Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 07/09/2020 - 22:56Atualizado em 08/09/2020 - 06:42

O candidato do MDB a prefeito de Içara, Arnadinho Lodeti, fez movimento importante nesta noite.

Fechou aliança com o PDT e atraiu o vereador Toninho de Mello, que até semana passada estava filiado ao PL e era pré-candidato a prefeito.

O acordo foi fechado com a presença da executivas municipais de MDB e PDT, o vereador Toninho de Mello e o deputado estadual Rodrigo Minotto, PDT.

Além do PDT, já estavam fechados com Lodetti o PSDB, PT e PC do B.

Com a adesão do PDT, o presidente do partido em Içara, Joelson Cardeal (na foto, no centro), passa a ser candidato à vaga de vice na chapa de Arnaldinho (primeiro à esquerda).

O PSDB também está indicando o vereador Darolt para vice.

A definição entre os dois, pelo que ficou acertado hoje à noite, será feita pelo conselho dos partidos coligados.

Com o encaminhamento de hoje, a candidatura de Lodetti ganha consistência política.

Além disso, praticamente isola outros dois candidatos. Alex Michels, PSD, e Dalvania Cardoso, PP.

É provável que Alex e Dalvania tenham que montar chapas puras.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 07/09/2020 - 17:57Atualizado em 07/09/2020 - 18:12

O presidente estadual do PSL, deputado federal Fabio Schiochet, fará reuniões hoje e amanhã com o PSL de Criciúma para definir a aliança com o PDT.

Pelo acordo, o PSL vai apoiar a candidatura do deputado Rodrigo Minotto a prefeito e indicar o candiadto a vice.

Hoje, 22h, Schiochet vai se reunir com o coordenador regional do PSL, advogado Jeferson Monteiro.

Amanhã, 12h, terá reunião com os integrantes da executiva municipal do PSL.

As duas reuniões serão realizadas em Florianópolis.

Schiochet vem tratando da aliança do PSL com o PDT faz pelo menos 15 dias. Neste período, depois de ajustar os detalhes com Minotto, passou a administrar internamento, procurando vencer resistências no PSL.

Primeiro, convenceu os dois vereadores filiados ao partido. Edson Paiol e Julio Kaminski.

Depois, passou a tratar com Monteiro, chamando a atenção para o interesse maior no caminho da consolidação do partido.

As últimas resistências internas deverão ser vencidas na reunião de amanhã com a executiva.

A atuação de Schiocheti na articulação do PSL de Criciúma para a eleição também resolveu a situação do vereador Kaminski. A sua reitegração é fato cosumado.

O deputado Minotto disse a pouco ao blog que continua trabalhando com a possibilidade de montar uma aliança com seis partidos.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 07/09/2020 - 10:22Atualizado em 07/09/2020 - 14:21

Uma questão estatutária pode mudar o que estava encaminhado para a transição no Criciúma Esporte Clube.

Moacir Fernandes assumiria agora como vice-presidente de administração e não mais Anselmo Freitas.

A explicação:

De acordo com o estatuto, na renúncia do presidente, assume o vice de administração

Jaime Dal Farra tem mandato até final de 2021, mas vai renunciar à presidência do clube em dezembro deste ano.

Se Anselmo assumir agora como vice de administração, terá que assumir a presidência em janeiro de 2021, contrariando o que está encaminhado que é para Moacir ser o próximo presidente.

Por isso, passou a ser tratado internamente para Moacir assumir agora a vice, com apoio do clube que fará com ele a transição, e Anselmo assumir a vice de administração em janeiro de 2021.

De qualquer forma, o que é fato é que o clube já vive um processo de transição, com a participação de conselheiros, torcedores e empresários.

Tudo está sendo encaminhado para uma convergência de propostas, com união de todos os grupos que têm manifestado interesse, e apresentado propostas/projetos, para a mudança de gestão do clube.

O ambiente é muito positivo. Embora existam ideias diferentes, o nível das conversas é muito bom.

A continuar assim, vai ganhar o clube, e a cidade.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 07/09/2020 - 09:50Atualizado em 07/09/2020 - 10:01

O MDB de Criciúma bate o pé. Não existe possibilidade de mudança na chapa majoritária.

O médico Anibal Dário será homologado na convenção como candidato a prefeito, com a professora Lisiani Tuon. DEM, candidata a vice.

O próprio Anibal Dário afirmou ao blog:

"Apesar do diálogo com outros partidos, as chances de Eu e Lisi não estarmos juntos são inexistentes".

  Na mesma linha, o deputado Vampiro respondeu a um dirigente de partido que o consultou sobre possibilidade de composição envolvendo a chapa majoritária: 

"Espaço na majoritária já completo! Aníbal/MDB e Lisi Tuon/DEM! Outros espaços podem ser construídos com o Aníbal! Posso estar junto!".

Com a posição fechada do MDB, uma possivel nova composição na reta final das convenções fica restrita praticamente a  PSL e PDT, considerando os partidos que tem candidaturas lançadas a prefeito.

Outra possibilidade é o PODEMOS apoiar Julia Zanatta ou o deputado Minotto.

Os partidos continuam em conversações.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 05/09/2020 - 07:39Atualizado em 05/09/2020 - 08:32

O juiz federal substituto Leonardo Santos La Bradbury, da segunda Vara Federal de Florianópolis, concedeu liminar, assinada ontem à noite, determinando a imediata suspensão do aumento na tarifa de energia praticado pela Celesc.

Determinou também que a Celesc proceda o imediato envio aos usuários de nova conta de energia com o valor sem o reajuste, e, no caso de o usuário já ter pago a conta com o valor reajustado, que seja realizado o crédito do montante correspondente na fatura do mês seguinte.

A Celesc também terá que incluir na fatura, no campo relacionado às "mensagens", que o reajuste da tarifa de energia elétrica autorizada por resolução da ANEEL foi suspenso por decisão judicial.

A ação civil pública foi impetrada pelo próprio Governo do Estado, a partir de decisão da Celesc , seguindo resolução homologatória da ANEEL, de 18 de agosto passado, publicada no Diário Oficial no dia 21 de agosto.

A resolução "autoriza" a Celesc a implementar reajuste das tarifas de energia, o que foi sgeuido pela empresa, que aplicou reajuste de imediato, passando a vigorar a partir de 22 de agosto, em 8,14% na média.

O reajuste foi superior ao índice da inflação dos últimos 12 meses. 

Na sentença proferida, o juíz federal anota que "o reajuste corresponde a mais de 350% da inflação acumulada nos ultimos 12 meses".

Mesmo assim, o principal fator considerado na concessão da liminar a aplicação do reajuste em pleno período de pandemia provocada pelo coronavírus. 

Abaixo, a decisão do juíz federal, assinada ontem à noite.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/09/2020 - 06:40Atualizado em 04/09/2020 - 06:58

O presidente estadual do PSL, deputado federal Fabio Schiochet, cancelou sua vinda hoje à Criciúma e a reunião que teria com o deputado Rodrigo Minotto, PDT.

Ele disse ontem à noite ao blog que teve que ficar em Brasília em função de compromissos com a direcão nacional do PSL.

Mas, ele confirmou que vem discutindo com o deputado Minotto sobre a possibilidade de aliança em Criciúma, e que vai continuar conversando.

"O Minotto é um grande aliado do PSL e do Governador Moisés na Assembléia e estamos conversando sim sobre a possibiidade de alianca com ele e com o PDT em Criciúma e outros municipios.  Em principio, temos candidato a prefeito em Criciúma, mas isso pode mudar. Tudo é possível. Até o dia 15, data da convenção do PSL em Criciúma, vamos conversar também com outros partidos. Vamos decidir o que for melhor para o partido", afirmou.

Amanhã, o deputado Schiochet deve vir para o estado e pode se reunir em Jaraguá do Sul, onde mora, com o advogado Jeferson Monteiro, presidente do PSL de Criciúma e integrante da executiva estadual.

A  possível aliança com o PDT sofre restrições no ambiente do PSL.

Ricardo Beloli, articulador do partido, anunciou que a aliança não sai, que o PSL não vai apoiar o PDT e que Alisson Pires será o candidato a prefeito do PSL.

Beloli chegou a dizer que a vinda de Schiochet a Criciúma teria sido cancelada depois da manifestação do PSL local contra a aliança.

Mas, há informações diferentes sobre isso no PSL.

Minotto confirmado

O PDT de Criciúma confirmou ontem à noite, em reunião do diretório, a candidatura a prefeito do deputado estadual Rodrigo Minotto.

Agora, o partido aguarda a confirmação do apoio do PSL.

O próprio Minotto informou na reunião sobre conversações que vem fazendo com o presidente estadual do PSL, deputado federal Fabio Schiocheti.

Pelo que foi tratado, disse ele, o PSL deve indicar o vice de Minotto. Em principio, o médico Alisson Pires.

Se Alisson não aceitar,  o candidato a vice pode ser o vereador Júlio Kaminski.

Fabio Schiochet era esperado por Minotto para reunião definitiva hoje em Criciúma.

 

Fabris de novo

O PSD de Criciúma marcou convenção para o dia 12 para confirmar aliança com o PSDB e a indicação do jornalista Ricardo Fabris como vice do prefeito Clesio Salvaro, PSDB.

O PSDB fará convenção no memso dia.

PSD e PSDB vão repetir a chapa que venceu a eleição em 2016.

Sérgio em Turvo

O PP bateu o martelo e sacramentou o empresário, Sandro Cirimbelli, como candidato a prefeito de Turvo.

Alguns nomes vinham sendo cogitados, mas por consenso o de Sandro foi escolhido para compor a majoritária pela sigla.

Acredito que nosso grupo entendeu que eu estivesse mais preparado no momento para assumir o desafio. E eu estou preparado para isso com o apoio de todos os amigos, a comunidade, nossas lideranças e quem quiser colaborar. Afinal, independente de sigla partidária, é importante ouvir as pessoas e trazê-las para o processo”, disse Sandro.

A convenção do PP em Turvo deve acontecer na próxima semana.

Aninha em Cocal

Aninha Scarpato, PP, e Agenor Pedroso, PDT, foram homologados ontem à noite como candidatos a prefeito e vice em Cocal do Sul.

A coligação que vai se chamar "Cocal em Progresso", e ainda contará com o PSD.

Aninha e atual vice-prefeita  e era filiada ao PSD. Migrou para o PP para viabiizar o apoio do partido e do prefeito Ademir Magagnin.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 03/09/2020 - 21:00Atualizado em 03/09/2020 - 21:28

O PDT de Criciúma confirmou hoje à noite, em reunião do diretório, a candidatura a prefeito do deputado estadual Rodrigo Minotto.

Agora, o partido aguarda a confirmação do apoio do PSL, que pode ser anunciado amanhã.

O próprio Minotto encaminhou aliança com o presidente estadual do PSL, deputado federal Fabio Schiocheti.

Pelo que foi tratado, o PSL deve indicar o vice de Minotto. Em principio, o médico Alisson Pires.

Se Alisson não aceitar,  o candidato a vice pode ser o vereador Júlio Kaminski.

Fabio Schiochet é esperado por Minotto para reunião definitiva amanhã em Criciúma.

Mas, a  aliança sofre restrições no ambiente do PSL.

Ricardo Beloli, articulador do partido, anunciou hoje que a aliança não vai sair, que o PSL não vai apoiar o PDT e que Alisson Pires será o candidato a prefeito do PSL.

Beloli chegou a dizer que a vinda de Schiochet amanhã a Criciúma teria sido cancelada depois da manifestação do PSL local contra a aliança.

Mas, há informações diferentes sobre isso no PSL.

Na reunião de hoje no PDT de Criciúma, a candidatura de Minotto foi aprovada com tranquilidade.

Os candidatos a vereador ficaram motivados.

Minotto disse na reunião que está construindo uma aliança com seis a oito partidos.

"Vamos pensar juntos uma Criciúma mais humana, mais inovadora, mais democrática. Onde o trabalhador, a mulher, o jovem e a criança tenham vontade e a esperança de viver aqui. Depende de cada um de nós construir um futuro melhor e eu estou disposto a construir essa candidatura propositiva e de diálogo com a sociedade", assegurou Minotto na reunião.

 
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 03/09/2020 - 18:50Atualizado em 03/09/2020 - 19:03

O PP bateu o martelo e sacramentou hoje o empresário, Sandro Cirimbelli, como candidato a prefeito de Turvo.

Alguns nomes vinham sendo cogitados, mas por consenso o de Sandro foi escolhido para compor a majoritária pela sigla.

Acredito que nosso grupo entendeu que eu estivesse mais preparado no momento para assumir o desafio. E eu estou preparado para isso com o apoio de todos os amigos, a comunidade, nossas lideranças e quem quiser colaborar. Afinal, independente de sigla partidária, é importante ouvir as pessoas e trazê-las para o processo”, disse o Sandro.

A convenção do PP em Turvo deve acontecer na próxima semana.

Segundo o presidente do partido, Osvaldo Fávaro, as definições e detalhes dos partidos aliados serão divulgadas nos próximos dias.

Estamos felizes com a escolha e pelo Sandro ter aceitado. Temos certeza que vamos fazer uma campanha muito bonita”, afirmou.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 03/09/2020 - 10:18Atualizado em 03/09/2020 - 10:41

O PSL de Criciúma não aceita o encaminhamento de aliança com o PDT para apoiar a candidatura do deputado Rodrigo Minotto a prefeito.
A posição já foi levada ao presidente estadual do PSL, deputado federal Fabio Schiochet.
De acordo com os dirigentes locais do partido, o presidente Schiochet, ao ser informado desta posição, cancelou viagem que faria amanhã a Criciúma para se reunir com Minotto e encaminhar aliança.

Além de garantir a permanência da candidatura do médico Alisson Pires a prefeito, Ricardo Beloli, dirigente e principal articulador do PSL criciumense, anuncia que está fechada está de 26 candidatos a vereador.

A sua intenção é anunciar vice de Alisson na próxima semana, que será indicado por um partido aliado.

A possível aliança do PSL com PDT em Criciúma foi tratada pelo deputado Minotto em Florianópolis com o deputado Schiochet, com o aval do governador Moisés.
Mas, quando a informação veio à público, via 4oito, provocou fortes reações no ambiente do PSL local.

Hoje cedo, falando para a Som Maior, o médico Alisson Pires reafirmou disposição de disputar a prefeitura, mas disse que não será candidato a vice se o partido decidir por aliança com o PDT do deputado Minotto.

 

No PDT

O deputado Rodrigo Minotto marcou reunião com filiados e candidatos a vereador do PDT de Criciúma para hoje, 19h30.

Na pauta: o anúncio de sua candidatura a prefeito e política de alianças.

 

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/09/2020 - 18:32Atualizado em 02/09/2020 - 19:14

No primeiro dia de "campo" depois de ter sido oficializado em convenção como candidato do PSD a prefeito, Alex Michels, fez visitas hoje no comércio da cidade com o empresário Anselmo Freitas ao seu lado (foto).

Anselmo é presidente municipal do PSD e pode ser vice de Michels em chapa pura.

Os dois garantem que obedeceram as regras de distanciamento e tomaram os cuidados necessários por conta da pandemia.

Nos contatos, coletaram idéias para o plano de governo que está sendo montado.

Michels pode ter nas próximas horas anúncio de apoio do empresário Joelson Cardoso, o Cardeal, e do vereador Toninho Mello.

Joelson está hoje na condição de pré-candidato a prefeito pelo PDT, mas pode ser vice de Alex.

Toninho estava no PL, era pré-candidato a prefeito, mas se sentiu "atropelado" pela direção do partido, que fechou apoio para Dalvania Cardoso, candidata do PP, sem consultá-lo, nem avisá-lo previamente.

Hoje cedo, Toninho anunciou por nota a desistência da candidatura e fez críticas duras ao comando do partido.

Horas depois, fez a sua desfiliação do PL e anunciou aliança com Cardeal. Vai apoiá-lo para prefeito ou no encaminhamento que entender mais adequado.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/09/2020 - 17:31Atualizado em 02/09/2020 - 18:13

Será lido amanhã em plenário, e começará a tramitar na Assembléia Legislativa, o novo pedido de impeachment do governador Carlos Moises e da vice, Daniela Reinert, que é assinado por um grupo de advogados e empresários.

O pedido é mais amplo que o primeiro, tratando também do caso dos respiradores e do hospital de campanha, entre outros desvios e irregularidades.

Hoje, a Procuradora Geral da Assembléia, advogada Karula Lara Corrêa, encaminhou à presidência da Assembléia o parecer pela admissiblidade do pedido.

Pelo regimento, o presidente Julio Garcia fará a leitura do pedido em plenário, amanhã, e comunicará o parecer da Procuradoria.

Depois, decidirá monocraticamente se aceita o novo pedido, conforme prevê o regumento interno.

Depois de cumpridos os primeiros passos do rito de tramitação, o novo pedido deverá ser juntado ao que já está tramitando na Assembléia.

A propósito, agora à tarde a comissão mista do impeachment recebeu as defesas do governador Carlos Moisés, da vice, Daniela Reinert, e do secetário de administração, Jorge Tasca, ao primeiro pedido de impeachment.

Agora, a comissão terá cinco sessões para análise das defesas e produzir parecer pelo afstamento, ou  não, que será submetido a votação no plenário.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/09/2020 - 11:16Atualizado em 02/09/2020 - 12:03

O Superior Tribunal de Justiça, pelo ministro Benedito Gonçalves, determinou a instauração do inquérito contra o governador Carlos Moisés para apuração de desvios e ilicitudes no "caso dos respiradores".

O ministro Benedito é relator do processo que trata do assunto no STJ.

Ele determinou a instauração do inquérito atendendo pedido do Ministério Público Federal.

Na sua decisão o ministro escreve:

"Há conversas de wathsap, interceptações telefônicas, quebras de sigilos e inúmeros depoimentos e interrogatórios a subsidiar o requerimento do Ministéiro Público Federal. No que toca especificamente ao Governador do Estado de Santa Catarina aduz o MPF:

Os elementos de informação colhidos dão conta de que o Governador Carlos Moisés aparentemente teve relevante participação nos fatos apurados, inclusive autorizando o pagamento antecipado dos valores à empresa indicada por Fábio Guasti".

A empresa indicada foi a Veigamed.

Também estão arrolados no inquérito vários agentes públicos e privados, que de acordo com a decisão do ministro relator, supostamente concorreram ou concorrem para a prática de delitos sob apuração.

A Polícia Federal teve delegada atribuição investigativa para, sob a coordenação do ministro relator Benedito Gonçalves, e acompanhamento do MPF, promover no prazo de 90 dias as diligências necessárias para coleta de provas.

Entre as diligências, já foi determinado o depoimento do Governador Moisés à Polícia Federal sobre a compra dos respiradores.

Ainda na decisão, vários indiciados (inclusive o ex-secretário Douglas Borba) estão proibidos de deixar o país, e de fazer contato com outros investigados ou acessar repartições públicas do estado.

O despacho do ministro Benedito Gonçalves está datado do dia 10 de agosto e foi obtida por este blog.

O processo começou em Santa Catarina, com o Ministério Público do Estado, que o encaminhou à Procuradoria Geral da República (Ministério Público Federal), Brasília, quando foi feita citação do "governador".

Pela legislação, Governador do estado tem foto privilegiado.

Confira a decisão:

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 02/09/2020 - 08:06Atualizado em 02/09/2020 - 09:09

O vereador Toninho de Mello, PL, acaba de anunciar a retirada de sua candidatura a prefeito de Içara com critica aberta (e contundente) ao comando do partido.

Ele publicou nota a respeito.

Enquanto Toninho ainda articulava sua candidatura a prefeito, o comando do  PL decidiu apoiar a candidatura de Dalvania Cardoso, PP.

A execuitva do partdo já teve reunião, inclusive, reunião com Dalvania.

Toninho pode passar a compor com o empresário Joelson Cadoso, PDT, que tenta emplacar candidatura a prefeito, mas pode ser vice de Alex Michels, PSD, ou da própria Dalvania, PP, ou de Arnaldinho Lodetti, candidato do MDB.

Abaixo, a nota do vereador Toninho.

"Diante dos fatos que vinham ocorrendo, resolvi abrir mão da minha pré- candidatura a prefeito pelo Partido Liberal (PL) de Içara. Meu movimento não teve sincronismo com o comando regional, que definiu apoio incondicional e irrestrito ao Partido Progressista (PP).
Dessa forma, sinto-me excluído do processo e sem espaço para construir um projeto que visava o crescimento partidário com autonomia e independência. Não tenho condições de continuar na construção de um partido atrelado a determinações externas que ferem o princípio ideológico partidário.
De igual forma, não senti acolhimento nas nossas ideias e projetos que visavam o crescimento e fortalecimento da nossa querida Içara, sendo que, não me resta alternativa a não ser a minha saída do PL de Içara para não atrapalhar o projeto já definido para o partido no município".

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 01/09/2020 - 20:45Atualizado em 01/09/2020 - 21:39

O presidente estadual do PSL, deputado federal Fabio Schiocheti, acaba de confirmar que vai se reunir na sexta-feira com o deputado Rodrigo Minotto, PDT, para tratar da possibilidade de o PSL apoiá-lo como candidato à pefeito de Criciúma.

Em princípio, Schiocheti virá a Criciúma para a reunião. Mas, só amanhã os dois vão decidir se a conversa será realmente em Criciúma ou na Capital.

O deputado Minotto está em Florianópolis e tem viagem programada para Criciúma quinta-feira à tarde. 

O fato novo na reta final para definição de candidaturas deve ser a confirmação do deputado Rodrigo Minotto, PDT, na disputa pela prefeitura de Criciúma, apoiado por uma aliança que pode ter até oito partidos.

Minotto intensificou as conversas de bastidores nos últimos dias, estimulado por pesquisas novas e pela leitura que faz do quadro que está se consolidando para a eleição.

O anúncio da candifatura deve ser feito ate o fim de semana. A convenção do PDT de Criciúma está sendo marcada para o dia 14.

Aliados e políticos próximos de Minotto estão avaliando que ele, pelo que está posto, é que tem condições de polarizar com o prefeito Salvaro.

Além disso, o deputado tem feito conversas que considera “animadoras" com representantes do PSL.
Ele estariam sinalizando para a possibilidade de o partido apoiá-lo e indicar o candidato a vice-prefeito. Provavelmente, o médico Alisson Pires.

Hoje, o PSL trabalha com a candidatura de Alisson Pires a prefeito. Mas, os dirigentes locais do partido apostavam na aliança com o MDB. Os mais otimistas falavam até que o MDB poderia indicar o médico Anibal Dário como vice de Alisson. Mas, se um dia isso chegou a ser tratado entre as partes, não “vingou”.
O MDB garante que nunca conversou sobre isso.

Há conversações adiantadas de Minotto com mais seis partidos.
Confirmada a aliança projetada/pretendida, ele terá o sendo maior tempo de radio e televisão no horário eleitoral.

Se Minotto confirmar a candidatura, com a aliança que pretende, com Alisson, do PSL, de vice, a disputa pela prefeitura de Criciúma deve ficar entre seis candidatos.

 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 01/09/2020 - 13:18Atualizado em 01/09/2020 - 14:24

O desembargador Luiz Cézar Medeiros acaba de negar pedido de liminar feito pela advogada Karina Kuffa, que faz a defesa da vice-governadora Daniela Reinehr no processo de impeachment.

A advogada impetrou mandado de segurança contra ato do presidente da Assembleia, deputado Julio Garcia, que a incluiu  por ter incluído a vice-governadora no processo por crime de responsabilidade.

De imediato, a advogada pleiteou a concessão de medida liminar para determinar a suspensão do processo de impeachment contra a vice.

A liminar foi negada.

Abaixo, a decisão do desembargador Luiz Cézar Medeiros.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 01/09/2020 - 11:01Atualizado em 01/09/2020 - 11:10

Em janeiro, o cidadão/contribuinte José Gadonski, 73 anos, paciente do SUS, procurou um posto de saúde de Criciuma com problema no ouvido.

Um zumbido, forte, nos dois ouvidos.

O médico o atendeu e deu encaminhamento para ser atendido por um especialista. Um otorrino.

Ele seguiu as orientações e fez solicitação de consulta ao otorrino na rede pública de Criciúma.

Hoje entramos no mês nove do ano e ele ainda não teve a consulta marcada.

Oito meses na fila.

Ontem, mais um vez, ele fez o registro da sua reclamação e foi informado pela funcionária da secretaria de saúde que tem pacientes que estão esperando pelo mesmo especialista faz mais de 1 ano.

Para ser mais preciso, a funcionária escreveu o seguinte em msg ao paciente:

"Os médicos reguladores trabalham por prioridade, o seu caso para otorrino está na classificação mais baixa, ou seja considerado não urgência.
Porém a fila tem muitos pacientes no amarelo, que são urgentes e aguardam a mais de um ano".

E o zumbido continua cada vez pior nos dois ouvidos do paciente.

Mas, se isso pode servir de consolo, tem paciente em situação pior, caso mais grave, que está na fila mais tempo.

Por dedução, pode ser "projetado" que o tal paciente do zumbido terá que esperar mais uns três ou quatro meses, pelo menos.

Um ano esperando consulta com otorrino na rede publica é muito tempo.

Por mais bem intencionado (e dedicado) que seja o time da gestão de saúde pública do município, não pode ter mais de ano de espera por consulta com especialista.

Independente da causa origem, ou dos problemas de meio do caminho, é preciso que isso seja tratado como prioridade. Para ontem.

Quem tem boa memória lembra que o mesmo "drama" torturava a secretaria de saúde no início do mandato, com outro comando da pasta,

Pois, trocou o comando da saúde, e o problema continua. A fila "longa" por especialistas. Com mais de 1 ano.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 01/09/2020 - 05:55Atualizado em 01/09/2020 - 06:53

Continuam usando indevidamente o corredor do ônibus em Criciúma.
Já foi dito que não pode, que é perigoso, mas continuam usando. De bicicleta, caminhando, correndo, de moto.

Como os ônibus não estavam circulando, as pessoas passaram a usar mais o corredor. Principalmente de bicicleta.
Mas, os ônibus voltaram. Risco de acidente grave.

De outro lado, entre os pedaleiros, e ciclistas, há reações e manifestações a respeito.

Porque dizem -  se não podemos usar a via do amarelinho/corredor do ônibus, por onde vamos?

Entre os carros? Que, via de regra, não respeitam o ciclista.
Ou entre as pessoas na calçadas.

Ou terão que pegar o carro, colocar a bicicleta em cima, para ir até um dos parques para pedalar.

As bicicletas podem tirar carros das ruas.

As pessoas vão usar mais a bicicleta se tiver segurança e caminhos abertos.
Se tiver por onde circular.
As pessoas vão trabalhar de bicicleta se tiver segurança e caminho para isso.

Enfim, passou da hora de Criciúma implantar ciclovias. E oferecer caminhos seguros para os ciclistas.

Isso é da normalidade pelo mundo afora. E por aqui, no nosso entorno.

Mas não adianta um pedacinho aqui, outro ali, só para dizer que tem.

Tem que ter roteiros completos. Para ir da Próspera até a Unesc, por exemplo.

Isso nem é mais modernidade. É seguir o que todo mundo já faz.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 31/08/2020 - 20:59Atualizado em 31/08/2020 - 21:34

Faleceu agora à noite Rubens Costa, 94 anos, um dos tradicionais de Criciúma, que foi cartorário e empresário. Ele estava internado e não resistiu.

O “seu" Rubens foi um homem culto, bem relacionado, envolvido com várias ações da cidade (empresariais, esportivas e sociais).

Ele fundou a Forauto, revenda Ford de Criciuma, em 1967.

Na foto abaixo com o filho Renato, durante entrevista para a rádio Som Maior.

O "seu" Rubens era dos mais assíduos frequentadores do "senadinho" do Della Giustina, dividindo mesa com os amigos e empresários Diniz Gaidzinski e Antenor Angeloni, e o arquiteto Fernando Carneiro.


 

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 31/08/2020 - 19:37Atualizado em 31/08/2020 - 19:40

Alex Michels agora é candidato oficial do PSD a prefeito de Içara.
O partido fez convenção agora à noite e aprovou por unanimidade a sua candidatura.
Foi a primeira convenção partidária da região.

O prazo para realizações de convenções abriu hoje e se estenderá até o dia 16 de setembro.

Michels era, até sábado, o candidato do prefeito Murialdo Gastaldon, MDB.
Murialdo defendeu que o MDB apoiasse Michels.
Mas, o MDB confirmou no fim de semana a candidatura de Arnaldinho Lodetti e Murialdo decidiu seguir o partido.
Ele anunciou no sábado em primeira mão ao 4oito que é do 15 (MDB) e vai votar no candidato do 15 (Arnaldinho).

Descartou a possibilidade de se licenciar ou desfiliar do MDB.


Ele disse que defendeu o apoio à Alex, por entender que é excelente candidato, mas vai seguir a decisão do partido.

Na convenção de hoje, o PSD deixou em aberto a vaga de vice-prefeito.
A intenção é seguir conversações com outros partidos, colocando à mesa a vaga de vice.
Internamente, no entanto, é tratada a possibilidade de chapa pura, com vice do próprio PSD.

Na convenção foi aprovada a nominata de candidatos a vereador.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 31/08/2020 - 18:51Atualizado em 31/08/2020 - 19:14

O ministro Luíz Roberto Barroso, do STF, decidiu conceder parcialmente liminar em recurso protocolado pela defesa do governador Carlos Moisés, o que determinou mudança no rito do impeachment.

Até então, o governador Carlos Moisés, a vice, Daniela Reinehr, e o secretário de administração,Jorge Tasca, seriam afastados quando o plenário da Assembéia aprovasse por maioria absoluta (mais de 27 votos).

Depois disso, seria instalado o tribunal do impeachment.

A alteração inclui uma espécie de "nova instância" de decisão.

O afasmento, se aprovado pelo plenário da Assembléia, terá que ser confirmado pelo "tribunal do impeachment", que será constituído por cinco deputados e cinco desembargadores, presidido pelo presidente do Tribunal de Justiça.

Depois disso, o mesmo tribunal (com 5 deputados e 5 desembargadores) vai  fazer o julgamento do impeachment, com as três autoridades já afastadas.

A previsão, se for aprovado o afastamento, é para última semana de setembro.

Antes, considerando apenas a decisão da Assembléia, seria por volta do dia 17 de setembro.

Abaixo, o ato da mesa diretora da Assembléia, já baixado, atendendo a decisão do ministro Barroso.

“ATO DA MESA No 262, de 31 de agosto de 2020

Acrescenta parágrafo único ao art. 12 do Ato da Mesa no 221, de 2020, que “Regulamenta o procedimento de admissibilidade de denúncia por crime de responsabilidade”.

A MESA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SANTA CATARINA, no uso de suas atribuições, com supedâneo no art. 14, combinado com o art. 63, I, do Regimento Interno da ALESC, e CONSIDERANDO que o Supremo Tribunal Federal (STF), na ADPF no 378, fixou entendimento, “conforme a Constituição, ao art. 24 da Lei no 1.079/1950, com o fim de declarar que, com o advento da CF/1988, o recebimento da denúncia no processo de impeachment ocorre apenas após a decisão do Plenário do Senado Federal, em votação nominal tomada por maioria simples e presente a maioria absoluta de seus membros”,

Art. 1o Fica acrescido parágrafo único ao art. 12 do Ato da Mesa no 221, de 24 de julho de 2020, com a seguinte redação:

“Art. 12…………………………………………………………….

Parágrafo único. Para fins do afastamento previsto no caput, a instalação do tribunal caracteriza-se pela escolha de seus membros e pelo posterior recebimento da denúncia, por maioria simples destes.”

Art. 2o Este Ato da Mesa entra em vigor na data de sua publicação.

Deputado Julio Garcia – Presidente
Deputado Mauro de Nadal – Vice-Presidente Deputado Rodrigo Minotto – 2º Vice-Presidente Deputado Laércio Schuster – 1º Secretário Deputado Padre Pedro Baldissera – 2º Secretário Deputado Altair Silva – 3º Secretário Deputado Nilso Berlanda – 4º Secretário.”

4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16