MDB deve bater o martelo pela aliança com Moisés nos próximos dias.

O partido aguarda o retorno do ex-prefeito Antidio Luneli, que está em viagem de caráter pessoal, para que pratique o gesto de retirada da candidatura ao governo. Ele volta amanhã.

 

Por Adelor Lessa 13/06/2022 - 07:50 Atualizado em 13/06/2022 - 07:51

No editorial desta segunda-feira, dia 13, Adelor Lessa fala sobre as campanhas eleitorais e os compromissos dos candidatos em relação aos seus planos para o governo. 

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 13/06/2022 - 06:18 Atualizado em 13/06/2022 - 06:47

Gean Loureiro (União Brasil), candidato a governador, e o seu vice, Eron Giordani (PSD), fizeram um grande ato de campanha no sábado, em Braço do Norte.  Em principio, o maior até agora a caminho da eleição.

Com eles, o candidato ao senado, Raimundo Colombo (PSD).

A aliança União-PSD é a primeira a definir a chapa completa para a eleição.

Antes de Braço do Norte, foram feitos atos de campanha em Rio do Sul, na sexta-feira, e Chapecó, quinta feira à noite.

Os três atos foram comandados pelo prefeito de Chapecó, João Rodrigues, coordenador geral da campanha.

Agenda cheia

Para esta semana, movimentos estão previstos no MDB, PSDB e na Frente que podem definir novas chapas, alianças e candidaturas.

O PSDB terá reuniões hoje em Florianópolis com o governador Carlos Moisés e com o senador Esperidião Amin. Tem convites dos dois para compor aliança.

Com Amin, o PSDB poderá indicar candidato a vice-governador.

O senador Amin está se movimentando como candidato a governador, disse na sexta-feira na rádio Som Maior que não vai desistir, e comandou no sábado um grande ato em Chapecó.

Na conversa com Moisés, o PSDB não deve ter a garantia de presença na chapa majoritária, pelos compromissos que o governador está assumindo com o MDB.

Moisés pode tratar com o PSDB sobre vaga de suplência ao senado e participação no governo em eventual segundo mandato.

 

No MDB foi cancelada a reunião que estava marcada para hoje e o presidente estadual, Celso Maldaner, anunciou por nota que vai esperar pela decisão do ex-prefeito Antidio Luneli, de manter candidatura a governador (abrindo apoio para Moisés) ou desistir. "Posição dele será a minha posição", anunciou.

O MDB avançou na aproximação com o governador Moisés, mas espera um gesto de Antidio.

O ex-prefeito está viajando, volta na quarta feira.

 

Na Frente o senador Dário Berger (PSB) esticou a corda com o PT e aliados durante entrevista na sexta-feira, na radio Som Maior, que teve repercussão estadual.

A partir de hoje, os oito partidos que estão agrupados na Frente de Esquerda devem encaminhar definições.

Se Décio Lima (PT) for o candidato a governador aprovado pela maioria dos partidos da Frente, Dário Berger (PSB) sairá da Frente para ser candidato.

Neste caso, Decio terá Gelson Merisio (Solidariedade) como vice, e provavelmente Afrânio Boppré (PSOL) como senador.

Dario terá Coruja como vice e Jorge Boeira como senador, os dois do PDT.

 

  

 

 

Por Adelor Lessa 10/06/2022 - 18:49 Atualizado em 10/06/2022 - 19:16

O senador Dário Berger (PSB) está fechado com o PDT e por isso tentou "emparedar" o PT e a Frente de Esquerda, hoje, durante entrevista "bombástica" na rádio Som Maior (áudio abaixo).

O comando estadual do PDT não gostou das ultimas reuniões da Frente, reclama principalmente da postura de Gelson Merisio (Solidariedade) e está fechado com Dário.

O deputado Rodrigo Minotto (PDT) disse agora à noite que o PDT fica na Frente se Dário for o candidato.

Caso contrário, sai da Frente e fecha chapa com Dário.

Neste caso, o PDT terá Fernando Coruja como candidato a vice e Jorge Boeira ao senado.

No acordo, Dário dará "palanque" para candidatura de Ciro Gomes (PDT) a presidente.

Por Adelor Lessa 10/06/2022 - 09:57 Atualizado em 10/06/2022 - 12:31

O senador Dário Berger (PSB) foi para o confronto no ambiente da Frente de Esquerda com o ex-deputado Décio Lima (PT) e o ex-deputado Gelson Merisio (Solidariedade).

Ele disse hoje cedo na rádio Som Maior que a chapa com os dois nasce derrotada, é uma composição de gabinete, e se configura como o "o sonho dos adversários".    

Décio Lima disputa com Dário na Frente a indicação de candidato a governador e ontem anunciou que Merisio aceitou ser o seu vice.

O senador Dário disse que se não for o indicado pela Frente, será candidato de qualquer forma. Só que neste caso, em aliança com PDT e "dobrando" com a candidatura de Ciro Golmes (PDT) a presidente.

O PSB apóia Lula e indicou o candidato a vice, Geraldo Alckmin.

"Faltou compostura ética e sensibilidade politica na Frente para tratar da candidatura ao governo, e não houve leldade nos encaminhamentos. Eu fui para o PSB porque fui convidado, eu não me ofereci, eu fui convidado com um entendimento já firmado com o PT para ser o candidato a governador", arrematou.

A entrevista dura do senador Dário foi o principal fato do dia na política do estado e "circulou" por todo o estado.

Abaixo o audio da entrevista na íntegra:

 

 

 

Por Adelor Lessa 10/06/2022 - 07:30 Atualizado em 10/06/2022 - 07:32

No editorial desta sexta-feira, dia 10, Adelor Lessa falou sobre a sinalização precária e falta de informação a respeito das obras realizadas em Criciúma. 

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 10/06/2022 - 05:41 Atualizado em 10/06/2022 - 06:59

O ex-prefeito Gean Loureiro (União) fez seu primeiro "comício" de campanha ontem à noite, em Chapecó, junto com os seus futuros companheiros de chapa majoritária - Eron Giordani, candidato a vice, e Raimundo Colombo, que vai disputar o senado.

Eron (de camisa branca, ao lado de Gean) foi confirmado candidato a vice, o que havia sido antecipado pela manhã na rádio Som Maior pelo prefeito João Rodrigues.

João foi o "comandante" do evento, que marcou a arrancada da campanha de Gean.

Hoje, haverá "comício" em Rio do Sul e amanhã em Braço do Norte.

 

Por Adelor Lessa 09/06/2022 - 17:25 Atualizado em 10/06/2022 - 08:11

A quinta-feira foi marcada por anúncios de novas chapas para eleição pelo Governo do Estado.

Uma, já estava prevista. Gean Loureiro (União) terá o empresário Eron Giordani (PSD) como candidato a Vice.

O anúncio foi feito pelo prefeito João Rodrigues (PSD), hoje cedo, na rádio Som Maior.

"Isso está resolvido, martelo batido, não muda mais, Eron é o vice", disse o prefeito.

A chapa será apresentada durante ato, hoje à noite, a partir de 20h, em Chapecó.

O candidato a senador da chapa será o ex-governador Raimundo Colombo.

Aliados de Gean Loureiro tentam atrair PSDB para a aliança. Se fechar, Adriana Salvaro, mulher do prefeito Clésio Salvaro, pode ser primeira suplente de Colombo.

Fato novo

A outra chapa anunciada não constava das previsões.

Decio Lima (PT), que articula para ser o candidato a governador pela Frente de Esquerda, anunciou que convidou o ex-deputado Gelson Merisio (Solidariedade) e ele aceitou ser o seu vice.

Merisio vinha sendo especulado para ser o coordenador das campanhas de Lula e Décio no estado.

Ele foi candidato a governador em 2018, mas no primeiro turno, derrotado no segundo turno por Carlos Moisés e a "onda Bolsonaro". 

O movimento feito por Decio pode ter sido reação as articulações feitas nos utlimos dois dias pelo senador Dário Berger (PSB).

Dário disputa com condição a indicação de candidato a governador na Frente, e fez reuniões com deputados do PT e PDT, tentando convencer que tem mais chances de vencer no segundo turno.

Além disso, o deputado Rodrigo Minotto (PDT), que se mostrou "simpático" a Berger, disse na rádio Som Maior hoje cedo que ele pode ser candidato a governador numa outra composição, se não for o escolhido pela Frente.

Minotto admitiu que o PDT pode fechar com Dário e indicar os candidatos ao senado e vice-governador.

Neste caso, seria aberta uma dissidência na Frente, com saida de pelo menos dois dos oito partidos que estão hoje alinhados.

No PP

Na segunda-feira, o senador Esperidião Amin (PP) vai se reunir em Florianópolis com candidatos a deputado estadual e federal do partido.

Amin faz movimentos firmes pela confirmação de sua candidatura ao governo.

Nas alianças que está tratando, deve fechar com o PTB e ter o deputado Kennedy Nunes como candidato ao senado, e busca o PSDB. 

  

 

 

 

      

 

Por Adelor Lessa 09/06/2022 - 13:47 Atualizado em 09/06/2022 - 21:19

Em reunião realizada esta semana, Décio Lima (PT) fez convite para que Gelson Merisio (Solidariedade) seja seu vice na disputa ao Governo do Estado. Hoje, Merisio aceitou o convite. Fato novo no ambiente da Frente de Esquerda.

Agora, confirmada a chapa, candidatura ao senado será de Dário Berger (PSB) para disputar reeleição ou de Jorge Boeira (PDT).

Por Adelor Lessa 09/06/2022 - 08:05 Atualizado em 09/06/2022 - 08:05

No editorial desta quinta-feira, dia 9, Adelor Lessa comentou sobre a determinação da Justiça Federal de proibir a construção de novas obras no Morro dos Conventos. Uma decisão que, sem uma solução definitiva, trava o crescimento e geração de empregos da região. 

Ouça a íntegra do editorial:

 

Por Adelor Lessa 09/06/2022 - 05:53 Atualizado em 09/06/2022 - 10:06

O deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT) teve reunião ontem à noite com o senador Dário Berger (PSDB) e sinalizou apoio para sua candidatura ao governo pela Frente de Esquerda.

PDT participa da Frente de Esquerda, que reúne oito partido, e tem dois pré-candidatos ao governo: Dário Berger e Decio Lima (PT).

Minotto não anunciou apoio a Dário, mas fez questão de postar foto da reunião e escreveu: "conversa de unidade e construção para o futuro de Santa Catarina".

Minotto vai falar daqui a pouco na Som Maior sobre a reunião.

De outro lado, ainda na política do Sul catarinense, o ex-deputado Edinho Bez (MDB) reafirma sua candidatura ao senado e anuncia que tem apoio de políticos do Sul como o ex-governador Eduardo Moreira, os deputados Luiz Vampiro e Ada de Luca, e os candidatos a deputado Thiago Zilli e Rodrigo Ganso. 

 

 

 

   

  

Por Adelor Lessa 08/06/2022 - 20:13 Atualizado em 08/06/2022 - 20:28

O prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), publicou vídeo disparando "chumbo grosso" contra o senador Jorginho Mello (PL) e aproveitando para defender a candidatura de Gean Loureiro (União Brasil) para governador e Eron Giordani (PSD) para vice.

O que motivou a declaração do prefeito foi uma entrevista de Jorginho, onde ele disse que foi quem apresentou João ao presidente Jair Bolsonaro.

O prefeito relaciona fatos e mostra fotos e videos para provar que tem relação de amizade com Bolsonaro desde quando eram deputados juntos, e antes de Jorginho. 

João aproveitou para defender a candidatura de Eron Giordani (PSD) para vice-governador na chapa de Gean.

Eron começou na política com João, foi seu secretário em Chapecó e respondeu pela Casa Civil do governo do estado até abril deste ano.

Nesta quinta-feira, João Rodrigues vai comandar um ato político em Chapecó de apoio à candidatura de Gean e lançamento de Eron para vice.

Abaixo, o vídeo publicado por João:

 

3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito