Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Por Adelor Lessa 11/07/2022 - 18:09 Atualizado em 12/07/2022 - 06:34

Serão divulgados daqui a pouco os números de nova pesquisa exclusiva do Instrituto IPC para rádio Som Maior e portal 4oito.

Pesquisa apurou intenção de voto do eleitor de Criciúma para governador e foi aplicada no final de semana.

Pesquisa mostra que o senador Esperidião Amin é o fato novo na pesquis, porque foi o que mais cresceu.

Mas, também mostra bom desempenhgo do governador Carlos Moisés.

Daqui a pouco, todos os números aqui no 4oito, e na rádio Som Maior.

Na Som Maior, vou comentar os númneros com Upiara Boschi. 

 

 

 

Por Adelor Lessa 11/07/2022 - 17:14 Atualizado em 11/07/2022 - 18:03

O governador Carlos Moisés chamou a atenção no domingo, quando foi conferir a superlotação do hospital infantil Santa Catarina. "Atendimentos que estão sendo procurados no hospital, deveriam estar sendo feitos nas unidades. Hospital é para urgência e emergência, não para o básico", disse.

Hoje à tarde, a direção do hospital colocou placa na porta com o comunicado: "O Hospital Materno-Infantil Santa Catarina está atendendo somente casos de urgência e emergência. Demais classificações deverão procurar atendimento nas Upas". 

A rigor, já deveria funcionar assim. Mas, a falta de médicos na unidades, principalmente pediatras, faz com que as pessoas procurem direto o hospital, que em alguns momentos acabou cumprindo o papel de uma grande unidades basica.

Hoje cedo, um ouvinte registrou por mensagem de texto: "Quando tinha pediatra nas unidades de saúde, não tinha isso. Aqui no bairro Sangão nós tínhamos o Doutor Diogo. Era muito bom. Hoje não tem mais. Faz muita falta pediatras nas unidades".

A falta de médicos não gerou a onda de casos de problemas respiratórios, mas pode ter contribuído para consignar o colapso no atendimento no hospital infantil São Catarina.

Hoje o hospital confirmou por nota oficial: "No fim de semana foram transferidas 12 crianças que estavam no Santa Catarina". 

Por Adelor Lessa 11/07/2022 - 07:18 Atualizado em 11/07/2022 - 07:45

Foi mais um fim de semana de angústia, correria e sufoco em Criciúma.

No Hospital Infantil Santa Catarina lotado, crianças esperando por atendimento.
Criciúma vive uma situação especial, definida como a mais grave do Estado, com uma onda de internações por problemas respiratórios graves.

O prefeito Salvaro levou o governador Moisés ao hospital ontem a tarde. Autoridades da Secretaria de Saúde do Estado estiveram no hospital.

Está saltando aos olhos a necessidade de investimentos mais expressivos na área.
A estrutura de hoje não atende à demanda. O Hospital Infantil Santa Catarina não. 

Mas tem um outro dado a ser considerado. Consta em nota oficial divulgada no fim de semana pela Secretaria de Estado da Saúde:

“A situação enfrentada pelas unidades hospitalares públicas e privadas, que levou inclusive o Estado a decretar situação de emergência no início do mês de junho, é reflexo da baixa cobertura vacinal de diferentes enfermidades, em especial da gripe (Influenza) e da Covid-19. 

Neste momento sazonal, as doenças respiratórias são as que mais têm atingido crianças e idosos, os mais vulneráveis”.

Baixa cobertura vacinal.

Os pais não estas levando as crianças para vacinar. Os adultos, e idosos, não estão vacinando contra a gripe. Os adultos não estão tomando as últimas vacinas da Covid.

E isso gera consequências. Que estão aí.

Então, podemos estar diante de um problema estrutural, que exige investimentos para mais leitos, mais equipamentos e mais profissionais. Mas também estamos pagando a conta da campanha irracional feita contra vacina. E de questionamentos à ciência.

Por motivações políticas e ideológicas, e por muito fake news, atacaram as vacinas. Procuraram descredenciar a ciência. Atacaram cientistas, estudos sérios, e diminuíram o trabalho de profissionais que entregam a vida para salvar pessoas.

A conta está ai.

Os números apontam que 20% das crianças vacinaram no Estado. Por aqui o percentual está na mesma faixa.

Sem vacina, baixa a imunidade, reduz a capa de proteção, vem as enfermidades. E uma busca a outra.

E sem vacina, o que pode ser um problema simples, que resolve rápido, vira um problema grave, crônico, que requer internação e até UTI.

Atentem para o risco por ficar dando ouvidos para alguns, sem embasamento nenhum, que ficam questionando o que foi consagrado por anos e anos de pesquisas, e estudos, e grandes investimentos.

Enfim, tudo isso que está aí, hospital lotado, corredores lotados, falta de leitos e de UTI, também é desdobramento da campanha sistemática, sem nenhuma base, feita contra as vacinas.

Ouça o editorial completo:

Leia mais:

Criciúma em crise por internações. Governador visita hospital Santa Catarina

Por Adelor Lessa 10/07/2022 - 16:48 Atualizado em 11/07/2022 - 05:53

A situação voltou a ficar delicada em Criciúma por causa do número de internações e atendimentos pelo SUS no fim de semana, especialmente no hospital infantil Santa Catarina. Hospital está lotado.

A Secretaria de Estado da Saúde informou por nota que suas equipes estão focadas na situação das regiões de Criciúma e Florianópolis.

Disse ainda que está trabalhando em um plano de ação emergencial em complemento ao que já vem sido desenvolvido nas unidades hospitalares e nos municípios para ampliar os leitos pediátricos em todo o Estado.

De acordo com a nota, "a situação enfrentada pelas unidades hospitalares públicas e privadas, que levou inclusive a decretar situação de emergência no início do mês de junho, é reflexo da baixa cobertura vacinal de diferentes enfermidades, em especial da gripe (Influenza) e covid-19. Neste momento sazonal, as doenças respiratórias são as que mais têm atingido crianças e idosos, os mais vulneráveis".

O governador Carlos Moisés e o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, estiveram ontem à tarde no hospital materno infantil Santa Catarina.

O superintendete de hospitais da Secretaria estadual da Saúde, Flamarion Lucas, também esteve ontem no hospital Santa Catarina reunido com a direção e técnicos da unidade.

 O governador Moisés disse que a ocupação hospitalar tem estado no foco do trabalho do seu governo em razão de um aumento drástico na procura por atendimento pediátrico registrado.

No sabado, uma acão emergencial foi realizada pelo Governo do Estado para o hospital Santa Catarina, com envio de equipamentos, insumos hospitalares e medicações para dar suporte aos atendimentos da unidade.

Moisés conversou com médicos e pais de crianças que estavam no hospital e admitiu investimentos.

Ainda em Criciúma, Governador cumpriu agenda política, participando do ato de lançamento das candidatutras a deputado estadual. 

O governador Carlos Moisés participou de ato para lançamento das candidaturas de Sérgio Motta, deputado estadual que busca reeleição, e Claudinei Marques, que vai disputar vaga na Câmara Federal, ambos do Republicanos.

Hoje, Moisés voltará à região. Vai em Araranguá para um ato de apoio à sua candidatura à reeleição, às 19h30. 

 

Por Adelor Lessa 08/07/2022 - 18:18 Atualizado em 08/07/2022 - 18:19

A reitora da Unesc, professora Luciane Ceretta, está nomeada para o Conselho estadual de educação.

Nomeação agora à tarde pelo governador Carlos Moisés e encaminhado o ato para publicação.

Nomeação reconhece o trabalho da reitora, como técnica na área e gestora vencedora.

Por Adelor Lessa 08/07/2022 - 10:59 Atualizado em 08/07/2022 - 11:28

Quando foi candidato, Carlos Moisés participou dos dois debates que fiz na Rádio Som Maior. Deixou boa impressão (e registrei isso à época) pela maneira de se expressar e pelo conteúdo.

Moisés eleito governador, fiz uma das suas primeiras entrevistas na residência oficial, com 1 hora de duração. De novo, deixou boa impressão.

Depois, participei de coletivas e o entrevistei várias vezes. A última, no Balneário Rincão, faz poucos dias, quando foi assinar liberação de recursos.

Dúvida zero, no entanto, que a entrevista de hoje, ao vivo, na Rádio Som Maior foi a melhor e todas.

Upiara Boschi e eu interpelamos Moisés por quase 1 hora, e ele respondeu tudo, de forma objetiva, não tergiversou em momento algum.

Sobre o caso dos respiradores, ele ajustou o discurso, falando apenas do caso em si, e dando as justificativas que são do entendimento de qualquer cidadão.

Da mesma forma, no caso do uso da aeronave do estado.

Ficou a impressão que os adversários terão que trazer fatos novos se quiserem explorar os assuntos na campanha.

Na política, o Governador reafirmou intenção de ter o MDB como aliado, e rasgou elogios ao ex-prefeito de Joinville, Udo Doheler, que pretende ter como vice.

Os seus aliados no MDB estão trabalhando para isso. Na terça-feira, os deputados estaduais do partido devem lançar candidatura do ex-prefeito para vice de Moisés.

O Governador disse também que quer o PSDB na aliança, e na chapa, mas que só deve ter a vaga de suplente do senado e posterior participação em eventual governo para oferecer.

O MDB, se confirmar apoio, deve indicar vice e senador.

Moisés ainda falou das obras que estão sendo feitas e projetadas no sul, repetiu que enxugou o estado e que representa o fim das oligarquias no poder.   

Enfim, mostrou-se preparado para falar do seu governo, e para a campanha.

Abaixo, a entrevista na íntegra.

 

Por Adelor Lessa 08/07/2022 - 08:55 Atualizado em 08/07/2022 - 09:10

No editorial desta sexta-feira (8), Adelor Lessa falou sobre a entrevista com o governador Carlos Moisés à Rádio Som Maior.  

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 07/07/2022 - 20:52 Atualizado em 08/07/2022 - 09:21

Dois movimentos importantes, e de intensa repercussão, no MDB catarinense.

De um lado, o ex-prefeito Antídio Lunelli encaminhou pedido ao presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi, para intervenção no partido em Santa Catarina.

Nas justificativa, escreve que é "pré-candidato a governador do estado, aclamado pelo resultado das eleições prévias realizados pelo MDB/SC, nos termos de sua RESOLUÇÃO No 003/2022"

Acrescenta que no dia 29 de junho pediu por oficio à executiva estadual do MDB a convocação de convenção para proclamação de sua candidatura, citando artigos do estatuto do partido que respaldam o seu pleito, e acrescenta:

"Mas, conforme se pode observar de publicações que foram veiculadas pela imprensa, algumas autoridades do partido, inclusive o Sr. Presidente interino do partido, estiveram no evento de lançamento da candidatura do atual governador à reeleição - até discursos de apoio àquela candidatura, que é legalmente incompatível com a nossa, foram proferidos. Há até uma vexatória foto, de palanque eleitoral com a presença do Presidente interino, discursando, e outras autoridades com o número do Partido Republicanos, no 10 ‘no peito’, negando sua fé e vinculação partidária ao nosso mítico número 15. Uma vergonha!".

Antídio pede, por fim, que seja intimado o presidente da Executiva Estadual, Edinho Bez, para realizar os encaminhamentos de sua competência, seguindo o estatuto do partido, que implica na convocação da convenção estadual para homologar sua candidatura, ou em caso de silêncio ou descumprimento seja determinada a intervenção no MDB catarinense, para que seja imediatamente convocada a convenção para o fim específico de proclamar o resultado das prévias e deliberar acerca de eventual coligação.

Abaixo, o ofício de Lunelli ao presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi. 

MDB-NACIONAL-LUNELLI-PROCLA... by 4oito

 

Enquanto isso, os deputados estaduais do partido se articulam para lançar o nome do ex-prefeito de Jonville, Udo Doheler, para vice de Moisés.

O ex-prefeito deu sinal verde para a operação. 

A expectatica é que no final de semana ele se encontre com Antídio Lunelli para buscar um entendimento no partido, em torno de sua indicação para vice.

Udo e Antídio tem boa relação pessoal e política desde que foram prefeitos na mesma época em Joinville e Jaragua do Sul.

Na terça-feira, os deputados estaduais do MDB devem fazer lançamento da candidatura de Udo a vice. 

O governador Carlos Moisés teria sinalizado positivamente para a articulação.

 

Por Adelor Lessa 07/07/2022 - 18:50 Atualizado em 07/07/2022 - 19:50

No Ponto Final desta quinta-feira (7), Adelor Lessa comenta sobre a desistência do vereador de Balneário Rincão, Juninho Venturini, ao pleito de 2022, e as candidaturas do MDB para deputado estadual. Além disso, o jornalista atualiza os nomes que estão no páreo em busca de uma cadeira na Assembleia Legislativa, até o momento, pelo Sul de SC. 

Confira o comentário completo:

 

 

Por Adelor Lessa 07/07/2022 - 13:47 Atualizado em 07/07/2022 - 14:41

O vereador Juninho Venturini (MDB), de Balnerário Rincão, acaba de confirmar ao blog que atendeu pedido do prefeito Jairo Custódio (MDB) e retirou sua candidatura a deputado estadual.

Juninho respondeu pela secretaria de turismo do Rincão até o final de março e tem convite do prefeito para voltar ao cargo. Mas, pediu tempo para avaliar.

Ele foi o terceiro candidato do MDB da Amrec a deputado estadual a retirar candidatura. Antes dele, o advogado Rodrigo Ganso e o vereador Paulo Ferrarezi, ambos de Criciúma.

Karen Moura, de Urussanga, lançada pelo Juventude do MDB, informou que está avaliando o quadro e vai decidir se mantêm candidatura na convenção estadual do MDB, marcada para o dia 23.

Se Karen também retirar-se do processo, o MDB da Amrec, pela primeira vez, não terá candidato a deputado estadual. O espaço será "ocupado" pelo candidato do MDB da Amurel, deputado Volnei Weber, candidato a reeleição, e da Amesc, ex-prefeito Tiago Zilli.

Os outros

Como anunciei hoje pela manhã na rádio Som Maior, além dos três do MDB, mais quatro candidatos a deputado estadual por Criciúma e região se retiraram da disputa.

Ricardo Fabris, vice-prefeito de Criciúma (PSD), médico Alisson Pires (PL), ex-deputado Dóia Guglielmi (PSDB) e Sargento Valcir (PP).

Dóia ocupa cargo na Assembléia e para disputar a eleição deveria se exonerar, dentro do prazo de desincompatibilização, até o dia 1 de julho. Hoje, ele continua nomeado. Está fora.

Fabris anunciou ao PSD durante o mês de junho que não vai disputar. Pretende cumprir o mandato de vice-prefeito e se habilitar para a e;eição municipal de 2024.

Hoje a lista de candidatos a deputado estadual por Criciúma e Amrec tem 21 nomes. A saber:

Julio Kaminski e Croceta - PP;

Acelio Casagrande, Giovana Galato e Aroldinho Frigo - PSDB;

Karen Moura - MDB;

Julio Garcia - PSD;

Fabio Brizola - PSB;

Rodrigo Minotto - PDT;

Marcio Burigo - União Brasil;

Jessé Lopes - PL;

Camila do Nascimento - Podemos;

Julio Bittencourt e Celio Elias - PT;

André Casagrande, Stevan Arcari e Debora Pierini - Novo;

Professor Erick - PSOL;

Marcos Viscardi - PTB;

Vanio de Oliveira - Democracia Cristã

Jeferson Monteiro - Republicanos

 

Por Adelor Lessa 07/07/2022 - 13:28 Atualizado em 07/07/2022 - 13:40

O "alto escalão" do PSDB catarinense se reuniu com o senador Esperidião Amin (PP), em Brasília, falaram de novo em montar uma chapa para disputar a eleição, mas não fecharam nada porque estão esperando pelo governador Carlos Moisés (Republicanos) para dar o próximo passo.

Se Moisés não fechar com o MDB, Amin leva o PP para a aliança com Moisés, e o PSDB vai junto.

Se Moisés fechar com o MDB, não terá o PP.

Aí, pode sair a chapa de Amin governador e PSDB de vice, ou o PP indicará o vice de Jorginho Mello (PL).

Para o PSDB, a outra possibilidade, se  Moisés fechar com o MDB, é confirmar "casamento" com o Governador, indicando o suplente do senado. 

Vai tentar a vaga de senador na chapa, mas o MDB não abre mão.

 

Por Stefanie Machado 07/07/2022 - 08:44 Atualizado em 07/07/2022 - 09:13

No editorial desta quinta-feira (7), Adelor Lessa fala sobre a pulverização de votos em tempos de eleição e o risco da falta de representação política da região no legislativo estadual. 

"Vão se eleger os mais votados do partido. Então, se aqui tiver candidatos demais, vai dividir voto. E, dividindo voto, não chegam aos mais votados do partido no Estado. Isso é pulverizar voto. E a gente fica pela estrada"

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 07/07/2022 - 06:48 Atualizado em 07/07/2022 - 13:27

O orgão especial do Tribunal de Justiça de Santa Catarina aprovou hoje a instalação da nova Vara no Fórum de Içara.

De acordo com o presidente do Tribunal, desembargador João Henrique Blasi, a instalação deve ocorrer em setembro.

Em maio, uma comitiva liderada pelo presidente regional da OAB, advogado Alisson Murillo Matos, e a prefeita Dalvânia Cardoso, se reuniu em Florianópolis com o presidente do Tribunal para formalizar o pedido.

Na oportunidade, Blasi sinalizou para atendimento do pleito, mas informou que precisava ser aprovado pelo orgão especial, uma espécioe de instância superior para deliberações no Tribunal.

Nesta semana, Blasi recebeu comitiva de Araranguá com pedido semelhante e sinalizou que uma Vara de atuação regional deve ser instalada na comarca, mas que dependerá da analise e aprovação do orgão especial, o que está previsto para agosto.


 

Por Adelor Lessa 06/07/2022 - 18:34 Atualizado em 06/07/2022 - 20:58

No Ponto Final desta quarta-feira (6), Adelor Lessa comenta sobre o encontro, hoje, em Brasília, dos representantes do PSDB com o progressista Esperidião Amin, além dos desdobramentos da situação entre Carlos Moisés e o MDB e o adiamento das decisões da Frente de Esquerda em Santa Catarina. 

Confira o comentário completo:

 
Por Adelor Lessa 06/07/2022 - 17:49 Atualizado em 06/07/2022 - 18:00

Os presidentes dos partidos da Frente Democrática (PT, PDT, PSB, PSOL, PCdoB, PV, Solidariedade e Rede) definiram por consenso agora à tarde adiar o anúncio oficial dos nomes da chapa majoritária para a próxima quarta-feira.

Decisão tomada em reunião que terminou faz poucos minutos, em Florianópolis. 

A justificatica dos partidos é a necessidade de ampliar ainda mais o debate com os pré-candidatos e lideranças de cada partido.

Décio Lima (PT) e Dário Berger (PSB) continuam com seus nomes apresentados como candidatos a governador. 

Mas, Décio continua bem encaminhado para ser o candidato a governador da Frente.

Participaram da reunião, Décio Lima do PT, Manoel Dias do PDT (on-line), Cláudio Vignatti do PSB, João Ghizoni do PCdoB, Mário Dutra do PSOL, Osvaldo Mafra do Solidariedade, Guaraci Fagundes do PV e João de Deus Medeiros da Rede.

Por Adelor Lessa 06/07/2022 - 16:31 Atualizado em 06/07/2022 - 16:50

O senador Esperidião Amin (PP), almoçou hoje, em Brasília, com os comandantes do PSDB e Cidadania em Santa Catarina.

No "cardápio", eleição.

Amin repetiu disposição de ser candidato a governador e desejo de ter o PSDB na chapa.

Além disso, avaliaram outras possibilidades no cenário estadual.

Acertaram que continuar conversando. 

Estiveram presentes pelo PSDB e Cidadania, o ex-senador Dalírio Beber, as deputadas federais Carmen Zanotto e Geovania de Sá, o ex-senador Leonel Pavan, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, o ex-senador Paulo Bauer, o ex-deputado Gilmar Knaesel, e o presidente estadual do PSDB, Rogério Pacheco.

PSDB e Cidadania tem federação aprovada. 

Antes do encontro com Amin, a comitiva do PSDB catarinense esteve com o presidente nacional do partido, deputado Bruno Araujo, que autorizou fechar no estado a composição que for mais interessante para o partido.

 

Por Adelor Lessa 06/07/2022 - 09:22 Atualizado em 06/07/2022 - 10:34

O governador Carlos Moisés (Republicanos) recebeu ontem à noite, na Casa da Agronômica, um grupo de empresários de Criciúma (foto).

Na pauta, projetos e possibilidades para o desenvolvimento da cidade e região.

Durante o encontro, o governador ganhou uma camisa do Criciúma, entregue pelo presidente Vilmar Guedes, vice-presidente Clesio Pavei, ex-presidente Anselmo Freitas e deputado Luiz Fernando Vampiro (foto).

Guedes aproveitou para convidar o governador para acompanhar o jogo contra o Vasco, sábado, no estádio Heriberto Hülse.

 

   

Por Adelor Lessa 06/07/2022 - 07:55 Atualizado em 06/07/2022 - 07:56

No editorial desta quarta-feira (6), Adelor Lessa fala sobre a importância de se informar sobre política e os políticos, especialmente, em um ano de eleições. 

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 05/07/2022 - 18:48 Atualizado em 06/07/2022 - 20:59

No Ponto Final desta terça-feira (5), Adelor Lessa comenta a mobilização de representantes de Araranguá em Florianópolis para a criação de uma Vara Judiciária no município. Além disso, o jornalista também fala sobre a reunião de Dário Berger com o PDT, representado por Rodrigo Minotto e Jorge Boeira; e, também, do encontro entre Carlos Moisés da Silva, governador de SC, com lideranças do PSDB. 

Confira o comentário completo:

 

Por Adelor Lessa 05/07/2022 - 13:54 Atualizado em 05/07/2022 - 14:43

O deputado estadual Rodrigo Minotto e o ex-deputado Jorge Boeira, os dois do PDT, se encontraram agora há pouco em Florianópolis com o senador Dário Berger (PSB). Na pauta, possibilidade de entendimento para a eleição de outubro.

PDT e PSB estão "matriculados" na Frente de Esquerda, mas tem divergências em relação a alguns encaminhamentos.

No PSB, Dário Berger tenta ser candidato a governador, mas a maioria dos partidos da Frente defende Décio Lima (PT).

No PDT, é posição inegociável a candidatura ao senado para Boeira. O PDT quer ter espaço no rádio e televisão para fazer campanha para Ciro Gomes.

Mas, o PSOL não concorda com a vaga aos brizolistas, exatamente para não dar "palanque" a Ciro Gomes pelos ataques que ele tem feito a Lula.

O PSOL defende Afrânio Bopré ao Senado.

Berger e PSB já haviam convidado o PDT para formar chapa fora da Frente com Dário para o governo.

O senador disse na Som Maior que se o PDT aceitar a composição, poderá até indicar os candidatos a senador e vice-governador.

O encontro de agora há pouco é reflexo da posição do PSOL em relação à candidatura ao Senado.

Enquanto os três conversavam na Capital, Claudio Vignati, presidente estadual do PSB, estava reunido em Brasília com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira.

Ontem, Vignati se reuniu em São Paulo com Geraldo Alckmin e Márcio França, ex-governador, vice-presidente nacional do PSB.

Ouviu dos três manifestações de apoio e estímulo para decidir pelo que for o melhor para o partido. Na Frente, ou fora dela.

Nenhuma restrição, por exemplo, à possível aliança com o PDT.   

  

 

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito