Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/02/2020 - 19:08Atualizado em 20/02/2020 - 19:22

Não deu em nada a investida de prefeitos e deputados para tentar barrar na justiça o leilão para concessão do trecho sul da BR-101.

A Jutiça Federal decidiu nesta quinta-feira à tarde por negar o pedido de suspensão do edital e o leilão está confirmado para amanhã, na Bolsa de Valores, em São Paulo, às 10h.

Decisão foi do juiz federal Vilian Bollmann. Ele negou o pedido de liminar feito pela Federação dos Municípios de Santa Catarina (Fecam) para a suspensão do edital de concessão da BR-101 Sul.

Em sua decisão, o magistrado analisou o pedido da Fecam que apontava irregularidade no edital, por um suposto descumprimento de determinação do Tribunal de Contas da União.

Além disso, fazia questionamento à tarifa de pedágio.  

O juiz escreveu na decisão que "conforme indicado pelas rés, os valores utilizados foram corrigidos e aceitos pelo próprio TCU. Além disso, a tarifa, usada como referencial para o leilão, poderá sofrer reduções não só pelo certame, como também pela reavaliação periódica inerente ao tipo de contrato".

A expectativa é que possa ser praticado um deságio no leilão e a tarifa do pedágio ficar em torno de R$ 4,40.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 20/02/2020 - 18:36Atualizado em 20/02/2020 - 18:39

Hoje o caldeirão ferveu na política de Criciúma. Começou com a primeira entrevista do médico Anibal Dario como candidato do MDB à prefeitura. Ele esteve na Som Maior logo cedo. Dario saiu da reunião do partido, ontem, com boa aceitação e sua manifestação causou boas impressões. Na entrevista, ele afirmou que vai fazer uma campanha mirando para o novo, um novo jeito de fazer política, e foi claro ao dizer que políticos tradicionais não vão participar da sua campanha, casos de Eduardo Moreira, Ronaldo Benedet, Vampiro e outros. Vai apostar em novas caras. Dario traz um novo jeito de pensar, uma nova forma de observar a cidade.

No começo da tarde, o fato novo do dia, a desistência de Jefferson Monteiro em prol de Julio Kaminski, pela candidatura do PSL. Depois de reflexões e negociações nos últimos dias, foram todos para o PSL, tanto Jefferson e seu grupo quanto Kaminski e seus aliados. Kaminski está começando a formar um bloco consistente em torno da sua candidatura. Lisiane Tuon pode ser a vice, mas já falaram também no coronel Cosme Manique Barreto, do Podemos, dr Alison também, ele que está nesse projeto do PSL, e falaram em tantos outros nomes, o vereador Edson Paiol está no projeto também. Esse grupo de apoio ainda pode aumentar.

O vereador Maciel da Soler, de Forquilhinha, também deverá migrar para o PSL e ser candidato a prefeito na sua cidade, deixando o MDB. O PSL, pelos seus aliados, começa a se apresentar para o jogo

Posse

Hoje foi dia de posse de deputado sul catarinense na Alesc. Ulisses Gabriel assumiu cadeira pelo PSD, a princípio por 45 mas pode chegar a 90 dias de mandato. Ele é o terceiro suplente da bancada. O prefeito de Orleans, Jorge Koch (MDB), prestigiou a posse, a exemplo do prefeito Tiago Zilli (MDB), de Turvo, terra natal do delegado. Em entrevista a nós, Ulisses disse que "a política se apresentou para mim pelo meu sogro, o Lussa. Nunca imaginei que seria deputado e agora assumo na Alesc em honra aos quase 30 mil votos que recebi em 2018. O sul passa agora a contar com nove deputados e temos problemas estruturais que devem ser levados em consideração". Entre os temas que ele pretende levar à Alesc estão a condição das estradas da região e a reforma da previdência estadual proposta pelo governador Carlos Moisés.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/02/2020 - 06:05Atualizado em 20/02/2020 - 06:51

A reunião de ontem à noite do MDB de Criciúma não teve os deputados Luiz Fernando Vampiro e Ada de Luca, nem o ex-deputado Ronaldo Benedet e nem o ex-governador Eduardo Moreira. E não foi por acaso. As ausências fazem parte da estratégia do comando de campanha do partido e do candidato Anibal Dário, que não quer os nomes “tradicionais" na campanha. A intenção é sinalização para renovação.

Nominata

Mesmo fora da cena, o deputado Vampiro opera forte nos bastidores pelo fortalecimento da nominata de candidatos a vereador do MDB, e pelo apoio para Anibal Dário. Ontem, fez conversas para impedir as saídas dos vereadores Toninho da Imbralit e Tita Beloli, e garantiu a candidatura do ex-vereador Jeves Manoel.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 20/02/2020 - 06:04Atualizado em 20/02/2020 - 06:50

A direção estadual do PP aguarda apenas o parecer da assessoria jurídica para decidir o encaminhamento sobre mudança no comando do partido em Criciúma. Previsão é que o parecer seja entregue até o meio dia.

Os indicativos apontam para duas possibilidades. Anulação da convenção municipal realizada em agosto de 2019, ou anulação apenas para eleição da atual executiva. A assessoria jurídica está se posicionando sobre denúncias de irregularidades no processo.

Dois integrantes do comando estadual confirmaram ontem à noite que será seguida a orientação da assessoria jurídica, mas confirmaram que a mudança da direção municipal se apresenta irreversível.

Se for anulada a convenção, as regras vigentes no PP definem que seja renomeada a mesma comissão provisória que fez a convenção. No caso, assumiria o partido o advogado e ex-vereador Itamar da Silva, já que ele era o presidente daquela provisória. Se for anulada apenas a eleição da executiva, o diretório estará preservado, e será convocado para eleger a nova executiva. Neste caso, o vereador Edson Paiol e seu grupo já não devem participar, porque estão se encaminhando para o PSL, acompanhando o vereador Julio Kaminski.

Confirmada a mudança de comando, o PP de Criciúma consolida o encaminhamento para a aliança com o prefeito Salvaro, que é a intenção da executiva estadual.
 
Tiroteio

Na véspera da mudança de comando, o ambiente no PP de Criciúma é de “alta tensão”. No grupo de Whatsapp do partido, ontem, um bate boca ácido, com provocações e graves acusações.

Nos dois lados, filiados conhecidos, militantes dos grupos que estão fora da atual executiva (e denunciam irregularidades na eleição) e o que estão alinhados à direção.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 19/02/2020 - 18:41Atualizado em 20/02/2020 - 11:01

O MDB criciumense promove, na noite desta quarta-feira, 19, reunião para mobilizar o partido visando a eleição de outubro. O médico Aníbal Dário deve ser confirmado pré-candidato a prefeito, enquanto a sigla apresentará, ainda, sua nominata à Câmara. Na reunião, estratégias também estarão em pauta. Sobre Aníbal Dário, ele tem se mostrado decidido a disputar a eleição, será um dos fatos novos do pleito, promete uma postura diferenciada, não tem discurso de político tradicional. Vem com outra conversa, outra batida. É a aposta do MDB. 

Os atuais quatro vereadores emedebistas também participarão da reunião. Inclusive Ademir Honorato, que estava de saída, mas não deve ir para o PSL com Júlio Kaminski, pois faz parte do grupo dos bolsonaristas. É possível que Ademir faça um movimento de recuo e concorra à reeleição pelo MDB.

O que circula nos bastidores, mesmo com a reunião desta quarta, é que dois vereadores possam deixar o MDB: Toninho da Imbralit e Tita Beloli. Hoje, inclusive, houve conversas com esse teor. 

Enquanto isso, outros dois partidos podem mudar suas direções municipais nas próximas horas, com possíveis reflexos na eleição de outubro.

Um deles é o PSB, que mudou o comando estadual por decisão da direção nacional. Caiu o presidente estadual por interferência nacional, e o PSB está se encaminhando para aliança com o PSol em Florianópolis. A direção nacional está mais alinhada à esquerda, enquanto a estadual e municipal vão do centro à direita. A conversa é no sentido de preservar a estrutura atual em Criciúma, mas isso pode mudar conforme o novo comando estadual. Se mudar, é possível que o grupo que está no partido, inclusive o ex-deputado Acélio Casagrande que negocia a ida para o partido de uma possivel nominata à Câmara, migre para outro partido, como o DEM, que deve estar no palanque do prefeito Clésio Salvaro (PSDB).

Outro partido que deve mudar de comando é o PP. Nesse momento estão reunidos em Florianópolis dirigentes estaduais do partido tratando de Criciúma. Na conversa estão o secretário geral do partido em Santa Catarina, Aldo Rosa, o ex-deputado Leodegar Tiscoski e o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, entre outros. A assessoria jurídica da Executiva Estadual do PP entrega hoje ainda, ou amanhã, o parecer final sobre o pedido de anulação da convenção de Criciúma. A sinalização é pelo cancelamento da Executiva e nova eleição. Se isso ocorrer, o regimento prevê que a comissão provisória anterior deve assumir; no caso, Itamar da Silva, com a função de convocar nova eleição. Isso deverá ser confirmado até sexta-feira. Confirmando isso, o PP se encaminha de vez para a aliança de Salvaro e muda o quadro de Criciúma. A direção estadual quer o PP com Salvaro, e caindo a atual Executiva, o vereador Paiol está fora, indo com Kaminski para o PSL, e fica enfraquecido o grupo contra Salvaro.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/02/2020 - 06:08Atualizado em 19/02/2020 - 06:48

Trabalhei com um repórter fotográfico, Ezequiel Passos, o melhor de todos, que de vez em quando batia no peito e sentenciava:“as minhas fotos falam mais que qualquer texto, elas contam tudo”. Via de regra, ele estava certo, porque suas fotos “falavam”.  Ele era um craque.

Mas, não tenho dúvida nenhuma que nem as fotos do Zeca conseguiriam retratar o que se vê nos canyons Itaimbezinho e Fortaleza. Estive lá no fim de semana e a minha reação foi de um “turista”. Meu Deus, o que é isso?!

Mesmo que seja a décima vez, qualquer um se impressiona e perde o fôlego diante de tudo aquilo. Altura, largura, "desenhos" nos rochedos, vegetação, cachoeiras, rios. Obras da natureza, dentro do território catarinense.  

Os gaúchos afirmam que os canyons são deles. Na real, só a parte de cima, até a borda. Os canyons mesmo, os dois principais, ficam em território catarinense. Itaimbezinho é Praia Grande, Fortaleza é Jacinto Machado. Mas, é fato que a melhor visão de tudo é por cima, pelo lado do Rio Grande. Então, é tudo junto, e dos dois estados.

Foto: Adelor Lessa

A ser questionado, a falta de infraestrutura básica, ainda. Com estradas de acesso pavimentadas, pelo menos, os dois canyons estariam entre as principais atrações do planeta. E o Brasil e o mundo precisam conhecer tudo aquilo. E visitar.

A serra do faxinal, acesso ao Itaimbezinho, hoje ainda falta pavimentar a metade. Faz praticamente cinco anos que parou a obra, e não recomeçou mais.

Aquilo não pode ficar assim. É um desperdício. É tratar mal uma riqueza da região. Que, quando tratada adequadamente, vai permitir geração de receita e renda, de forma sustentável. O sul deve “assumir" os seus canyons e reforçar os movimentos por melhor infraestrutura.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/02/2020 - 06:07Atualizado em 19/02/2020 - 06:52

O prefeito Valdir Fontanela, de Lauro Müler, foi afastado do cargo por decisão da justiça no dia 2 de dezembro, a pedido do Gaecco, mas só foi prestar depoimento nesta segunda-feira, em Criciúma. Durante o período, os seus advogados pediram diariamente que ele fosse ouvido. Sem êxito. O depoimento teve duração de pouco mais de 1 hora e meia.

Como prefeito tem direito a foro especial e o processo corre no Tribunal de Justiça, acompanhou o depoimento o procurador Fabio Trajano, e dois promotores de Criciúma, Cleber Lodetti e Luiz Fernando Goes Ulysssea. Participaram os promotores do Gaecco, Alexandre Grazziotin e Mariana Modesto.

Pela defesa do prefeito, estavam os advogados Nilton Macedo Machado, Giancarlo Castelan e Paulo Cesar Schimitt.

Com o depoimento, os advogados estão peticionando no Tribunal de Justiça pelo retorno do prefeito ao cargo.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/02/2020 - 22:15Atualizado em 19/02/2020 - 08:52

Faleceu ontem a noite no hospital São José, em Criciúma, onde estava internada, Marilia Cadorin, mulher do prefeito de Ermo, Aldoir Cadorin, o Zica.

Marilia tinha 49 anos e lutava contra um câncer faz alguns anos. Em 2018, ela fez transplante de medula.

Ela nasceu no Rio de Janeiro e conheceu Zica quando os dois moravam nos Estados Unidos.

O velorio está acontecendo desde o início da manhã em Ermo.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 18/02/2020 - 15:46Atualizado em 18/02/2020 - 16:00

O deputado federal Daniel Freitas (PSL) será o novo coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense. Em reunião hoje pela manhã com o Fórum ficou acordado. 

Até então o deputado Peninha (MDB) era o coordenador e desde o ano passado Peninha e os demais deputados ficaram em comum acordo para que o Daniel assumisse o cargo. 

A posse dele será no dia 31 de março.

 

Denis Luciano
Por Denis Luciano 17/02/2020 - 08:32Atualizado em 17/02/2020 - 08:32

Ganhou ampla repercussão, no fim de semana, o discurso da professora Janete Triches em solenidade de formatura de acadêmicos do curso de Direito da Unesc. Janete é jornalista, já foi suplente de vereadora em Criciúma pelo PT e tem reconhecida militância de esquerda, não é de hoje. Convidada que foi pelos formandos, fez uma fala na qual contesta pontos do governo Jair Bolsonaro, partindo da análise dos investimentos em educação. Causou alvoroço, como tudo o que se refere ao Governo Federal. Houve quem acusasse a Universidade, rotulasse a instituição com viés político, ignorando que a professora falou por si, exerceu seu democrático direito à expressão, como fazem os de pensamento contrário ao dela, em um ambiente onde isso não é proibido. Pelo contrário. A lembrar que a colação de grau é a última aula de qualquer curso, e como tal serve de cenário para qualquer pensamento. Imaginar que um homenageado possa, em uma circunstância dessa, doutrinar estudantes graduados, é de uma infantilidade ímpar, ou então má fé mesmo. Trata-se de gente formada, que ali estava vivendo um momento especial, e que não vê em qualquer luta ideológica uma prioridade da ocasião. A instituição, com maturidade e bom senso, emitiu nota esclarecendo que a escolha de homenageados é de responsabilidade dos formandos, e que a Universidade, plural como deve ser, abarca toda e qualquer vertente de pensamento. Foi mais um teste ao pluralismo, no qual a Unesc foi aprovada com louvor.

Unesc e Moisés

Deputado Jessé Lopes (PSL) ajudou a incendiar o debate sobre o discurso da professora Janete na formatura da Unesc. Ele afirmou que Janete “não pode passar impune”. Em outra postagem, Jessé não perdeu a chance de tirar uma lasca do governador Carlos Moisés. Chamou-o de “melancia” (verde por fora e vermelho por dentro) ao criticar a nomeação da deputada Paulinha (PDT) para líder do governo na Alesc. Jessé disse que, assim, Moisés vai mostrando o verdadeiro perfil ideológico do seu governo.

Pediu, levou

O administrador do Parque dos Imigrantes, Neto Uggioni, reuniu-se com o deputado federal Daniel Freitas (PSL) e apresentou um arrojado projeto: a construção de uma passarela ligando a Avenida dos Imigrantes, a principal do Rio Maina, ao parque. A bonita estrutura deverá receber aval do deputado por intermédio de uma emenda. Neto é filiado ao PSB e pré-candidato pelo partido a uma cadeira na Câmara.

Mais um 

O ex-vereador Douglas Mattos é o pré-candidato do PCdoB à prefeitura em Criciúma. Os comunistas apostam na nominata que montaram à Câmara, com fé que elegerão um vereador, o que não conseguiram no pleito passado por muito pouco. Douglas já tem experiência majoritária. Foi candidato a vice-prefeito na chapa de Ronaldo Benedet (MDB) na eleição suplementar de 2013.

Prefeituráveis

Se Douglas Mattos confirmar, a esquerda já tem Chico Baltazar (PT) na corrida ao Paço, e é possível que PSol e PSTU também se apresentem ao jogo. O PDT pode ter Rodrigo Minotto, e já estão na disputa Clésio Salvaro (PSDB), Julio Kaminski (DEM), Julia Zanatta (PL) e ainda faltam as definições de MDB e PP, e o PSL deve confirmar o advogado Jeferson Monteiro como seu candidato. Ou seja, Criciúma corre o risco de ter até dez candidatos dividindo espaço na campanha.

Aposta

Ainda dos comunistas, a cirurgiã-dentista Giovana Mondardo é uma das apostas na disputa de cadeira no Legislativo. Vem com um discurso jovem, representa o meio acadêmico e vai encarar o duro desafio de trazer o discurso de esquerda, esvaziado em tempos de bolsonarismo, ainda mais em uma terra onde Bolsonaro segue muito forte. Giovana se intitula defensora da saúde pública e do SUS. O PCdoB é daqueles muitos partidos que lutam pela sobrevivência em tempos de fim de coligação proporcional.

Perigo

Ainda à espera das obras prometidas, a Rodovia Jorge Lacerda foi palco de mais um grave acidente na noite de sábado, quando cinco ficaram feridos após a colisão frontal de dois veículos. Trata-se de uma verdadeira aventura trafegar à noite pelos dez quilômetros que ligam a BR-101 à rótula de acesso a Forquilhinha. O Estado patrocina um lento e burocrático processo de licitação que, superado, conferirá à rodovia um investimento superior a R$ 20 milhões e que lhe dará um outro aspecto, totalmente à altura da importância inclusive econômica que ali está representada.
 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/02/2020 - 16:59Atualizado em 16/02/2020 - 17:17

O PSL não tinha prefeitos no estado e de uma vez filiou 18, durante no sábado em Florianópolis. Sem duvida, um ato importante importante.

Mesmo sendo o partido do governador, que não existia no estado, são 18 prefeitos.

Mas, pelo que foi anunciado/projetado pelo próprio PSL, é possivel dizer "só 18 prefeitos".

Porque o PSL havia anunciado 35 filiações, pelo menos. No sul, foam projetadas 6.

Tirando Chapecó, foram prefeitos de municipios pequenos, sem expressão politica.

No sul, apenas 3, sendo que um deles é vice e está no exercicio do mandato (o de Lauro Muller, Pedro Barp).

Os outros foram os de Praia Grande, Henrique Maciel, e de Jaguaruna, Edenilson da Costa.

O fato é que o gvernador Moisés e seu staff politico começam a cair na real.

Começam a fazer politica. E fazer politica é dureza. Não é com duas conversas para atrair aliados e montar time.

E isso não tem nada a ver com velha ou nova politica.

Por sinal, agora o governador usou do metodo mais tradicional da politica antiga para atrair prefeitos - ofereceu obras (do estado) e apoio para a eleição.

O x da questão é saber fazer política, e a boa politica. Com respeito, acima de tudo. E coerência.

Abaixo, os 18 prefeitos filiados ontem no PSL:

Henrique Maciel – Praia Grande

Edenilson da Costa – Jaguaruna

Pedro Barp – Lauro Muller

Luciano Buligon – Chapecó

Claudete Mathias – Fraiburgo

Ondino de Medeiros – Celso Ramos

Antônio Zilli – Urubici

Genésio Bressiani – Belmonte

Adelmo Alberti – Bela Vista do Toldo

Nadir Baú da Silva – Tangará

Daniel Netto Cândido – São João Batista

Sérgio de Oliveira – Bom Jardim da Serra

Moisés Diersmann - Luzerna

Valmor Kamers – Major Gercino

Silvano de Paris – Quilombo

Roque Meneghini – Guaraciaba

Paulo Henrique Müller – Bombinhas

Alessandra Garcia – Santa Cecília

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/02/2020 - 08:35Atualizado em 15/02/2020 - 08:45

A filiação do advogado Jeferson Monteiro no PSL, e a confirmação de sua candidatura a prefeito, devem ser anunciadas no início da semana.

Na quinta-feira, fim da tarde, o presidente estadual do PSL, deputado federal Fábio Schiocheti, veio a Criciúma especialmente para se reunir com Jeferson. Falaram por mais de uma hora, deixaram tudo bem encaminhado, Jeferson seguiu para reunião com grupo de aliados e Fábio foi embora.

Na reunião, Jeferson não anunciou nada a respeito, já que dependia da palavra final do governador Carlos Moisés. Mas, estava visivelmente “animado" e “leve”, disseram alguns participantes.

Ele disse apenas que até o inicio da próxima semana terá nova filiação partidária, confirmou que há entendimentos bem adiantados, e disse que não recuou do projeto de ser candidato a prefeito.

Se entrar no PSL, e sair candidato a prefeito, Jeferson será o candidato do governador Moisés.

Ontem, Jeferson e Fabio voltaram a conversar, por telefone.

Jeferson representa para o PSL uma espécie de “pacote pronto”, porque é o candidato a prefeito que o PSL procura, e já vem com uma nominata pronta de candidatos a vereador. A sua volta ao processo é uma espécie de “fogo no parquinho”.

O que pode vir

Várias especulações já são feitas a partir da provável migração de Jeferson para o PSL. Uma delas, é a possibilidade de um entendimento com o PP. Seria desdobramento de aliança que PP de Florianópolis, por Ângela Amin, está discutindo com o PSL.

O PP de Criciúma poderia dar o vice de Jeferson.

Tem que conversar

Deputado estadual Jessé Lopes, bolsonarista de primeira hora, sobre a possibilidade de apoiar a candidatura de Julia Zanata a prefeita: "A Júlia tem tudo para que eu possa apoiá-la. Porém, antes de eu declarar apoio preciso conversar com ela e fazer algumas exigências que ela deverá se comprometer no seu mandato. Não quero lá na frente, depois de apoiá-la, ser um crítico ao trabalho dela. Mas, adianto que nada tem a ver com cargos. Será com relação a gestão mesmo”.

Filiado

O PSD de Criciúma filiou o advogado Daniel Formentin Bonifácio, ex-presidente da Associação de Moradores do bairro Colonial, suplente de vereador. Ele será candidato a vereador em outubro. Estavam na filiação, deputados Julio Garcia e Ricardo Guidi, e o vice-prefeito Ricardo Fabris.

Vai filiar

Nícola Martins, presidente da Fundação Municipal de Esportes, definiu com o prefeito Clesio Salvaro a sua filiação no PSDB, em ato marcado para segunda-feira. Nícola sai do PL e vai para o PSDB, porque quer estar com Salvaro na campanha, mas principalmente por causa de divergência que teve com Márcio Búrigo em 2016, quando estavam  no PP. Nícola tinha candidatura pronta a vereador, e Márcio o tirou da lista. Agora, Márcio passou a comandar o PL de Criciúma e região.

Com Bolsonaro

Depois de filiar no PL e anunciada candidata a prefeita, a advogada Júlia Zanatta sai de cena por 15 dias. Ela e o seu marido, Guilherme Colombo, vão viajar a partir de segunda-feira com o deputado federal Eduardo Bolsonaro e sua esposa.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/02/2020 - 08:24Atualizado em 15/02/2020 - 08:37

Assunto encerrado no caso da denúncia contra o deputado Daniel Freitas por agressão à sua mulher.

O juíz da comaca de Içara, atendendo parecer do Ministério Público, determinou encerramento do caso, com arquivameto da denúncia.

O entendimento do Ministério Público, assimilado pelo juíz, é que não havia subsídios que justificassem o indiciamento do deputado.

  O início de tudo foi um Boletim de Ocorrência registrado pela mulher de Daniel por agressão física na delegacia do Balneário Rincão.

O inquérito instaurado começou a ser tratado na delegacia do Rincão e transferido para a delegacia da mulher em Criciúma. Foi concluído com o não indiciamento do deputado por falta de elementos suficientes de comprovação de agressão.

Encaminhado ao poder judiciário, o juíz pediu manifestação do Minisério Público, que seguiu na mesma linha da delegada que concluiu o inquérito. Ato seguinte, caso encerrado, com envio do processo para o arquivo.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/02/2020 - 17:29Atualizado em 14/02/2020 - 18:44

O presidente da Fundação de Esportes de Criciúma, Nícola Martins, teve reunião hoje com o prefeito Clésio Salvaro e saiu com a decisão de se filiar no PSDB.

Vai assinar a ficha na segunda-feira.

Nícola será candidato a vereado em outubro.

Ele estava filiado no PL, mas anunciou decisão de sair do partido na semana passada.

Dois motivos para saída do PL:

1. O comando do partido entregue ao ex-prefeito Márcio Búrigo, com quem teve divergências em 2016, quando estavam no PP, Nícola tinha candidatura a vereador encaminhada e foi retrado na lista por Márcio.

2. A decisão do PL de ter candidato a prefeito (Júlia Zanatta) em oposição a Clésio Salvaro. Nícola quer estar com Salvaro na eleição.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/02/2020 - 06:13Atualizado em 14/02/2020 - 06:13

A reunião de ontem à noite do diretório municipal do PP decidiu pela abertura de conversações com todos os partidos sobre possíveis alianças para outubro.
De acordo com o vereador Edson Paiol, o último que será procurado será o PSDB, do prefeito Clésio Salvaro, candidato à reeleição.
O partido não conseguiu apontar um candidato a prefeito. Convites foram feitos, mas ninguém aceitou.
Um dos convidados foi o administrador José Luiz Hülse, o Zezinho, filho do ex-prefeito e ex-vice-governador José Augusto Hülse.
O nome foi sugerido pelo empresário Gilson Pinheiro.
Zezinho agradeceu, mas declinou.
Também foram convidados o empresário José Altair Back e o advogado Tito Livio Góes.
Sem candidato a prefeito, o PP decidiu ir à campo a procura de alianças.
Devem tratar primeiro com PSL, do governador Moisés, com o DEM, do vereador Julio Kaminski, e o PL, de Julia Zanatta.
Na prática, a maioria do diretório resiste em se aliar ao prefeito Salvaro, como quera direção estadual do partido.
No fim deste processo, o que parece inevitável é que o PP vai perder um dos dois vereadores. Ou, os dois.
Paiol faz oposição a Salvaro na câmata e nao ficará no partido se o PP fizer aliança com ele.
Miri não ficará se o PP fizer aliança com adversário do prefeito. Mas, pelas conversas de bastidores, pode sair antes mesmo de o partido se decidir.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/02/2020 - 06:12Atualizado em 14/02/2020 - 07:24

Moisés era “parceiro" de Lucas Esmeraldino na campanha de 2018. Estava, voluntariamente, ajudando o amigo. Estava aposentado, sem compromisso. Na maioria das vezes, era o motorista.
Durante uma reunião, reta final para fechamento da chapa, estavam tentando definir um candidato ao governo. Moisés não estava na mesa. Lia os jornais do dia, sentado no canto da sala.
O tempo passava, e não tinha candidato. Até que alguém lembrou - “que tal o Moisés?”. E ele foi.
A mostrar que em política, o improvável, e o que parece impossível, pode acontecer.
Julia é a improvável de agora.
Tem tudo para dar com os burros n’água. Mas, eleição é como uma CPI. Todo mundo sabe como começa, mas ninguém tem certeza de como vai terminar.
Depende muito do clima, o ambiente na época, a voz das ruas, e o que vai "pegar" na campanha.
É evidente que hoje o quadro é muito favorável a Salvaro. Na real, não poderia ser melhor.
Oposição fragmentada em seis ou sete candidaturas, e ninguém que se apresente, pelo menos até agora, em condições de fazer a polarização com ele.
Se ele já era favorito, ficou mais ainda.

Sem conversa
O senador Jorginho Mello, presidente estadual do PL, decidiu não conversar com Jeferson Monteiro e seu grupo de apoio.
Em síntese, mandou dizer que não era desnecessário conversar, porque a decisão de entregar a candidatura à Julia já estava tomada, não se trata de nada contra ele, e que ele siga o seu caminho.

A chapa
Jorginho e Julia se encontraram com o coronel Cosme Manique Barreto, comandante da PM no litoral.
De repente, Jorginho estava com a provável chapa. Julia - prefeitura, e coronel Cosme - vice.

Outros
Jorginho Mello ficou pouco tempo em Criciúma.
Mas o suficiente para ainda se reunir com PP e PL de Içara, e fazer a defesa da aliança, e com o PL de Cocal do Sul, que deverá ter chapa pura na eleição. Giovana Galato - candidata a prefeita, e Erik Zeferino, o vice.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/02/2020 - 15:28Atualizado em 13/02/2020 - 15:38

Acaba de ser assinado em Brasília o contrato de Criciúma com o Fonplata.

Prefeito Clesio Salvaro viajou hoje cedo apenas para isso.

O secretário geral de governo, Vagner Espíndola, havia viajado no inicio da semana para dar os últimos encaminhamentos.

O contrato vai permitir um montante de obras para mobilidade no valor total em torno de R$ 70 milhões.

O governo de Criciúma vinha tratando do contrato desde o mandato passado.

Mas, quando o prefeito Salvaro assumiu, a prefeitura não tinha as certidões necessárias para assinar o contrato.

Depois de resovidas as pendências, as tratativas foram encaminhadas para o fechamento da operação.

Abaixo, video gravado agora a pouco na saida do Ministério da economia.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/02/2020 - 05:56Atualizado em 13/02/2020 - 06:38

O ato não havia sido publicado até ontem, mas o delegado Marcio Campos Neves já foi comunicado que está exonerado da função de chefe do núcleo da corregedoria da Policia Civil de Criciúma.

Apesar de ter se envolvido diretamente com a campanha de Moisés e Bolsonaro em 2018, acabou pagando a conta por ter ficado agora com os bolsonaristas. Não com o time do PSL de Moisés.

Ao mesmo tempo, o governo decidiu fechar o núcleo de Criciúma e subordiná-lo ao de Tubarão, uma cidade menor. Na regional de Criciuma tem 400 mil habitantes, na regional de Tubarão, 200 mil.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/02/2020 - 05:54Atualizado em 13/02/2020 - 06:41

A Eliane não inaugurou apenas mais uma fábrica. Foi uma das mais modernas da América Latina, que recebeu investimento (caixa próprio) de R$ 130 milhões.

Só para se ter uma idéia da dimensão: está sendo concluído um túnel, que vai passar por baixo da rodovia, para ligar com a outra fábrica.

Não teve ali nenhum incentivo econômico ou fiscal do governo. Nada de enquadramento em programas do tipo Pró-emprego. A fabrica poderia ter sido implantada no centro do país, mas ficou em Cocal do Sul, onde está sua matriz, e onde vai criar empregos e fazer receita para a cidade e para o governo do estado (via ICMS).

Mas, o governo do estado não fez a sua parte. Não concluiu a pavimentação da rodovia que passa na frente da fabrica (menos de 1 quilômetro). Era para ser feito no último semestre do governo passado, ficou para o primeiro semestre do ano passado, já no atual governo, e nada foi feito até agora. Em qualquer lugar do país, o governo do estado faria pavimentação em pista dupla, duas vezes se fosse necessário.

Além disso, na inauguração de ontem, não vieram governador, vice, secretário da fazenda ou do desenvolvimento econômico do estado. Para representar o governo do estado veio o jornalista Ricardo Dias, diretor de comunicação da secretaria da Casa Civil.

Nenhum demérito à Ricardo, que merece todo o respeito, é um profissional reconhecido, cidadão de bem, e sempre muito respeitoso. Mas, é um técnico, em cargo de segundo escalão.
O governo do estado dá a entender que não tem a dimensão de um investimento tão importante da iniciativa privada.

 

The best

A Eliane é uma das mais tradicionais empresas de revestimentos cerâmicos do mundo, e a inauguração da fábrica, ontem, marcou a comemoração dos 60 anos de atividades.

Edson Gaidzinski Junior é neto do fundador, Maximiliano, e filho do segundo presidente, Edson.

Ele morou mais de duas décadas nos Estados Unidos, enfrentou chão de fábrica, se qualificou profissional e tecnicamente, e voltou para comandar a empresa no seu pior momento. Deu a volta por cima, com uma gestão ousada, moderna, e depois fez a venda para o grupo americano Mohawk.

Mas, por competência reconhecida, continua na presidência. Ele é um craque.
 

Na veia

É praticamente consenso que o crescimento da economia precisa de novas empresas, que venham a agregar receitas novas. A fabrica nova da Eliane se enquadra perfeitamente neste perfil. Com um adicional - consolida o processo de recuperação do setor cerâmico do sul catarinense, que já foi o mais importante do país, e, com os aportes feitos por grupos de fora, está recuperando o espaço.

As empresas eram superavitárias na operação, mas arrastavam um passivo impagável, que inviabiliza investimentos. Por isso, o parque fabril estava vencido, ultrapassado. O que comprometia o setor.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 12/02/2020 - 17:52Atualizado em 12/02/2020 - 17:59

Uma exclente noticia para fechar o dia. Não apenas pela classificação (segundo lugar, vice-campeão), mas pelo reconhecimento de um trabalho muito bem feito, com compromentimento comunitário e de inclusão. A Unesc aparece no ranking da Epoca Negocios, reconhecido nacionalmente, como a segunda melhor empresa do pais para trabalhar na categoria terceiro setor. É a única marca catarinense entre as 15 melhores.

A informação foi liberada hoje à tarde pela revista Epoca Negocios o site GPTW (Great Place To Work).

Para estar entre as duas  melhores do Brasil, a Unesc foi avaliada de forma detalhada em diversos segmentos.

Méritos para a reitora Luciane Ceretta, que revolucionou a Unesc e sua forma de gestão, e para todos da equipe.

 

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14