Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/03/2020 - 06:20Atualizado em 24/03/2020 - 06:51

O país, quando sair do coronavírus, vai enfrentar uma crise econômica grave, provocada pela paralisação da atividade produtiva.
Mas, mesmo trôpego, no vermelho, com numero provavelmente recorde de desempregados, e de empresas quebradas, o país terá que dedicar tempo (e muito dinheiro) para a campanha eleitoral.
E não é dinheiro de pinga. Serão R$ 14 bilhões (R$ 11 bi é o orçamento para fazer a eleição e R$ 3 bi é o tal do fundo eleitoral).
Será que vai dar para seguir o roteiro?
Imaginemos como o político/candidato será recebido quando for buscar o voto daquele que está desempregado, ou que viu quebrar a sua empresa, que foi à lona, sabendo que o dinheiro que poderia ser a tábua de salvação está depois da vírgula daqueles R$ 14 bi.
Conversei ontem com políticos/candidatos e dirigentes partidários que estavam se preparando ou montando seus “times” para a eleição. Todos com freio de mão puxado.
Não dá nem para falar em filiar ou sair candidato. Por causa do coronavírus, que está chegando, e ainda nem fez o estrago previsto.
A partir de maio, vai "doer" no bolso. E na barriga.
Adiar deve se fazer inevitável. Levar para 2022. Fazer coincidir com a eleição para governador e presidente, devolvendo o país às eleições gerais. De ponta a ponta.
O país eleição só de quatro em quatro anos. Custo geral muito menor que hoje, que tem eleição de dois em dois anos, e faz os político ficar todo ano conchavando para a eleição seguinte.

Faz sentido

Deputado do sul Ulysses Gabriel propôs na Assembléia, via projeto de lei, que catarinenses com débitos com impostos, multas ou taxas não entrem para dívida pública.
No seu entendimento, é uma forma para minimizar os impactos da crise gerada pelo coronavírus.
A medida já foi tomada por outros Estados do país, como São Paulo. Caso seja aprovada, a suspensão será em caráter temporário.
O contribuinte que tem o nome inscrito na dívida ativa fica sujo na praça. Não consegue, por exemplo, contratar um empréstimo e vender ou alugar um imóvel.

Industria segue

Governador Moisés baixou portaria estabelecendo novas regras para as atividades industriais no estado.
Portaria classifica padarias, mercearias, açougues e peixarias como serviços essenciais, o que quer dizer que podem funcionar.
Quanto às indústrias em geral, podem manter operação desde que reduzam ao menos 50% do número de trabalhadores por turno de trabalho.
As exceções são agroindústrias, indústrias de alimentos e indústrias de insumos de saúde, que não precisarão ter redução do número de trabalhadores.

Mantidos os decretos

Governador Moisés e prefeito Salvaro não tinham como não prorrogar o decreto que suspendeu atividades e mandou parar tudo.
Se fazia sentido parar tudo até hoje (quando venceria o decreto), como admitir que tudo volte tudo à normalidade exatamente quando vai começar a pior fase do coronavírus?
Então, continua sem comércio, sem ônibus, sem shopping.

Zairo no PDT

Com a sua filiação do vereador Zairo Casagrande, oficializada ontem, o PDT pode passar a projetar a eleição de dois ou três vereadores. Zairo será candidato a reeleição e forte candidato a mais votado do partido.
Zairo vinha tratando da sua entrada no partido faz pelo menos seis meses com o deputado estadual Rodrigo Minotto, comandante do PDT na região. Ele formalizou sua saída do PSD na sexta-feira.

Jogo fechado

Com Zairo filiado no PDT e Julio Colombo o PL (oficializado no domingo), o “troca troca” na câmara de Criciúma está encerrado.
Ainda falta Tita Beloli se filiar no PSDB e Pastor Jair no PSD, mas é só formalizar. Definido, já esta.
No total, sete vereadores estão trocando de partido.
Além deles, teve Toninho da Imbralit indo para o PSDB, Julio Kaminski e Edson Paiol para o PSL.

Filiados

Pelas mãos de Ricardo Beloli e de Jeferson Monteiro, mais dois candidatos a vereador foram filiados no PSL.
Josi Lopes, presidente da associação de credores da Criciuma Construções e Richard Colombo Manenti, filho de duas famílias tradicionais no distrito de Rio Maina.
Josi estava no PL e foi convencida a mudar.

Nova chapa

MDB e PSL não falam oficialmente, nem sinalizam em público, mas nos bastidores existem conversas para entendimento sobre a eleição para prefeito de Criciúma.
Hoje cada partido tem o seu candidato no páreo. Aníbal Dário, MDB, e Julio Kaminski, PSL. A idéia de quem faz as conversas pelos dois partidos é fazer uma chapa só.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/03/2020 - 20:52Atualizado em 24/03/2020 - 04:38

O vereador Zairo Casagrande encaminhou hoje à justiça eleitoral a sua filiação no PDT. Será candidatoa reeleição.

Zairo vinha tratando da sua entrada no partido faz pelo menos seis meses com o deputado estadual Rodrigo Minotto, comandante do PDT na região.

Ele foi eleito pelo PSD, em 2016, mas logo no primeiro ano de mandato teve um conflito interno e rompeu relações com o comando do partido na região.

A direção do PSD chegou a entregar uma espécie de "carta de alforria".

Na câmara de vereaodres ele tem sido um dos críticos mais ácidos do governo Salvaro.

Com a sua filiação, o PDT pode projetar a eleição de dois ou três vereadores.

 

 

 

Ele oficializou seu desligamento do PSD na sexta-feira.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/03/2020 - 15:52Atualizado em 23/03/2020 - 17:21

Criciúma tem nove casos positivados. Pessoas contagiadas com o coronavirus.

Mas, isso é muito pouco comparando como que vem por aí.

É apenas a "ponta do iceberg", me disse o Dr Renato Matos, meu médico e "consultor".
Previsão é o número que aí está seja multiplicado 3 ou por cinco daqui a pouco.
No fim de semana já teremos um quadro muito diferente.

Os pacientes que estão positivados são alguns daqueles que foram na Unimed, receberam atendimento e fizeram exames.

Até ontem, foram 72 exames feitos, e 23 tiveram resultado. Destes, 14 deram negativo e 9 positivaram.

Mas, e os que não foram na Unimed, e os que não fizeram exame?

Quantos tem sintomas, e não imaginam que seja do coronavirus? Ou, tem medo que seja e preferem dar mais um tempo, ir tratando como apenas uma gripe, ou mal estar?

Mas, não é esquentar a cabeça, nem bater pino.
O negócio é ficar em casa. Não ir para rua. Principalmente quem tem mais de 60, ou faz parte do chamado "grupo de risco".

Excesso de zelo e caldo de galinha, mal nenhum faz.

Se precisar ir ao mercado ou na farmácia, vai lá, só lá, rápido, e volta para casa.

Mas, se for no mercado, compre apenas o necessário.
Não ajude a fazer aquelas filas abusurdas. Não compre para fazer estoque.

O caminho é seguir as regras.
Se cada um fizer a sua parte, vamos passar melhor por tudo isso, e vidas serão salvas.

Isolamento, lavar as mãos ao máximo (não gasta), muito álcool gel, e evitar contatos.

E acreditar.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/03/2020 - 22:09Atualizado em 22/03/2020 - 22:30

Mais um vereador de Criciúma define seu novo partido. Julio Colombo, ex-presidente da câmara, assinou filiação hoje  no PL.

Julio estava no PSB, mas encaminhou desfiliação na semana passada.

Ele chegou a tratar com o prefeito Salvaro de migração ao PSDB, e depois encaminhou com o vice-prefeito Ricardo Fabris a filiação no PSD.

Mas, a candidatura a prefeitura da sua nora, Julia Zanata, pelo PL, acabou influenciando na sua definicão.

Julio será candidato a reeleição.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/03/2020 - 19:28Atualizado em 22/03/2020 - 19:43

O vereador Arleu da Silveira, PSDB, líder do governo Salvaro na câmara de Criciuma, confirmou que o vereador Tita Beloli, presidente da Câmara, vai se filiar no PSDB.

Em audio que compartilhou no grupo de whatsapp dos vereadores, Arleu disse que Tita "já é tucano".

Quando um vereador do grupo comentou que ele "entregou o ouro", Arleu arrematou: "todo mundo ja sabe mesmo".

Tita Beloli era vereador doMDB até quinta-feira, quando formalizou sua desfiliação.

Ele é dos mais proximos do prefeito Salvaro e sua migração para o PSDB vinha sendo especulada (e tratada) desde o ano passado.

Na quinta-feira, Tita teve reunião na prefeitura, com a participação de Acelio Casagrande, quando teria sido consolidada sua ida para o PSDB.

A decisão de Acelio de não sair da secretaria da saude no auge da crise do coronavirus, e assim arquivar sua candidatura a vereador, foi fator preponderanente no fechamento de questão para a ida de Tita ao PSDB.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/03/2020 - 09:30Atualizado em 21/03/2020 - 09:33

O prefeito Clesio Salvaro acaba de anunciar na reunião da AMREC que a prefeitura vai alugar um hotel inteiro para abrigar pessoal da saude que está trabalhando no combate ao coronavírus.

A intenção é que o pessoal não volte para casa, para evitar possível contágio.

Na reunião na AMREC, prefeitos já descartaram adoção do toque de recolher.

Daqui a pouco, a partir de 10h, a radio Som Maior FM coloca no ar programa especial com atualização de informações sobre o coronavírus.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/03/2020 - 07:26Atualizado em 20/03/2020 - 07:59

Ser o mais bem pontuado entre os pré-candidatos do PSD na pesquisa do Instituto IPC não era o maior desafio do vereador Alex Michels para ser candidato a prefeito de Içara.
A operação mais delicada vem agora. Convencer o MDB a indicar o candidato a vice.
Alex disputava a indicação com o vereador Valdelir Darolt e o empresário Anselmo Freitas, presidente do PSD, e teve melhor desempenho em toda as simulações.
A pesquisa foi apresentada na reunião do partido, ontem, às 18h, com a presença dos três.
Como a liderança na pesquisa foi o critério aprovado para definir o candidato, Alex foi definido, por aclamação.
Era o resultado previsto. Alex é vereador (já disputou eleição) e foi presidente da Câmara até recentemente.
Além disso, é liderança jovem, com bom trabalho feito na presidência e boa imagem junto ao cidadão/eleitor.
Natural que seja mais conhecido e apareça melhor na pesquisa.
Mas o PSD sozinho não vence a eleição. Tem que compor.
Hoje, o PSD faz parte do governo do MDB no município (do prefeito Murialdo Gastaldon). Por isso, a aliança com o MDB é o encaminhamento natural.
Só que o MDB tem dois pré-candidatos. Sandro Serafim (vice-prefeito) e Arnaldinho Lodeti (secretário municipal).
Separados, PSD e MDB podem perder para Dalvânia Cardoso, candidata do PP.

Opções

A partir de agora, para ter o MDB como vice, Alex Michels terá que evoluir nas pesquisas, a ponto de se distanciar dos candidatos emedebistas.
Caso contrário, poderá acabar de vice. Do candidato do MDB, ou de Dalvania.
Outra possibilidade considerada nos bastidores é o PSD montar chapa pura, Alex Michels e Anselmo Freitas.

A saída de Tita

Uma reunião ontem pela manhã, na prefeitura, foi decisiva para a decisão do vereador Tita Beloli de sair do MDB e seguir para o PSDB.
À mesa, Tita e o secretário Acélio Casagrande.
Tita não queria que Acelio fosse candidato. Se ele, o espaço fica mais aberto para sua tentativa de reeleição.
Quando Acelio disse que não terá condições de sair da Secretaria de Saúde no meio da crise do coronovírus, Tita bateu o martelo.

A saída 2

Tita entregou ofício ao presidente do MDB, Rodrigo Ganso, no final da tarde, com pedido de desfiliação.
Sem surpresa. Tido o MDB já esperava.
No comunicado que distribuiu à noite, informou que vai definir o partido onde vai se filiar nos próximos dias.
Se nada mudar, vai para o PSDB, junto com Toninho da Imbralit, outro vereador emedebista que já foi na semana passada.

Zairo também saiu

O pedido de desfiliação do vereador Zairo Casagrande também foi entregue ontem à tarde ao presidente do PSD, vice-prefeito Ricardo Fabris.
Foi apenas a formalização do que já aconteceu na prática. Zairo recebeu documento do PSD em 2019 para procurar outro partido.
O destino de Zairo deve ser o PDT.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/03/2020 - 19:55Atualizado em 19/03/2020 - 20:30

O vereador Tita Beloli, presidente da câmara de Criciúma, formalizou a sua desfiliação do MDB. Entegou oficio ao presidente do partido, Rodrigo Ganso, no final da tarde.

A tendência é que migre para o PSDB, a convite do prefeito Clesio Salvaro.

A saída de Tita do MDB era prevista desde o ano passado. 

Agora, o MDB ficará com apenas dois vereadores - Paulo Ferrarezi e Ademir Honorato.

Tinha quatro até semana passada. Toninho da Imbralit já foi para o PSDB na sexta-feira.

O vereador Tita acaba de emitir nota sobre sua deicsão de sair do MDB e informando que anunciará nos próximos dias em qual partido vai se filiar.

Na integra, a nota abaixo:

"Novos desafios!!

Ainda lembro como se fosse hoje, acompanhando meus amigos, nos eventos, comícios e campanhas. Sempre 

ajudando no que era possível.

O que pra mim era uma aventura, se tornou o início de uma busca por uma cidade melhor.

Depois de 29 anos dedicados ao MDB, chega o momento de mudar. Foram dois mandatos de vereador eleito. 

Entendo que minha missão partidária no MDB esta concluída.

Agradeço a minha família, base de tudo em minha vida, a militância, lideranças e tantos outros companheiros que ajudaram a construir esta caminhada.

Chegou a hora abraçar um novo desafio, renovar o brilho nos olhos que sempre tive quando abraço bandeiras que podem melhorar a vida das pessoas.

Vou em busca deste desafio com o mesmo vigor.

Nos próximos dias estarei definindo meu caminho partidário!

Qual projeto está mais alinhado com os interesses da população Criciúmense.

Que Deus continue me abençoando, iluminando, dando coragem e disposição para lutar pelo crescimento da cidade. 

Um forte abraço a todos".

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/03/2020 - 19:32Atualizado em 19/03/2020 - 19:35

O vereador Alex Michels acaba de ser anunciado pelo PSD como candidato a prefeito de Içara.

Anuncio foi feito pelo presidente do partido, Anselmo Freitas.

Alex foi o que teve melhor desempenho entre os três pre-candidatos do partido em pesquisa aplicada pelo Instituto IPC.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/03/2020 - 05:53Atualizado em 19/03/2020 - 06:38

Estava lendo sobre o que fez Portugal para se prevenir.

Pois lá, universidades, escolas e creches fecharam. Bares, restaurantes e comércio também. A “ordem" foi todo mundo ficar em casa, em isolamento. As ruas ficaram vazias.

Portugal fez tudo para não ser uma nova Itália, que esperou chegar para depois agir, e aí não deu conta. Está uma tragédia.

A mostrar que estamos no caminho de Portugal. Especialmente em Santa Catarina, porque o Governador Moisés foi ousado e  saiu na frente de outros governadores.

Teve a atitude de um comandante. Assumiu a responsabilidade e liderou o processo.

O pacote de medidas que ele assinou até assustou. As pessoas não esperavam tudo isso, de uma vez só. Mas, era preciso.

Já estão falando de um remédio produzido no Japão, que estaria sendo testado na China, para cura do coronavírus. Se for fato, e vier logo para cá, vai fazer o estrago menor.

Mas, ficará uma crise para ser administrada. Grave crise.

A economia está parando. O prefeito Salvaro fez uma projeção ontem que o PIB de abril será igual ao de abril de 1970. Um recuo de 50 anos.

Mas, as despesas permanecerão padrão 2020.

Deixando rolar, vai ser uma quebradeira geral. Pequenas, medidas e grandes.

Autoridades, e poder público, ja tem que começar a preparar algo como moratória, anistia, políticas especiais, ações diferenciadas, prazos dilatados e linhas de crédito atraentes nos bancos. Inevitável.

Porque, se a passagem do corona vai ser difícil, o pós não será menos complicado.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/03/2020 - 05:52Atualizado em 19/03/2020 - 06:31

O vereador Ademir Honorato derrubou o suspense e anunciou ontem, na rádio Som Maior, que declinou dos convites e quevai ficar no MDB para disputar a reeleição.
O deputado Daniel Freitas ainda telefonou, tentou uma ultima investida para levá-lo para o PL. Mas, não adiantou.

Ficam dois

Com a decisão de Ademir, o MDB de Criciúma vai ficar com dois dos quatro vereadores que tinha.
Paulo Ferrarezi é o outro que fica.
Toninho da Imbralit assinou filiação no PSDB na sexta-feira e Tita Beloli deve fazer sua migração nas próximas horas. O coronavírus acabou atrapalhando as ultimas conversas para a “passagem”.

Fechou

Agora, a trocas parecem definidas na câmara de Criciúma.
Quem ainda não foi, é só uma questão de tempo, e ocasião. Mas, Zairo Casagrande está caminho do PDT, Julio Colombo - PL,Edson Paiol e Júlio Kaminski - PSL, Pastor Jair - PSD.
Camila do Nascimento, que sinalizou saída do PSD, deve ficar.

Efeito corona

A crise do coronavírus acabou amarrando no cargo o secretário de saúde, Acelio Casagrande.
Ele terá dificuldades de deixar o cargo no auge da crise para ser candidato. Poderia sofrer pesado desgaste.
A sua filiação estava encaminhada para o PSDB, para disputar eleição para vereador.
Mantido no cargo, Acelio pode entrar na negociação de Tita como o PSDB, e acabar apoiado a sua candidatura.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/03/2020 - 06:09Atualizado em 18/03/2020 - 06:09

A ex-vereadora e ex-secretaria municipal, Solange Barp definiu ontem sua filiação PL de Criciúma.
Ela vai assinar na segunda-feira e será, em principio, candidata a vereadora. Mas, pode ser candidata a vice-prefeita.
O PL tem candidata a prefeita definida, a advogada bolsonarista Julia Zanatta, o que sinaliza para a possibilidade de o partido ter uma chapa de mulheres, fato inédito na historia recente da disputa pela prefeitura de Criciúma.
Solange foi vereadora por um mandato, suplente em outros dois, e foi secretária municipal nos governos de Anderlei Antonelli, Paulo Meller e Márcio Burigo.
A sua filiação no PL foi encaminhada por Márcio Burigo, hoje coordenador do partido na região.
Trata-se de um dos fatos importantes na reta final das filiações, e que não estava nas previsões.
Solange foi uma das lideranças tradicionais do PFL e do PSD em Criciuma.  
Ontem, ela fez questão de comunicar o deputado Julio Garcia, presidente da Assembléia, principal politico na região, sobre a sua decisão de migrar para o PL.

Solange responde
1- Por que saiu do PSD?
Solange Barp - “Não tenho espaço no PSD. Mudou muito, principalmente em Criciúma”.
2- Por que decidiu se filiar no PL?
Solange - “Decidi pelo PL por ser um partido aonde as pessoas aqui de Criciúma se identificam mais comigo”.
3- A opção pelo PL é por ser bolsonarista?
Solange - “O PL não é o partido do Bolsonaro. A minha decisão foi tomada mais pela relação que tenho com o Márcio Burigo e o pessoal que já está no PL”.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/03/2020 - 06:08Atualizado em 18/03/2020 - 06:08

eleição municipal.
Lucas estava no PSDB e era candidato a prefeito. Ulysses Gabriel, deputado, está no PSD e é candidato a prefeito.
Ulysses fez a operação para filiação de Lucas. Os dois são da familia Librelato, que lidera um grupo politico respeitável no municipio.
O entendimento firmado entre Lucas e Ulysses é aquele que estiver melhor em julho, será candidato a prefeito, com apoio do outro.

Acordo 2
Pelo acordo politico que está encaminhado em torno de Lucas e Ulysses, o candidato a vice-prefeito deve ser do PP. Uma possibilidade é o ex-prefeito Valmir Brati.
Também devem participar da aliança, o PSL, DEM, PSC , Aliança e provavelmente o PL.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/03/2020 - 17:10Atualizado em 17/03/2020 - 17:11

Novo teste feito pelo deputado criciumense Daniel Freitas deu positivo.

Daniel está com coronavirus.

Resultado saiu agora.

Os detalhes, em seguida

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/03/2020 - 05:52Atualizado em 17/03/2020 - 06:20

O governador Carlos Moisés e o secretário de educação do estado, Natalino Ugione, receberam ontem de alunos, professores e dirigentes da Unisul um documento com pedido para revisão da alteração feita na regra de repasse para bolsas do artigo 170.

A alteração foi feita em ato assinado pelo governador, estabelecendo um limitador de r$ 2 mil/mês por bolsa. Só que os cursos de medicina, por exemplo, tem mensalidades em torno de R$ 7,5 mil.

O governador aceitou as ponderações, e prometeu baixar novo ato fazendo valer a regra anterior.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 17/03/2020 - 05:45Atualizado em 17/03/2020 - 06:21

Até ontem à noite, o MDB de Siderópolis tinha um candidato a prefeito, o atual vice, Xande Feltrin, apoiado pelo prefeito Helio Alemão Cesa. Tudo parecia sacramentado, liquido e certo. Até que o vereador Clademir Manoel de Souza, o Peninha, foi a tribuna da câmara, sessão de ontem à noite, e anunciou sua candidatura a prefeito pelo MDB.

Mais tarde, Peninha explicou que o partido está muito “parado”, que isso é “perigoso”, e resolveu movimentar um pouco.

Entende que Xande não faz a unidade do MDB e garante que está decidido a disputar a candidatura na convenção.

O anúncio surpreendeu aliados no MDB, e até adversários.

Xande Feltrin, que está como prefeito desde ontem tarde, já que Alemão pediu licença ate final do mês, foi informado pelo colunista da decisão de Peninha de se lançar candidato. Ele estava numa reunião às 20h35 de ontem em Criciúma sobre coronavírus.

O fato novo vai fazer com que o MDB tenha uma disputa interna, antes de enfrentar os adversários.

Além disso, e dependendo dos desdobramentos, pode abrir espaço para um “tercius”.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/03/2020 - 23:30Atualizado em 16/03/2020 - 23:53

Em ato agora a noite em Orleans, o vereador Lucas Librelato assinou filiação no PSD.

Ele foi o vereador mais votado de Orleans em 2016, eleito pelo PSDB.

O ato foi prestigiado pelo deputado Julio Garcia, deputado federal Ricardo Guidi e o deputado Ulysses Gabriel, que é natural de Orleans, também da família Librelato.

A filiação de Lucas é um aditivo importante para a candidatura de Ulysses a prefeito.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/03/2020 - 09:16Atualizado em 16/03/2020 - 09:17

A professora Rose Reynold pode ser uma das novidades na lista de candidatos a vereador de Criciúma.
Ela tem sinalizado estar com disposição de estrear no processo politico e tem mantido contatos com PSD, PP e PSL. Deve decidir por um destes partidos até o fim de semana.
Rose foi secretaria municipal de educação, teve atuação destacada na Unesc, e estava até poucos dias trabalhando na Acic na organização de ações na área da educação.

Depois do cruzeiro
O vereador Julio Kaminski voltou à Criciúma no sábado, depois de 10 dias num cruzeiro que havia sido contratado pela sua esposa em 2019.
Ontem, se reuniu com Jeferson Monteiro, Ricardo Beloli, vereador Edson Paiol e suplente de vereador Alisson Pires.
Está encaminhado o ato de filiação do grupo na quinta-feira, com o presidente estadual do PSL, deputado Fabio Schiocheti, e o secretário geral, Douglas Borba.

Em busca de empresário
Em Forquilhinha, o PSL fez convites para falação de três possíveis candidatos a prefeito. Todos do meio empresarial, sem experiência eleitoral.
Claudio Tiscoski, empresário e ex-presidente da associação empresarial, Aloisio Tiscoski, empresário, e Rogério Feller, gerente da Coopera.
Um deles deve ser o candidato do partido a prefeito, apostando na mudança.

Reforço na articulação
Primo Menegelli, empresário e ex-prefeito, morando no Mato Grosso faz mais de uma década, está em Araranguá para participar das articulações finais para reforçar a candidatura a prefeito do seu filho, Primo Junior, hoje vice-prefeito, rompido com o prefeito Mariano Mazzuco.
Primo, Primo Junior e o vereador Igor Gomes, provável candidato a vice, fizeram a filiação no fim de semana médico Eloir Ribeiro, diretor da Unimed na cidade.

Novos tucanos
A deputada federal Geovania de Sá, presidente estadual do PSDB, fez ato para 80 novas filiações em Urussanga.
Destaque para três vereadores - Braz Cizeski, Vanderlei Deco Marcirio e Marcos Silveira, o Marquinhos.
Em Meleiro, foi feita a filiação do vereador Kaka Salvaro.
Em Imbituba, o vereador Anderson Teixeira, que foi o mais votado na ultima eleição.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/03/2020 - 06:58Atualizado em 16/03/2020 - 07:21

Complicado falar de política, candidaturas e trocas de partido, quando só se ouve falar de coronavírus. E isso faz todo o sentido, porque a pandemia está chegando às nossas portas.

Todos tem que tomar cuidado e levar a sério as orientações.

Mas, as articulações a caminho da eleição continuam a todo vapor.

Eventos com dezenas de pessoas não devem mais ser realizados. A filiação de Evandro Scaine e seu time, sábado, no Arroio do Silva, e as filiações no PSDB, sexta-feira à noite, em Criciuma, devem ter sido os últimos.

A partir de agora, vão ser reuniões de poucas pessoas para fechamento de negociações e filiações.

Em Criciuma, o vereador Tita Beloli, de saída do MDB, pode definir sua filiação no PSD ou PSDB. Vai depender das negociações que está fazendo com o prefeito Clesio Salvaro.

O secretário de saúde, Acelio Casagrande, agora envolvido com a operação especial para combater o coronavirus, só vai decidir sua filiação na ultima semana de março. Reta final do prazo de filiação.

Na pauta da semana, destaque para a reunião do diretório do PSD de Içara, na sexta-feira, dia 20, quando será apresentado o resultado de uma pesquisa contratada pelo partido. O nome que aparecer mais bem posicionado deve passar a ser o candidato do partido a prefeitura.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/03/2020 - 10:44Atualizado em 14/03/2020 - 12:24

Dois fatos marcam a agenda política no fim de semana na região. Em Criciúma, o PSDB fez encontro regional ontem à noite, na Associação Imbralit, e aproveitou para fazer filiação de 10 candidatos a vereador.

Destaque para o vereador Toninho da Imbralit, ex-MDB, candidato a reeleição, e Nicola Martins, ex-PL, presidente da fundação municipal de esportes.

Em Arroio do Silva, hoje pela manhã, está sendo preparada uma “festa" para marcar a filiação no PSL do ex-prefeito Evandro Scaini, ex-PSD, e o seu grupo. Devem segui-lo pelo menos três vereadores, empresários, suplentes de vereador e lideres comunitários. A expectativa é que Evandro seja candidato prefeito, o que seria o terceiro mandato.

Antes disso, a semana termina com dois fatos novos na política, a caminho da eleição. Valmir Comin, ex-deputado, agora presidente do PP, passou o dia ao telefone, e trancado em reuniões. Está empenhando para montar a nominata de candidatos a vereador (o partido corria o risco de não disputar eleição para vereador).

Em Lauro Müller, o prefeito Valdir Fontanella, PP, reassumiu ontem, com discurso enfático, de ataque contundente aos adversários, e prestigiado por políticos de vários partidos.

Evandro responde

1- Por que saiu do PSD?
Evandro Scaine - “Nosso grupo ficou sem espaço no PSD. Então, os incomodados que se retirem. Nós procuramos um novo caminho para trabalhar e ter condições de crescer”.
2 - Por que o PSL?
Evandro - “Nos conversamos com cinco partidos, que nos procuraram. A conversa com o PSL, através do deputado Fabio Schiocheti e do governador Moisés, foi a que mais nos agradou em relação ao que pode ser bom para o município do Arroio.
3 - O que te move a voltar a comandar a prefeitura do Arroio pela terceira vez?
Evandro - “Isso ainda não está bem claro e definido que eu serei o candidato. Mas, estou coordenando um grande grupo, que confia em mim, e que terá um candidato. Que poderá ser eu, ou não”.

 

Em cima da hora

Ontem, poucas horas antes de assinar filiação no PSDB, Nicola Martins foi procurado pelo presidente do PP, Valmir Comin, que o convidou para voltar ao partido.
Ofereceu garantia de candidatura a vereador e espaço para provável eleição. Nicola agradeceu, mas declinou, pelo compromisso já assumido com o prefeito Salvaro. Ele saiu do PP em 2016, quando tinha sua candidatura a vereador encaminhada, e foi retirado da nominata no dia da convenção.

Presente

Acelio Casagrande, secretário municipal de saúde, participou do ato de ontem à noite do PSDB, mas ainda não assinou filiação. Previsão é final de março. Ele será candidato a vereador.