Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Afinal, tem ônibus andando lotado em Criciúma?

Denis Luciano
Por Denis Luciano 10/07/2020 - 19:32Atualizado em 10/07/2020 - 19:35

Eram 16h29min desta sexta-feira, 10. Passei na Avenida Centenário, costeando o Terminal Central, ali pelo lado do Bistek Supermercados. A fila de carros era grande. Deu tempo de parar e dar uma boa observada no interior do terminal, em dois pontos. Perto da Casa do Ferroviário e defronte à praça Maria Rodrigues. Dos dois pontos, o mesmo e preocupante visual: muita gente.

Filas grandes, em horário no qual os ônibus ainda não voltaram a operar. São os minutos finais de uma das janelas de vácuo no transporte coletivo, que segue operando com três faixas. De segunda a sexta-feira, é possível usar os ônibus em Criciúma das 6h20min às 8h40min, 11h20min às 13h30min e das 16h32min às 19h40min. Isso conforme a grade oferecida hoje pela Associação Criciumense de Transporte Urbano (ACTU) em seu site.

Foto: Denis Luciano / 4oito

Certo. Voltamos às filas. Fui testemunha, as fotos da parte externa do Terminal Central que ilustram essa postagem provam. A plataforma estava cheia. Dezenas e dezenas em cada uma das várias filas. Muita gente mesmo. Mesmo à distância, difícil acreditar que todos os parâmetros de distanciamento social estivessem sendo cumpridos.

Foto: Denis Luciano / 4oito

E dentro dos ônibus? Recebemos diariamente relatos de viagens com mais gente que o razoável. Sempre que abordada, a ACTU nega. Mas são vários usuários reclamando. Um deles nos mandou inclusive a foto abaixo, de uma das viagens do Amarelinho em Criciúma nesta semana.

Para quem reclama de falta de fiscalização, duas lembranças: Criciúma ativou hoje o WhatsApp para encaminhar denúncias e, de mais a mais, o próprio povo pode e deve também ser fiscal das possíveis irregularidades. Seguimos de olho. Com a palavra, as autoridades.

4oito

Deixe seu comentário