Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
Denis Luciano
Por Denis Luciano 25/05/2018 - 18:43Atualizado em 25/05/2018 - 18:55

O Criciúma anunciou duas contratações na tarde desta sexta-feira. Os volantes Ralph, 20 anos, e Marlon Freitas, 23 anos, chegam na cidade nas próximas horas para exames médicos, assinatura de contratos e posterior apresentação. "Entramos em acordo, são jogadores que estavam em atividade", garante o diretor executivo de futebol, Nei Pandolfo. Ralph vem por empréstimo do Atlético MG, clube que o revelou e o único da carreira dele até agora. Marlon foi emprestado pelo Fluminense.

Nei e os anúncios da tarde / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

E o clube não vai parar por aí. Nas próximas horas, poderá fechar mais duas contratações. "Um zagueiro e um atacante de um clube de São Paulo", antecipou Pandolfo. E há mais dois na mira. No total, seis reforços para fechar esse ciclo, e o diretor colocou a possibilidade de, com a futura abertura da janela internacional de tranferências, o Criciúma viabilizar mais investimentos. Tanto Ralph quanto Marlon Freitas são segundos volantes. "São semelhantes ao perfil do Dodi", explicou o executivo.

Ralph vem por empréstimo do Atlético (MG)

Ralph é natural de São Fidélis, no Rio de Janeiro. Formado na base do Atlético, subiu para o time principal em 2017, quando foi escolhido revelação do Campeonato Mineiro pela TV Globo. Neste ano teve pouco espaço no elenco principal do Galo. Marlon jogou sete partidas no Fluminense neste ano, três na Copa do Brasil e quatro no Estadual. Ele teve duas experiências internacionais.Jogou no FL Strikers, dos Estados Unidos, em 2015, e no STK Samorim, da Eslováquia, em 2017. Abaixo, o bate papo com Nei Pandolfo.

Marlon Freitas, emprestado pelo Fluminense

Enquanto isso, o grupo principal fez um treino físico na academia e arrematou com uma corrida no gramado. O departamento médico está movimentado, com o zagueiro Sandro, o goleiro Ronaldo, o lateral Eltinho e os atacantes Kalil, Andrew e Mailson. O atacante Lucas Coelho, em recuperação, faz transição, e poderá estar à disposição para a partida contra o Avaí na sexta-feira da semana que vem, na Ressacada. Vai ter mais treinos no final de semana, neste sábado à tarde e no domingo pela manhã, ambos no CT.

Christian e Vinícius, Enzo e Natan reforçaram o time júnior hoje / Foto: Denis Luciano / 4oito

O time júnior jogou à tarde no CT Antenor Angeloni, e empatou com a Chapecoense em 2 a 2 pelo Campeonato Catarinense. O Tigre fez 1 a 0 com Julimar, tomou o empate, buscou o 2 a 1 com gol de Lucas mas levou a igualdade de novo, somando um ponto em casa e continuando na quinta colocação entre seis times, agora com seis pontos.

A comemoração do gol de Julimar, o primeiro nos 2 a 2 / Foto: Denis Luciano / 4oito

A equipe do técnico Lalo ganhou quatro reforços do profissional: o goleiro Vinicius, o zagueiro Christian e os laterais Natan e Enzo. O técnico Mazola Júnior, os auxiliares Marcelo Dias e Grizzo e dirigentes como Vilmar Casagrande e Valcir Montovani assistiram o jogo. Nos minutos finais, encerrado o treino, alguns jogadores do grupo principal foram até o estádio conferir os juniores, casos de Nicolas, Jean Mangabeira, Sueliton, Jacy Maranhão e outros.

Mazola conferindo o jogo dos juniores do Tigre e Chape / Foto: Denis Luciano / 4oito

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 25/05/2018 - 11:20Atualizado em 25/05/2018 - 11:26

Quando entrar em campo contra o Avaí, o Criciúma terá completado dois meses sem ganhar um jogo oficial. A última vitória tricolor foi em 1º de abril, 1 a 0 sobre o Hercílio Luz na despedida do Campeonato Catarinense. Depois, derrotas para Atlético Goianiense, Ponte Preta, Coritiba, CSA, Guarani e Fortaleza e empate com o Juventude. Abril passou, maio vai acabar e o Tigre não soube mais o que é vencer.

"Estamos com saudades da vitória, de sentir a força da torcida, de pontuar, de ter uma semana feliz", admitiu ontem o lateral direito Sueliton, em bate papo conosco à tarde no CT, antes da reunião de quase duas horas do elenco com comissão técnica e dirigentes. "A gente não dorme, a gente não fica bem. Estamos tristes há um tempo", reforçou o camisa 2.

Mazola e os jogadores. Momento difícil do lanterna / Foto: Denis Luciano / 4oito

Sueliton é uma das novidades para o compromisso do próximo dia 1º na Ressacada. Ele volta de suspensão, a exemplo do lateral esquerdo Marlon e do volante Jean Mangabeira. E por falar em novidade, depois de a quinta-feira passar em branco o Criciúma está ultimando detalhes para anunciar uma ou até duas contratações na tarde desta sexta. Sem muito alarde, afinal já foram alguns alarmes falsos desde a semana passada.

A reunião de ontem no vestiário do CT foi de fortes cobranças. "Os jogadores tomaram um choque de realidade", contou alguém. Com o acordo firme e forte de que "nada vazaria da conversa", sabe-se apenas que o tom foi de cobrança severa, de exigências e de perguntas e respostas. O resto, saberemos mais com atitudes do que com discursos. O Criciúma é lanterna da Série B com um ponto e na temporada - com saudades de vencer, como disse Sueliton - tem sete vitórias, oito empates e já perdeu doze vezes, um aproveitamento de apenas 35% dos pontos. O time treinou pela manhã, repete a dose à tarde e no fim de semana. "Só com trabalho", disse Sueliton, quando indagado sobre o caminho para a reversão.

Hoje tem Criciúma x Chapecoense nos juniores, 15h30 no CT / Foto: Denis Luciano / 4oito

Hoje, em A Tribuna

"Que saudade dos três pontos" é a nossa matéria que amplia na página 28, nesta sexta-feira, a leitura acima exposta, do tempo do Tigre sem ganhar. "Uma semana para a volta", com a foto abaixo exposta do lateral Carlos Eduardo, ilustra as projeções para Avaí x Criciúma e a menção a esse jogador como uma das opções de resgate pelo técnico Mazola Júnior enquanto reforços não chegam.

Carlos Eduardo, o retorno / Foto: Denis Luciano / 4oito

E sobre reforços, sob a foto abaixo, de Nei Pandolfo e Mazola, a afirmação de que, ao menos por enquanto "o reforço se chama: conversa", com as informações que conseguimos colher sobre o longo diálogo de ontem. "É pegar o positivo e levar contra o Avaí", disse Sueliton, sobre alguma pista para montar o time que encara os avaianos na rodada que vem.

Nei Pandolfo e Mazola Júnior, longas conversas / Foto: Denis Luciano / 4oito

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 25/05/2018 - 11:00Atualizado em 25/05/2018 - 11:05

A CBF está de olho. Admitiu nesta quinta-feira que pode haver algum problema futuro para os jogos do Campeonato Brasileiro, mas as 62 partidas a serem realizadas entre hoje e segunda-feira pelas quatro divisões estão confirmadas. E depois? "Se a greve dos caminhoneiros continuar, é possível que tenhamos jogos cancelados sim", admitiu hoje, em bate papo conosco na Rádio Som Maior, o presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF), Rubens Angelotti.

A Série B tem três partidas hoje, em Florianópolis, Goiânia e Curitiba. Amanhã, mais quatro jogos, em Sorocaba, Pelotas, Campinas e Goiânia. Na segunda-feira, um jogo em São Luís no Maranhão. Tudo confirmado. Mas se o movimento persistir, será complicado deslocar equipes depois. Afinal, faltam combustíveis para os ônibus nos deslocamentos terrestres, que o diga o jogo do Tigre na sexta que vem em Florianópolis diante do Avaí. E faltam aviões. Hoje já houve cancelamento de voos em Brasília.

Na Série A, são três jogos neste sábado, no Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, e outros sete no domingo, em Curitiba, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte e Fortaleza.

A Série C tem seis confrontos neste sábado, em Rio Branco (Acre), Natal, Salgueiro (PE), Tombos (MG), Bragança Paulista (SP) e Cuiabá. No domingo, três: Recife, Ponta Grossa (PR) e Joinville. Na segunda-feira, fecha a rodada com uma partida em Aracaju.

A primeira fase da Série D termina domingo com todos os 34 jogos da rodada a partir das 18h. Sobre os catarineses, o Tubarão vai ao Paraná visitar o Cianorte, o Brusque recebe a visita do São José de Porto Alegre e o Inter de Lages viaja ao Rio Grande do Sul para encarar o Caxias.

Em Santa Catarina, a FCF anunciou a transferência de dois jogos que ocorreriam hoje pelo Estadual de Juniores. Tubarão x Avaí, em Treze de Maio, e Figueirense x Joinville, em Palhoça, passaram para terça-feira. O único mantido foi Criciúma x Chapecoense, que se enfrentam às 15h30min no CT Antenor Angeloni. "Isso porque a Chapecoense já havia viajando ontem para Criciúma", informou Angelotti. A rodada das categorias Infantil e Juvenil que seria no fim de semana passou para quarta, 30 de maio.

O início da Série B do Catarinense, marcado para o domingo da semana que vem, 3 de junho, está sob risco. São partidas em Jaraguá do Sul, Blumenau, Itajaí e Itaiópolis.

Abaixo, o podcats da entrevista com o presidente Angelotti. Confira!

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 24/05/2018 - 20:40Atualizado em 24/05/2018 - 20:51

A contratação pretendida pelo Tigre, no plural ou até no singular, para esta quinta-feira, não rolou. Ao menos até as 20h40min. Há uma semana, o presidente Jaime Dal Farra prometia cinco reforços, e projetava algum deles até para o dia seguinte, pensando em encorpar o time que encararia o líder Fortaleza fora de casa. Nada. Veio o fim de semana, a viagem, o jogo, a derrota, 2 a 0. Após a bola rolar na Arena Castelão, nova projeção. "Vamos até quinta anunciar algo". Palavras do diretor executivo Nei Pandolfo. Não deu.

Mas ele já se vacinou naquela entrevista coletiva que apresentamos na Som Maior e aqui no blog. "Às vezes tem problema com documento que vai, com algum detalhe que falta". Talvez tenha sido o caso. Seja como for, a quinta foi embora sem reforço.

Nei Pandolfo na luta diária por reforços / Foto: Denis Luciano / 4oito

A novidade atendeu pelo nome de conversa. Sim, na reapresentação, Mazola Júnior usou bastante do verbo. Falou bastante, com certeza, mas também deu espaço para ouvir. A reunião de praticamente duas horas antecedeu um breve treino. Os titulares correram em torno do gramado, nada muito pesado, até porque a tarde caía, o frio chegava, o sol se escondia. E doze reservas fizeram um trabalho tático, com bola, em campo reduzido.

Treino ao entardecer depois de longa reunião / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

E houve vários desfalques no treino. É que o departamento médico está bastante frequentado. O zagueiro Sandro e o atacante Andrew estão de passagem, e logo deverão estar entregues a Mazola. É a expectativa. Sandro ainda precisará de transição, mas não deve ser problema para encarar o Avaí. Andrew sentiu algumas dores, nada grave por enquanto. O atacante Kalil e o terceiro goleiro, Ronaldo, seguem entregues ao DM, a exemplo do lateral Eltinho. O atacante Lucas Coelho faz a transição física.

Hoje teve Sueliton na coletiva / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

O bate papo da tarde foi com Sueliton. O lateral direito retorna de suspensão na próxima rodada da Série B, a exemplo do lateral esquerdo Marlon e do volante Jean Mangabeira. Sueliton disse que o Tigre "está com saudades da torcida no estádio, e com saudades dos três pontos". É, quando entrar em campo diante do Avaí o Criciúma estará completando dois meses sem ganhar um jogo. Tratamos disso e de outras do Tigre no jornal A Tribuna nesta sexta. Abaixo, a conversa da reportagem com Sueliton. Confira!

Nesta sexta tem futebol no CT Antenor Angeloni. O Criciúma encara a Chapecoense às 15h30min pelo Estadual de Juniores. Será o único jogo da rodada, já que as partidas Tubarão x Avaí e Figueirense x Joinville, em Treze de Maio e Palhoça, respectivamente, foram transferidas para terça-feira por conta da consequência da greve dos caminhoneiros. Chance para Wilsão, o novo coordenador técnico da base, observar de perto a meninada do sub-20 no seu trabalho de transição da formação tricolor para a equipe de cima. Sorte a ele!

Mais uma volta de Wilsão, agora coordenador na base / Foto: Denis Luciano / 4oito

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 23/05/2018 - 10:20Atualizado em 23/05/2018 - 10:25

Nos cálculos dos matemáticos do Chance de Gol, o Criciúma tem hoje 82% de chances de cair para a Série C do Brasileiro. Se essa, que é a pior perspectiva, se confirmar, será a quarta vez na história do tricolor na terceira divisão. "Vai cair, vai cair", gritavam os torcedores do Fortaleza aqui na capital cearense, na Arena Castelão, ao fim do jogo, nos 2 a 0 do tricolor do Ceará que cumpre grande campanha na liderança da Série B. Mas o técnico vencedor de ontem, Rogério Ceni, discorda dos torcedores e disse no Futebol Som Maior que o Criciúma vai escapar.

chancedegol.com.br

O Fortaleza teve uma "relação umbilical", como dizia a imprensa daqui, com a Série C. Teve uma queda da B em 1994 e ficou cinco anos na Terceirona. De 2010 em diante, jogou a C, com 15 participações na competição desde a criação dela. Nas últimas oito temporadas, teve ao menos quatro vezes em que morreu na praia, perdendo o acesso em jogos decisivos contra Oeste (2012), Macaé (2014), Brasil de Pelotas (2015) e Juventude (2016). A triste sina acabou ano passado, contra o Tupi de Juiz de Fora.

"A gente tem que pedir desculpas para o torcedor. É vergonhoso", define o meia Elvis, que conversou conosco na Som Maior após a partida. "A gente tem que assumir os erros, todo mundo, eu tenho erros, todo mundo tem". Elvis foi discreto contra o Fortaleza, mas agradou ao técnico Mazola Júnior. "Eu gostei", resumiu. "A gente sabe da tradição da camisa do Criciúma, esse momento é difícil pedir apoio do torcedor", apontou Elvis, comentando que "o torcedor tem razão em cobrar". "É pedir desculpas mesmo", emendou.

Christian e Natan em campo ontem

Elvis tomou um cartão vermelho em Campinas, contra o Guarani, por reclamar da arbitragem em um lance após o apito final. Agora, se policiou mais quando questionado sobre o instante do segundo gol do Fortaleza, quando Fábio Ferreira toca para trás e coloca Leonan em condições de anotar os 2 a 0. "Resvala, o juiz dá o gol, não adianta reclamar na fase em que a gente está".

O atacante Nicolas foi mais discreto na análise do jogo, e preferiu tomar o caminho do otimismo, embora a péssima campanha. "Acredito que o grupo tem força para reverter isso". Já Christian, que começou zagueiro e passou a lateral com a saída de Natan para a entrada de Zé Carlos, comentou sobre os erros do Tigre nos gols sofridos. "Dois erros, dois gols". E lamentou os lances desperdiçadaos. "Não podíamos falhar e acabamos falhando. Mas tivemos oportunidade e acabamos não matando".

Gustavo não comemorou o gol marcado no Criciúma

Para Zé Carlos, que entrou no segundo tempo, o time jogou bem. "Jogamos bem. Tomamos dois gols em falhas nossas mais uma vez". É hora, segundo o camisa 9, da personalidade. "Só trabalhando que a gente vai poder reverter isso. Foi a gente que colocou, temos que sair o mais rápido possível". Ouça, no podcast abaixo, o bate papo com os jogadores do Criciúma após a partida.

O Tigre viaja de volta para o sul hoje. Lanterna com 1 ponto, só deixa o último lugar na rodada se o Boa Esporte perder para o Goiás em Goiânia no sábado. Mas se os goianos ganharem, eles, que são antepenúltimos, abrem neste caso quatro pontos em relação ao Criciúma. Hoje o tricolor está a cinco pontos do Juventude, o primeiro fora da zona de rebaixamento.

Para encarar o Avaí, Mazola terá de volta os laterais Sueliton e Marlon e o volante Jean Mangabeira, que cumpriram suspensão ontem. O zagueiro Sandro e o atacante Lucas Coelho, que se recuperam de lesões, estão com chances de retorno. A aguardar para as próximas horas as novidades prometidas, e que podem estar sendo definidas ainda na concentração do Criciúma aqui em Fortaleza.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 23/05/2018 - 07:00

Não há nada nem ninguém abaixo do Criciúma na Série B do Brasileiro. A lanterna foi alcançada com os 2 a 0 sofridos ontem à noite, aqui em Fortaleza, contra o líder Fortaleza, agora dono de 19 pontos em 21 possíveis, enquanto o Tigre, com apenas 1, tem aproveitamento inferior a 5% e conseguiu cair uma posição na rodada perante ao Boa Esporte, por conta do saldo de gols.

A urgência de contratar só aumenta. Havia nos bastidores da noite passada na Arena Castelão a informação de que, após a partida, o Criciúma poderia anunciar algum reforço. Não aconteceu. O diretor executivo Nei Pandolfo conversou conosco e justificou as negociações, mas ainda sem retorno concreto. "Estamos com várias frentes abertas, em diferentes posições, esperamos até no máximo depois de amanhã concretizar".

Lance de Fortaleza 2x0 Criciúma na Arena Castelão

O volante Marlon Freitas, do Fluminense, o atacante Luidy, do Corinthians e que está emprestado ao Ceará, um lateral direito também do Corinthians e o atacante André Luís, que joga no futebol da Coréia do Sul, seriam as bolas da vez. Pandolfo já comentou algo sobre Luidy, mas nos microfones ele continua econômico com as palavras. "São essas posições, e vários atletas, mas não podemos falar para não atrapalhar as negociações".

Perguntamos se o problema maior para não fechar os reforços é a falta de dinheiro do Criciúma. Pandolfo despistou. "Não. O presidente e a diretoria estão se empenhando, não medindo esforços". Alguém pode estar de saída do Tigre. "Quando você tira passa a ser oneroso para o clube, temos que ter um cuidado", ponderou. "Mas há interesse de clubes nesses atletas, se não estiver no plano do clube vamos tentar negociar", completou.

Pandolfo confirmou a multa ao lateral esquerdo Marlon pelas duas expulsões em quatro jogos na Série B, culminando com a agressão contra um jogador do Juventude na semana passada. "Já conversamos, vai tomar uma multa que é normal, ele admitiu o erro, já o recuperamos no aspecto emocional, está um pouco mais equilibrado", afirmou. Mais do bate papo com Nei Pandolfo após a derrota de ontem você confere no podcast abaixo. Ouça!

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 23/05/2018 - 01:30Atualizado em 23/05/2018 - 01:58

Em uma crise com ares de poço sem fundo, com uma campanha que só piora no mais fraco desempenho da história do Criciúma, uma fala do técnico adversário no início da madrugada, na Rádio Som Maior, pode servir de um quase solitário alento à terrível fase tricolor. "Achei o Criciúma bem armado. Já tinha achado contra o Juventude, poderia ter vencido", comentou Rogério Ceni, líder da Série B com o Fortaleza, no bate papo com a gente na Arena Castelão após os 2 a 0 da noite passada.

"Não condiz com a pontuação que tem", afirmou. Em sete jogos, o Criciúma perdeu seis e empatou um, tem um ponto. O Fortaleza fez o oposto. Ganhou seis e empatou um. Já somou 19 pontos. "Uma certeza eu tenho, que o Criciúma vai subir, é questão de tempo", disse. Claro que Ceni não se referia a acesso, mas sim subir na tabela, ao ponto de deixar o Z-4 para trás, o que se torna o grande sonho de consumo do Tigre na temporada.

"É um time competitivo e técnico", observou Ceni. "É uma questão de tempo mas vai sair dessa situação". Embora a visão otimista do técnico do Fortaleza, o buraco só vai ficando mais fundo. Depois do Avaí na Ressacada, o Criciúma terá jogos decisivos no Heriberto Hülse contra Paysandu e Boa Esporte. O Tigre deixa maio em branco, pois como só volta a campo em junho, passa a borracha, vira a folha do calendário de um "mês 5" para esquecer com a pífia e historicamente negativa campanha na arrancada da Série B.

Abaixo, o bate papo com Rogério Ceni, que começou comentando as razões de o Fortaleza, a certa altura, ter sido pressionado pelo Criciúma. Confira!

Tudo de Fortaleza 2x0 Criciúma a gente apresenta aqui direto da capital cearense na edição desta quarta-feira do jornal A Tribuna.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 22/05/2018 - 19:10Atualizado em 22/05/2018 - 19:12

Chegamos em Fortaleza perto das 15h30min. Tempo de saber que a gasolina custa mais de R$ 4,50 o litro, que o diesel estoura os R$ 4 e conferir uma tarde nublada depois da chuva de segunda-feira.

E vamos para o jogo. Já estamos na Arena Castelão para contar tudo de Fortaleza x Criciúma na Som Maior. E o lance no Tigre, além de somar pontos, é contratar. O trabalho está forte nos bastidores.

O volante Marlon Freitas é o número 1 da lista. Revelado no Fluminense, pelo qual jogou 27 partidas e marcou dois gols, deve se transferir para o Tigre com salários pagos pelo Flu até o fim da temporada como contrapartida pela ida de Douglas Moreira para o clube carioca.

Marlon Freitas, do Fluminense

O Criciúma quer ainda o atacante Luidy, 21 anos, emprestado pelo Corinthians ao Ceará. Aqui em Fortaleza os colegas comentam que ele não vem sendo aproveitado na Série A e que não seria difícil tirar ele do Vovô. Basta um acerto com o Corinthians.

Luidy, indicação de Mazola

Luidy cai nas graças de Mazola Junior. Foi ele quem o lançou no CRB em 2016. Ele fez gols no Criciúma tanto pelo CRB quanto pelo Figueirense no ano passado. Seria o atacante rápido que o Tigre quer.

Na lista tricolor ainda um lateral direito do Corinthians e um atacante com experiência no futebol da Coréia do Sul. Dos bastidores vem a convicção de que amanhã haverá alguma novidade.

Ah e o Marquinhos. O experiente zagueiro ex-Figueirense está indo para o Avaí. O Criciúma chegou a sondar mas a vinda dele foi vetada por Argel faz um tempo. Vai ser adversário na Série B.

Marquinhos a caminho do Avaí

Vamos para a bola rolando. Contamos isso tudo e mais no Futebol Som Maior a partir das 20h.

Tags: Tigre Criciúma

Denis Luciano
Por Denis Luciano 22/05/2018 - 07:20Atualizado em 22/05/2018 - 07:24

A caminho de Fortaleza. É o sétimo compromisso do Criciúma na Série B, o quarto fora de casa, e lá vai a Som Maior pelos caminhos do Brasil com o Tigre.

E a partir de hoje tem novidade. Todo dia, bem cedinho, na arrancada do Programa Adelor Lessa, tem as últimas de bastidores do Criciúma. Um minuto de Tigre logo cedo, diariamente, para você começar o dia sintonizado no tricolor.

Para abrir a conversa, hoje falamos da necessidade de contratar, da pressão no diretor Nei Pandolfo e de uma possível renúncia do vice-presidente eleito há um mês. Tá no podcast abaixo:

O Criciúma está em Fortaleza desde domingo. No meio da tarde nos encontramos com o Tigre na capital cearense. O técnico Mazola Júnior levou dúvida. É 4-4-2, o mais provável, ou 3-5-2? Christian entra, mas como lateral direito ou um dos três zagueiros? E o Zé, vai para o banco? Alex Maranhão ou Natan?

O mais provável Tigre para encarar o líder Fortaleza tem Luiz, Christian, Nino, Fábio Ferreira e Enzo, Liel, Eduardo, Elvis e Alex Maranhão, João Paulo e Mailson. As opções são Vinicius, Natan, Jacy Maranhão, Leandro Melo, Luiz Fernando, Andrew, Zé Carlos e Nicolas.

E reforços? Nada ainda. O volante Marlon Freitas, 23 anos, do Fluminense, é o nome da hora. Hoje tem Futebol Som Maior a partir das 20h. Vem com a gente!

Tags: Criciúma Tigre

Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/05/2018 - 18:10Atualizado em 21/05/2018 - 18:13

Outro dia, o técnico Mazola Júnior lembrou, com propriedade, que o Criciúma não pode colocar nas costas de 15 jovens promovidos ao elenco principal a responsabilidade pela recuperação do time no Campeonato Brasileiro após a péssima arrancada. De fato. No time que ele projeta para encarar o líder da Série B nesta terça, às 21h30min, são quatro titulares e dois reservas entre os 19 relacionados para encarar o Fortaleza na Arena Castelão na abertura da sétima rodada.

Nino segue na zaga / Foto: Denis Luciano / 4oito

Na conta dos jovens entre os 11 cotados para ir a campo, o zagueiro Nino está confiante, embora o momento tenso do vice lanterna. "Vai ser um grande jogo, muito difícil, contra o líder que não perdeu ainda", lembra o jogador, que formará dupla de zaga com Fábio Ferreira na ausência de Sandro, novamente fora por lesão. Nino fez o gol contra nos 3 a 1 do CSA, saiu diante do Guarani, quando a dupla foi Sandro e Fábio, retornou frente ao Juventude e segue no time agora. Ouça, abaixo, o que Nino disse hoje na concentração do Tigre.

O Criciúma está desde o fim da tarde de ontem na capital cearense. Hoje, no hotel onde está concentrado, o time fez um treino tático de posicionamento e cobranças de faltas e escanteios. Além de Sandro, o lateral Eltinho, os atacantes Lucas Coelho e Kalil e o goleiro Ronaldo também estão fora por lesão. Os laterais Marlon e Sueliton e o volante Jean Mangabeira cumprem suspensão.

O time não está confirmado. Dentro das alternativas testadas no sábado, ainda no CT, há o 4-4-2 com Luiz, Christian, Nino, Fábio Ferreira e Enzo, Liel, Eduardo, Alex Maranhão e Elvis, João Paulo e Mailson. No 3-5-2, Alex Maranhão saiu para a entrada de Natan como ala pela direita e Christian compôs o trio de zaga com Fábio e Nino. Neste esquema, Zé Carlos ganhou o lugar de João Paulo na frente. Saberemos o time uma hora antes de a bola rolar, ou seja, às 20h30min desta terça.

Treino da tarde em Fortaleza / Foto: Tiago Neoti / Criciúma EC

Enquanto isso, o Criciúma apresentou reforço nesta tarde no Heriberto Hülse. O ex-zagueiro Wilson Vaterkemper volta para mais um trabalho no Criciúma. "Somando tudo, tenho 25 anos aqui", lembrou, nesta tarde. Ele que enquanto atleta foi o segundo jogador que mais defendeu o Criciúma na história, com 426 jogos. "Eu nem lembrava disso", confidenciou. Treinou o sub-20, o profissional e, entre idas e vindas, volta agora para ser coordenador técnico da base tricolor, que vive um momento difícil nos resultados dentro de campo. Ouça, abaixo, a entrevista dele na apresentação.

Wilsão com o coordenador da base, Serginho Lopes / Foto: Denis Luciano / 4oito

E o reforço para o time principal? Nada de novo até o fim da tarde. Seguimos na especulação do que apuramos pela manhã, de que um jogador está vindo do Fluminense, dentro do acordo pelo qual o volante Douglas Moreira transferiu-se para as Laranjeiras. Quem vier de lá virá com salários pagos e emprestado até o fim do ano. O nome da hora é Marlon Freitas, volante como Dodi, de 23 anos, e que já atuou, emprestado pelo Flu, em um clube da Eslováquia e outro dos Estados Unidos. Conto mais às 18h50min na Som Maior e amanhã em A Tribuna.

Nesta terça embarcamos às 8h50min em Florianópolis, fazemos escala em Brasília e, antes das 15h, nos encontramos com o Criciúma em Fortaleza. A partir das 20h estaremos falando com o microfone da Som Maior direto da Arena Castelão.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/05/2018 - 11:35Atualizado em 21/05/2018 - 11:44

O ex-zagueiro Wilson Vaterkemper volta a trabalhar no Criciúma. O clube anunciou hoje pela manhã a contratação de Wilsão para assumir a coordenação técnica das categorias de base. Ele será apresentado às 15h30min, na sala de imprensa Clésio Búrigo, pelo coordenador geral da base, Serginho Lopes.

Wilsão de volta para trabalhar no Criciúma / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

Wilsão tem um histórico de longa data no Tigre. É o segundo jogador com mais partidas disputadas na história com a camisa do Criciúma. Foram 426 jogos, cinco a menos que o recordista Vanderlei. Marcou 28 gols pelo tricolor, no qual jogou nas temporadas de 1985, 87 e de 89 a 99.

Em 2010 ele voltou ao Criciúma como treinador. Comandou a equipe em 14 jogos no Campeonato Catarinense, durante os últimos meses da gestão do presidente Édson Cascão Búrigo. Em setembro de 2013 Wilsão era guindado do sub-20, do qual vinha sendo técnico, para o profissional, assumindo como auxiliar na vaga que era de Sílvio Criciúma, na ocasião efetivado como treinador. Em 2014 foi interino, fazendo um jogo na Série A e dois na Copa Sul Americana. Deixou o clube em abril de 2015, quando era auxiliar técnico e acabou demitido. Retornou em novembro do mesmo ano para assumir como treinador do time sub-20, na ocasião no lugar de Luiz Gonzaga Milioli e já na gestão de Jaime Dal Farra.

Wilsão com Luizinho Vieira em uma das fases no HH / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/05/2018 - 11:10Atualizado em 21/05/2018 - 11:13

Pode vir do Fluminense a próxima contratação do Criciúma. É a contrapartida do clube carioca para a transferência do volante Douglas Moreira no começo do mês. As tratativas estão avançadas para o Tigre receber um meiocampista de 23 anos, com salários pagos integralmente pelo Flu até o final da temporada.

Este é um dos vários negócios tratados pelo diretor executivo de futebol Nei Pandolfo. Claro que, fiel às suas características, ele mantem a transação guardada a sete chaves mas, na carência de recursos, é daí que deve vir a próxima novidade. Há, no clube, quem entenda que Pandolfo precisa render mais, mostrar resultados. Depois da vinda dele, o Criciúma fez sete contratações, seis indicadas pelo ex-técnico Argel Fucks e uma a "vinda política" do volante Leandro Melo.

Nei Pandolfo na pressão / Foto: Denis Luciano / 4oito

A rigor, Pandolfo só contratou o técnico Mazola Júnior até agora. Circula nos bastidores do Tigre a impressão de que, "seja qual for o resultado em Fortaleza", algumas mudanças deverão ocorrer na quarta-feira. Não que o diretor executivo esteja a perigo, mas ele precisará mostrar algo mais concreto para ganhar fôlego interno.

Em paralelo, o Criciúma aposta no melhor aproveitamento de um jogador recentemente reintegrado: o lateral direito e volante Carlos Eduardo. Ele vem treinando bem nos últimos dias e não será surpresa se, em breve, seja mais aproveitado por Mazola Júnior.

Carlos Eduardo vai ganhar espaço / Foto: Denis Luciano / 4oito

Situação oposta vive o lateral esquerdo Eltinho. Velho conhecido do treinador, com quem já trabalhou, o jogador estava escalado para enfrentar o Fortaleza. Partiu para o apronto de sábado pela manhã e, no primeiro minuto, sentiu uma lesão. É de grau 2. Vai ficar mais uns 30 dias parado. Eltinho fez apenas sete jogos pelo Criciúma, o último em 11 de março no empate em 1 a 1 em casa com o Atlético Tubarão. Muito pouco.

Eltinho lesionado de novo / Foto: Denis Luciano / 4oito

E não é que o Jacy Maranhão finalmente está aparecendo? O jovem zagueiro que veio do Atlético Paranaense no começo do ano para ganhar experiência aqui e ainda não estreou - só treinando até agora -, pega banco de reservas pela segunda vez com Mazola, e pela primeira vez embarcou em um avião com o Tigre. Está em Fortaleza, é o único zagueiro no banco, é o reserva de Nino e Fábio Ferreira e, só por isso, já tem alguma chance de jogo, levando-se em conta a falta de um ritmo mais intenso do segundo. A conferir nesta terça.

Chance para Jacy, entre Luiz Fernando e Ianson na bola / Foto: Denis Luciano / 4oito

Voltando aos reforços, além do jogador emprestado pelo Fluminense o Criciúma está no mercado buscando algo mais. Tem faltado jogadores no perfil desejado e que se enquadrem nas medidas financeiras do Tigre, mas o presidente Jaime Dal Farra, que está em Fortaleza, mantém a ordem de três a cinco contratações. Sobre Osman, o meia atacante que viria da Chapecoense, chegou a notícia de que ele está lesionado e levará mais algum tempo para recuperar. Ao menos uma razão, além da negativa da Chape, para a não vinda dele. Afinal, a máxima no tricolor é "chegar e jogar", até para preencher a "grade do Mazola", que diz precisar de 20 jogadores de linha aptos, e hoje não os tem, levando em conta que "15 jovens vindos da base não podem ter toda a responsabilidade nessa hora". Palavras do técnico.

Mazola pensando na grade incompleta / Foto: Denis Luciano / 4oito

Mazola não confirmou o Criciúma ainda. Tem um treino à tarde no campo do Porto d´Aldeia Eco Lodge, o hotel em que o Tigre está concentrado desde o final da tarde de ontem na capital cearense. Pelas impressões do apronto de sábado, o time mais provável para pegar o Fortaleza amanhã às 21h30min na Arena Castelão é Luiz, Christian, Nino, Fábio Ferreira e Enzo, Liel, Eduardo, Alex Maranhão e Elvis, João Paulo e Maílson. Viajaram ainda o goleiro Vinícius, o lateral Natan, o zagueiro Jacy Maranhão, o volante Leandro Melo, o meia Luiz Fernando e os atacantes Zé Carlos, Andrew e Nicolas.

Natan e Nicolas, de amarelo, opções para o banco amanhã / Foto: Denis Luciano / 4oito 

E tem uma crise interna na direção, incêndio a ser apagado em breve. É cada vez mais evidente o distanciamento do vice-presidente Gilson Pinheiro em relação ao presidente Jaime Dal Farra. O Ney Lopes, sempre muito bem informado, noticiou hoje na página 27 de A Tribuna sobre uma possível renúncia de Pinheiro:

A crise interna no Criciúma está tão séria que o novo diretor administrativo, empresário Gilson Pinheiro, eleito a menos de um mês, já está praticamente fora do circuito e deve nas próximas horas pedir junto ao Conselho sua renúncia do cargo (...) por rota de colisão com o presidente Dal Farra.

É bom lembrar que na eleição de Pinheiro, na noite de 23 de abril (há quase um mês), já notávamos algumas divergências, a começar que no discurso de posse, perante aos conselheiros, o recém eleito vice criticou o modelo de gestão em vigor no Tigre. Voltamos a esse assunto da crise política em breve.

Gilson Pinheiro de saída / Foto: Denis Luciano / 4oito
Os goleiros do Tigre. Luiz e Vinícius estão em Fortaleza / Foto: Denis Luciano / 4oito
Sem Sandro, lesionado, Nino segue na zaga / Foto: Denis Luciano / 4oito

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/05/2018 - 08:41Atualizado em 21/05/2018 - 08:48

Certo, o negócio é não tomar gols. Mas é necessário fazê-los também. Afinal, as rodadas estão avançando e o Criciúma vai se distanciando do 16º lugar, que passou a ser o sonho de consumo tricolor na Série B. Hoje o invejado é o Juventude que, com 6 pontos, está 5 à frente do Tigre. “Queremos no final do turno estar na primeira metade da tabela”, afirmou o superintendente Róbson Izidro. Missão mais dura ainda. “O trabalho vai ser muito árduo”, confirmou o técnico Mazola Júnior.

Calculadora na mão, o Criciúma, para ser 16º ao final do turno, precisa em torno de 21 pontos nos 13 jogos que tem pela frente. São sete vitórias, e o Tigre terá seis partidas em casa: Paysandu, Boa Esporte, São Bento, Figueirense, Londrina e Vila Nova. “Mas eu tenho muita confiança”, diz o técnico. É necessário um desempenho de 54% a partir de agora até a partida diante do Sampaio Corrêa, que fecha o turno tricolor.

Um Zé Carlos pensativo no treino de sábado / Foto: Denis Luciano / 4oito

Na Série B do ano passado, o último fora do Z-4 na primeira metade foi o Santa Cruz com 23 pontos. O Figueirense, com 20, abria o grupo de descenso, que contava ainda com Luverdense, ABC e Náutico. Dos quatro, somente o Figueirense escapou mandando o Santa para a Terceira. “Com esse time, vamos brigar para não cair”, disse o atacante Zé Carlos na semana passada.

E se a meta for realmente o 10º lugar ao final do turno? Daí o Tigre precisa de uma grande arrancada de 66%, ganhando oito e empatando duas, podendo perder no máximo três vezes até a 19ª rodada. O décimo em 2017, na metade da competição, era o Londrina, com 27 pontos. Sem esquecer que todos os cálculos levam aos 45 como número mágico, a pontuação a ser alcançada para que o tricolor jogue a Série B em 2019.

Mazola e o duro desafio no Criciúma / Foto: Denis Luciano / 4oito

A grade do Mazola

O Criciúma está em busca de cinco reforços. “Sim, vamos fazer de tudo para sair dessa situação”, adiantou o presidente Jaime Dal Farra. Mas o treinador contemporizou. “Não estamos em condições de fazer loucuras”. A intenção de contratar dois jogadores até sexta-feira não foi cumprida. “É lógico que o grupo precisa ser reforçado”, apontou Mazola.

A semana começa ainda sem contratações. “Tem lacunas na grade do plantel”, comentou o treinador. Ele projeta a necessidade de “vinte jogadores de linha, o Criciúma não os tem”.

João Paulo, o artilheiro tricolor / Foto: Denis Luciano / 4oito

Marcelo e Roni com Mazola

“O Mazola é um treinador muito exigente, o conheço há 20 anos, fui atleta dele”. São algumas das credenciais de Marcelo Dias, auxiliar técnico que trabalha há uma semana com Mazola Júnior no Criciúma. Ele reuniu as informações do Fortaleza, adversário de amanhã. “É o líder. Sabemos do grau de dificuldade. Temos que ser inteligentes para jogar lá”, afirmou. “Alcança quem não cansa de trabalhar, de insistir e de buscar”, resumiu o auxiliar. 

Marcelo Dias, o auxiliar técnico / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

“Encontramos um time bem preparado”, elogiou Roni Silva, preparador físico. “Essa composição de atletas jovens com mais experientes, se for bem aproveitada é interessante”, apontou, analisando o elenco do Criciúma. Roni assumiu na chegada de Mazola e com a saída do preparador Rogério Juidecce.

Leia mais do dia do Criciúma hoje nas páginas 24 e 25 do jornal A Tribuna.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 20/05/2018 - 19:20Atualizado em 20/05/2018 - 19:29

Conforme o prometido, o Fluminense promoveu neste domingo, no estádio Mário Balsini, avaliação de atletas nascidos entre 2001 e 2009. O professor Anderson Lima foi o responsável pela avaliação. Ele trabalha para o Flu e promoveu a oportunidade em parceria com o Próspera, que cedeu o espaço.

Domingo movimentado no Mário Balsini / Foto: EC Próspera / Divulgação

Bastante gente compareceu. Seja os candidatos, seja os pais e amigos que acompanharam. A imagem de bom público na arquibancada do Balsinão fez lembrar os tempos dos jogos do Time da Raça que, aliás, estão próximos de voltar.

Pessoal chegou cedo para os testes / Foto: EC Próspera / Divulgação

Em breve a Federação Catarinense de Futebol divulga a tabela do Campeonato Catarinense. Primeiro, será a Série C Sub-20. Depois, o Catarinense da Série C profissional. Em ambos o Próspera terá pela frente os adversários do Grupo B: Itajaí, Curitibanos e Orleans.

Para reforçar o caixa, o Próspera lançou durante a semana a sua campanha de sócios. Pelo Plano Time da Raça é possível contribuir com o clube pagando R$ 15, R$ 30 e R$ 45 mensais. Os primeiros cem associados que pagarem as 12 mensalidades antecipadas estarão ganhando uma camisa retrô do Próspera.

Luciano Bianchini, primeiro sócio da nova fase / Foto: EC Próspera / Divulgação

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 20/05/2018 - 18:58Atualizado em 20/05/2018 - 19:03

Somando todas as categorias, o Criciúma não ganhava um jogo oficial havia exatos 50 dias. Em 1º de abril, o Tigre batia o Hercílio Luz por 1 a 0 na última rodada do Campeonato Catarinense. Depois, foram seis partidas da equipe principal e, de quebra, sete partidas das equipes de base no Estadual sem ganhar. Eis que a recuperação veio na manhã de sábado em um clássico no CT Antenor Angeloni.

Bessa, de pênalti, faz Criciúma 1x0 Figueirense / Foto: Denis Luciano / 4oito

Os 3 a 0 do time sub-20 sobre o Figueirense significaram a quebra do constrangedor tabu. A equipe do técnico Lalo vinha de dois empates e três derrotas no Estadual de Juniores e, abrindo o returno, precisava urgentemente vencer. Terá, ainda, quatro rodadas pela frente para evitar o vexame da eliminação na primeira fase em um Catarinense que tem seis times e quatro avançam às semifinais. Hoje, Criciúma e Joinville estariam fora da briga.

Os meninos do sub-20 comemoram o primeiro gol / Foto: Denis Luciano / 4oito

O meia Lucas Bessa, uma das grandes promessas da base do Criciúma, fez a diferença na vitória de sábado. Abriu o placar batendo um pênalti aos 44 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, anotou o terceiro aos 46. Antes, o atacante Lucas havia anotado o segundo gol aos 33 minutos.

Antes de ganhar do Figueirense no sábado o Criciúma sub-20 vinha de três derrotas seguidas para Avaí, Joinville e Tubarão, após empates nas duas primeiras rodadas contra Figueirense e Chapecoense. O júnior tricolor volta a campo sexta-feira, novamente no CT, diante da Chape. Assista abaixo o terceiro gol do Tigre marcado por Lucas Bessa contra o Figueirense. As imagens são do próprio Criciúma Esporte Clube.

As outras equipes de base no Catarinense seguem sem ganhar. O sub-17, o juvenil, do técnico Amauri Barasuol, tomou 3 a 2 do Avaí no CT no sábado à tarde. Higor e Deividy anotaram os gols do Tigre que, com duas derrotas em dois jogos, é vice lanterna entre 11 equipes. No infantil, sub-15, a equipe do técnico Filipe Monteiro ao menos somou 1 ponto, no 1 a 1 com os avaianos também em Criciúma. Vitor fez o gol tricolor. Neste Estadual o Criciúma é oitavo entre 11 times com esse ponto, depois de uma derrota na estreia.

Logo, na soma das três categorias de base no Campeonato Catarinense, o Criciúma tem uma vitória, três empates e seis derrotas. Enquanto isso, voltando ao início da postagem, o time principal já está em Fortaleza e, depois de cinco derrotas e um empate, busca a primeira vitória na Série B neste jejum, hoje, de 51 dias sem ganhar. O detalhe é que o compromisso pela sétima rodada será contra, nada mais, nada menos, que o líder Fortaleza. 

Mais do sub-20 na primeira vitória no Estadual / Foto: Denis Luciano / 4oito

Os campeonatos

O Catarinense Sub-20 tem seis times que, em turno e returno, brigam por quatro vagas nas semifinais. A primeira rodada do returno teve, além de Criciúma 3x0 Figueirense, os jogos Joinville 1x5 Tubarão e Chapecoense 4x0 Avaí, disputados na sexta-feira. Na próxima sexta, além de Criciúma x Chapecoense, jogam Figueirense x Joinville e Tubarão x Avaí. A liderança é do Avaí com 13 pontos, seguido por Chapecoense e Tubarão com 10, o Figueirense soma 8, o Criciúma tem 5 e o Joinville, 4 pontos.

Sub-20 pega a Chape sexta, no CT / Foto: Denis Luciano / 4oito

No Catarinense Sub-17 a terceira rodada do turno teve, ainda no sábado, os jogos Tubarão 6x2 Chapecoense, Brusque 2x1 Figueirense, Joinville 2x4 Guarani de Palhoça e Hercílio Luz 3x3 Concórdia, além de Criciúma 2x3 Avaí. Figueirense x Criciúma abrem a quarta rodada na quarta-feira, às 15h15min, em Palhoça. No sábado jogam Chapecoense x Inter de Lages, Avaí x Joinville e Guarani x Hercílio Luz. No domingo tem Concórdia x Brusque. Abaixo, a classificação.

Reprodução / FCF Futebol

No Catarinense Sub-15 o sábado apresentou, além de Criciúma 1x1 Avaí, os jogos Tubarão 1x2 Chapecoense, Brusque 1x2 Figueirense, Joinville 1x2 Guarani e Hercílio Luz 1x1 Concórdia. A mesma próxima rodada citada acima para o juvenil vale para o infantil, cuja classificação você confere abaixo.

Reprodução / FCF Futebol

O futebol feminino do Criciúma vem em fase melhor nas quadras, no futsal. Neste fim de semana, pelo Campeonato Catarinense Sub-20, venceu Blumenau por 2 a 1. No sub-15 a equipe tricolor garantiu duas vitórias, 7 a 0 em Braço do Norte e 3 a 0 sobre Brusque.

Foto: Criciúma EC / Divulgação

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 19/05/2018 - 11:59Atualizado em 19/05/2018 - 12:00

O Criciúma embarca às 7h da manhã deste domingo para, certamente, seu mais duro desafio na Série B. Afinal, a sétima partida tricolor, depois de um empate e cinco derrotas, será contra o líder do Campeonato Brasileiro que tem campanha oposta: cinco vitórias e um empate. É diante do Fortaleza em grande fase que o técnico Mazola Júnior precisará, mais do que nunca, fazer valer a máxima que ele mesmo vem apregoando: "primeiro, é não tomar gol", repetiu várias vezes ao longo do treino da manhã deste sábado no CT Antenor Angeloni.

Mazola pensando nas mudanças hoje / Foto: Denis Luciano / 4oito

A atividade foi puxada. Começou em seguida das 9h sob frio. Depois do aquecimento, ele trabalhou taticamente a defesa. Estava evidente que o treinador buscou impôr no treino a exigência que espera na terça, com muita bola alçada na área e a jogada aérea em busca de Gustavo, o artilheiro do time cearense tão conhecido do Tigre, onde foi revelado. "Primeiro, é não tomar gol", repetiu inúmeras vezes enquanto orientava o posicionamento dos zagueiros.

Algumas pistas do que Mazola pode fazer a gente tentou colher antes do treino na entrevista coletiva com Marcelo Dias, o novo auxiliar técnico do Criciúma. Ele veio com Mazola e foi apresentado à imprensa na manhã deste sábado. Ele repetiu o discurso de "arrumar a casa pela base", ou seja, acertar a defesa primeiro. Ouça!

Marcelo Dias, novo auxiliar técnico / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

Depois, hora de montar o time. Daí, Mazola, completando uma semana e comandando o sétimo treino no Criciúma, tratou de fazer testes. Arrancou a atividade técnica e tática com Christian na lateral direita como principal novidade. O zagueiro já jogou na posição durante o Catarinense, e com desempenho elogiado. Sinal de que Mazola anda se informando a fundo sobre as características dos jogadores que tem. E Christian foi bem no treino, sinalizando que ele poderá jogar por ali justamente com a missão de recompor para cima de Gustavo.

Christian, novidade no time / Foto: Denis Luciano / 4oito

Nino voltou à zaga. Ocorre que Sandro, que seria o titular com Fábio Ferreira, voltou a sentir dores musculares depois do treino desta sexta. Ele ficou no departamento médico, é dúvida e não será surpresa se nao viajar para Fortaleza. Será mais um desfalque, unindo-se aos suspensos Sueliton, Marlon e Jean Mangabeira e aos lesionados Lucas Coelho, Kalil e Ronaldo.

João Paulo sentiu durante o treino mas não é problema / Foto: Denis Luciano / 4oito

E parece que o DM terá de novo um velho conhecido: Eltinho. O lateral esquerdo voltou a sentir uma lesão, numa série de problemas físicos que o vem atormentando nessa temporada no Criciúma. Ele começou o treino como titular da lateral esquerda e, logo no primeiro minuto, ao arrancar para um domínio de bola, levou a mão ao posterior da coxa. Saiu de imediato. É desfalque, de novo. Enzo ganhou a lateral na infelicidade de Eltinho.

Enzo ganhou a lateral de Eltinho / Foto: Denis Luciano / 4oito

Mazola montou o meio com dois volantes, Liel e Eduardo, e dois meias, Elvis e Alex Maranhão, e começou o treino com João Paulo como a referência no ataque, colocando Zé Carlos no banco, e Mailson completando a linha ofensiva.

Assim, o time que inicou o treino - e cravo como o mais provável para terça na Arena Castelão - teve Luiz, Christian, Nino, Fábio Ferreira e Enzo, Liel, Eduardo, Elvis e Alex Maranhão, João Paulo e Mailson.

Mazola orientando a defesa / Foto: Denis Luciano / 4oito

No segundo tempo do trabalho, Mazola mudou o esquema. Colocou Natan no lugar de Alex Maranhão e, pela primeira vez, montou o Criciúma no 3-5-2, com Christian, Nino e Fábio Ferreira na trinca de zaga, Natan e Enzo nas alas e, nesse sistema, Zé Carlos voltou mandando João Paulo para o banco. Mailson não foi sacado, sinal de que reconquistou a titularidade.

A equipe alternativa, então, contou com Luiz, Christian, Nino e Fábio Ferreira, Natan, Liel, Eduardo, Elvis e Enzo, Zé Carlos e Mailson. Ficou no ar a impressão de que Mazola testou os três zagueiros como opção para o decorrer da partida, mas é uma carta na manga. Poderá, conforme as análises que está fazendo de Figueirense 1x3 Fortaleza, o jogo da noite desta sexta, escolher o 3-5-2 para sair jogando.

Zé Carlos pouco antes de deixar a reserva no treino / Foto: Denis Luciano / 4oito

E as contratações? Nada ainda. O diretor executivo de futebol Nei Pandolfo assistiu todo o treino da manhã deste sábado no CT. Teve uma longa conversa com o técnico Mazola Júnior. Depois das negativas com o meia Nadson e o meia atacante Osman, que viriam mas no fim das contas a Chapecoense não liberou, o Tigre ainda trabalha com o Corinthians para conseguir o atacante Luidy,  21 anos, que está no Ceará, por empréstimo com os salários pagos. Ele não vem sendo aproveitado no time cearense. E tem Ricardo Bueno, 30 anos, atacante do Red Bull, como outra opção. A qualquer momento algum reforço poderá ser anunciado, mas só para estrear diante do Avaí, na oitava rodada.

Pandolfo e Mazola conversaram bastante hoje / Foto: Denis Luciano / 4oito

Além do auxiliar Marcelo Dias, o Criciúma apresentou hoje o preparador físico Roni Silva, que também veio com Mazola. Ele elogiou o trabalho herdado de Rogério Juidecce. Confira no bate papo abaixo:

Roni Silva, o novo preparador físico / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

A delegação viaja às 7h deste domingo, chegando no fim da tarde em Fortaleza. Mazola comandará um treino na segunda à tarde. O Criciúma vai a campo vice-lanterna com 1 ponto. O Fortaleza, líder, tem 16.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/05/2018 - 21:00Atualizado em 18/05/2018 - 21:05

O Criciúma tinha a clara intenção de anunciar reforços nesta sexta-feira. Chegou, até, a ousar na meta, colocando a possibilidade de levar alguma das novidades para o jogo da próxima terça-feira em Fortaleza. Não deu certo. Os negócios encaminhados ainda não foram fechados e se, chegar alguém em breve, será a partir do jogo com o Avaí no dia 1º, na Ressacada, pela oitava rodada da Série B.

Mazola no treino de hoje / Foto: Denis Luciano / 4oito

O diretor executivo de futebol Nei Pandolfo passou o dia no telefone. De contato em contato, soube que a Chapecoense não liberou o meia Nadson e o meia atacante Osman. O Tigre chegou a encaminhar as contratações, mas tudo esbarrou na direção de futebol da Chape. O executivo Ruy Costa bateu o martelo e, com aval do técnico Gilson Kleina, manteve os dois no clube com o argumento de que ambos "são importantes no elenco".

Nei Pandolfo a tarde toda no telefone / Foto: Denis Luciano / 4oito

Assim, o Tigre apela a outros planos. Entre os listados estão os atacantes Ricardo Bueno e Luidy. Ricardo tem 30 anos, está no Red Bull Brasil e se recupera de uma lesão. Isso complica um pouco a transação, já que ele não estaria naquela condição pretendida pelo Criciúma, de chegar e jogar. Luidy tem a seu favor a credencial de Mazola Júnior. É que o atual técnico do Criciúma foi quem o lançou com sucesso no CRB em 2016, tanto que em seguida o Corinthians o comprou. Ele acabou emprestado ao Figueirense na temporada passada e agora está no Ceará. Não vem sendo aproveitado, nem no banco de reservas. "Se o Criciúma chegar, leva", disse uma fonte ligada ao Ceará. Mas há detalhes a resolver com o Corinthians.

Aquela resenha antes do treino tático da tarde / Foto: Denis Luciano / 4oito

Além de meia e atacante, o Criciúma ainda procura um zagueiro e um segundo volante. Quanto a zagueiro, Sandro está recuperado de lesão, treinou normalmente nesta sexta e vai para a batalha da próxima terça na Arena Castelão.

Com Sueliton e Jean Mangabeira suspensos, Natan e Leandro Melo são candidatos a novidades. Natan é certo que jogue, é a opção que Mazola tem para a lateral direita. Já Melo, há que aposte que o treinador possa montar um meio com dois volantes, Liel e Eduardo, e dois meias, Elvis e mais um, como Alex Maranhão.

Enzo deve assumir a lateral esquerda / Foto: Denis Luciano / 4oito

São variáveis que tentaremos descobrir no treino da manhã deste sábado. Às 9h, Mazola comanda o apronto no CT Antenor Angeloni. Além de Sueliton e Jean, ele não tem Marlon. O lateral esquerdo apenas correu em torno do gramado nesta sexta, orientado pelo preparador Ramon Fabris, enquanto os demais faziam um tático. Exceção feita aos atacantes Lucas Coelho e Kalil e o goleiro Ronaldo, que estão tratando lesões. Lucas está mais adiantado, na transição.

Zé Carlos e Eltinho durante o treino / Foto: Denis Luciano / 4oito

O goleiro Vinícius bateu um papo com a reportagem. Contou a sua experiência de uma semana treinando com a Seleção Brasileira Sub-20 em São Paulo. E voltou firme para continuar buscando espaço enquanto segue na reserva de Luiz. Confira!

Goleiro Vinícius observado pelo preparador Maurício Dacoregio / Foto: Denis Luciano / 4oito

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/05/2018 - 11:45Atualizado em 18/05/2018 - 11:47

Depois de enfrentar o Fortaleza na próxima terça-feira, 22, o Criciúma jogaria no dia 28, segunda seguinte, diante do Avaí na Ressacada, mas ganhou um tempo. Porém, a data deste que será o oitavo compromisso do Tigre na Série B sofreu sua segunda mudança. Já havia passado de 28 para 2 de junho, sábado, às 19h. Agora, a CBF anuncia nova alteração. Vem para sexta-feira, 1º, às 21h30min, na Ressacada em Florianópolis.

Tigre ganhou a última contra o Avaí na Ressacada / Foto: Jamira Furlani / Avaí FC

Para nós da Som Maior, ótimo. Fugiu da concorrência direta com o show de Lulu Santos, evento com a nossa assinatura no dia 2 em Criciúma. Mais um baita show que a Som Maior oferece ao sul catarinense. Faltaríamos ao show por conta do jogo na Ressacada. Com essa segunda mudança, o Tigre joga na sexta e teremos o sábado para curtir Lulu. Ah, e vamos arejando a memória e lembrando que no Catarinense, em situação bem adversa, o Criciúma foi à Ressacada e ganhou do Avaí por 2 a 1, não faz muito tempo. Fábio Ferreira estreou e Andrew estraçalhou naquele jogo. Que se repita...

Mazola pensando no time / Foto: Caio Marcelo / Criciúma EC

Para Mazola Júnior, tudo bem. Terá mais de uma semana a partir do jogo de Fortaleza, que promete ser a maior pedreira até aqui, para arrumar a casa. Difícil imaginar um resultado diferente de derrota na Arena Castelão, afinal o Fortaleza vem voando baixo na Série B, faz grande campanha, é o líder com 13 pontos em 15 disputados e faz o avesso da campanha do Tigre. Enquanto o Criciúma empatou uma e perdeu cinco, o Fortaleza ganhou quatro e empatou uma. Tem um jogo a menos, a partida de hoje, 21h30min, no Orlando Scarpelli, contra o Figueirense. Boa oportunidade para Mazola espiar o próximo adversário.

João Paulo de novo no ataque com Zé Carlos / Foto: Caio Marcelo / Criciúma EC

Sobre Mazola e o Tigre, o time treinou ontem pela manhã. Hoje também. Volta a trabalhar à tarde, estaremos conferindo o treino das 15h30min no CT, com a promessa da montagem de um time. E finaliza a preparação amanhã pela manhã. No domingo, 6h, a delegação parte rumo ao nordeste. Chega no fim da tarde em Fortaleza. Vai concentrar em um resort, dos luxuosos. Na segunda, treina por lá, e na terça vai para o jogo.

Leandro Melo e Natan devem jogar em Fortaleza / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

Esboçando um time, Mazola não contará com os laterais titulares, Sueliton e Marlon, suspensos. Não terá Jean Mangabeira, também fora por cartão, ele que foi um dos volantes no 0 a 0 com o Juventude. Mas voltam o meia Elvis, depois da suspensão, e o zagueiro Sandro, recuperado de lesão. Arriscamos um time com Luiz, Natan, Sandro, Fábio Ferreira e Enzo (Andrew), Liel, Leandro Melo, Eduardo e Elvis, Zé Carlos e João Paulo. Mas é um palpite por enquanto.

Gustavo já fez três gols na atual Série B pelo Fortaleza. Será adversário na terça

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/05/2018 - 10:45Atualizado em 18/05/2018 - 10:47

Na sua reserva costumeira, Antenor Angeloni não pisava no Centro de Treinamentos do Criciúma desde 2015. E olha que, durante seu quarto e último mandato iniciado em 2010, o ex-presidente poucas vezes apareceu lá pelo bairro Cristo Redentor. Não por nada, mas é o estilo dele.

O que especulamos desde abril se confirmou ontem / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

Inegável, porém, que o empenho dele e de seus pares foi decisivo para o terreno deixar de ser apenas um quarteirão com alguns gramados e passasse a CT Antenor Angeloni, com mais de 3 mil metros quadrados de área construída, seis gramados, um mini estádio e todo o serviço social e de formação esportiva ali instalados. Cabe lembrar que em 13 de abril, no dia da estreia do Criciúma na Série B, informamos em primeira mão lá de Goiânia que o clube inauguraria o CT e batizaria com um nome histórico, e desde então especulamos o nome do Angeloni. Que bom que deu certo!

Presidente confirmou que obras estão concluídas no CT / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

Acertou em cheio a direção do Criciúma ao decidir pela homenagem. Estava eu no ar na Rádio Som Maior, por volta de 15h50min de ontem, batendo um papo com o presidente Jaime Dal Farra quando Angeloni chegou discretamente, vindo de um corredor em nossa direção, tendo ao lado o advogado Albert Zilli dos Santos, diretor jurídico do Criciúma. Aproveitamos a oportunidade. "Presidente, por acaso o homenageado aqui no CT hoje é aquele senhor que vem ali?". Dal Farra virou-se, olhou para Angeloni e de pronto lembrou do segredo que vinha guardando a sete chaves. "Daqui a pouco vocês vão saber".

As autoridades e a placa / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

A novidade nem tão nova veio ali pelas 16h50min, durante o discurso de Dal Farra. Foi o instante de uma interminável e justíssima salva de palmas. Era visível a emoção de Antenor, afinal ele recebia todo esse carinho exatos dois dias depois de ter completado 82 anos. Um baita presente de aniversário. E o melhor: ninguém é eterno, Antenor sabe disso, e ser eternizado naquilo que se fez dessa forma, é de fato algo muito digno. 

Dal Farra lembrou, em seu discurso, que os mais de R$ 10 milhões captados durante a construção do CT, com os projetos federais a partir de 2012, tiveram na empresa de Antenor Angeloni a maior parceira, seja com recursos diretos, seja com contrapartidas buscadas junto aos fornecedores da Rede Angeloni. Sem contar todo o resto da colaboração.

Dal Farra anunciando o nome do CT / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

Sempre que uma homenagem vem à tona, há quem lembre de outros nomes. É pertinente. Mas estava na hora de homenagear Antenor Angeloni. Como chegará o momento de outros históricos. E hoje já deixei minha humilde sugestão no Programa Adelor Lessa. O Criciúma vai construir um museu no Heriberto Hülse. E nesse museu haverá uma galeria de troféus. Que o museu se chame Jorge Zanatta, o mecenas de todas as horas em tempos idos, e que a sala de troféus tenha o nome do que mais taças levantou na história do Criciúma, Moacir Fernandes. Deixo as dicas: Museu Jorge Zanatta e Galeria de Troféus Moacir Fernandes. Tomara que daqui a alguns anos estejamos assinalando essas conquistas.

Que tal a sala de troféus com o nome do Moacir Fernandes? / Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

Antenor Angeloni bateu um papo conosco no CT. Antes de descerrar a placa, ele encarou com a humildade habitual a homenagem, dizendo que estava tudo bonito, tudo certo e que ele encarava naturalmente a ocasião. Garantiu que não volta para o Criciúma. "Não quero", e mencionou sua idade e o desgaste que a função exige. Associou-se às dificuldades vividas por Jaime Dal Farra, afinal "querem time de Série A e não ajudam". Tá no podcast abaixo a entrevista com o "Salvador", como diz o Ney Lopes:

Os políticos fizeram a sua parte na inauguração de ontem. A destacar a fala do governador Eduardo Moreira (MDB). Ele tem um vínculo com o Criciúma, é inegável. Nunca negou ser torcedor, embora o jogo de cintura natural de quem viva de disputar votos. Mas fez um afinado discurso, usando da sua memória para recordar que fechava o consultório nas quartas à tarde nos tempos das partidas do Comerciário sem iluminação no antigo Heriberto Hülse, e que era ele o cardiologista responsável pelos exames dos recém contratados. E que foi na gestão dele enquanto prefeito, em 1995, que a área para o CT agora inaugurado foi cedida. Vale conferir o que ele disse:

Eduardo Moreira ontem no CT / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

O ministro do Esporte encarou a dificuldade do alto rodízio da função. Ele é ministro a tão pouco tempo que a primeira agenda dele, no começo de abril, foi justamente com Dal Farra. Sim, a primeira audiência de Leandro Cruz ao assumir o Ministério do Esporte, no dia seguinte de ser empossado por Michel Temer, foi com o presidente do Criciúma. E na oportunidade ele se comprometeu a vir inaugurar o CT. E veio. Falou pouco, mas valorizou a função social de um investimento como esse que, querendo ou não, teve apoio da União. E recebeu mais pedidos do Criciúma para captações com seus projetos de formação tanto no futebol masculino quanto no feminino. Tá abaixo o discurso do ministro:

Leandro Cruz, ministro do Esporte / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

Também discursaram o deputado federal Ronaldo Benedet (MDB-SC) e o prefeito Clésio Salvaro (PSDB). "Isso aqui é padrão Fifa", disse Clésio, que certamente voltou a cobrar do governador Eduardo a verba para pavimentar as ruas do entorno do CT. Todas as autoridades sacudiram bastante em seus carros encarando os buracos e pedregulhos da região do Cristo Redentor. "Antenor, seu nome está no coração dos criciumenses", definiu o prefeito.

Eles ganharam a camisa 10. Angeloni também / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

Homenagens feitas, agora é voltar à bola rolando. "E não podemos cair para a Série C. Se for para não cair até eu visto um calção e volto a jogar". A frase, que despertou muitos risos no ambiente, veio de Eduardo Moreira, e resume o temor que ronda o ambiente. Um CT de Série A para um time de Série C? É, a virada é pra ontem.

Rubens Angelotti, presidente da FCF, e Guido Búrigo, ex-presidente do Criciúma,
também ontem no CT / Foto: Everton Goulart / Criciúma EC

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/05/2018 - 09:35Atualizado em 18/05/2018 - 09:38

Está vindo à tona o problema que vem abatendo o lateral esquerdo Marlon, do Criciúma. Ele anda abatido, repensando a vida e já cogitou encerrar a carreira. Manifestou aos dirigentes a intenção de pendurar as chuteiras. Marlon completa 33 anos em setembro. "Ele está com problemas particulares que só dizem respeito a ele", disse, na terça-feira, o técnico Mazola Júnior, na única manifestação pública sobre o que o camisa 6 vem enfrentando.

Mas, em uma análise detida do que depois falou o treinador após o 0 a 0 com o Juventude, é possível perceber uma flagrante tentativa de inflar o ânimo do atleta, algo esperado em uma situação em que Marlon pensa seriamente em encerrar seu ciclo no futebol. "Ele é um grande jogador, teve ótima passagem pelo Criciúma", lembrou Mazola.

Porém, as duas expulsões em quatro jogos na Série B, os cartões vermelhos tomados contra CSA e Juventude, ambos em situações absolutamente injustificadas, ilustram o difícil momento do jogador e colocam como imposição a tomada de providências. E elas foram tomadas. O Marlon está multado. Multa aplicada, ele voltou a pedir desculpas, e os dirigentes seguem trabalhando para ele continuar jogando futebol.

O Criciúma está empenhado em anunciar duas contratações hoje, conforme anunciou ontem o blog em primeira mão. Um dos nomes era o meia atacante Osman, da Chapecoense. O jogador, de 29 anos, estava disposto a vir. Seria o comandante que falta ao meio de campo tricolor. O presidente da Chapecoense liberou, pagaria parte dos salários inclusive. Mas esbarrou no técnico. Gilson Kleina não liberou, e diz que vai aproveitar o jogador na Série A. Não deu.

Osman, da Chape, queria vir / Foto: Divulgação

Vem se especulando o nome de Ricardo Bueno, atacante de 30 anos do Red Bull Brasil, de São Paulo. É o time do Reverson Pimentel, aquele preparador físico que já trabalhou no Tigre na outra passagem do técnico Argel e visitou o Tigre faz algumas semanas. Mas Bueno recupera-se de uma lesão e, por isso, não seria o cara para "chegar e jogar", como dito ontem pelos que articulam as contratações.

O presidente Jaime Dal Farra confirmou, no papo conosco antes da inauguração do CT Antenor Angeloni, a intenção de buscar até cinco contratações. É um dos assuntos que apresentamos no podcast abaixo. Ele começou a conversa falando sobre o CT.

Os treinos do Tigre são em dois turnos hoje, manhã e tarde. Amanhã tem o apronto no CT pela manhã e continuamos de olho.

« 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13