Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/07/2018 - 22:16Atualizado em 22/07/2018 - 13:26

Com um gol do atacante Julimar, no primeiro tempo, e outro de Alifer, na segunda etapa, o Criciúma derrotou o Cruzeiro por 2 a 1 na manhã deste sábado, em jogo da última rodada da primeira fase da Taça BH Sub-17. O time mineiro chegou a empatar com Caio, mas a vitória tricolor veio nos minutos finais.

Com o resultado, o Criciúma do técnico Amauri Barasuol não apenas garantiu o primeiro lugar como manteve os 100% de aproveitamento na Chave E, fechando a etapa com nove pontos. Antes, havia vencido Atlético Goianiense e Porto Vitória (ES), ambos por 2 a 0. O Cruzeiro classificou em segundo com quatro pontos.

O Tigre já volta a campo na segunda-feira. Os meninos tricolores vão encarar o Santos às 15h30min na Arena da Bola, em Confins. Se avançar, o Criciúma vai pegar quem passar de Flamengo ou Atlético (MG) nas quartas de final. Assista no vídeo abaixo a festa dos Tigrinhos após a vitória deste sábado.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 19/07/2018 - 18:36Atualizado em 19/07/2018 - 18:39

O Criciúma vai mudado para encarar o Londrina às 19h15min desta sexta, no Heriberto Hülse, pela Série B. O técnico Mazola Júnior confirmou, na entrevista coletiva e depois no apronto, o time com Luiz, Eduardo, Nino, Fábio Ferreira e Marlon, Jean Mangabeira, Marlon Freitas, Luiz Fernando e Elvis, João Paulo e Kalil.

Eduardo e Marlon, os laterais contra o Londrina / Foto: Denis Luciano / 4oito

"O Eduardo, até pela situação do Sueliton", comentou, justificando o improviso. Sueliton nem apareceu. Se ressente das dores musculares sentidas ainda no intervalo da derrota para o Goiás há quase uma semana. "E o Jean Mangabeira pela velocidade". Para o técnico, a rapidez do meio de campo do Londrian exige uma marcação ao estilo Mangabeira, com Liel indo para o banco.

Sem Zé, vai Kalil / Foto: Denis Luciano / 4oito

E Kalil? "Com a ausência do Vitor Feijão, com o problema do Joanderson, ele é a opção para centroavante que temos". disse. Mazola elogiou a postura dele contra o Goiás. "O que passou com o Kalil aqui não me interessa", rebateu, quando indagado sobre os 34 jogos dele com nenhum gol pelo Tigre. Abaixo, assista o técnico justificando a escalação de Kalil.

Mazola convocou ainda, para a concentração e o jogo, o goleiro Belliato, o lateral Carlos Eduardo (ele treinou como lateral direito reserva de novo no apronto), os zagueiros Jacy Maranhão e Sandro, os volantes Liel e Ralph, os meias Alex Maranhão e Wallacer e os atacantes Andrew e Nicolas. É o banco de reservas mais equilibrado de Mazola até aqui, levando-se em conta o número de jogadores por posição.

Treino movimentado no Majestoso / Foto: Denis Luciano / 4oito

O atacante Joanderson foi a baixa do treino da tarde. O problema citado por Mazola se desdobra em dois. O jogador está com caxumba, o que vai afasta-lo por uns dez dias dos treinamentos, e tem uma pendência na sua inscrição. Falta o envio de um documento pelo São Paulo, clube com o qual tem vínculo. Logo, ele não estará inscrito a tempo de sair no BID para o jogo desta sexta e dificilmente para terça que vem contra o CRB.

Outro que não irá a Maceió na terça que vem é o atacante Zé Carlos. Ele segue correndo em torno do gramado. Fez isso na tarde desta quinta. Detalhe, está correndo ainda mais rápido, demonstrando que vai entrando logo em forma. Mas Zé tem a pendência dos dois jogos de suspensão a cumprir e ele próprio comentou rapidamente com os repórteres que ainda estará fora do jogo em Alagoas. Fica a expectativa para a partida diante do Vila Nova no dia 28, em casa.

Vai ser jogo duro contra o Londrina, disse Mazola na coletiva. Assista:

Abortada a contratação do meia Renan Bressan - já que os portugueses pediram mais de R$ 1 milhão pelo empréstimo de um ano - o Criciúma segue atrás de um meia. E de um lateral direito também. Houve as dispensas de ontem, o lateral Eltinho e o zagueiro Ianson mais o volante Leandro Melo cujo contrato acabou, e por enquanto é isso. O presidente Jaime Dal Farra assistiu o treino da tarde ao lado do diretor executivo de futebol Nei Pandolfo.

Goleiro Luiz trocando uma ideia com Eduardo / Foto: Denis Luciano / 4oito

Mazola segue firme e forte na cotação da confiança junto à diretoria tricolor. Ele comentou isso na coletiva. Assista.

Os concentrados para Criciúma x Londrina:

Goleiros - Luiz e Belliato

Laterais - Eduardo, Marlon e Carlos Eduardo

Zagueiros - Nino, Fábio Ferreira, Jacy Maranhão e Sandro

Volantes - Jean Mangabeira, Marlon Freitas, Liel e Ralph

Meias - Luiz Fernando, Elvis, Alex Maranhão e Wallacer

Atacantes - João Paulo, Kalil, Andrew e Nicolas

Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/07/2018 - 20:59Atualizado em 18/07/2018 - 21:07

Tudo conspirava a favor, mas o Desportivo Chaves colocou água gelada na fervura do Criciúma no objetivo de contratar o meia Renan Bressan. A reunião de hoje entre o jogador e o presidente do clube português, Bruno Carvalho, terminou com saldo negativo para o Tigre. O Chaves exigiu o pagamento de mais de R$ 1,1 milhão, cerca de 300 mil dólares, para liberar o jogador por empréstimo. O valor exigido, claro, inviabiliza a transação.

Ou seja, a batida de pé do dirigente do Chaves confirma uma impressão colocada ontem pelo empresário do jogador, Rafael Soratto, de que o atual clube complicaria a saída de Renan Bressan. Ocorre que hoje ele é o capitão e uma das referências da equipe que terminou em sexto lugar no último Campeonato Português e está em pré-temporada para a estreia na competição, dia 11 de agosto, contra o Porto. 

Renan Bressan deve continuar no Chaves

Uma outra opção foi apresentada pelo Chaves para Bressan: uma nova tentativa de empréstimo na próxima janela internacional de transferências, no final do ano. Caso quisesse romper o contrato com o clube de Portugal, Bressan e o Criciúma teriam que desembolsar quase R$ 4 milhões. Fora de cogitação.

O Criciúma estava otimista até o fim da tarde. O clube encaminhou pela manhã a proposta oficial, com um salário "abaixo do teto", conforme consideraram os dirigentes. O empresário admitiu que o valor proposto pelo Criciúma era inferior aos 18 mil euros que ele recebe no Chaves, mas ainda assim o meia queria se transferir para o Tigre. Pelo visto, o clube terá que partir para outras possibilidades.

A direção está de novo atrás de um lateral direito. Mais um problema físico com Sueliton, que deve desfalcar o Criciúma contra o Londrina, fez o clube reforçar a busca de um jogador para o setor. Apareceu nas últimas horas um nome bem cotado mas, ao estudar o histórico do atleta, descobriu-se que o mesmo tem problemas de lesões no joelho. Por isso, o nome, que não foi divulgado, acabou descartado.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/07/2018 - 18:42Atualizado em 18/07/2018 - 18:46

O Criciúma está enxugando o seu elenco. Foram confirmados hoje três desligamentos de jogadores. Além do volante Leandro Melo, cujo contrato firmado em abril encerrou e não será renovado, o Tigre liberou dois atletas hoje: o zagueiro Ianson e o lateral esquerdo Eltinho.

Eltinho está fora do Criciúma / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

"Agradecemos a eles mas explicamos que o clube tem outros planos e os liberamos para o mercado", confirmou o superintendente do clube, Róbson Izidro. As saídas foram alvos de inúmeras avaliações nas últimas semanas, culminando com uma reunião da diretoria com o técnico Mazola Júnior ontem à noite.

Sem ser aproveitado, zagueiro Ianson também foi liberado / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

Não estão descartadas novas saídas e propostas de empréstimos para clubes de Santa Catarina estão sendo avaliadas. Em contrapartida, o Criciúma ainda trabalha para a contratação do meia Renan Bressan, do Chaves de Portugal, e está em busca de um lateral direito, depois de mais um problema físico envolvendo Sueliton.

Mais detalhes nesta quinta-feira no jornal A Tribuna.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/07/2018 - 18:27Atualizado em 18/07/2018 - 18:30

Um Criciúma mudado para encarar o Londrina na sexta-feira, 19h15min, no Heriberto Hülse. Sueliton, com um edema na coxa esquerda, não treinou. Ele deixou o jogo com o Goiás no intervalo, e desde então está fora. Não é lesão ainda, e para não agravar é que as precauções estão sendo tomadas. Fará um teste amanhã, no apronto das 15h30min no Heriberto Hülse. A tendência é que fica fora da partida.

Mazola orienta Eduardo, lateral direito para sexta / Foto: Denis Luciano / 4oito

Sem ele, e não querendo repetir o improviso do volante Ralph na função, o técnico Mazola Júnior montou o time no treino da tarde de hoje no CT Antenor Angeloni com outro volante, Eduardo, na lateral direita. Ele se saiu bem. Deve ser confirmado.

Carlos Eduardo, lateral direito no time reserva hoje / Foto: Denis Luciano / 4oito

Com Eduardo na lateral, e Liel de volta ao time reserva, Jean Mangabeira volta a ter uma oportunidade entre os titulares. Com ele, no meio, estiveram no treino da tarde Marlon Freitas, Luiz Fernando e Elvis.

Kalil vai ser titular / Foto: Denis Luciano / 4oito

Tem novidade no ataque. Com a ausência de Vitor Feijão, João Paulo retorna de suspensão para jogar pelos lados e o Tigre volta a contar com um centroavante de ofício. Não é Zé Carlos. Muito menos Lucas Coelho. É Kalil.

Kalil entrou no segundo tempo da derrota para o Goiás e, ao fim do jogo, pediu uma oportunidade. "Gostaria de jogar mais tempo", disse. Mazola elogiou o jogador em entrevista. "Foi muito bem". Agora, vai sair jogando. Treinou o tempo todo entre os titulares.

A defesa do treino de hoje. De colete, o reserva Joanderson / Foto: Denis Luciano / 4oito

Mazola escalou o time com Luiz, Eduardo, Nino, Fábio Ferreira e Marlon, Jean Mangabeira, Marlon Freitas, Luiz Fernando e Elvis, Kalil e João Paulo.

O time reserva teve, como principal novidade, a escalação de Carlos Eduardo na lateral direita. Mazola colocou Belliato, Carlos Eduardo, Jacy Maranhão, Sandro e Andrew, Liel, Ralph, Wallacer e Alex Maranhão, Joanderson e Nicolas.

João Paulo de volta ao time titular / Foto: Denis Luciano / 4oito

"O Mazola ainda está pensando no time. Eu espero jogar", disse Jean Mangabeira. O volante reconhece a difícil situação, mas lembra que o Criciúma ainda depende apenas de si para crescer na Série B. "Temos que ganhar, pontuar. Não podemos estar nessa situação". Ouça a entrevista coletiva no podcast abaixo:

Leandro Melo fora

Tem um volante a menos no Criciúma. Contratado no início de abril, Leandro Melo não joga mais no Tigre. O contrato dele acabou, e não será renovado. Curiosidade: Leandro Melo deixa o clube sem ter entrado em campo uma vez sequer. Não jogou nem um minuto na equipe.

Algumas curiosidades sobre a contratação. Ela nos foi confirmada pelo presidente Jaime Dal Farra naquele sábado em que nos despedimos do grande Milioli Neto. E semanas depois, sem utilizar o jogador, o técnico Argel Fucks nos confirmou, em uma entrevista à TV Litoral Sul, que Leandro Melo se tratava de uma "contratação política". Agora se explica a chegada do volante Ronaldo, desde sexta-feira treinando no Criciúma vindo da Ponte Preta.

Leandro Melo fora do Criciúma. Acabou o contrato / Foto: Denis Luciano / 4oito

Na apresentação no Criciúma, Melo referia que "realizava um sonho" jogando no Criciúma. Relembre clicando aqui.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 17/07/2018 - 11:21Atualizado em 17/07/2018 - 11:29

Em pré-temporada para o início do Campeonato Português, o Desportivo Chaves treina na praia de Quiaios, em Figueira da Foz, a pouco mais de 280 quilômetros de Chaves. Lá, amanhã, haverá uma reunião definitiva para a futura contratação que o Criciúma planeja fazer.

O meia Renan Bressan vai conversar com o presidente Bruno Carvalho. Ontem, em reunião com dirigentes do Chaves, ele manifestou o interesse do Criciúma e a sua vontade, de jogar a Série B do Campeonato Brasileiro. Os representantes do clube português, com o qual Bressan tem contrato até 2020, fizeram uma contraproposta.

"Mas a questão não é salarial. O Renan quer mesmo jogar no Brasil e no Criciúma", comentou o empresário do jogador, Rafael Soratto. Ficou marcada para amanhã a reunião entre o presidente e o jogador para definir. "Ele vai tentar a liberação para então poder fazer o acerto com o Criciúma", completou Soratto.

Renan Bressan é natural de Tubarão e tem nacionalidade bielorussa

O Desportivo Chaves estreia no Português no dia 11 de agosto, fora de casa, contra o Porto. Renan Bressan está no clube desde o ano passado, é o camisa 10 e uma das referências da equipe que ficou em sexto lugar no campeonato nacional na temporada encerrada em maio.

Renan Bressan é o "meia que chega e joga" como disse na última sexta-feira o presidente Jaime Dal Farra, do Criciúma, que teve algumas conversas com o jogador antes do retorno dele para Portugal, após as férias que passou no Brasil. As partes tem dito que a questão salarial não será problema, embora Bressan, ao que tudo indica, vá ser um dos maiores pagamentos do elenco tricolor. Além dele, o Criciúma ainda quer contratar mais um atacante para a sequência da Série B.

O diretor de futebol do Tigre, Nei Pandolfo, reforça que o clube só aprofunda as negociações quando Bressan conseguir a liberação do Desportivo Chaves. A janela internacional de transferências foi aberta nesta segunda-feira. Trato mais do assunto na página 40 do jornal A Tribuna de hoje.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 17/07/2018 - 11:06Atualizado em 17/07/2018 - 11:19

O Criciúma abriu com vitória hoje pela manhã a sua campanha na Taça BH Sub-17. Jogando na Toca da Raposa I, em Belo Horizonte, na abertura do Grupo E, o tricolor derrotou o Atlético Goianiense por 2 a 0. Os gols foram de Deivid e Reinaldo. A equipe volta a campo na quinta-feira, às 11h, contra o Porto Vitória (ES). Na última rodada, sábado, encara o Cruzeiro.

O time do técnico Amauri Barasuol viajou para Minas Gerais com a base do elenco que está em sexto lugar no Campeonato Catarinense: Nicolas, Alyson, Caldeira, Paulo e Bruno, Pedro, Leonardo, Rulian e Ykaro, Allyfer e Julimar, os titulares da última partida no Estadual, 10 a 2 contra o Hercílio Luz no dia 7. Viajaram ainda Murilo, Marco, Marcos Eduardo, Adilton, Marquinho, Rodrigo, Reinaldo e Deivid.

Vitória do Criciúma hoje pela manhã na Taça BH / Foto: Criciúma EC / Divulgação

“É uma competição de alto nível, que reúne ótimos times. Temos uma equipe jovem e qualificada. Queremos muito fazer uma boa campanha”, diz o técnico Amauri. O torneio reúne 40 clubes divididos em dez quadrangulares. Passam à segunda fase os campeões de chave e os seis melhores segundos colocados.

Tags: Taça BH sub-17

Denis Luciano
Por Denis Luciano 16/07/2018 - 20:59Atualizado em 16/07/2018 - 21:03

O jogador quer, o empresário idem, o Criciúma muito mais. Tudo vai se desenhando para um final feliz na tentativa que o Tigre faz de contar com o futebol do meia Renan Bressan, 29 anos, até o fim da temporada. O jogador reuniu-se na tarde desta segunda-feira com a diretoria do Desportivo Chaves, seu clube em Portugal onde tem contrato até 2020.

Renan conversou hoje com o Desportivo Chaves, seu clube em Portugal

"Ele precisa se liberar lá primeiro", resume o diretor executivo de futebol do Criciúma, Nei Pandolfo, confirmando o interesse. "Hoje, a chance de dar certo é de 80%", afirma, otimista, o empresário do jogador, Rafael Soratto. Bressan naturalizou-se bielorusso em 2011 e, no ano seguinte, enfrentou o Brasil nas Olimpíadas, até anotando um gol pela seleção da Bielorússia. Na Europa, jogou ainda em clubes da Rússia, Cazaquistão e Chipre. Mais detalhes sobre a negociação nesta terça no jornal A Tribuna.

Mazola já pensa no Londrina / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

Segunda-feira de treinos em dois turnos no Tigre. A reapresentação pela manhã foi com trabalho na academia e depois um técnico no gramado, após a folga do fim de semana, que sucedeu a derrota de sexta-feira, 2 a 1 para o Goiás em Goiânia. No sábado treinaram em um turno apenas os não relacionados.

De volta de suspensão, Marlon é titular / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

Hoje à tarde teve mais treino físico e técnico no CT. Amanhã o trabalho é em um turno, à tarde. "Jogar bem para mim é vencer". Essa foi uma das frases do atacante João Paulo na entrevista coletiva desta segunda no CT Antenor Angeloni. Ele respondeu a uma definição do técnico Mazola Júnior, que elogiou a atuação em Goiás.

João Paulo está de volta / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

"Temos que nos cobrar mais dentro de campo, não cochilar", avisou o atacante, que retorna de suspensão. Ele entra, sai Vitor Feijão, que tomou o terceiro amarelo em Goiânia. Os dois são autores dos últimos gols do Criciúma, contra Figueirense e Goiás. Ouça a entrevista com João Paulo no podcast abaixo.

O atacante Joanderson tem chance de ser aproveitado já na sexta-feira, contra o Londrina. O jogador, que chegou na quarta passada, treina, fez os exames, assinou contrato e aguarda a divulgação do seu nome no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF, o que pode ocorrer já nesta terça. Joanderson tem 22 anos, fez base com João Paulo no São Paulo e está emprestado ao Tigre pelo Internacional. Ele iniciou a Série B no Atlético Goianiense.

Joanderson à espera do BID para estrear / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

O volante Ronaldo, 24 anos, que chegou da Ponte Preta na sexta-feira, fez um treino leve nesta segunda, correndo em um dos gramados do CT. Ele ainda não assinou o contrato, logo não será aproveitado diante do Londrina. O lateral esquerdo Marlon, de volta de suspensão, é escalação certa, a exemplo de João Paulo.

Vitor Feijão, suspenso, não encara o Londrina / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

Sem Vitor Feijão, e sem Zé Carlos e Lucas Coelho, submetidos a cirurgias recentes e sem previsão de retorno, Mazola Júnior ainda não esboçou o time, o que poderá fazer nas tardes de amanhã e quarta, já que quinta é vespera da partida. Pouco provável que insista no 4-5-1, por se tratar de um jogo em casa contra um adversário direto.

Carlos Eduardo segue sem ser opção a Sueliton / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

E tem problema à vista na defesa. O lateral direito Sueliton, que saiu no intervalo do jogo em Goiás sentindo um desconforto muscular - estava bem, cruzou rasteiro para o gol de João Paulo -, submeteu-se a um exame hoje. Não acusou lesão, mas um edema na coxa direita. Por enquanto, está fora. Será reavaliado amanhã e quarta. Se não puder jogar, Ralph é a opção para continuar improvisado no setor.

Zagueiro Sandro está recuperado de lesão / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

Tem Tigrinhos em campo nesta terça. Às 9h, o Criciúma encara o Atlético Goianiense na Toca da Raposa I, na estreia no Grupo E da Taça BH Sub-17. O time do técnico Amauri Barasuol tem como principal destaque o atacante Julimar, 17 anos, que vem treinando com o elenco profissional.

Julimar é o destaque do Criciúma na Taça BH / Foto: Denis Luciano / 4oito / Arquivo

Pela presença na Taça BH, Julimar não é opção para o jogo com o Londrina. Kalil, que entrou no segundo tempo e agradou ao técnico Mazola, pediu mais espaço. "Queria mais tempo para jogar", comentou, depois da derrota diante dos goianos. Poderá receber uma chance para ser titular como referência ofensiva? Os treinos dirão.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 16/07/2018 - 11:13Atualizado em 16/07/2018 - 11:37

São aquelas viradas na vida que muitas vezes só o futebol pode proporcionar. Em 2007, o Criciúma fazia uma grande arrancada na Série B, terminava o turno em primeiro e pintava para subir. Em Tubarão, surgia um jovem meia chamado Renan Bressan. Em busca de oportunidades no futebol, chamou a atenção de um empresário e foi jogar no leste europeu.

O Criciúma não subiu aquele ano. Pior, caiu em 2008, jogou a Terceira Divisão nas duas temporadas seguintes. Enquanto isso, Renan Bressan seguiu seu destino no FC Gomel, da Bielorússia. Se destacou, indo parar no BATE Borisov, o principal time do país. Foi tricampeão nacional em 2010, 2011 e 2012 e artilheiro duas vezes.

Renan, o único tubaronense que também é bielorusso

Em 2012, já cidadão bielorusso, foi convocado pela seleção do seu novo país. Foi jogar as Olimpíadas de Londres. E, ironia do destino, cruzou com o Brasil. Perdeu por 3 a 1 em Old Trafford, mas... Renan Bressan fez um gol no Brasil. De cabeça, abriu o placar. Depois, a virada. Continuou jogando pela Bielorússia até as Eliminatórias da Copa ontem encerrada.

Foi para o futebol russo em 2013 para defender o Alania. Jogou no Cazaquistão, no clube Astana em 2014. Chegou em Portugal em 2015, defendendo o Rio Ave por duas temporadas. Passou pelo Apoel do Chipre em 2016 e no ano seguinte foi contratado pelo Desportivo Chaves, onde se encontra atualmente disputando o Campeonato Português. É o capitão e um dos destaques do time. Esteve em férias na sua Tubarão e, faz poucos dias, retornou para Portugal. No final de maio encerrou a temporada com o sexto lugar no campeonato nacional. 

Ele foi tricampeão na Bielorússia pelo BATE Borisov

Esse é o Renan Bressan que pode estar pintando como novo meia do Criciúma. O clube, claro, não refere o nome, mas o perfil citado pelo presidente Jaime Dal Farra sobre o meiocampista experiente que está vindo do Exterior casa com o histórico de Renan. As negociações vão avançadas e é bem possível sim que o Tigre traga do Desportivo Chaves de Portugal o cara que precisa para dar um toque de experiência ao seu meio.

Ele saiu de Tubarão, passou por Bielorússia, Rússia, Cazaquistão, Chipre e Portugal, mudou de nacionalidade para chegar em Criciúma. A aguardar os próximos e breves capítulos.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 16/07/2018 - 10:47Atualizado em 16/07/2018 - 10:48

Se o rebaixamento no Campeonato Brasileiro fosse determinado somente pelos jogos em casa o Criciúma não estaria no grupo dos quatro últimos. É o que aponta a classificação passadas 15 rodadas. Com sete partidas disputadas no Heriberto Hülse, o Tigre tem duas vitórias, três empates e duas derrotas.

Em seus domínios, o tricolor somou nove pontos, campanha igual à do Avaí e melhor que Ponte Preta e Londrina, com oito pontos em casa, mais o Juventude, que fez sete, e o Boa Esporte, que tem apenas dois pontos ganhos em Varginha. O Criciúma está perto ainda de Vila Nova e Figueirense, que fizeram dez pontos em Goiânia e Florianópolis, respectivamente.

Reprodução / Futebol.com

Invertendo a tabela e analisando as campanhas como visitantes, daí sim o Criciúma é Z-4. É o quarto pior, com quatro pontos feitos longe do Majestoso, frutos de uma vitória, um empate e seis derrotas. Ainda é melhor que o Sampaio Corrêa com quatro pontos e uma vitória, Coritiba com quatro pontos e nenhuma vitória fora e o Brasil, que somou três pontos longe de Pelotas, não ganhando uma sequer fora do Bento Freitas.

Reprodução / Futebol.com

"Pelos últimos jogos que o Criciúma tem feito, já merecia estar fora da zona", disse o técnico Mazola Júnior na sexta-feira, após a derrota para o Goiás. O Tigre não sai do Z-4 na próxima rodada. Mesmo que vença o Londrina, chegará a 16 pontos, atrás de Paysandu, Londrina, Juventude e Sâo Bento, os primeiros fora da zona com 17. Ou seja, se a combinação ajudar o tricolor só escapa da faixa de descenso na terça-feira, 24, quando visita o CRB em Maceió. Outro adversário direto.

Reprodução / Chance de Gol

O portal Chance de Gol aponta que hoje o Criciúma tem 62,4% de riscos de jogar a quarta Série C da sua história. Antes, jogou nela em 2006, quando foi campeão, em 2009, quando ficou na primeira fase e quase despencou para a Série D, e em 2010, quando voltou à Série B em terceiro lugar.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 16/07/2018 - 10:25Atualizado em 16/07/2018 - 10:28

Está no jornal O Estado de São Paulo de hoje: cresce a articulação para reajustar salários de deputados e senadores. E a meta é elevar os vencimentos para R$ 38 mil. No pano de fundo da pressão, a incorporação do auxílio-moradia aos salários por sugestão do Judiciário.

Por aqui, a triste constatação que o jornal A Tribuna nos ofereceu hoje. Grande parte dos municípios da região carbonífera compromete mais de 50% da sua receita com folhas de pagamento. Dos seus R$ 24,7 milhões de receita, Treviso repassa R$ 13,7 milhões para pagar seus servidores. São 55,7% comprometidos, mais que os 54% estabelecidos como limite pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Prefeitura de Treviso, a que mais compromete receita com pessoal na região

É essa a ordem do dia preocupante, em nível federal e municipal, passando pelo Estado, de gastança do dinheiro público no que não é investimento em saúde, educação, infraestrutura... Pagar bem o bom servidor, ótimo, dá resultado. O problema é gastar com o que não é resolutivo e não atende às necessidades do cidadão. Foi o nosso tema hoje na abertura do Jornal das Nove na Som Maior.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 14/07/2018 - 00:42Atualizado em 14/07/2018 - 01:09

O Criciúma perdeu de novo. Agora são oito derrotas em quinze jogos na Série B. O time alcançou a constrangedora marca de vinte rodadas em 33 possíveis em zonas de rebaixamento na temporada, somando Estadual e Brasileiro.

Fotos: Rosiron Rodrigues / Goiás EC

O Tigre tomou 2 a 1 do Goiás de virada. Saiu na frente aos 28 minutos com gol de Vitor Feijão após boa jogada de Marlon Freitas e cruzamento rasteiro e preciso de Sueliton.

Cinco minutos depois o Goias empatou em bom chute de Giovanni. Mas de longe. A marcação falhou e Luiz deixou a desejar de novo. O Tigre sentiu o gol. Michael, sem marcação, fez o segundo aos 17 da etapa final. Artur disse que falhou. Marcou de longe. Mazola minimizou.

No todo, foi uma atuação discreta. Mas não para Mazola. Ele viu um Criciúma muito superior, citou que o resultado foi injusto e que o Goiás só ganhou nas individualidades. Ouça a entrevista coletiva do técnico tricolor no podcast abaixo.

Na sexta tem o próximo compromisso, em casa, contra o Londrina. Agora são necessárias no mínimo duas rodadas para sair do Z-4. O atacante João Paulo e o lateral Marlon voltam de suspensão. Vitor Feijão tomou o terceiro amarelo. Mazola achou um cartão infantil.

O volante Ronaldo, 24 anos, chegou nesta sexta. Já treina e faz exames. O presidente Jaime Dal Farra ainda quer um meia e um atacante.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 13/07/2018 - 07:45Atualizado em 13/07/2018 - 07:50

Tem causado revolta entre torcedores do Criciúma a venda de Róger Guedes. É que aquela expectativa de o clube receber até 75% do montante - expectativa nutrida pelo próprio clube sempre que se questionava sobre o negócio - foi para o espaço quando os clubes envolvidos anunciaram ontem, no fim da tarde, o rateio final dos R$ 43 milhões. E o Criciúma foi desnutrido consideravelmente no seu naco, que terminou em 27,7%. Mas como isso aconteceu?

A equação não é tão complexa assim. E a explicação é de Paulo Pitombeira, empresário de Róger Guedes.

O Shandong Luneng encaminhou na quarta-feira à noite a proposta de 9,5 milhões de euros. O Palmeiras tinha, por obrigação, que notificar o Atlético Mineiro pois o mesmo, por força do contrato de empréstimo do atacante, tinha a preferência de compra. Poderia - pouco provável, mas poderia - exercer essa preferência. Cobrir a proposta dos chineses. 

Aí, o tempo conspirou a favor do Atlético. Pressionado a ceder logo e liberar a transação, o presidente Sérgio Sette Câmara alegou que só o faria se o percentual, que seria de 5% sobre os 25% do Palmeiras, fosse aumentado. Ofereceram 1 milhão de euros, menos da metade do que o Galo vai receber. Ele não topou. Chegaram aos 27%. Ok.

Atlético Mineiro saltou de 5% para 27%. Usou o tempo a seu favor

Mas e o Palmeiras? Receberia menos que o Atlético, sendo que originalmente tinha 25%? Definitivamente, não. O Palmeiras só toparia com mais. Conversa daqui, pede de lá, chegou a 45%. A essa altura é que os 75% do Criciúma despencaram para 27,7%. Em um dos muitos contatos com o presidente Jaime Dal Farra, os condutores do negócio disseram: "é isso, ou nada". O dirigente do Tigre consentiu. Topou. Bateu o martelo.

Logo, nada foi imposto, nada está fora do conhecimento. Não houve drible formal nem legal. Houve conversa para esse novo rateio, e o Criciúma esteve ciente dela. Tanto que o clube está satisfeito com a fatia que receberá. Entende que os 27,7%, ou 2,7 milhões de euros, ou 12,2 milhões de reais, são a maior transação da história do clube. E como o dinheiro vai para a conta da Gestão de Ativos, a GA, e o dono da GA está satisfeito, pronto, não há o que discutir. Na visão deles.

Criciúma satisfeito com os R$ 12,2 milhões que vai faturar com o atacante

O torcedor está revoltado. Afinal, esses 75%, que na realidade eram 60%, não foram uma invenção, mas sim um número vendido em forma de expectativa pelo próprio Criciúma sempre que indagado sobre o futuro de Róger Guedes. O presidente Dal Farra nunca escondeu esses 75%. Ao contrário, sempre fez questão de evidencia-los. A sua assessoria jurídica, certa vez, disse com aval dele que o Criciúma estava muito seguro, que Róger só sairia do país caso 75% do montante do negócio caíssem na conta do Tigre.

Aí, já havia um erro. Dos 75% do Criciúma, 15% eram de Róger e Neco Guedes, filho e pai. Ontem, no auge dessa complexa engenharia explicada acima, os dois abriram mão disso. Também pudera, fala-se à boca pequena que os salários de Róger no Shandong serão de R$ 2 milhões ao mês. Uma babilônia. Ele ganhará em trinta dias na China muito mais que recebeu entre dezembro de 2014 e abril de 2016, quando foi jogador do Criciúma e surgiu para o Brasil.

Róger sai rumo à China na artilharia do Brasileirão com nove gols

E o Criciúma tira vantagem, evidenciando, em nota oficial, que foi uma dura negociação, e que antes dos 2,7 milhões de euros que virão agora (primeira parcela de 1,2 milhão na semana que vem e a segunda, de 1,5 milhão, em 5 de agosto, conforme contamos ontem aqui) já tinha recebido 700 mil euros, quando da venda dos 25% do atacante ao Palmeiras há dois anos.

Os 12,2 milhões de reais não pagam a dívida que a GA diz ter e o Conselho aprovou. A maior negociação da história não cobre o rombo ainda. E quando o Criciúma formará um novo Róger Guedes para conseguir tanto dinheiro assim? Logo, a esperteza do Atlético Mineiro que soube vender seu peixe, a condição de "refém amigo e solidário" do Palmeiras, que surfou na mesma onda do galo, e a pressa dos chineses em fechar logo o negócio fizeram o Criciúma ver pelo menos 15 milhões de reais baterem asas e voarem. Mas, como dizia Celso Russomanno no seu quadro de TV sobre direitos do consumidor, "se ficou bom para ambas as partes...". E o Criciúma está satisfeito. Então, tudo resolvido.

Com uma grana dessas na conta, a GA vai investir para salvar o Criciúma do rebaixamento no Campeonato Brasileiro? Eis a expectativa agora. Vexame maior será, na temporada da sua maior transação, o clube despencar para a Terceira Divisão.

Dal Farra e a GA vão investir no time e evitar a horrenda queda à Série C? Foto: Denis Luciano / 4oito

O que disse o Palmeiras via nota oficial sobre o negócio...

O Palmeiras vendeu o atleta Róger Guedes por 9,5 milhões de euros para o Shandong Luneng, da China. Em 2016, o clube havia adquirido 25% dos direitos federativos do jogador por 2,5 milhões de reais. Na negociação com os chineses, o Alviverde ficou com 45 % do valor total da transação - 20,425 milhões de reais (4,3 milhões de euros), totalizando um lucro de 17,925 milhões de reais.

O negócio foi fechado nas últimas horas, e como a janela de transferências para clubes chineses se encerra amanhã (sexta-feira), existe risco burocrático na operação e, neste caso, o atleta retornaria para o Atlético-MG por empréstimo até o final do ano.

Abaixo, a nota do Atlético Mineiro, o grande ganhador dessa história, que transformou 5% de 25% em 27% de 100%...

Roger Guedes não é mais jogador do Atlético.

Mesmo após todo o esforço do Presidente Sérgio Sette Câmara e do Diretor de Futebol, Alexandre Gallo, para a permanência do atleta até o fim de 2018, o atacante Roger Guedes acertou com o Shandong Luneng, da China, respeitando o contrato feito com o Palmeiras, caso houvesse uma proposta que atendesse os interesses das partes envolvidas.

Importante ressaltar que o Atlético teria 5% de taxa de vitrine sobre o valor da transação. Após dura negociação, o clube receberá 2,5 milhões de euros, aproximadamente 27% do total

Denis Luciano
Por Denis Luciano 12/07/2018 - 21:35Atualizado em 12/07/2018 - 21:39

O Shandong Luneng, da China, pagou R$ 43 milhões (9,5 milhões de euros) para levar o atacante Róger Guedes, artilheiro do Campeonato Brasileiro pelo Atlético Mineiro. À tarde ele rompeu o contrato com o Galo e viajou para São Paulo.

Desde o início, era sabido que o Criciúma detinha 75% dos direitos econômicos. Ou seja, quando houvesse uma venda, três quartos do montante cairiam nas contas tricolores. Depois, recuou para 60%, já que 15% eram de Róger e do pai dele, Neco Guedes. No fim das contas, recuou para 27,7%. E a razão disso?

Foi um acordo entre as partes. E o Criciúma achou satisfatório. Afinal, na leitura de um dos envolvidos, os 12,2 milhões de reais que o Criciúma receberá são muito mais do que o investimento feito. Pelo acordo, o negócio só será 100% formalizado se, na próxima semana, o Tigre receber a primeira parcela de 1,2 milhão de euros (R$ 5,4 milhões) e a segunda parcela, de 1,5 milhão de euros (R$ 6,,8 milhões) deve ser quitada em 5 de agosto. Se isso não ocorrer, o negócio será desfeito. É a garantia que o Criciúma diz ter. Sem isso, a transação vai parar na Fifa. Abaixo, a nota oficial do Criciúma:

Reprodução / Criciúma EC

Há ainda uma possibilidade de, mesmo recebendo esses R$ 12,2 milhões, o Criciúma voltar a ser detentor de 75% dos direitos do jogador, conforme o contrato original. Caso o Shandong não exerça a preferência de compra no fim do contrato de empréstimo (sim, o Criciúma afirma que o Palmeiras está firmando um empréstimo com o clube chinês), o jogador retorna para o Brasil e o rateio volta à escala original. É nisso que o Criciúma acredita.

Róger vai render 12,2 milhões ao Tigre. Poderia ter resultado em até 32,2 milhões de reais

Apenas para ilustrar, a título de curiosidade: tivesse valido o percentual original, de 75%, o Criciúma embolsaria R$ 32,2 milhões. Na segunda versão, de 60%, seriam R$ 25,8 milhões. Nesta terceira e efetiva, 27,7% ou R$ 12,2 milhões.

Posterior ao registro do contrato pelo clube da China, o Criciúma ainda buscará 4% da transação final a título de clube formador, o que é tido internamente no tricolor como "líquido e certo. Vai receber".

O presidente Jaime Dal Farra está em Goiânia, com a delegação para o jogo desta sexta com o Goiás pela Série B. Acompanhou o negócio o tempo inteiro à distância e, por telefone, deu aval aos valores. Pelo contrato de gestão do Criciúma, os valores serão recebidos pela GA, a gestora do futebol do Tigre. Róger Guedes jogou no profissional do Criciúma entre dezembro de 2014 e abril de 2016, quando teve 25% dos seus direitos econômicos vendidos por R$ 2,5 milhões ao Palmeiras.

Mais detalhes da transação nesta sexta-feira no jornal A Tribuna e na Rádio Som Maior. Clique aqui e confira a nota oficial do Criciúma sobre o negócio.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 12/07/2018 - 11:45Atualizado em 12/07/2018 - 12:39

O meio de campo povoado para o jogo de amanhã diante do Goiás, em Goiânia, não significa que o Criciúma vai defensivo em busca de um empate. "Vamos atacar com seis", revelou o técnico Mazola Júnior. 

O time está escalado com três volantes e dois meias. Vai o Criciúma com Luiz, Sueliton, Nino, Fábio Ferreira e Artur, Liel, Eduardo, Marlon Freitas, Luiz Fernando e Elvis, Vitor Feijão.

Marlon Freitas, Liel e Eduardo, os volantes amanhã / Foto: Denis Luciano / 4oito

"O Goiás tem um meio muito forte. Com a saída do Carlos Eduardo o Nei acrescentou mais um meia, o Gedoz, com o Cajá, são muito qualificados, qualidade de passe muito boa. Eles tem apenas o Gilberto fixo como volante e o resto é gente que tem muita qualidade", acrescentou.

A velocidade de Vitor Feijão como único atacante é uma das apostas. "Tivemos que povoar mais aquela zona do campo e explorar a velocidade do Vitor que nesse momento é o único atacante veloz que temos à disposição".

Luiz Fernando em um meio de campo recheado amanhã / Foto: Denis Luciano / 4oito

Reforçando que "é utopia achar que vai manter a equipe na Série B por dois ou três jogos seguidos", o treinador lembrou a necessidade de estar preparado para as variáveis que a competição oferece. E há um plus de preocupação amanhã. Do outro lado estará Lucão, ex-Criciúma, artilheiro da Série B pelo Goiás com sete gols.

"Tem que ter (preocupação). Principalmente na zona que ele (Lucão) é fortíssimo, tem agressividade notória dentro da área, sabemos disso, já alertamos. Jogou aqui com o Nino, é um atacante conhecido, muito do jogo dele prevalece na força e disposição. Vamos ter que ser mais duros que ele".

Fábio Ferreira e a defesa atenta ao artilheiro Lucão / Foto: Denis Luciano / 4oito

O Criciúma está em antepenúltimo lugar com 13 pontos. O Goiás é décimo primeiro com 18. O apronto do Tigre foi nesta manhã no CT Antenor Angeloni e a delegação já está em viagem para Goiânia. No podcast abaixo, a entrevista coletiva de hoje com Mazola Júnior.

Joanderson, novo atacante tricolor, veio do Atlético Goianiense / Foto: Denis Luciano / 4oito

Delegação em Goiás:

Goleiros - Luiz e Belliato

Laterais - Sueliton e Artur

Zagueiros - Nino, Fábio Ferreira e Jacy Maranhão

Volantes - Liel, Eduardo, Marlon Freitas, Jean Mangabeira e Ralph

Meias - Luiz Fernando, Elvis e Alex Maranhão

Atacantes - Vitor Feijão, Andrew, Nicolás e Kalil

Denis Luciano
Por Denis Luciano 12/07/2018 - 10:42Atualizado em 12/07/2018 - 10:44

Mazola Júnior pensou em dar um tempo no futebol entre o ano passado e este. Mas reconsiderou, achou o caminho de novo e vive um bom momento no Criciúma, embora siga na zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

"Palavras da minha família. Há muitos anos eu não me sentia tão motivado e tão entregue a um trabalho", afirmou, hoje pela manhã, antes de orientar o treino apronto do Tigre que está partindo para Goiânia onde encara o Goiás amanhã. "Tudo o que eu passei no ano passado, com a morte do meu pai e um final de campeonato terrível no CRB".

"Foi um ano muito duro. Confesso, tinha pensado em parar de trabalhar no futebol", referiu, visivelmente emocionado. Mazola recebeu a sua esposa em Criciúma na semana passada. Ela segue, por enquanto, residindo em Campinas. "Esse ano começou complicado no CRB, muito difícil, mesmo com as metas alcançadas".

Mazola pensou em largar o futebol / Foto: Denis Luciano / 4oito

Mas a vinda para Criciúma significou uma volta por cima. "O Criciúma me fez recuperar a minha auto estima e a minha confiança em voltar a trabalhar". E ele garante que empenho não tem faltado. "Eu estou dando tudo o que eu sei e tudo o que eu posso dar aqui no Criciúma. Tenho a minha consciência tranquila. "Se eu não estou dando mais, é por não ter essa capacidade. Estou me doando ao máximo".

Outra de Mazola. Ele falou muito de Nei Franco, o técnico do Goiás, que será adversário amanhã em Goiânia. Os dois trabalharam juntos no Cruzeiro, e chegaram a formar a comissão técnica principal em um jogo contra o Palmeiras em 2002. "O Nei foi técnico interino naquela partida, e eu fui o auxiliar dele". O jogo terminou em 1 a 1, e dali nasceu uma amizade forte que segue até hoje. Os dois vão se reencontrar nesta sexta-feira no estádio Pedro Ludovico.

Na conversa com a reportagem, Mazola comentou ainda que anda perdendo o sono por conta da campanha do Tigre na Série B. No podcast, o bate papo da manhã com o técnico do Criciúma.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 11/07/2018 - 20:39Atualizado em 11/07/2018 - 20:49

Mazola Júnior escalou o Criciúma para encarar o Goiás na sexta-feira, no Pedro Ludovico em Goiânia. A opção do treinador foi por um meio de campo mais povoado. Não chega a ser uma retranca, mas um recheio no setor.

Elvis terá mais parceiros no meio / Foto: Denis Luciano / 4oito

E Elvis deu a senha na entrevista coletiva antes do trabalho da tarde desta quarta no CT Antenor Angeloni. "O Goiás tem dois meias experientes, o Renato Cajá e o Felipe Gedoz. Temos que fazer marcação especial nos dois para não deixar o time deles jogar". A entrevista coletiva com Elvis está no podcast abaixo.

Ao que tudo indica, a forma que Mazola encontrou de não deixar a meia cancha goiana produzir é congestionar o setor. Daí, vai o Criciúma com os volantes Liel, Eduardo e Marlon Freitas, e com Luiz Fernando e Elvis fazendo a conexão com o único atacante, Vitor Feijão.

Jacy Maranhão conversou bastante com Mazola antes do treino / Foto: Denis Luciano / 4oito

Se confirmar no apronto desta quinta às 8h30min esta formação, no inédito 4-3-2-1 para um início de jogo, vai o Criciúma a campo com Luiz, Sueliton, Nino, Fábio Ferreira e Artur, Liel, Eduardo, Marlon Freitas, Luiz Fernando e Elvis, Vitor Feijão.

Goleiro Luiz brincou com a cachorrinha de estimação da turma no CT / Foto: Denis Luciano / 4oito

O time reserva do trabalho teve Belliato, Ralph, Jacy Maranhão, Ianson e Eltinho, Jean Mangabeira, Wallacer e Alex Maranhão, Andrew, Kalil e Nicolas. Jogadores como Leandro Melo, Carlos Eduardo, Julimar, Sandro e o suspenso Marlon treinaram à parte. Não devem pintar nem na lista para a viagem a Goiãnia.

A turma que está fora dos planos para Goiânia / Foto: Denis Luciano / 4oito

O centroavante Joanderson, a novidade da tarde, correu no entorno do gramado observado pelo preparador físico Ramon Fabris. A delegação parte no fim da manhã para Porto Alegre onde à tarde toma o voo para Goiânia.

Eduardo, um dos três volantes para sexta / Foto: Denis Luciano / 4oito
Liel tomou uma pancada no treino. Tudo bem com ele / Foto: Denis Luciano / 4oito
Vinícius não deve ir. Belliato treinou na equipe reserva / Foto: Denis Luciano / 4oito

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 11/07/2018 - 18:05Atualizado em 11/07/2018 - 18:07

Joanderson pintou em 2015 como grande aposta das categorias de base do São Paulo. Artilheiro da campanha do tricolor paulista na conquista do título da Copa do Brasil sub-20 em 2015 com seis gols, não conseguiu seguir os passos de David Neris, um dos mais bem sucedidos daquela geração.

Agora, ele chega no Criciúma. Contratado para a Série B, o centroavante canhoto de 22 anos fez seu primeiro treino com os novos colegas na tarde desta quarta-feira no CT Antenor Angeloni. Correu em torno do gramado e conversou com o preparador físico Ramon Fabris. "Ele veio de longe, viajou o dia todo. Amanhã vamos poder avaliar mais", nos disse Ramon.

Joanderson correndo no gramado do CT hoje / Foto: Denis Luciano / 4oito

Joanderson de Jesus Assis é baiano de Jequié, nsceu em 16 de fevereiro de 1996 e começou no São Paulo, pelo qual teve três convocações para a Seleção Brasileira Sub-17, anotando dois gols. Em 2016 esteve emprestado ao Cruzeiro.

Artilheiro pelo São Paulo na Copa do Brasil Sub-20 em 2015

Em 2017 chegou no Internacional para reforçar o time B e a base. Destacou-se na equipe que disputou a Série C do Campeonato Gaúcho com 18 gols em 26 jogos. Chamou a atenção de Guto Ferreira e foi guindado ao elenco principal. Participou da campanha colorada na Série B. Foi dele o passe para um polêmico gol de William Pottker no 1 a 0 sobre o Luverdense no Beira Rio.

Joanderson e o lance do gol polêmico no Inter / Foto: Lauro Alves / Agência RBS

No começo desse ano, ainda emprestado pelo São Paulo ao Inter até o fim de 2018, o clube gaúcho optou por emprestá-lo ao Atlético Goianiense. A convicção no colorado era de que seria melhor ter ele jogando. Fez três partidas no Campeonato Goiano e seis na Série B, sem anotar gols. Não foi titular. Na B, entrou no segundo tempo na vitória do Atlético sobre o Criciúma por 3 a 2, em Goiãnia, na primeira rodada da competição. Seu último jogo foi há um mês, dia 9 de junho, na derrota por 4 a 3 em casa para o Figueirense.

Ele não teve sucesso no Atlético Goianiense. Enfrentou o Tigre na abertura da Série B

O Criciúma ainda não fez o anúncio oficial nem marcou a apresentação do jogador. Precisa, certamente, dos últimos exames para então assinar o contrato e providenciar a inscrição no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Último jogo de Joanderson pelo Atlético foi há um mês / Foto: Denis Luciano / 4oito

Com Joanderson o Criciúma chega a nove atacantes no elenco: ele mais Zé Carlos, Lucas Coelho, Vitor Feijão, João Paulo, Andrew, Nicolas, Julimar e Kalil.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 11/07/2018 - 10:38Atualizado em 11/07/2018 - 10:41

Impasse entre dois médicos em uma manhã de março de 2016 está conectado a uma polêmica resolução desta semana do Conselho Federal de Medicina (CFM). Estão proibidas as prescrições em todo o Brasil de tratamento de ozonioterapia.

Sem saber, o Criciúma ajudou a ilustrar, há mais de dois anos, esse cenário nebuloso de uma fatia da medicina alternativa voltada ao esporte.

Ozonioterapia, tratamento que induz a risco de doping / Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

"Ele chegou com uma maleta dizendo que faria umas aplicações no Róger Guedes, e que não podia dizer o que aplicaria, que era uma experiência de consultório". A revelação, do médico Mário César Búrigo Filho, o Marinho Búrigo, então diretor do Criciúma, retorna àquele 12 de março, 27 meses atrás, e refere o atacante, hoje no Atlético Mineiro, e Augusto Ferreira, médico graduado pela Universidade Federal do Pará e que se apresenta como presidente da Sociedade Científica de Saúde Integrativa.

Ao mesmo tratamento que Augusto Ferreira indicou para Róger Guedes foram submetidos o volante João Afonso e o atacante Jheimy. Uma das promessas do tratamento era a cura rápida de lesões. "Parte do sangue deles era retirado, se fazia uma manipulação e depois devolviam ao organismo do atleta", conta Marinho, sobre a ozonioterapia.

Daí veio o conteúdo da denúncia que Marinho Búrigo fez ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CRM-SP). Na última segunda-feira, o órgão se pronunciou. O médico denunciado responde por infração de cinco artigos do código de ética médica. Entre as irregularidades, a prática de tratamento que pode induzir ao doping.

O clube garante que se cercou de cuidados. A Agência Brasileira de Controle de Dopagem enviou técnicos ao Criciúma pouco depois da denúncia. "Fizeram exames nos jogadores e não constataram doping", afirma o diretor jurídico do Tigre, Albert Zilli dos Santos. "Não sei direito como foi o tratamento lá em Sorocaba", relata o volante João Afonso, atualmente no Goiás. O atacante Jheimy está no Sampaio Corrêa do Maranhão.

A matéria completa está na página 20 do jornal A Tribuna desta quarta-feira. Relatamos o episódio ontem no Debate Aberto da Som Maior. Confira no podcast.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 11/07/2018 - 07:05

O Palmeiras está pedindo 12 milhões de euros para liberar o atacante Róger Guedes para o Porto, de Portugal, um dos vários pretendentes pelo jogador, e o que está indo mais longe nas propostas. Na cotação de ontem, com o euro valendo R$ 4,48, o Criciúma poderá receber pelo menos R$ 35 milhões ou até R$ 40 milhões, levando-se em conta que o Tigre tem 75% brutos do atleta, que devem chegar a cerca de 65% líquidos.

O Porto quer pagar 8 milhões de euros, que já seriam uma bolada considerável. "Vai ser a salvação da lavoura", já disse, algumas vezes, dirigente de livre trânsito com o presidente Jaime Dal Farra. O Criciúma não se pronuncia a respeito. Na última vez que sondei o presidente Jaime Dal Farra, há cerca de dez dias, ele respondeu "nenhuma novidade a respeito".

Róger Guedes em grande fase no Atlético / Foto: Bruno Cantini / Atlético MG

O empresário de Róger, Paulo Pitombeira, é quem tem feito os contatos permanentes entre Porto, os demais interessados, Palmeiras, Atlético Mineiro e Criciúma. O Palmeiras pediu 12 milhões de euros pois, como terá direito a 15% líquidos. seriam R$ 8 milhões, bem mais que os R$ 2,5 milhões investidos quando da aquisição de 25% dos direitos econõmicos junto ao Criciúma. É do percentual do Palmeiras que sairão os 10% do negócio para o Atlético Mineiro, como "cláusula de vitrine".

O Galo parece ser o menos interessado no negócio. Gostaria sim de continuar contando com Róger até o fim do ano. Com nove gols em 12 jogos com a camisa atleticana, ele é o artilheiro da Série A e grande aposta no sonho que o clube tem de ser campeão brasileiro. Róger se empolga com a ideia de ir para Portugal, pois abriria portas para o mercado europeu. Por isso que as propostas da Arábia Saudita e Ucrânia não se destacam tanto para o jogador.

Lançado no final de 2014 pelo Criciúma, Róger Guedes disputou 63 jogos e marcou oito gols com a camisa tricolor. A notícia sobre a pedida que o Palmeiras fez ao Porto é do jornal A Tribuna de São Paulo.

Róger foi negociado pelo Criciúma em abril de 2016 / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13