Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Especial: 120 anos do futebol brasileiro

Denis Luciano
Por Denis Luciano 20/07/2020 - 09:05Atualizado em 20/07/2020 - 09:07

A rivalidade no futebol tem das suas. Era tarde deste domingo quando o Guarani de Campinas fez publicar, em seu Twitter, a seguinte postagem:

Para um observador distante, nada demais. Mas há uma curiosa história nos bastidores aí. 

O Guarani é o grande rival da Ponte Preta. A Ponte Preta reclama a si - inclusive tem isso pintado em um dos muros internos do estádio Moisés Lucarelli -, o título de clube de futebol mais antigo do Brasil. Fundado em 11 de agosto de 1900, o clube perdeu por três semanas esse registro histórico. Por uma simples razão. Em 1975 o Sport Club Rio Grande conseguiu provar, junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que é de fato o clube mais antigo do Brasil. Tem a ata original de fundação de 19 de julho de 1900, guardada como uma relíquia em sua sede.

Conheço de perto essa história por uma razão muito simples: nasci na mesma cidade do Rio Grande, lá no sul do Rio Grande do Sul, onde está esse velho e modesto clube do interior do Rio Grande do Sul. Que luta a duras penas para se manter vivo, sem nunca ter abandonado o futebol - nem mesmo nas mais pesadas crises - para não perder essa honraria.

Tive a oportunidade de radiofonizar essa história pioneira do Rio Grande - chamado de Vovô, um simpático velhinho é o seu mascote inclusive - em 2003, na Rádio Guaíba. Na ocasião, 19 de julho daquele 2003, veiculamos na Guaíba um programa chamado Reportagem Especial, no qual contamos detalhes da história de, até então, 103 anos do Rio Grande. Ontem o Vovô completou 120 e segue aí, vivo, na sua luta. Abaixo, o primeiro bloco do programa, que guardamos em nossos arquivos particulares. É da Rádio Guaíba e tomamos de empréstimo aqui, para o nosso blog no 4oito. Confira:

O Rio Grande vive em uma cidade com outros dois clubes: o São Paulo, mais conhecido por ter frequentado mais vezes a primeira divisão estadual e disputado alguns campeonatos nacionais, e o Rio-Grandense, que encontra-se inativo, mas ensaiando um retorno. O Vovô apadrinhou Grêmio, Internacional e todos os demais que vieram depois no futebol do Rio Grande do Sul.

Os fundadores do Sport Club Rio Grande

Tem como grande título da sua trajetória mais que centenária o Campeonato Gaúcho de 1936. Essa é uma das lembranças que constam do segundo bloco do Reportagem Especial que apresentamos em julho de 2003 na Guaíba, conforme o segmento abaixo:

Hoje, o Rio Grande está na Série C, a terceira divisão do Campeonato Gaúcho. Em 1962 ganhou a Série B do Estadual. Em 2014, 11 anos depois do programa produzido, gravado e levado ao ar, faturou sua mais recente taça, a Terceira Divisão estadual.

O estádio Arthur Lawson, do Rio Grande

Tem um pequeno estádio, o Arthur Lawson, com capacidade para menos de 5 mil torcedores, estádio instalado em um grande complexo esportivo na entrada da cidade. Abaixo, o terceiro e último segmento do programa:

Enquanto isso, o Rio Grande segue vivo, fazendo a sua parte, a Ponte Preta continua reclamando e o Guarani toca a flauta nos rivais de Campinas. Mais uma apaixonante história de futebol.

4oito

Deixe seu comentário