Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 17/11/2017 - 12:42

O Doodle do Google homenageia, nesta sexta-feira (17), os 107 anos de nascimento da escritora Rachel de Queiroz.

Cearense de Fortaleza, Rachel ficou marcada, junto a Clarice Linspector, Cora Coralina e Cecília Meirelles,  como uma das mulheres mais atuantes da literatura brasileira.

A imagem escolhida representa bem as características da sua obra, que são o cenário árido do nordeste brasileiro e a família de retirantes. O Quinze, por exemplo, que foi o primeiro romance da escritora modernista, publicado em 1930, o tema central é a seca de 1915 que assolou o nordeste do país. 

A própria escritora fugiu com a família da seca no Ceará para buscar uma vida mais promissora no Rio de Janeiro. 

Rachel de Queiroz ainda se consagrou com as obras Caminho das Pedras, As Três Marias e O Menino Mágico. Em 4 de agosto de 1977 foi escolhida para ser a quinta ocupante da Cadeira 5 da Academia Brasileira de Letras (ABL), no lugar de Candido Motta Filho. O video do discurso dela na posse está no fim desse post.

Como hoje é aniversário dela, fui atrás de algum material sobre ela pra colocar aqui. E me deparei com uma baita entrevista feita pela Veja em 1996 e republicada em 2010, em virtude do centenário da escritora.

Eu não coloquei a entrevista toda aqui. Apenas algumas partes que achei mais interessante. Pra ler toda, clica no texto azul ali em cima.

A senhora acaba de ganhar o Prêmio Moinho Santista, no valor de 50 000 reais. O que vai fazer com todo esse dinheiro?

Vou comprar um automóvel, porque o meu está velho como o diabo.

Qual a importância de um bom agente para o escritor?

Um bom agente nos valoriza, vende os nossos livros pelo melhor preço. No meu caso, para ir para a editora Siciliano, minha agente literária, Lúcia Riff, me colocou em leilão. Fui para a editora que pagou mais. Só a luva foi de 120 000 dólares.

Como é a vida de escritora?

Se for levar essa vida a sério, é bastante chata. Mas vivo nela toda satisfeita. Não vou a conferências nem a festas literárias. Gosto mesmo é de cozinhar e de assistir a futebol e boxe. Fico até tarde da noite para assistir a uma luta do Mike Tyson.

O boxe não é um esporte muito violento?

É, mas eles são guerreiros.

A senhora leva tanto tempo para escrever um livro que dizem que tem preguiça de escrever.

Romance é como gravidez. Aquilo fica dentro de você, crescendo, incomodando, até sair. Quando falo que meus livros saem em intervalos de quinze anos, não estou fazendo charme. Esse é o meu tempo. Memorial de Maria Moura, meu último livro, é de 1992. Antes dele, tinha publicado Dora, Doralina, em 1975. Foram, portanto, dezessete anos de intervalo. Outro romance, agora, só daqui a quinze anos.

 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 09/11/2017 - 11:14Atualizado em 09/11/2017 - 15:10

Você sabia que, no Brasil, um homem morre a cada 38 minutos vítima do câncer de próstata?

Segundo os dados mais recentes do INCA (Instituto Nacional do Câncer), com mais de 13.700 vítimas por ano, a doença representa 28,6% dos casos de câncer em homens, ficando atrás apenas dos tumores de pele não melanoma.

Só em 2016, foram registrados 61.200 casos novos. São quase 168 por dia!

E não se engane! Considerada uma doença de idoso, o câncer de próstata atinge jovens também!

Apesar de o risco aumentar significativamente depois dos 50 anos, 40% dos casos são registrados abaixo dessa idade.

Raro mesmo é antes dos 40... Mas isso não significa que a prevenção não seja importante.

Não é possível prevenir o câncer de próstata, mas o diagnóstico precoce é o maior aliado para evitar que a doença seja fatal. Em estágio inicial, as chances de cura são de 90%!

E é sobre isso que estamos tratando durante o mês de novembro na programação da rádio Som Maior FM e no portal 4oito, com dicas e informações que vão ajudar você a compreender melhor essa e outras doenças que afetam, principalmente os homens, os tratamentos de cada uma e as mudanças de hábito que podem deixar o homem bem longe delas.

Contaremos com diversos profissionais da área da saúde, apresentando tudo de maneira simples e objetiva em vídeos, matérias e entrevistas.

A Campanha Viva Mais é uma realização da rádio Som Maior FM e do portal 4oito.

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 08/11/2017 - 14:25Atualizado em 08/11/2017 - 14:38

Uma das funções dos setoristas de futebol, que são aqueles jornalistas que passam muito mais tempo nos centros de treinamento que na própria redação do veículo, é informar sobre tudo o que envolve o clube que acompanha.

Tudo mesmo! Desde lesões, suspensões e treinamentos efetuados no dia até especular (normalmente com precisão) a escalação que iniciará a próxima partida. Todas as rádios, tvs, jornais, sites e afins fazem. E é o que o leitor/ouvinte/espectador/torcedor quer.

Até aí, tudo certo! É da função! Mas tem casos em que a abordagem pode ser diferente. Como no caso do repórter Cícero Mello, da ESPN, que, no lugar de perguntar pro próprio Renato Gaúcho, escalou o Grêmio pro jogo seguinte. Aí, meu querido... Mitagem do Renato! 

 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 01/11/2017 - 15:14Atualizado em 01/11/2017 - 15:24

Tem gente que acha que o umbigo é o centro do universo. E são essas pessoas que, via de regra, usam a célebre e narcisística frase "você sabe com quem está falando"?

Esse é o tema de um dos discursos mais reproduzidos do Mário Sérgio Cortella na internet. O filósofo, que estará em Criciúma na próxima segunda-feira (6), usa matemática, física e história para explicar, cientificamente, que eu, você, Lula, Bolsonaro, Trump e Neymar somos de uma insignificância atronômica!  

O Romário não... O Romário é outro nível!

Bom, né?

Então não perde tempo e compra logo o ingresso pra palestra!

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 27/10/2017 - 11:44

Está na capa dos jornais da região.

Município de Morro Grande entrou, na tarde de ontem, com Ação Civil Pública contra JBS e Tramonto Agroindustrial S/A pedindo que os equipamentos não sejam retirados da unidade, que as atividades não parem e que a empresa seja administrada por um administrador judicial.

Para o descumprimento, na petição protocolada pela Procuradoria do município, previsão de multa diária de R$ 10 milhões.

Na argumentação, o Poder Público defende que investiu R$ 17 milhões para atrair o grupo a Morro Grande,  sendo R$ 14,5 milhões da Prefeitura e R$ 2,5 milhões da Cooperativa de Energia Cersul. Tal investimento seria “desperdiçado” com o encerramento das operações.

Em outro trecho, o documento trata dos efeitos do fechamento, citando a situação como “caos social”, com 30% de desemprego da população, e “caos rural”, com produtores endividados após terem construído e modernizado seus aviários com o intuito de fornecer matéria prima para a JBS.

Esses efeitos são indiscutíveis, e não vieram a tona agora. Desde o anuncio do fechamento, em agosto, é divulgado e debatido em todos os meios de comunicação e associações empresariais que o fechamento da planta é uma catástrofe econômica para Morro Grande, mas vamos ver por outro lado.

Esse é o ponto ruim de ter a economia de um município atrelado a um negócio, uma empresa apenas. Não é característica apenas de Morro Grande. Vários municípios pelo Brasil se veem atrelados financeiramente a praticamente uma única fonte de renda. É o que os assessores de investimento chamam de “colocar todos os ovos numa cesta”.

E esse movimento de acionar a Justiça para evitar que uma empresa privada cesse suas atividades lembra o livro A Revolta de Atlas, publicado em 1957 pela filósofa russa Ayn Rand.

Na história, um governo corrupto e ineficiente nsiste em sobretaxar e abusa de agressivas regulações sobre os cidadãos produtivos, suas empresas e realizações individuais.

Não é esse o ponto que eu chamo atenção... É o depois, a consequencia.

Em dado momento, em resposta a essas práticas, os industriais mais importantes e bem sucedidos da sociedade decidem abandonar suas fortunas e a própria nação. É a simbologia de Atlas, o titã grego condenado a carregar o mundo sobre os ombros durante toda a eternidade, não aguentando mais o peso e desiste... larga.

A reação das autoridades, vendo seus geradores de riqueza partindo, é parecida... Com imposição de leis que impedem demissões, que proíbem que máquinas parem e tal. Chegam a destacar pessoas sem nenhum conhecimento da área para "tocar" os negócios abandonados, sem sucesso, como é de se esperar.   

Sabe o que muda com todas essas intervenções e imposições? Nada.

O caos vai crescendo, os burocratas vão tentando contornar, mas não sabem produzir. Aí o país vai sendo desmontado, dilapidado e desliga. Fica no escuro. Literalmente.

Sabe o motivo?

Não tem como impor produção por decreto. Não é assim que funciona o mercado. Se não tem resultado, não tem retorno, não tem recurso, não funciona. Não anda.  

E quem não sabe produzir, não produz. E sem produção, não há economia, não há empregos, não há salários, não há impostos, não há manutenção, não há serviço.

Não há... Apenas não há... 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 19/10/2017 - 18:27Atualizado em 19/10/2017 - 19:12

Comemorando dois anos de "nascimento" no próximo dia 29, a cervejaria Rio Carioca, do Rio de Janeiro, tem dado uma aula de comunicação nas redes sociais.

Na boa... Com as sacadas que tem apresentado nas postagens, sempre ligadas com os fatos do momento, se fosse uma pessoa humana, já estaria com Stand Up viralizando no You Tube.

A "cutucada" mais recente da Rio Carioca é baseada na vergonhosa votação que devolveu o mandato ao senador Aécio Neves, na última terça-feira (17).

No dia anterior, a vítima foi o prefeito de São Paulo, João Dória, e a sua "refeição de astronauta" (que não chega nem perto da comida nutritiva que a Nasa oferece aos tripulantes).

Além da política, o futebol também tem lugar nas tiradas da cervejaria., como quando nossos "hermanos" estavam a ponto de assistir a Copa do Mundo de 2018 pela televisão. 

Para ver mais dessas peças, acesse a fanpage da Rio Carioca.

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 18/10/2017 - 19:03Atualizado em 18/10/2017 - 19:14

Eu sei... Tá feio!

Faz tempo que não escrevo aqui e prometo que isso não se repetirá! 

Mas, enquanto isso, bora conversar?

O 4oito completou dois meses ontem (17) e, como foi dito desde o lançamento, queremos sempre evoluir. E, sendo assim, queremos saber o que você está achando do portal. 

Pode responder sinceramente a pesquisa abaixo que a gente aguenta! 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 22/09/2017 - 17:17Atualizado em 22/09/2017 - 17:31

O vídeo começa com a imagem de um caminhão aberto, várias caixas brancas derrubadas no chão e uma grande poça em volta delas. Em princípio parecia  tratar-se de um acidente de carga, como tantos outros que circulam nas redes sociais. Até que, com toda a paz de espírito que é possível para o momento, aparece o sujeito com mais duas caixas e... pro chão!

Quem filma passa algumas informações sobre o caso. O homicídio etílico doloso de seis pallets de vodca teria acontecido nessa sexta-feira (22) e seria a reação do motorista do caminhão ao ter a carga rejeitada no Fort Atacadista, em Içara.

É fácil contar que, no momento da filmagem, já estavam estraçalhadas mais de 30 caixas. Seis garrafas de 1l por caixa... Mais de 180 litros de vodca animando uma das maiores festas open bar que os santos já presenciaram. 

 

Tags: vodca içara raiva

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 19/09/2017 - 13:21

É indiscutível! Mesmo nos maiores festivais internacionais de música, quando uma banda nacional sobe no palco o clima é outro!

Pode nem ser aquela banda que você mais ouve no Spotify, mas é uma sensação de identidade.

Aí vem o Skank e faz o show que fez! É igual Copa do Mundo!

E, pra quem não viu o show, assista esse video do Márcio Guerra, que é professor de canto e youtuber (no sentido bom da palavra) que avalia cantores e bandas.

 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 13/09/2017 - 12:43

Foi lançada, na manhã de terça-feira (12), [finalmente] a versão demo do game FIFA 18, da EA Sports. Passei o dia esperando pra experimentar o novo sistema dinâmico do jogo, anunciado como revolucionário, e a mudança dos cruzamentos, também bastante divulgado pela própria EA e outros sites especializados.

Estão disponíveis da versão demo 12 times do mundo, como Manchester United, Real Madrid, Bayern de Munique, Manchester City e PSG.

Joguei primeiro com o PSG, contra o Boca Juniors, empate em 1x1 e vitória nos pênaltis, depois de 14 cobranças pra cada lado. As cobranças de pênalti, que me incomodavam muito no FIFA 17 pela dificuldade de acertar, voltaram a ser divertidas. Em outra partida, tentei jogos mais pra cima, com arrancadas e dribles desde o meio campo, e perdi de 2x0 pro Toronto.

Gostei, e muito, do novo jogo. Está mais real, demanda mais feeling, mais calma pra jogar, tem hora que tocar a bola e esperar uma oportunidade de avançar, assim como acontece nos campos de verdade.

O FIFA 17 já deixava bem real a relação do jogador com a bola, que escapava se o passe não fosse redondo ou o domínio não fosse bem feito (ou o jogador fosse pouco habilidoso). Na versão nova, essa característica ficou mais sensível. Por outro lado, também melhorou a “sintonia fina” dos dribles, que fluem mais naturalmente que nas versões anteriores.

A defesa, que já não era tarefa fácil no ano passado, ficou ainda mais complicada. Tem que chegar na hora certa, na distância certa e dar o bote certo, senão come mosca. Esperar e cercar continua sendo a melhor tática.

O sistema de cruzamento realmente mudou. Em três jogos, ganhei uma bola no alto. Antes era só acertar a força e a bola ia certeira na cabeça de alguém. Agora tem que acertar a força, a mira e brigar com o zagueiro dentro da área. Esse dificultou de verdade. Precisa aprender de novo.

A Jornada - SPOILER (não que seja uma GRANDE spoiler, mas eu avisei)

Por fim, o modo Jornada tem só um pedaço de jogo. Alex Hunter, que iniciou a carreira no FIFA 17, onde encerrou a temporada com uma convocação para a Seleção Inglesa, agora se vê numa confusão causada pelo empresário.

A história começa com Michael anunciando que o Real Madrid quer contratar o atacante de 18 anos. Assim como acontece hoje com Coutinho no Liverpool, a iminente transferência coloca Hunter no banco do Chelsea, entrando no segundo tempo com a missão de reverter o placar de 3x0 para o Manchester United.

Encerrado o jogo, corta a cena para a casa de Alex Hunter, onde chega o empresário transtornado e os dois saem com pressa. No carro, Michael explica que a negociação com Real Madrid era falsa. Ele foi enrolado e a carreira de Alex Hunter está em jogo.

E fim... Volta pro menu inicial do jogo.

O FIFA 18 tem lançamento previsto pra 29 de setembro. Faltam 16 dias...

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 12/09/2017 - 11:04Atualizado em 12/09/2017 - 11:12

O canal em inglês da rede Al Jazeera no YouTube publicou, no último sábado (9), uma reportagem sobre as emissoras de televisão do Brasil. Duas delas, na verdade... A Globo e a Record. O texto é longo, a matéria mais ainda, mas é uma oportunidade de exercitar a análise crítica

A reportagem começa atacando a Rede Globo, sua influência política antierquerdista na história do país e como essa influência foi usada politicamente ao longo dos anos no apoio, por exemplo, ao Regime Militar, à eleição de Fernando Collor e ao Impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Seguindo a linha de colocar a emissora como responsável direta pela retirada de Dilma da presidência, o jornalista Paulo Henrique Amorim afirma que “Eles [Lula e Dilma] piscaram e a Globo os tirou do poder”.

Entre as críticas da matéria está a falta de uma regulação no mercado, o que permite, por exemplo, que políticos sejam donos de veículos de comunicação e que vários veículos pertençam à mesma empresa, criando monopólio.

Já na metade do vídeo, de quase 26 minutos, o ataque partiu para cima da Record, emissora de Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, citada com “a TV do cara da igreja com mais de oito milhões de fiéis”.

Além da influência também poderosa, nesse caso pela fé, a reportagem foca no aumento significativo das doações financeiras à igreja causado pelo poder da televisão, que difunde os cultos por todos os lares do país, também aponta a procura dos partidos por essa fatia dos eleitores.

“Beijam a mão de Edir Macedo os partidos de esquerda e direita”, afirma o cartunista Carlos Latuff, um dos entrevistados. Mas, adiante, Latuff é categórico ao afirma que essa igreja, reacionária e que desrespeita os direitos das mulheres, é ligada à extrema-direita do Brasil.

Tudo que escrevi acima está na matéria, as opiniões e as críticas. Apenas descrevi partes da matéria, que tem clara inclinação ideológica.

Inclusive, a falta de isonomia, de ouvir os dois lados, que é algo criticado na própria reportagem, é negativo em qualquer situação. Se fosse o contrário, jornalisticamente seria tão incompleto quanto.

É uma matéria interessante para se assistir, estimula a reflexão. Mas é importante ter em mente que não é, necessariamente a verdade absoluta. É uma versão do fato. É a visão de um lado.

A tradução abaixo foi feita pelo canal Mídia NINJA e publicada na segunda-feira (11).

 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 08/09/2017 - 19:12Atualizado em 08/09/2017 - 19:18

Destaque do US Open 2017 até agora foi a sequência de marteladas de Del Potro na vitória contra Roger Federer, na última quarta-feira.

E o termo, de tão usado, inspirou o ator Chris Hemsworth, que interpreta o mitológico Thor no cinema, a mandar um recado.

 

A post shared by Chris Hemsworth (@chrishemsworth) on

 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 08/09/2017 - 16:19Atualizado em 08/09/2017 - 16:28

O mundo assiste, atônito, à passagem devastadora do furacão Irma pelo Caribe e a chegada à costa dos Estados Unidos, que deve acontecer entre a noite de sábado (9) e as primeiras horas de domingo (10).

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 06/09/2017 - 13:02Atualizado em 06/09/2017 - 13:09

Você já pensou nessa situação? A Joelma Calypso, com toda sua "rocância", fazendo cover do Papito?

Pois é! Ela fez! Assim como os sertanejos João Lucas e Marcelo.

Pelo menos é isso que o youtuber Márcio Guerra afirma. Afirma e apresenta provas no vídeo abaixo!

 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 05/09/2017 - 11:52

Guitarra distorcida, vocalista salpicado de tatuagens e critica político-social. Essa era (e, pra muitos, ainda é) a cara do Detonautas quando explodiu, no início dos anos 2000.

Hoje, com 20 anos de estrada, a banda carioca prepara o lançamento do sexto álbum de estúdio, VI, gravado entre janeiro e abril desse ano no Estúdio Mobília Space, do baterista Fábio Brasil, e com lançamento programado pra outubro.

Um das músicas que compõe o novo trabalho é Dias Assim, fruto de uma parceria com Leoni. O clipe, baseado no viral First Kiss (que é um compilado de registros de pessoas que beijam assim que se conhecem), foi lançado nesta segunda-feira (4) no You Tube.

Detonautas faz parte da minha adolescência musical e, assim como outras bandas, evoluiu com a idade e segue encaixada na minha rotina, hoje de 31 anos de idade e pai de família.

Parabéns pra eles. Sigo seguindo...

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 31/08/2017 - 09:54Atualizado em 31/08/2017 - 09:57

Não sei como funciona a triagem da Globo pra encaminhar promoções.

Também não sou o mais agrícola dos seres que conheço.

Mas, por algum motivo, recebi essa proposta...

Assino ou não assino?

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 30/08/2017 - 13:48Atualizado em 30/08/2017 - 13:57

Transtorno Obsessivo Compulsivo é o assunto de hoje do Programa do Avesso.

Um baita tema! Tão interessante que eu me dei a liberdade de invadir o estúdio e participar um pouco.

Aí, quando entrou o intervalo comercial, lembrei de ter visto esse vídeo há alguns meses e como encaixa na discussão.

É um poeta chamado Neil Hilborn, que sofre de TOC e tem uma incrível sensibilidade em traduzir seus sentimentos e confusão em palavras.

No vídeo abaixo, que é por onde eu o conheci, ele fala sobre o quanto a doença o atrapalha na vida amorosa e o quanto se apaixonou por uma garota em certo momento da vida. Paixão que, de tão forte, passou por cima do TOC.

 

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 29/08/2017 - 17:16

“Tu tá me devendo um livro”. Tive que ouvir isso do Marlon, que trabalha aqui na Som Maior, hoje de manhã.

Ele, assim como eu, estava ontem no auditório Jaime Zanatta, na ACIC, assistindo Tim Gallwey sobre o Inner Game.

Vi reações das mais variadas sobre a palestra. Espectadores impressionados, outros nem tanto, e alguns decepcionados.

Eu gostei, e muito! Comprei o livro assim que anunciamos a vinda dele. Coincidiu com o fato de eu voltar a treinar tênis, depois de anos. Juntou o aprendizado sobre o que estávamos anunciando com algo que poderia me ajudar no esporte. Por que não tentar?

Pra mim, o que é apresentado no livro (O Jogo Interior do Tênis) funciona. O método de focar a atenção de modo a distrair o lado julgador do cérebro, a liberdade para que o corpo “jogue sozinho”, funcionou pra mim. Quando me lembro de aplicar, de desligar o medo de errar, melhora o meu jogo. Meu saque, que sempre foi deplorável, está evoluindo.

O que notei, levando em conta livros, palestras e cursos que já tive sobre liderança, coaching e afins foi o “você consegue” ligado ao raciocínio, e não ao sentimento. A palestra trata também de felicidade, de se valorizar, mas o método é focado em eficiência mental.

Na apresentação de ontem, foi apresentado um vídeo de como ele ensina tênis sem dar instruções mecânicas ao aluno. Como aquele era muito longo, segue abaixo um semelhante, em que ele ensina alguém que nunca jogou.

Pra melhor entendimento, ele apenas pede pra que a pessoa fale bounce (quique) quando a bola pega na quadra e hit (bater) quando ela bate na raquete. Primeiro só olhando, depois batendo.

Não... Eu não fico cantando "Da Da Dá"... Não em voz alta...

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 29/08/2017 - 14:01Atualizado em 29/08/2017 - 15:56

O deputado Ronaldo Benedet, PMDB, a caminho de Brasilia, diz acreditar que a reforma política será aprovada pela Câmara Federal.

 Abaixo, as suas impressões a respeito e a avaliação sobre desgaste por ter votado a favor da reforma trabalhista:

1. Câmara federal conseguirá aprovar a reforma politica em tempo de valer para 2018?

Benedet - Com certeza conseguirá. É preciso escolher o modelo que mantêm a democracia e que a sociedade aprove. O consenso é difícil e não se será alcançado, mas alguma regra nova precisa e deverá ser aprovada.

2. Opinião sobre distritão e fundo de campanha?

Benedet - Nos moldes e valores apresentados, sou contra ao financiamento público. Precisamos achar uma saída mais fácil de explicar para a sociedade. Quanto ao distritão, sou favorável. Acho justo eleger os mais vontade, pois é a vontade do povo.

3. Já tem como avaliar o prejuízo eleitoral com o seu voto a favor da reforma trabalhista?

Benedet - Num primeiro momento, posso perder alguma popularidade com esta campanha mentirosa que sendo veiculada nas rádios. Lá na frente, quando o trabalhador ver que não perdeu nenhum direito e a economia retomar o crescimento, as pessoas entenderão que fiz o melhor para o país. Aí, recuperarei a popularidade, pois a credibilidade nunca perdi.

Arthur Lessa
Por Arthur Lessa 28/08/2017 - 17:37

Essa é a conclusão que temos que chegar se formos na onda atual de ressaltar que todo novo contratado do Barcelona faz bobagem na apresentação. Não conseguem fazer as embaixadas.

Primeiro que eu vi sendo vítima disso foi o Douglas (aquele do São Paulo que, sabe-se lá como, acabou no Camp Nou).

Mais recentemente foi Paulinho. E agora, Ousmane Dembelé, de 20 anos, principal contratação dos blaugrana.

Isso é a magia da edição e sugestão. Assista abaixo a apresentação mesmo do novo parceiro do Messi.

E, se não convencer... Dá uma olhada nos lances dele pelo pelo Dortmund.

« 1 2