Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Renúncia antecipada de Dal Farra? "Sem chance"

Denis Luciano
Por Denis Luciano 03/06/2020 - 11:15Atualizado em 03/06/2020 - 11:18

Corre com força, nas últimas horas, o boato de que Jaime Dal Farra estaria antecipando sua renúncia à presidência do Criciúma. Que a entrega do mandato já estaria ocorrendo. Cabe lembrar que Dal Farra formalizou o rompimento da parceria e que, ato contínuo, deixa oficialmente a presidência no fim da temporada. Uma antecipação agora geraria, no mínimo, um impasse institucional, já que não há uma nova diretoria ainda preparada.

"Descarta. Sem chance", garantiu fonte muito próxima a Dal Farra na manhã desta quarta-feira, 3, em contato com o blog. "Chegou ao Jaime essa pergunta, que ele teria antecipado a renúncia, mas não confere. A chance é zero. Em nenhum momento foi tratado disso", reforçou a fonte. Está reforçado que a GA, e Dal Farra, continuam no Criciúma até o fim da temporada.

Um fator que ajuda Dal Farra no argumento de continuar, na mesma linha do que assegurou no recente pronunciamento, é o não aparecimento, até agora, de interessados com propostas concretas para assumir o Criciúma. Não existe qualquer proposta de transição, ainda, mas Dal Farra tem dito às pessoas próximas que está disposto a uma saída negociada "de acordo com o interesse de todos". Ele admite sair antes, em caso de acordo, para dar controle total à nova gestão, ou então ficar o tempo necessário por conta dos vínculos dos jogadores que possui, dentro do que é estabelecido no contrato entre GA e Criciúma.

Em caso de renúncia de Dal Farra, quem assumiria a presidência seria o vice de Finanças do clube, Valcir Montovani.

Mas o presidente segue na ativa. Ontem, participou de reunião online da SC Clubes, que tratou do decreto do governador Carlos Moisés sobre a volta do futebol. Os clubes consideraram o decreto confuso, mas fecharam questão em torno da seguinte interpretação: não tem futebol até o dia 5 de julho, e quando chegar o dia 5 pode haver uma nova orientação do Governo do Estado, conforme o andamento da pandemia de Covid-19, no sentido de prorrogar ou não as medidas de isolamento. Por isso, a volta do Campeonato Catarinense não será, ao menos por enquanto, marcada para o dia 8 de julho, como vinha sendo especulado.

A retomada de jogos e também de treinamentos vai depender, ainda, de novas conversas entre os clubes e os prefeitos das suas respectivas cidades. Há casos mais complexos, como Chapecó e Concórdia, onde houve disparadas recentes nos índices de Covid-19, e a municipalização das decisões, determinada pelo governador Carlos Moisés, deve colaborar nessa unificação do discurso no caso do futebol. Mas uma coisa é certa: Criciúma x Marcílio Dias e os demais jogos da retomada do Campeonato Catarinense não têm data para ocorrer. Ainda.

4oito

Deixe seu comentário