Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
Denis Luciano
Por Denis Luciano 14/09/2018 - 07:20

O Balneário Rincão era um bairro de Içara até 1999, quando transformou-se em distrito. A saber que, no século anterior, foi por ali, em Urussanga Velha, que formou-se o primeiro núcleo que daria origem ao futuro município de Içara.

O tempo passou e o movimento de emancipação ganhou força. Ao ponto de conseguir o direito de um plebiscito. Aí a história nos faz voltar exatos 15 anos no tempo. Em 14 de setembro de 2003 os eleitores de Içara (sim, do município todo) iam às urnas responder Sim ou Não para a emancipação do Rincão. Por estreita margem, é bem verdade, o Sim venceu, com 53,2% dos votos.

Quer dizer que o Rincão já estava "livre?". Negativo. Quinze dias depois, em 3 de outubro, a Assembleia Legislativa (Alesc) aprovava a lei 12.668, avalizando a separação. Mas ainda havia um empecilho federal. Faltava legislação pertinente para autorizar novas emancipações. Ou seja, elas estavam inconstitucionais. Eis que veio, um tempo depois, a PEC dos Municípios e assim, no nascer de 1º de janeiro de 2013, eram instalados cinco novos municípios brasileiros, dois catarinenses. Além do Balneário Rincão, Pescaria Brava deixava de ser distrito de Laguna. O Brasil passava, então, a ter 5.570 municípios.

O IBGE acusou o nascimento do Rincão com estimativa de 11.136 habitantes, e o Tribunal Regional Eleitoral cadastrou 9.803 eleitores para a primeira eleição, ocorrida em 2012. Décio Góes (PT) venceu mas não levou de pronto, houve a cassação posterior ao voto, e um vereador, Charles da Rosa (PMDB), foi o primeiro prefeito, investido pelo Legislativo. Veio nova eleição, nova vitória do petista que então conseguiu tornar-se prefeito.

Do meio disso tudo, uma breve confusão sobre as datas. Deve o Rincão comemorar o 1º de janeiro como a sua data de instalação, ocorrida em 2013? Ou seja, vai comemorar seis anos daqui a poucos meses. Ou deve comemorar os 15 anos em outubro? Ou os 15 anos hoje? Com a resposta, os rinconenses.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 12/09/2018 - 23:58Atualizado em 13/09/2018 - 00:07

O Cruzeiro está na frente na semifinal da Copa do Brasil. Venceu o Palmeiras por 1 a 0 com gol de Barcos, em São Paulo, na noite desta quarta-feira, e está a um empate da decisão.

Mas teve polêmica na Arena Palmeiras. Um gol anulado - me parece que mal anulado - nos acréscimos fez o Verdão reclamar muito. O árbitro marcou falta no goleiro Fábio.

No Maracanã, Flamengo e Corinthians empataram em 0 a 0. P Flateve muito mais chances, mas não conseguiu converter. Novo empate na volta, independente do placar, e a decisão da vaga vai para os pênaltis.

Os confrontos de volta serão no próximo dia 26 em Belo Horizonte e São Paulo.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 12/09/2018 - 22:17Atualizado em 12/09/2018 - 22:26

Sobre a notícia já trazida ao longo da tarde pelo 4oito, que o aeroporto de Jaguaruna registrou em agosto sua melhor movimentação de passageiros de 2018 - mais de 12 mil -, bati um bom papo no início da noite com o diretor comercial da RDL Aeroportos, André Constanzo. E há mais notícias animadoras no caminho.

Também por consequência dos números expressivos, Jaguaruna está perto de atrair ao menos um novo voo para o período da manhã. A meta é poder anunciar a novidade ao longo de outubro ou, no máximo, novembro. "Está bem adiantado", confirma.

A empresa é guardada a sete chaves, mas a RDL tenta encaixar Jaguaruna em uma dessas duas rotas. Ou será parte de um voo com destino a Curitiba e depois São Paulo, ou de um caminho que passe depois por Navegantes também chegando a São Paulo.

"Tudo é questão de viabilidade das empresas. Seria um voo com uma aeronave menor que a atuar que nos serve, com uns 70 a 74 lugares", conta Constanzo. A RDL vem muito animada com os resultados de Jaguaruna. "Já está mais do que provado que há demanda", diz, lembrando o papel que o retorno recente do voo matutino da Azul com destino a Campinas representou. "Só por conta deste voo tivemos um incremento de 30% nos passageiros".

Azul e TAM voando alto em Jaguaruna / Foto: Arquivo / A Tribuna

Azul e TAM não tem embarcado menos de 100 passageiros em Jaguaruna. "Voo que não sai lotado daqui, sai praticamente lotado", apura o diretor. Isso é um bom indicativo na busca por novas opções para os usuários do terminal.

Desde quando iniciou suas operações, em 2014, Jaguaruna já embarcou e desembarcou mais de 350 mil passageiros em 9 mil pousos e decolagens. Enquanto isso, o Diomício Freitas de Forquilhinha, que perdeu o papel protagonista da região, segue movimentado. "Crescemos mais de 500% em um ano e meio administrando ali", confere Constanzo. A vocação de aeroporto para voos particulares vem se consolidando ali.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 11/09/2018 - 16:55Atualizado em 11/09/2018 - 17:03

A Seleção Brasileira venceu o México por 2 a 0, hoje, no último amistoso da equipe sub-20 na fase de treinamentos em solo mexicano. Nas partidas anteriores o time do técnico Carlos Amadeu havia empatado em 1 a 1 com o Japão, no domingo, e no último dia 5 havia batido o México por 1 a 0.

O detalhe do teste desta terça-feira ficou por conta do goleiro Vinícius. O jogador do Criciúma foi titular durante os 90 minutos do jogo com a equipe da casa. Antes, Gabriel Brasão havia jogado contra o México no dia 5 e Phelipe foi titular diante dos japoneses no domingo.

“É uma satisfação muito grande em ser lembrado mais uma vez. Isso me deixa ainda mais motivado para seguir firme nos treinamentos no dia a dia”, disse Vinícius quando dessa convocação, no mês passado. Foi o terceiro chamado da CBF que ele atendeu nesta temporada. Vinícius vem integrando o grupo do Brasil que se prepara para o Sul Americano Sub-20 que será disputado em janeiro e classificará quatro seleções para o Mundial da categoria.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 11/09/2018 - 00:05

Começa hoje mais uma Festa das Etnias em Criciúma. Sem shows nacionais, aposta em atrações locais e regionais e, principalmente, na fartura. As sete etnias prometem empenho total para encher os olhos e tirar proveito da gula dos milhares que são esperados no Pavilhão José Ijair Conti.

Pavilhão preparado para a Festa das Etnias / Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

O Estado assinou ontem a recontratualização com o Hospital São José. Aumentou o repasse, e a prefeitura ainda vai incrementar com o pagamento de ao menos parte do que admite dever. Fôlego também para os hospitais de Timbé do Sul, Praia Grande e Sombrio. Forquilhinha sonha com o seu hospital.

Assinada a recontratualização do Hospital São José / Foto: Jhulian Pereira / Decom

O Ministério Público Federal está formalizando denúncia contra cinco envolvidos nos desvios recentemente apurados pela Operação Perfídia da Polícia Federal. O esquema de desvios operava na Vara do Trabalho.

O Centro de Valorização da Vida (CVV) promoveu uma interessante programação ontem, dentro dos debates do Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção do suicídio. Um livro e as dicas de uma estudiosa do tema estão em destaque.

CVV promove evento de valorização da vida / Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

Ainda em julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) os registros de candidaturas para o pleito de outubro. Caiu na malha fina uma candidata que não comprovou filiação partidária e nem condição de alfabetizada.

Depois do sucesso no Rio Maina - mais de 800 clientes atendidos só no fim de semana - o Supermercado Manentti lançou ontem na loja da Próspera o autoatendimento em dois caixas. É o primeiro supermercado do sul que oferece esse serviço rápido.
 

Manentti é pioneiro no autoatendimento em todo o sul / Foto: Divulgação

Apresentamos a Ludmila e a Ágata. Mãe e filha, estarão juntas de novo na Meia Maratona Caixa no domingo. Mas de uma forma curiosa. No ano passado, Ludmila encarou a os 5km da Meia Maratona grávida de seis semanas. Agora, planeja levar a menina. Exemplos de gente que curte o nosso evento que se repete domingo.

Ludmila e Ágata, atrações na Meia Maratona Caixa no domingo / Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

Ainda no esporte, terminou o prazo de inscrições na Série B e o Criciúma não contratou mais. Fica pela vinda do último reforço, Marcinho Júnior, e o acréscimo de atacantes promovidos da base.

Alguns dos assuntos desta terça-feira em A Tribuna. Confira!

Denis Luciano
Por Denis Luciano 09/09/2018 - 20:50Atualizado em 09/09/2018 - 20:59

Cinco jogos movimentaram neste domingo a segunda rodada do Regional da LARM/Taça Carvão Mineral. Metropolitano e Cocal do Sul, que vão se enfrentar no próximo fim de semana, foram os destaques.

O Metrô recebeu o Turvo em Nova Veneza e venceu por 3 a 0. É o líder com 6 pontos. O Cocal, fora de casa, venceu o Meleiro por 3 a 1. Foi o único visitante que ganhou na rodada.

Meleiro 1x3 Cocal / Fotos: Emili Amaral / Especial 

Araranguá e Caravaggio empataram em 0 a 0 em Jacinto Machado. O Caravaggio divide com o Cocal o segundo lugar com 4 pontos. Jogaram ainda Mesquita 1x0 Rui Barbosa e Mãe Luzia 1x1 Internacional.

Os detalhes nesta segunda-feira em A Tribuna.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 09/09/2018 - 20:27Atualizado em 09/09/2018 - 20:33

Depois de estrear vencendo o Orleans por 5 a 0, o Próspera conheceu neste domingo sua primeira derrota na Série C do Catarinense. Tomou 2 a 0 do Itajaí fora de casa.

Mesmo com a derrota o Time da Raça está na vice-liderança com 3 pontos. O Orleans se recuperou fazendo 6 a 0 no Curitibanos em casa.

Fotos: CA Itajaí / Divulgação

No próximo domingo o time do técnico Paulo Baier tem grande chance de recuperação. Recebe o lanterna Curitibanos no Mário Balsini. 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 09/09/2018 - 08:30

Mazola Júnior havia estreado poucos dias antes em um empate contra o Juventude, 0 a 0 no Heriberto Hülse. Dias depois, ele perdeu a primeira naquele Criciúma lanterna da Série B: 2 a 0 para o Fortaleza, o líder, na Arena Castelão. 

Daquele jogo ficou a entrevista que fiz com o Rogério Ceni na Rádio Som Maior após os 90 minutos. "O Criciúma não tem time para estar em último lugar e vai sair dessa situação e tirar ponto de muita gente".

Elvis contra o Fortaleza / Fotos: Ulisses Job / Criciúma EC

Ele, Ceni, tinha razão. Alguns meses e um turno inteiro depois, o Fortaleza foi o oitavo time vencido por Mazola e pelo Tigre no atual Brasileiro. Aquele Criciúma último no turno com 1 ponto em 7 rodadas está agora na posição 14, com 32 pontos. Faltam 13 para o número mágico, os 45 da fuga do rebaixamento. 

O Criciúma soube ser humilde neste sábado. Nos 2 a 0 contra o líder, aproveitou um pênalti com Zé Carlos e fechou com um golaço de Vitor Feijão. E correu, lutou, batalhou.

"Merecemos pois soubemos jogar com humildade", reforçou Mazola. "Perdeu o time que criou mais e jogou melhor", avaliou Rogério Ceni.

Pode até ser que Ceni tenha razão de novo, mas importa que o Tigre entra em uma super semana na qual, contra o Avaí, sábado que vem,tem tudo para dar um passo rumo a um respirar mais aliviado. Ganhando do Avaí estará a 10 pontos do objetivo faltando 11 jogos. Ou seja. Próximo da paz para planejar um 2019 melhor. E isso passará pelo primeiro grande acerto do ano que vem: renovar com Mazola Júnior. 

O Criciúma quer. Mazola quer, ele já nos disse isso. Só falta o time afastar de vez o risco. Afastando, a renovação será natural.

Mas bem antes disso, o Tigre ainda procura um atacante. Até segunda, fim do prazo, o tigre tenta uma contratação. O clima já é outro no Majestoso. Nossa esperança que o torcedor encha a casa no clássico de sábado. O time merece.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 05/09/2018 - 07:45

Marlon. Partiu, bateu, trave. No rebote, Vitor Feijão, na rede. O gol do 1 a 0 do Criciúma ontem sobre o Juventude, em pleno Alfredo Jaconi, vem carregado de significados. O principal, não fosse ele e o 0 a 0 teria empurrado o Tigre para mais uma rodada de zona de rebaixamento.

Mais que respirar, o Criciúma ganhou moral. Ainda está a um ponto do Z-4, é bem verdade, mas somar três pontos, e na casa de um concorrente direto, encorpa a reação do Tigre, dá credenciais ao time.

Tanto que Liel se deu ao luxo de tomar o terceiro cartão amarelo aos 48 minutos do segundo tempo. E mais, forçou o cartão, por uma razão, digamos, um tanto inusitada. Ele precisa fazer um tratamento no glúteo. Sente dores. Há uma lesão no músculo. "E para tratar ele precisaria de um tempo, por isso foi um cartão calculado", confirmou o técnico Mazola Júnior.

Caio Rangel, ex-Tigre, foi adversário / Fotos: Arthur Dallegrave / EC Juventude

Vamos lembrar o gol? Nada melhor do que curtir a narração do Jotha Del Fabro na Som Maior.

Foi um jogo pobre de chances. "Não estivemos bem na parte ofensiva", reconheceu Mazola. Mas o treinador enalteceu a atuação da defesa, elogiando a organização e aplicação do time. "Demos o nosso melhor. Deixamos tudo o que tínhamos aqui". De fato, sobrou esforço. "O Luiz não fez uma defesa no jogo todo", lembrou.

Zé Carlos vestiu a camisa 100. Comemorou seu centésimo jogo pelo tricolor, passando de novo em branco no placar. E sem jogar bem. "Concordo. No segundo tempo o Zé sentiu um problema na perna", revelou o treinador.

Zé Carlos completou 100 jogos / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

O Tigre jogou em Caxias do Sul com Luiz, Sueliton, Nino, Sandro e Marlon, Liel, Ronaldo, Eduardo e Elvis (Luiz Fernando), Vitor Feijão (Andrew) e Zé Carlos (Nicolas). No Futebol Som Maior, votei em Marlon, o Jotha escolheu o Liel mas o melhor em campo, com o voto do Sarandi, foi o Vitor Feijão. "Pelo gol também", afirmou o nosso comentarista.

Liel é a baixa do Criciúma para enfrentar o Fortaleza no sábado, às 16h30min, no Heriberto Hülse. Jean Mangabeira é o candidato à vaga. De resto, Mazola deve manter o mesmo time que venceu o Juventude. A saber como ficam as situações de Marlon Freitas e Fábio Ferreira, em momentos distintos das suas recuperações de lesões.

Vamos às explicações? Ouvindo o Mazola Júnior após o jogo de Caxias do Sul.

Com 29 pontos, o Criciúma tem CRB e Brasil de Pelotas, que somam 28, entre ele e o Z-4. No descenso estão Juventude (28), Paysandu (26), Sampaio Corrêa e Boa Esporte (21 pontos). A próxima rodada reserva uma curiosa surpresa. Os dois times que estão logo acima do Tigre, e que poderão ser ultrapassados caso o tricolor vença o Fortaleza, terão confrontos diretos com a turma de baixo. O Londrina joga em casa com o Brasil e o São Bento visita o Juventude.

A vitória da noite passada valeu a derrubada de dois tabus. No confronto, fazia 14 nos que o Criciúma não vencia o Juventude. Na Série A de 2004, o Tigre fez 2 a 0 no Majestoso. Depois, foram nove encontros com três empates e seis derrotas. Outra. No Alfredo Jaconi o Criciúma só ganhou duas vezes na história, em um amistoso em 1982, 3 a 0, e pela Série A de 1996, 3 a 2. Ou seja, o Tigre voltou a vencer o Juventude na casa do time gaúcho depois de 22 anos. Eram seis confrontos, com um empate e cinco derrotas neste jejum de mais de duas décadas. Fez história o Criciúma.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 02/09/2018 - 19:14Atualizado em 02/09/2018 - 19:24

Fora desde a última vitória do Criciúma, 1 a 0 sobre o Sampaio Corrêa no Maranhão na última rodada do turno, dia 4 de agosto em São Luís no Maranhão, o goleiro Luiz está de volta ao time titular. Foi o que indicou o técnico Mazola Júnior no treino tático da manhã deste domingo no gramado do Heriberto Hülse.

O camisa 1 voltará a campo exatamente um mês depois da sua última partida. Ele ficou fora da série atual do Tigre sem vitórias, com três empates e duas derrotas na arranda do returno. E cabe lembrar que foi contra o Juventude, no turno, em um 0 a 0 no Majestoso, que Mazola Júnior estreou e que o Criciúma somou seu primeiro ponto na atual Série B.

Outra novidade é a volta de Sandro ao time titular. O zagueiro esteve longo tempo afastado da equipe por conta de lesões. Sua última atuaçao foi em 24 de julho no empate em 0 a 0 com o CRB em Maceió. São, portanto, sete jogos seguidos fora da escalação tricolor.

Zé Carlos vai jogar fruto do efeito suspensivo que o jurídico tricolor conseguiu na sexta-feira, após a suspensão de quatro jogos que ele tomou na véspera em julgamento no STJD.

Com o resgate de Sandro, Liel retoma a sua posição de primeiro volante depois de sete partidas como zagueiro improvisado. Eduardo volta de suspensão e também está escalado. Vai o Tigre encarar o Juventude com Luiz, Sueliton, Nino, Sandro e Marlon, Liel, Ronaldo, Eduardo e Elvis, Vitor Feijão e Zé Carlos. Antes do treino, o lateral direito Sueliton bateu um papo com a reportagem na sala de imprensa. Confira.

Mazola orienta o apronto na manhã desta segunda e depois o Criciúma segue rumo à concentração em Caxias do Sul. Depois da rodada concluída no sábado, o Tigre está à frente somente das equipes da zona de rebaixamento.

Reprodução: Chance de Gol

Enquanto isso, a base segue formando seus talentos para o profissional. O clube firmou o primeiro contrato com o atacante Deividy, um dos destaques da equipe sub-17. Ele assinou vínculo até janeiro de 2021.

Deividy assina com o Tigre / Foto: Imprensa / Criciúma EC

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 02/09/2018 - 17:59Atualizado em 02/09/2018 - 18:07

Sem jogar futebol profissional desde 2010, o Próspera voltou em alto estilo neste domingo. Goleou o Orleans por 5 a 0 no estádio Mário Balsini. O técnico Paulo Baier e os seus comandandos foram empurrados por um bom público,

Mais de mil torcedores empurraram o Time da Raça no Mário Balsini / Fotos: Daniel Búrigo / A Tribuna

Eduardo Semler abriu o placar aos 37 minutos. Ainda no primeiro tempo, Maicon Santana ampliou aos 40. Na etapa final o terceiro veio com Gustavo, aos 22. Mateusinho anotou o quarto aos 35 e Gabriel fechou a goleada aos 38 minutos.

O Mário Balsini recebeu 1.043 torcedores para uma renda de R$ 20,3 mil.

O Grupo A teve ainda neste domingo Curitibanos 0x7 Itajaí. No Grupo A o Caçador perdeu para o Jaraguá, 4 a 0, e no sábado o Carlos Renaux, em Brusque, aplicou 7 a 0 no Porto.

O Próspera volta a campo no próximo domingo, fora de casa, contra o Itajaí. Vão jogar, ainda, Orleans x Curitibanos, Caçador x Carlos Renaux e Porto x Jaraguá.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 02/09/2018 - 17:51Atualizado em 02/09/2018 - 17:59

Três jogos movimentaram, neste domingo, a primeira rodada do Regional da LARM/Taça Carvão Mineral. O destaque ficou por conta do Meleiro que, mesmo jogando na casa do adversário, fez bonito. Aplicou 2 a 0 no Internacional no estádio Antônio Peruchi, no bairro São Defende, gols de Marcelo, aos 20 do primeiro tempo, e Maurício Santos, aos 15 da etapa final.

Em Morro da Fumaça o Rui Barbosa, de volta da Segunda Divisão, perdeu por 1 a 0 para o Metropolitano. Lalau anotou o gol do time de Nova Veneza aos 13 minutos da primeira etapa.

Rui 0x1 Metropolitano em Morro da Fumaça / Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

No estádio Walmor Guollo, em Cocal do Sul, Cocal e Araranguá empataram em 2 a 2. Edi colocou o Cocal em vantagem aos 38. No segundo tempo o AEC chegou a virar com gols de Ramon, aos 6, e Cristian, aos 12 minutos. O time da casa buscou o empate em dois gols com Edi, aos 23.

No sábado o Caravaggio havia vencido o Mesquita, de Araranguá, por 3 a 0. A rodada vai terminar na sexta-feira com Turvo x Mãe Luzia.

Na segunda rodada, no próximo domingo, vão jogar Mãe Luzia x Internacional, Meleiro x Cocal do Sul, Araranguá x Caravaggio, Mesquita x Rui Barbosa e Metropolitano x Turvo.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 01/09/2018 - 18:33Atualizado em 01/09/2018 - 18:43

O Figueirense venceu o Avaí por 1 a 0 neste sábado, na Ressacada, em jogo da Série B do Brasileiro. O gol da vitória foi marcado por João Paulo, de pênalti, aos 2 minutos do primeiro tempo.

Ainda na etapa inicial o Avaí perdeu um pênalti aos 41 minutos. Guga cobrou e Denis defendeu.

Mais cedo, aos 21, um torcedor do Figueira caiu da arquibancada dos visitantes. Ele bateu com a cabeça no chão e foi deslocado em estado grave para o Hospital Celso Ramos. O jogo parou e um helicóptero desceu no centro do gramado para deslocar o torcedor.

Fotos: Robson Boamorte / GloboEsporte

Dentro de campo, o Avaí mesmo com o revés está em terceiro lugar com 39 pontos enquanto o Figueirense é quinto com 37.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 01/09/2018 - 17:55Atualizado em 01/09/2018 - 18:02

O Caravaggio abriu com vitórias neste sábado a edição 2018 do Regional da LARM/Taça Carvão Mineral. Na partida principal, o Azulão derrotou o Mesquita de Araranguá por 3 a 0.

Everton Boff abriu o placar aos 34 minutos. Juca ampliou aos 42 e Alan Miguel fechou a conta aos 27 minutos da etapa final.

Na preliminar, na abertura do Regional Júnior, o Caravaggio fez 1 a 0 no Mesquita, gol de Gu aos 27 do primeiro tempo. As partidas ocorreram no estádio da Montanha, no Caravaggio.

A primeira rodada do Regional continua neste domingo com Inter x Meleiro, Cocal do Sul x Araranguá e Rui Barbosa x Metropolitano. A partida Turvo x Mãe Luzia foi transferida para sexta, dia 7.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/08/2018 - 20:30Atualizado em 30/08/2018 - 20:37

Em busca de um atacante, o Criciúma foi de Wellington Paulista a Giovane Gomes, da Série A do Brasileiro à Copa Rio Grande do Sul, passando por opções da Série C. "Temos conversado com vários atletas", confirmou o diretor executivo de futebol tricolor, Nei Pandolfo, em entrevista coletiva nesta tarde.

"Wellington Paulista por enquanto não quer fazer qualquer movimentação, mas a situação dele com a Chapecoense não está bem definida", disse o dirigente. O jogador está afastado dos treinamentos com o elenco profissional na Chape, segundo a diretoria do clube do Oeste, por "questões técnicas". Wellington distribuiu uma nota hoje afirmando desconhecer as razões.

Wellington Paulista teve boa passagem pelo Criciúma em 2013

Giovane Gomes é atacante do Pelotas, pelo qual foi promovido à elite do Campeonato Gaúcho. Agora, disputa um torneio estadual. Aliás, nem tem sido relacionado nas últimas partidas, o que faz aumentar a especulação em torno do interesse do Criciúma.  "O Giovane entrou na pauta, está vindo bem no Gaúcho. É um atleta bem referendado, um dos treinadores que trabalhou com ele falou muito bem, jovem, 23 anos", disse Pandolfo.

Giovane Gomes, do Pelotas, também na mira tricolor

O clube está de olho também no interior de São Paulo. Do Bragantino, tentou o atacante Matheus Peixoto. "Tem um atleta que foi bem no Paulista e a concorrência é pesada", comentou o dirigente. E do Náutico o Criciúma queria Ortigoza, mas ele está nos planos do Paraná. Wallace Pernambucano, outro atacante do clube pernambucano, foi citado por Pandolfo hoje.

Wallace Pernambucano, do Náutico, é outra possibilidade

"Estamos buscando mais um atleta preocupados com a suspensão do Zé. Ele precisa de um reserva", lembrou o diretor, citando que João Paulo ainda ficará mais duas semanas no mínimo em tratamento no São Paulo, e não tem previsão de retorno, e Lucas Coelho também não tem data marcada para voltar. Zé Carlos foi suspenso por quatro jogos em julgamento no STJD. 

Nei Pandolfo atrás de reforços

Na entrevista de hoje Pandolfo fez também elogios ao trabalho do técnico Mazola Júnior. Confira no podcast.

(Colaboração: Lucas Renan Domingos / A Tribuna)

Denis Luciano
Por Denis Luciano 26/08/2018 - 22:30Atualizado em 26/08/2018 - 22:47

A Série C do Campeonato Brasileiro definiu, neste domingo, o acesso de três clubes à Série B da próxima temporada. Vão disputar a Segunda Divisão nacional no ano que vem o Operário de Ponta Grossa, Bragantino e Botafogo de Ribeirão Preto. Os três despacharam nordestinos em confrontos de volta das quartas de final. A última vaga será definida nesta segunda-feira e apontará um adversário bem distante: Atlético do Acre ou Cuiabá, do Mato Grosso.

Em Ponta Grossa, Operário 3x0 Santa Cruz

O Operário já vinha credenciado por uma ótima primeira fase, quando somou 35 pontos e fez a segunda melhor campanha do Grupo B. Esteve na chave do rebaixado Joinville. Em 2016 eliminou o Criciúma na Copa do Brasil em pleno Heriberto Hülse. Naquela mesma temporada foi rebaixado à Segunda Divisão do Paranaense. No ano seguinte, sagrou-se campeão da Série D nacional e da Segundona Estadual. Neste ano garantiu 

Os oito mil torcedores no estádio Germano Krüger foram à loucura neste domingo com os 3 a 0 do time do técnico Gerson Gusmão. Alisson abriu o placar aos 21 minutos. No segundo tempo, Schumacher ampliou aos 2 e Dione fechou aos 34. Na ida o tradicional Santa Cruz havia vencido por 1 a 0. Assim, o Santinha fica mais um ano na terceira divisão enquanto o Operário volta à Série B mais de duas décadas e meia depois.

Em Recife, Náutico 1x1 Bragantino

Dois recentemente rebaixados brigaram em confronto direto por um lugar na Série B do ano que vem. E o Bragantino levou a melhor. Com o empate em 1 a 1 na Arena Pernambuco, despachou o Timbu, que jogará pelo segundo ano seguido a Terceirona. Caiu no ano passado. O Braga retorna depois de dois anos, já que havia despencado em 2016.

Com a vantagem de 3 a 1 construída na ida, em Bragança Paulista, o Bragantino saiu na frente com Matheus Peixoto, aos 32 do primeiro tempo. Wallace Pernambucano empatou para o Náutico aos 38 da etapa final. O Náutico vinha credenciado pela melhor campanha do Grupo A, enquanto o Braga passou na quarta posição do Grupo B.

Em Ribeirão Preto, Botafogo (SP) 1x0 Botafogo (PB)

Foi no detalhe que o Botafogo da Paraíba deixou escapar o acesso. Na ida, havia vencido por 1 a 0 em João Pessoa. Jogava pelo empate neste domingo em Ribeirão Preto. E estava garantindo até os 47 minutos do segundo tempo quando Caio Dantas anotou o gol dos paulistas. Com o placar, pênaltis, e neles o time da casa levou a melhor, 4 a 3.

O Botafogo de Ribeirão Preto fez a melhor campanha da primeira fase, como campeão do Grupo B, enquanto o Botafogo paraibano havia classificado com três pontos de vantagem sobre o Confiança, o primeiro dos eliminados no Grupo A.

Atlético Acreano e Cuiabá fazem o confronto final das quartas, valendo a última vaga do acesso à Série B, às 21h desta segunda-feira em Rio Branco, capital do Acre. Na ida o Cuiabá ganhou por 2 a 0. Seja quem for o promovido, colocará outro estado no mapa da Segunda Divisão, já que Mato Grosso está fora desde o ano passado com a queda do Luverdense e o Acre há muito tempo não frequenta a competição.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 25/08/2018 - 19:20Atualizado em 25/08/2018 - 19:25

Uma derrota difícil de explicação essa por 3 a 0 para o CSA? Talvez nem tanto. Ocorre que o Criciúma tem o seu campeonato, que é um. E o CSA tem outro, que é o da briga pelo acesso. Basta olhar a tabela e ver a diferença de 15 pontos entre os times. Por essas e outras que o técnico Mazola Júnior voltou a apelar ao choque de realidade no Campeonato Brasileiro.

"Para que a gente pare com essa conversa de G-4. Não estamos aqui para enganar ninguém. Vamos falar a verdade. Já que não conseguimos vitória no começo do returno, caímos na mesma realidade do turno, praticamente com o mesmo grupo, vamos reinventar o nosso sistema de marcação para que pare de tomar gols, colocar os pés no chão e assumir o nosso grande objetivo que são os 45". Mais claro, impossível.

Sobre o jogo em Maceió, Mazola não escondeu o seu descontentamento. "Dificil explicar uma situação dessa. Não competimos, pouco agressivos ao marcar e jogar. Um dia para esquecer aqui". Ele fez duas substituições no intervalo. "As duas substituições foram porque não conseguíamos jogar nem marcar". Ele elogiou a entrada do estreante Patrick. "Gostei da entrada do Patrick. Não vai resolver o nosso problema mas gostei da entrada dele".

O treinador não deixou de opinar sobre Vitor Feijão e Elvis, sacados para as entradas de Joanderson e Patrick. "Feijão estava mal, totalmente disperso. Elvis, muito mal, tentamos, fizemos trabalho diferenciado, tem dificuldades de jogar duas em alto nivel".

O lateral Carlos Eduardo não atendeu às expectativas do técnico tricolor. "Não. Mas não adianta crucificar nem fazer marquetagem toda. Não esteve bem mas tem o direito de não estar bem. Pegou um atacante de qualidade. Não vamos crucificar o menino não. Tem trabalhado e evoluído bastante. Se tem algum culpado da escalação sou eu".

Mas... marqueetagem? Eis o novo rótulo de Mazola para designar, neste caso, o lobby pela entrada de Carlos Eduardo na equipe. "Eu também gosto de valorizar, mas tomar cuidado para não supervalorizar demais. Não jogar responsabilidade demais. Pressão está muito grande. Não vamos achar que a base vai ser solução"

Zé Carlos deixou o campo dizendo que "tem jogador achando que é craque". Foi além, afirmando que "faltou concentração na defesa" e que "a bola não chegou", em uma crítica ao meio de campo. "Não costumo falar com os jogadores no vestiário depois do jogo. Jogador muitas vezes sai com cabeça quente, Zé é daqui, desabafou, a gente conhece o perfil dele, o grupo também conhece, vamos gerir melhor essas situações".

Mazola fez uma interessante definição sobre o que, para ele, é o "grande erro" do Criciúma. "Antes se achava que tinha se montado um grupo para subir. Aí foi o grande erro. Quando recuperamos os pontos que recuperamos, contra equipes do nosso campeonato, e é bom não iludir mais o torcedor, o nosso campeonato quando jogamos contra os mais qualificados não ganhamos. Vamos inverter esse discurso e pensar nos 45 pontos para que todo mundo caia na realidade".

E reforços? Estão sendo especulados os nomes dos atacantes Ortigoza, do Náutico, e Giovani Gomes, do Pelotas. Sem entrar no porém dos nomes, Mazola não deixa de esconder a necessidade de contratar. "Não adianta bater nessa tecla. Todo mundo sabe. Está claro, tudo muito visto. Uma coisa é isso, outra coisa é o clube ter condições de honrar com seus compromissos. A diretoria está trabalhando, se esforçando, os grandes nomes da Série B e Série A custam muito mais do que valem, então temos que tomar cuidados de ficar cobrando contratação pois não temos como fazer grandes mudanças no plantel. Não foi feito até agora. Não será feito até o fim das inscrições". As inscrições terminam no dia 10 de setembro.

Pouco tempo até o próximo jogo. Terça o Criciúma pega o Guarani às 19h15min no Heriberto Hülse. Ouça a entrevista de Mazola aos colegas da Rádio Eldorado no podcast abaixo.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 20/08/2018 - 11:35Atualizado em 20/08/2018 - 11:36

São normais as oscilações que o Criciúma vem enfrentando no Campeonato Brasileiro. E a matemática do Tigre é clara, livrar-se logo da barreira dos 45 pontos. Faltam 21 portanto, 24 já estão conquistados. Estas e outras colhemos do técnico Mazola Júnior de um interessante bate papo ontem à noite em nosso programa Papo de Bola, na RTV, que compartilhamos agora aqui.

Antes, lembramos que o treinador já revelou o que o fará ficar em Criciúma no ano que vem: conseguir o objetivo de no mínimo manter o time na Série B e, claro, haver interesse do Tigre. Ele gostaria.

A oscilação e os cálculos

Mazola considera absolutamente normal os episódios de oscilação que o Criciúma vem tendo mesmo dentro dos jogos. "Normal, até pelo começo ruim que tivemos no campeonato". Quando indagado sobre cálculos, chegou a opinar sobre a recente perspectiva de parte da torcida por briga pelo acesso. "É jogo a jogo. Não é fácil reconstruir uma campanha assim. A meta era até a décima rodada sair do Z-4. Não deu. Agora criou uma empolgação ilusória de sonhar com o G-4".

Para o returno, Mazola considera que o limite para se saber onde o time chegará é o meio da tabela. "Chegar em uma posição confortável até a décima rodada".

Fernando Ribeiro / Criciúma EC

Reforços

O treinador chegou a citar dois jogadores da Ponte Preta que estavam na mira mas acabaram indo para Campinas: o atacante Hyuri e o lateral Nicolas. "O Atlético foi buscar quatro ou cinco jogadores de Série A. O Coritiba, a Ponte Preta também". Daí, o treinador fez um porém sobre os reforços do Tigre. "O risco das nossas contratações é maior. Como nosso orçamento está mais do que estourado, trazemos muitos jogadores por parcerias, e muito jovens, jogadores que às vezes não são do campeonato".

Ele garantiu que não pede reforços. "Não peço nada. É uma relação diferenciada. Não peço reforço mas tenho direito a veto e tenho sido atendido".

Dificuldades

"O Criciúma faz muita força para jogar", concorda o técnico. "Temos problemas sérios de não conseguir manter mesmo padrão por vários jogos". Ele não concorda que venha mexendo demais no time nos últimos jogos. "Não achei que houve tanta mudança assim. Foram forçadas", explica. Ele elogiou o papel do zagueiro Christian que jogou improvisado como lateral esquerdo contra a Ponte, na suspensão do titular Marlon. "Christian foi muito bem. Anulou o melhor atacante da Série B", disse, referindo-se ao jogador André Luís.

"Faltou matar a jogada no terceiro gol" , recordou, referindo o problema de marcação no lance que Liel e Nino acabaram envolvidos pelo atacante da Ponte no lance que fechou os 3 a 1 da terça passada. Mazola flagrou, ainda, um problema de estatura do Criciúma. "Diferença grande de altura", disse, comparando com a Ponte.

Patrick

Patrick, apresentado hoje / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

Regularizado, o meia atacante foi apresentado na manhã desta segunda e estará no banco nesta terça diante do Coritiba.  "Ele não disputa posição com Alex Maranh"ao e Elvis, é um meia atacante pelos lados com bom poder de finalização", apontou. No treino de ontem, Mazola testou Patrick, que veio do Grêmio, na vaga de Vitor Feijão. 

Com mais reforços, já não tem gente demais no elenco tricolor. "No plantel tem. Mas temos muitos lesionados. Não tenho João Paulo, não tenho Lucas Coelho. Muita gente no DM". O técnico pondera ainda que há muita prata da casa. "A maioria é de jogadores da casa".

Sobre um deles, Carlos Eduardo, Mazola lembrou o resgate feito com o jogador. "Ele estava afastado quando eu cheguei. Ele é diferenciado do mundo do futebol, educado, inteligente, soube atender as nossas solicitações". O treinador reforçou a razão de ter optado por Eduardo, e não Carlos Eduardo, na lateral direita contra a Ponte.  "Ele não jogou contra a Ponte pois eu tenho convicção que o Eduardo pode produzir mais ofensivamente". Amanhã, contra o Coritiba, a opção é por Sueliton. "Ele é o especialista da função e está recuperado. Saiu dois jogos no intervalo por sentir mas fizemos um trabalho diferenciado com ele".

Terça

A montagem de meio e ataque do Criciúma é "a mais equilibrada", segundo Mazola, com Jean Mangabeira, Eduardo, Luiz Fernando e Elvis. "Ter volante canhoto é importante. Única peça é o Luiz Fernando. Ele teve problemas de lesão. Antes, uma suspensão e não voltou o mesmo. A partir da saída do Luiz Fernando desequilibrou o meio". O técnico reforçou que "os melhores jogos com essa plataforma foram contra o Avaí e o Paysandu" e a intenção é repetir isso diante do Coritiba. "Temos que voltar à plataforma que deu certo".

Marlon

A expulsão de Marlon contra o Atlético Goianiense não causou qualquer irritação ao técnico tricolor. "Foi situação de jogo. Complicado punir ou achar que decepcionou. O médico do Atlético falou o que não devia. Ele é um dos melhores e mais importantes líderes do grupo. Evoluiu muito". Mazola apontou que Marlon "perdeu peso. Hoje é um atleta recuperado".

Zé Carlos

"Vem tendo dificuldades físicas, não é de agora, mas é um jogador decisivo"

Coritiba

"Estudamos o jogo deles. Tecnicamente é um muito forte. Eles vem com a faca no pescoço"

Luiz

Mazola está preocupado com a condição física do goleiro, que ficou fora dos jogos contra Atlético e Sampaio Corrêa e também não enfrenta o Coritiba amanhã. "Panturrilha, é um problema frequente dele. No treino ele sentiu. Estava bem. Vem fazendo um trabalho diferenciado".

A contratação de Belliato foi lembrada por Mazola como um acerto, já que Vinícius recebeu nova convocação à Seleção e deverá ficar todo o setembro com a CBF no México. "O Ronaldo teve possibilidade de sair, não deixamos, está muito bem", contou, referindo um dos goleiros reservas do Tigre, outra cria da base.

João Paulo

O treinador não escondeu a preocupação com o atacante João Paulo, fora desde o jogo com o Londrina quando sofreu um edema ósseo. "Nem no clube ele está. É um caso grave. Vai requerer cuidado especial", comentou. "Vejo com muita dificuldade. Ele tem problema de peso, um mês parado. Se fosse meu filho eu teria outra conduta, que o São Paulo não teve". Mazola disse que não colocaria a haste que foi posta na perna do jogador há algum tempo, quando ele teve seu primeiro problema físico ainda no São Paulo. "Vai ser difícil recuperar ele esse ano".

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 20/08/2018 - 01:05Atualizado em 20/08/2018 - 01:31

Cresce entre torcedores o apoio para que Mazola Júnior continue técnico do Criciúma por mais tempo. Até um longo prazo. Um contrato que garante ele no ano que vem no Tigre, por exemplo. Cabe lembrar a simpatia que o presidente Jaime Dal Farra tem à ideia de técnico de contrato longo. Assim foi com Roberto Cavalo, que chegou com garantia de três anos, o que não foi possível pelas diversas crises que culminaram com a saída dele.

Mazola veio apagar um incêndio. Tanto que nem apartamento alugou. Mora em um hotel da cidade. "Estou morando bem. É confortável lá", contou. Durante uma hora e meia, conversei com o técnico do Criciúma na noite deste domingo na RTV, no nosso programa semanal Papo de Bola. Do papo, concluímos que o treinador gostaria sim de ficar no Tigre por mais tempo. Mas com uma condição um tanto óbvia e básica.

Mazola salientou que está muito feliz em Criciúma. "Adorei o clube, estrutura excelente, equipe de trabalho muito boa. O presidente fantástico comigo. Estou hiper feliz. Conseguindo o objetivo, eu gostaria sim de ficar". Mas qual é esse objetivo? Ele nem titubeia. "Evitar o rebaixamento. Estamos a apenas um ponto, o campeonato é difícil demais". E dá para sonhar mais? "O negócio é chegar logo nos 45 pontos. Depois, o que vier é lucro".

Daniel Búrigo / A Tribuna

Se a permanência na Série B vier, se pintar o convite para ficar e o martelo for batido pensando em 2019, aí sim Mazola deixa o hotel e traz a esposa e a sua cachorrinha de estimação. Elas vivem em Campinas, onde o treinador matou um pouco das saudades antes e depois da derrota de terça passada para a Ponte Preta.

Na conversa conosco na RTV, Mazola falou ainda de contratações, da situação do time, das escalações, convicções e mudanças, dos jogadores recuperados e dos seus cálculos. Vamos contar mais nas próximas postagens.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 19/08/2018 - 18:55Atualizado em 19/08/2018 - 19:00

Marcílio Dias e Metropolitano estão de volta à Série A do Campeonato Catarinense. O Marcílio retorna depois de três anos e vai disputar a elite no seu centenário enquanto o Metrô ficou apenas uma temporada na Série B estadual.

O acesso do Marcílio veio com empate em casa, 2 a 2 com o Fluminense de Joinville. O Metrô subiu mesmo perdendo, 2 a 1 para o Camboriú fora de casa. Os classificados vão agora decidir o título

Eles tomam as vagas de Inter de Lages e Concórdia, rebaixados neste ano.

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14