Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
Denis Luciano
Por Denis Luciano 09/02/2019 - 19:19Atualizado em 09/02/2019 - 19:42

Às 16h58min fazia 36,5 graus, a temperatura máxima do dia em Criciúma. A essa altura, Tigre e Metropolitano já estavam em campo no Heriberto Hülse. A bola rolou em seguida. Teve homenagem às vítimas do incêndio do Flamengo e um jogo cuja qualidade esteve no limite do que podem duas equipes ainda carentes.

Inegável, uma vitória importantíssima. Por diversos fatores nesses 2 a 0. O primeiro gol, de Daniel Costa, foi em uma cobrança de falta aos 26 minutos. A boa notícia é que faz tanto tempo, mas tanto tempo que o Tigre não fazia um gol de falta assim, que ainda não recordo do último.

E o segundo gol, do estreante Federico Platero, foi de cabeça. Um zagueiro com presença de área. Ótima notícia. Foi aos 24 minutos da etapa final. "Estoy mui contente", disse Platero. Não poderia ser diferente. "Bueno trabajo". Subiu no centro da área e cabeceou, como ele próprio descreveu.

Assista os gols, com as imagens cedidas pela FC Play.

Foi uma vitória em que o Criciúma não precisou fazer tanta força. "Foi difícil, desgastante, o calor complicou, mas tivemos o controle do jogo e poderíamos ter feito mais gols", concordou Daniel Costa.

Carlos Eduardo saiu no segundo tempo para a entrada de Caíque / Fotos: Caio Marcelo / Criciúma EC

Importante quebrar a série negativa dos jogos contra Brusque e Avaí, pois a semana promete. O Criciúma faz longa viagem até Santarém, no Pará, onde na quarta-feira encara o São Raimundo na estreia da Copa do Brasil. Um jogo de R$ 1,1 milhão, os R$ 500 mil por jogar e os R$ 600 mil por classificar. Ou seja, ganhar vale quase uma folha de pagamento do Tigre.

"A Copa do Brasil tem uma questão financeira muito importante para o clube. Depois, temos um clássico, obrigação de fazer algo bom lá". Assim o goleiro Luiz referiu primeiro o São Raimundo e depois, no domingo da semana que vem, o Joinville na Arena, os dois compromissos da semana longe de casa.

Luiz, aliás, teve uma volta de exigência zero. "O negócio é ter paciência. Poderia ter sido um pouco mais tranquilo, mas é um resultado importante que nos dá confiança", registrou, sobre os 2 a 0 no Metro.

O experiente goleiro tricolor lembrou, ainda, a recorrência de começar a temporada com dificuldades. "Nosso início não foi bom, pelo terceiro ano seguido". É, uma cruel constatação. E muito real.

Exatos 2.078 guerreiros encararam o calor e fizeram do Majestoso a sua praia neste sábado para assistir o Criciúma, proporcionando uma renda de R$ 28.245.

Do outro lado, a dureza do Metropolitano, que ainda não ganhou no Catarinense, foi resumida pelo volante Leandro Mello, ex-Tigre. "Que o Abel possa dar um jeito e que venham mais jogadores". É, ele citou a necessidade de ao menos três reforços. "O problema é que o nosso grupo é muito bonzinho, a gente aceita muitas coisas". O Metro ainda é vice lanterna com três pontos.

A rodada do Catarinense segue. Agora com Brusque x Chapecoense e amanhã com Marcílio Dias x Joinville e Tubarão x Avaí. Abaixo, a classificação, com o Criciúma agora em quinto lugar com nove pontos, a um do G-4.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 08/02/2019 - 23:08Atualizado em 08/02/2019 - 23:10

O Tribunal Regional Federal da 4a Região, em Porto Alegre, confirmou nesta sexta-feira a indicação do juiz Luiz Antônio Bonat para a 13a Vara Federal de Curitiba. Ou seja, ele passa a ser o magistrado efetivo na vaga de Sérgio Moro, que deixou a função para ser ministro da Justiça do governo Jair Bolsonaro.

Pois bem. Bonat, como já bastante noticiado por aqui, é paranaense, tem 64 anos e por um tempo atuou em Criciúma. Foi entre 2001 e 2004. Daquela época a reportagem da Rede Globo que apresentou o novo titular da Operação Lava Jato pinçou um processo que foi um divisor de águas na Justiça em nível nacional. E colocou Morro da Fumaça na jogada. Diz o texto que foi ao ar nesta sexta no Jornal Nacional:

Em 2002, Bonat deu uma sentença considerada inovadora no Brasil. Condenou criminalmente uma pessoa jurídica, uma empresa da cidade catarinense de Morro da Fumaça por crime ambiental. A condenação foi confirmada por tribunais superiores e se firmou a jurisprudência neste tema

Reprodução / TV Globo

Fomos buscar mais informações sobre o caso. A sentença do dr Bonat derivou de um auto de constatação que a então FATMA, atual IMA, lavrou contra uma empresa de mineração sediada em Criciúma estava extraindo areia quartzoza irregularmente na localidade de Rio Vargedo, em Morro da Fumaça. O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM, atual ANM) não tinha dado licença para a operação. A extração irregular havia também atingido vegetação das margens do Rio Urussanga. Elementos que embasaram a decisão do magistrado, que se tornou, como já citado, paradigma jurídico para o Brasil.

Morro da Fumaça no JN / Reprodução / TV Globo

Por último, Bonat vinha atuando como titular da Vara da Previdência Social em Curitiba. A reportagem menciona, também, que ele é considerado um juiz técnico, discreto e estudioso. Ele começa a atuar oficialmente nos processos da Lava Jato em março.

Assista aqui a reportagem do Jornal Nacional sobre o juiz, na qual Morro da Fumaça é citada.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 06/02/2019 - 11:00Atualizado em 06/02/2019 - 11:12

Na selva das pedras com pouco planejamento em que vivemos, muitas vezes só resta quebrar para consertar, fazer e refazer. É assim com o esgoto.

Tem uma obra em andamento agora no Centro. A Casan faz o que já fez em outros pontos. Recorta a rua para enterrar canos, tubos, drenos. Tempos depois, vem aquela conta salgada, duplicando a da água, em nome da saúde. Logo, é um investimento totalmente nosso, do nosso bolso. A Casan ê apenas a intermediária.

Ok. Mas isso não tira da Casan a responsabilidade de uma gestão mais atenta às etapas da obra. No caso de agora, na Hercílio Luz, é fato que o trânsito vai trancar. Porém, a quantidade de funcionários a trabalhar ali nesta manhã, isso visto por muita gente que por ali passou, é incompatível com a urgência da obra. E o preço alto que pagamos por ela.

Alô Casan, agilidade e, também, um chamado ao pessoal do trânsito para não deixar os motoristas a Deus dará ali. O caos tem endereço em Criciúma atualmente. 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 05/02/2019 - 22:37Atualizado em 05/02/2019 - 22:41

O Debate Aberto desta terça-feira na Rádio Som Maior repercutiu a falta que o prefeito Clésio Salvaro fez na véspera, na volta do recesso e início do ano legislativo da Câmara. Foram debatidas a dificuldade de manutenção do Criciumaprev, o fundo de previdência do município, e as complicadas relações entre a prefeitura e a Casan.

Foram levantados e discutidos, também, aspectos das leis anti-crime que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, está apresentando.

Confira o Debate Aberto no podcast abaixo. Participaram desta edição Anderlei Antonelli, Delir Milanezzi, Márcio Cabral e Jonathas Roberge.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 04/02/2019 - 18:38Atualizado em 04/02/2019 - 18:43

Teve posto aumentando em até 30 centavos o preço do litro da gasolina comum em Criciúma nesta segunda-feira, para surpresa de muitos consumidores.

Foi o caso de um posto que vinha cobrando R$ 3,68 até o ranking divulgado na sexta-feira pelo Procon. Hoje, suas placas exibiam o valor de R$ 3,98.

Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

Estamos checando a situação em outros postos da cidade. "Pode ser (que teve mais aumentos), pois houve aumento na Petrobrás", comentou o coordenador do Procon, Gustavo Colle.

Na pesquisa divulgada na sexta, a gasolina comum mais barata estava a R$ 3,48. A mais cara, R$ 3,89.

Mais detalhes nesta terça-feira em A Tribuna.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 04/02/2019 - 16:05Atualizado em 04/02/2019 - 16:13

Os 3 a 0 sofridos diante do Avaí pelo Criciúma, ontem, foram a pauta principal do Debate Aberto desta segunda-feira. Com o revés, o Tigre está em sexto lugar no Campeonato Catarinense com seis pontos e já perdeu quatro vezes em seis rodadas. O próximo compromisso tricolor será no sábado, em casa, contra o Metropolitano.

Na política, a eleição para a presidência do Senado segue repercutindo, com os acontecimentos do fim de semana em Brasília.

Participaram do Debate Aberto desta segunda-feira os debatedores Plácido Pizzetti, Fabrício Schambeck, Antônio Sérgio Fernandes e João Nassif. Confira no podcast.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 02/02/2019 - 22:10Atualizado em 02/02/2019 - 22:32

Os especialistas indicavam. Faria tempo bom pela manhã, daria praia até, mas o tempo viraria à tarde, com nuvens e chuva. Pancadas fortes até em algumas regiões. Acertou e bem a turma do Márcio Sônego. Foi o que aconteceu.

Pela manhã deu praia para quem aproveitou. O mar convidativo - de Caribe disseram muitos frequentadores do Rincão e outras praias -. A temperatura máxima do dia em Criciúma chegou a 31,7 graus às 13h50min.

Os fundos da praça da Cesaca / Fotos: Denis Luciano

À tarde, veio a chuva. A pancada foi forte em algumas regiões. Em Criciúma a rua Araranguá alagou de novo. O entorno da praça Domênico Sônego, a velha praça da Cesaca, encheu de água. Todas as ruas do entorno alagaram. Pouco depois das 19h não estava convidativo circular por ali.

O motorista até tentou entrar na Rua Araranguá. Desistiu

Poucos metros antes, pela Araranguá, flagramos um casal vindo do supermercado ali próximo - o Angeloni da Henrique Lage e Centenário - tentando entrar em casa. Com água acima da canela. E o carrinho de compras.

Difícil entrar em casa com as compras

A parte baixa da rua João Pessoa também viu acumular água. E alguns pontos da Henrique Lage.

Rio Criciúma correndo forte em seu canal na Rua Araranguá

Na Santa Bárbara, o Rio Criciúma subiu rápido na altura da Rua Arthur Pescador. Em temporal recente, ele chegou a transbordar atingindo casas vizinhas. Assista no vídeo do fim da tarde deste sábado.

"Nada de ocorrências", garantiu o coordenador da Defesa Civil de Criciúma, Dioni Borba, acusando 22,4 milímetros de chuva na hora mais forte, depois das 18h30min, e 63 milímetros nas últimas 24 horas.

Para domingo a previsão é de tempo nublado, com novas pancadas fortes e a temperatura em queda.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 02/02/2019 - 21:01Atualizado em 02/02/2019 - 21:12

Dois jogos abriram neste sábado a sexta rodada do Campeonato Catarinense. Com a vitória sobre o Hercílio Luz combinada ao empate do Figueirense com o Joinville a Chapecoense alcançou o líder, 14 pontos.

A Chapecoense fez 2 a 1 sobre o Hercílio na Arena Condá. Abriu o placar logo aos 2 minutos com Everaldo. O veterano Lima empatou para o Hercílio aos 21 minutos. Alan Ruschel anotou o gol da vitória da Chape aos 2 minutos da etapa final.

Alan Ruschel comemora gol no Hercílio / Foto: Márcio Cunha / ACF

O jogo contou com 4.027 torcedores na Arena, para uma renda de R$ 55.325.

Mais tarde, na Arena Joinville, o JEC saiu na frente. Gol de Nathan aos 9 minutos. O Figueirense virou ainda no primeiro tempo com dois dois de Alípio, aos 13 e 35 minutos. Hugo Almeida, em cobrança de pênalti aos 15 da etapa final, fechou em 2 a 2.

A partida contou com 2.643 torcedores.

JEC e Figueirense fizeram jogo movimentado / Foto: Júlio César / JEC

O Figueirense lidera com 14 pontos e salto de cinco gols. A Chapecoense, também com 14, tem saldo quatro. Avaí e Marcílio Dias somam 7, Criciúma, Hercílio e Brusque estão com 6 e Joinville tem 5. Metropolitano com 3 e Tubarão, 2 pontos, vem na sequência.

A rodada será completada neste domingo com Avaí x Criciúma (17h), Metropolitano x Marcílio Dias (17h) e Brusque x Tubarão (19h).

Denis Luciano
Por Denis Luciano 01/02/2019 - 23:43Atualizado em 02/02/2019 - 00:02

Criciúma e Forquilhinha lamentam uma grande perda. Faleceu nesta sexta-feira, aos 92 anos - completaria 93 em 10 de abril - o conhecidíssimo Apolinário Tiscoski. Homem de fino trato, filho de Luiz Tiscoski e Cecília Back Tiscoski, era natural da Sanga do Café, em Forquilhinha, que à época pertencia a Criciúma.

O velório será a partir das 9h deste sábado no Cemitério Municipal, em Criciúma.

A trajetória

Teve uma vida política, social e comercial muito envolvida com Forquilhinha nos tempos de distrito. Foi o primeiro intendente, nos anos 50, e durante dez anos manteve movimentado estabelecimento comercial. Da sua gestão como intendente, que durou cinco anos, colaborou para a urbanização criando a Praça dos Imigrantes Almeães e estruturando a Avenida 25 de Julho, que segue como principal via da cidade.

 "Quando fui indicado como o primeiro intendente, em 1959, Forquilhinha era uma localidade sem muita infraestrutura", lembrou seu Apolinário, em uma entrevista que me concedeu em 2017.

Naqueles idos de 50 e 60, ele mantinha um restaurante que diziam servir um almoço delicioso. Era ponto de parada dos viajantes, algo como uma pequena rodoviária de Forquilhinha. Os ônibus empoeirados de interior que iam e vinham de Criciúma, Turvo e outros lugares ali paravam. As pessoas despachavam cargas e cartas por ali. E seu Poli vendia um serviço inimaginável para os tempos atuais: quem quisesse mandar um recado via Rádio Eldorado - a única emissora da cidade na época - ia até o representante na cidade, ele, que anotava o recado, cobrava alguns cruzeiros e os transmitia, indo até o estúdio no Centro de Criciúma. Dava bastante trabalho e rendia alguns trocos ser o agente da emissora no distrito.

Em 1963 elegeu-se vereador. Era, atualmente, o ex-vereador mais idoso entre os ainda vivos de Criciúma. Ele gerenciou os Correios por vinte anos na região. Na sua gestão, a estatal entregou sedes em Criciúma, Araranguá, Turvo, Meleiro e Jaguaruna.

"Ele faleceu dormindo. Foi descansar depois do almoço e não voltou", lamenta a neta, a colega jornalista Giselle Gomes Tiscoski. A perda de dona Olávia, sua companheira de uma vida, falecida em novembro de 2017, o abateu. Deixam 11 filhos (um já falecido), 28 netos e 23 bisnetos.

Encontrei com seu Poli nas eleições no Colégio São Bento, em outubro. Ele estava indo votar na sessão onde encontrei o prefeito Clésio Salvaro para entrevistá-lo. Conversamos por alguns minutos e o veterano mostrava-se antenado, ligado às questões políticas. Fazia questão de ir votar.

Em breve, seria homenageado pela Coopera, a cooperativa de Forquilhinha, que completou 60 anos no domingo. Ele foi um dos pioneiros da Coopera. Em uma de suas últimas aparições públicas, em novembro, recebeu honraria na Câmara ao lado do ex-prefeito Nelson Alexandrino.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 01/02/2019 - 23:32Atualizado em 01/02/2019 - 23:41

Às vésperas de completar um mês da sua inauguração - na próxima quarta-feira, 6 -, o Parque dos Imigrantes no Rio Maina ganhou reforço na segurança. Depois dos primeiros dias de abuso pelos baderneiros, a Polícia Militar chegou junto e conseguiu dar uma estancada na crise.

Mas eles vão e voltam. E no retorno, causam problemas. Para a triste surpresa de funcionários que ali atuam, na manhã desta sexta-feira o cenário que eles flagraram era este: brinquedos no chão, bancos de concreto também, algumas divisórias, idem.

Os banheiros também tem sido vítimas dos vândalos. Vários já estão quebrados e entupidos, com papeis e latas de cerveja.

Foram que alguns bagunceiros mais ousados, organizados em pequenas gangues, andam ameaçando e metendo o pavor contra quem ali trabalha honestamente.

Ainda hoje enaltecemos a notícia que a colega Francine Ferreira fez publicar em A Tribuna, de que os delitos diminuíram no Parque. De fato, a ação da PM tem sido positiva, mas falta um algo mais. É nessas horas que lembramos da saudosa Guarda Municipal, que estaria desempenhando um papel importante na sua efetiva missão, de zelar pelo patrimônio público. Uma pena.

Enquanto isso, a torcida que os cidadãos de bem consigam vencer essa gente da esculhambação que faz mal para a cidade.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 01/02/2019 - 13:43Atualizado em 01/02/2019 - 13:45

O Brasil dá posse hoje a deputados estaduais, federais e senadores. São novos mandatos iniciando país afora. Em Santa Catarina, são 40 deputados estaduais, 22 novos, além de 16 deputados federais e dois senadores.

O tema foi o principal destaque do Debate Aberto desta sexta-feira na Som Maior. Em destaque, os privilégios, dos quais, na opinião dos debatedores, os parlamentares deveriam dar o exemplo e abrir mão.

O Criciúma em campo no domingo contra o Avaí e a situação dos parques da cidade também estiveram em pauta. Confira no podcast.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 23:39Atualizado em 30/01/2019 - 23:52

O Marcílio Dias conseguiu ultrapassar o Criciúma. Bateu o Avaí por 1 a 0 no jogo que fechou a quinta rodada do Campeonato Catarinense na noite desta quarta-feira no estádio Hercílio Luz, em Itajaí. 

Com o resultado, o Marinheiro chegou a 7 pontos. É o quarto, igualou o Avaí, terceiro, para o qual perde apenas no saldo, 5 a 1. O Criciúma, quinto, tem 6 pontos e sofreu sua terceira derrota no Estadual. 

Jean Dias marcou o gol da vitória marcilista aos 12 minutos do segundo tempo. O G-4 fecha a rodada com Chapecoense, Figueirense, Avaí e Marcílio Dias, enquanto Metropolitano e Tubarão estão na zona de rebaixamento.

Foto: Bruno Golembiewski / CN Marcílio Dias

Na próxima rodada, a sexta, o Avaí recebe o Criciúma na Ressacada (domingo às 17h) e no mesmo horário o Marcílio visita o Metropolitano em Blumenau.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 23:13Atualizado em 30/01/2019 - 23:22

Desde 1988 até hoje foram 29 confrontos no Heriberto Hülse. E o Brusque venceu apenas três: em 2006, 2010 e... hoje, 1 a 0. Fazia quase nove anos que o Brusque não ganhava um confronto do Criciúma no Majestoso. A invencibilidade durava sete partidas, com quatro vitórias e três empates.

Curiosidade daquele 5 de maio de 2010, quando o Criciúma perdia para o Brusque por 3 a 1. Argel Fucks estreava no Tigre, em sua primeira passagem pelo clube. Recém havia vindo do São José de Porto Alegre, e o tricolor se preparava para tentar sair da Série C do Brasileiro, o que efetivamente conseguiu menos de seis meses depois.

As fotos daquele Criciúma 1x3 Brusque são do Maurício Vieira,
na ocasião pelo Diário Catarinense

O Criciúma tinha um Nino, zagueiro, que fez o gol do Tigre naquela derrota. Mas não era o mesmo Nino de agora. Era o time do Bindé e do Brida, os laterais que não deixaram saudades. E do Agenor, goleiro que, este sim, deixou saudades. Henik, Mika, Ronny, Lucas Campos e Marcos Denner também jogavam naquele time.

Por tudo isso, foi uma vitória histórica do Brusque a desta noite. A terceira em 29 confrontos no HH. Fez 25 gols em toda essa trajetória, enquanto o Criciúma anotou 62. O Criciúma ganhou 21 vezes e houve cinco empates. Os dados são do Meu Time na Rede.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 23:03Atualizado em 30/01/2019 - 23:05

Quando houve o anúncio de que algumas partidas do Campeonato Catarinense não seriam transmitidas pelo FC Play, mas sim pelo Globo Esporte, houve diversos questionamentos, muitas dúvidas e várias reclamações. A mais frequente, relativa a direitos do consumidor. Afinal, o FC Play vende seus pacotes prometendo todas as partidas do Estadual, mas não é bem assim que ocorre.

Há algumas rodadas, fizemos o levantamento e apuramos a quantidade de jogos de cada time conforme a plataforma na qual o Catarinense é transmitido.

Pois bem, ocorreu um problema hoje. O torcedor Cléber Santos José, fanático pelo Criciúma, reside há dois anos e meio em Kulmbach, cidade a 200 quilômetros de Munique, no sul da Alemanha. Ele comprou um pacote do FC Play para assistir os jogos do Tigre.

"Me prometeram todos os jogos e não estão entregando", reclamou, quando soube que o FC Play não passaria Criciúma x Brusque nesta quarta. Pois bem, recorreu ao Globo Esporte. "E não roda. Aqui na Alemanha não rodam vídeos assim da Globo. Fiquei sem ver o jogo". Ele gravou um vídeo e nos enviou para comprovar. E o problema, ele garante, não estava na sua conexão. Simplesmente o sinal do canal prometido não rodou para ele.

"Paguei lá no FC Play. Fico como?", indagou, indignado, enquanto o Criciúma perdia para o Brusque por 1 a 0. "Estou entrando em contato com a minha advogada para tomar as medidas cabíveis. Vi o Tubarão (3 a 3 com a Chapecoense) e não vi o time do meu coração".

Era um problema anunciado. O FC Play, que vem fazendo bom trabalho, apenas cumpre as ordens dos gerentes maiores do campeonato, a FCF e a NSC TV, a quem naturalmente o Globo Esporte está ligado. Com eles, a palavra.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 21:26Atualizado em 30/01/2019 - 21:33

Pode ter criciumense com R$ 350 mil para sacar na Caixa Econômica Federal, fruto do concurso 5.358 sorteado na noite desta quarta-feira em São Paulo.

Ocorre que a Caixa anunciou há pouco o resultado, e anunciou que o bilhete 09453, premiado em primeiro, foi distribuído para Criciúma.

Cabe lembrar que faz alguns dias que outro criciumense faturou R$ 1,5 milhão na Lotomania.

Confira o resultado aí, e boa sorte!

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 21:06Atualizado em 30/01/2019 - 21:10

Ninguém mais tem 100% de aproveitamento no atual Campeonato Catarinense. A vantagem, que cabia ao Figueirense, acabou na noite desta quarta-feira, com o empate do alvinegro em 1 a 1 frente ao Metropolitano. E o detalhe, em Florianópolis, onde o Metro já havia tomado duas goleadas de 4 a 0, uma do Avaí e outra do Hercílio Luz, ambas na Ressacada.

Desta vez foi no Orlando Scarpelli, e o Figueirense saiu na frente, com gol de Matheusinho aos 24 minutos do primeiro tempo. Paulo Henrique empatou para o Metro aos 22 da etapa final.

Enquanto o Figueirense segue invicto, com quatro vitórias e um empate - 13 pontos, na liderança -, o Metropolitano é o penúltimo e ainda não ganhou. Tem três empates e perdeu duas vezes.

Na próxima rodada, sábado, o Figueirense visita o Joinville às 19h. No domingo o Metropolitano recebe o Marcílio Dias em Blumenau às 17h.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 20:54Atualizado em 30/01/2019 - 21:00

Cinco jogos, dois empates e três derrotas. O Atlético Tubarão continua em último lugar no Campeonato Catarinense. E o pior. Em pleno Domingos Gonzales, na noite desta quarta-feira, o Peixe empatou em 3 a 3 com a Chapecoense.

"Abrimos dois gols de diferença, não podemos deixar acontecer, é a segunda vez. A vitória estava em nossas mãos", lamentou o volante Daniel Pereira.

Oliveira abriu o placar aos 31, e Batista ampliou aos 36 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, Rafael Pereira, de cabeça, descontou aos 6, mas Daniel Pereira anotou o terceiro do Tubarão aos 25 minutos. A Chape reagiu com gols de Wellington Paulista, aos 32, e Rafael Pereira, aos 40 minutos.

"Muito bom. Por tudo o que aconteceu, tomando 2 a 0, buscamos um gol, sofremos o terceiro e ainda buscamos o empate, fora de casa, não perdemos e continuamos invictos, na parte de cima", avaliou o zagueiro Rafael Pereira, autor de dois gols e uma assistência na partida.

A Chapecoense está na vice liderança com 11 pontos, e volta a campo no sábado, às 17h, na Arena Condá, contra o Hercílio Luz. O Tubarão visita o Brusque no domingo às 19h.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 14:38Atualizado em 30/01/2019 - 15:02

A Liga Atlética da Região Mineira (Larm) terá eleição para a sucessão do presidente Emerson Lodetti no próximo dia 12 de fevereiro. E surge um novo componente. Dirigentes de seis clubes reuniram-se ontem à noite com a meta de afinar objetivos e construir uma candidatura. E não é a do árbitro José Nazareno Marcelino, que está lançado e, segundo matéria do colega Lucas Renan Domingos em A Tribuna hoje, já conta com chapa montada e projeto na rua.

Os seis clubes que conversaram ontem, em um encontro em Morro da Fumaça, foram Rui Barbosa, Metropolitano, Caravaggio, Meleiro, Araranguá e Mãe Luzia. Conforme um dos dirigentes envolvidos, o projeto é que os clubes tenham envolvimento direto com a gestão da Larm, e que cada equipe tenha um representante na diretoria. Promoções em conjunto também estão na pauta.

Na próxima segunda-feira deve ocorrer nova reunião, daí para tentar fechar o nome do candidato. O mais cotado por enquanto é o de Marcelo de Costa, ex-presidente do Rui Barbosa. Foi convidado e ficou de pensar. Dará uma resposta até sexta. Outros quatro ou cinco nomes foram especulados.

Na lista dos presentes nessa reunião estão clubes cujos presidentes chegaram a assinar a lista para avalizar a chapa de Nazareno Marcelino, casos do Araranguá e Meleiro. O árbitro conseguiu, ainda, aval do Cocal do Sul e Mesquita, mas com os votos ditos revertidos - face às presenças no encontro de ontem - de Araranguá e Meleiro, o grupo conta que conseguirá eleger o presidente por maioria. E como são necessárias três assinaturas para garantir a inscrição, os novos aliados já contam com as de Rui, Caravaggio e Metropolitano, no mínimo. É a contabilidade deles, que estão animados e devem já nos próximos dias colocar o nome do candidato na rua.

O bom disso tudo é o interesse pela Larm. A revitalização da instituição que, passada a dinastia Lodetti-Gava (Waldir Lodetti, Hélio Gava e Emerson Lodetti) partirá para novas mãos. Importante para uma instituição de 70 anos que precisa de renovação, de profissionalização e de maior alcance regional.

Como já havia uma primeira candidatura de Edson Locks, que a rigor seria o nome da "situação", agora com Nazareno Marcelino - árbitro competente e de fato um conhecedor do futebol amador - e agora esse grupo dos seis que ainda vai colocar um nome no processo, é correto dizer que não haverá consenso. Será no voto mesmo.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 14:29Atualizado em 30/01/2019 - 14:34

O salto no custo da energia elétrica, acusado por consumidores de toda Santa Catarina ao longo das últimas semanas, pode afetar o estado economicamente? Pode inibir investimentos? Esse foi um dos assuntos destacados na edição desta quarta-feira do Debate Aberto.

A reação do mercado de ações à Vale após o trágico acontecimento da última sexta-feira, com o rompimento da barragem em Brumadinho, também foi comentado. O movimento de startups da região, com uma delas indo representar Santa Catarina em um evento nos Estados Unidos entrou na pauta, a exemplo da flexibilização da lei do franchising visando viabilizar novos empreendimentos em Criciúma.

O Criciúma joga hoje contra o Brusque, e também foi destaque no programa. Participaram desta edição os debatedores Jonathas Roberge, Plácido Pizzeti, Claiton Pacheco, Marcelo Zarur e Klaus Propp. Ouça na íntegra no podcast.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 30/01/2019 - 00:06Atualizado em 30/01/2019 - 00:13

Aquele instante para dar uma espiada no pôr do sol sempre é válido. Seja durante o fim do expediente, ou até em meados ou no início dele. Ou então naquela caminhada relaxante das horinhas que sobram, ou no lazer descompromissado do ócio necessário.

Fim de tarde em Criciúma. Visual da redação do Jornal A Tribuna

Os últimos dias vem sendo recheados de todas essas emoções em espaços bem inferiores a 24 horas. Em uma jornada menor que esta, e bem menor, o céu azul deu lugar a nuvens carregadas, chuvas, até trovoadas. Limpou, nublou e, no cair do sol e descortinar da noite, o avermelhado do horizonte permitiu outro belo espetáculo.

Nas ruas do Rincão o visual era esse / Foto: Amer Félix Ribeiro

A previsão indica uma quarta-feira de calorão ainda mais intenso, com até 40 graus. E não vai faltar pancada de chuva. E, provavelmente, outro colorido que os céus nos oferecerão com maestria.

E o belo pôr do sol na orla do Rincão hoje / Foto: Amer Félix Ribeiro

 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13