Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Tigre confirma quatro contratações

Helder, Fernando Lombardi, Marino e Felipe Menezes são as novidades do Criciúma
Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/10/2020 - 10:25Atualizado em 21/10/2020 - 10:32

Os reforços estão chegando no Criciúma. O clube apresenta, no começo da tarde desta quarta-feira, 21, suas quatro novas contratações: os zagueiros Helder e Fernando Lombardi, o volante Marino e o meia Felipe Menezes. São jogadores experientes, rodados e que chegam com aval do técnico Itamar Schulle. Apostas para dar outra cara ao Tigre que, por enquanto, vai sofrendo na Série C, com uma campanha de altos e baixos, bem mais baixos que altos.

Vamos a eles.

O meia Felipe Menezes tem 32 anos. É natural de Goiânia, onde foi revelado nas categorias de base do Goiás, sendo um dos grandes nomes da Copa São Paulo de 2007. Em agosto de 2009 transferiu-se para a Europa, defendendo o Benfica. Foi emprestado ao Botafogo em 2011, e defendeu o Sport Recife em 2012. Acertou com o Palmeiras em 2013, após rescindir com o Benfica, sendo contratado a pedido do então técnico Gilson Kleina. Voltou ao Goiás em 2015, começando com boa campanha e gols, mas depois seu rendimento caiu, o do time também, e o time acabou rebaixado à Série B.

Defendeu a Ponte Preta em 2016 e, na mesma temporada, foi para o Ceará, no qual permaneceu no ano seguinte. Foi jogar na Tailândia em 2018, no Ratchaburi Mitr Phol. Em junho de 2018 voltou ao futebol brasileiro, para o CRB, do qual saiu agora para assinar com o Criciúma.

Felipe Menezes em testes já em Criciúma

O zagueiro Helder, 30 anos, é mineiro de Belo Horizonte. Começou a carreira em 2011 no Boa Esporte. Depois passou por Aparecidente (em 2013), Tupi (2014, 2016 e 2017), Caldense (2015), Iporá e Luverdense (em 2018), chegando ao Cuiabá, onde trabalhou com Itamar Schulle, em 2019. Saiu do Cuiabá para o Criciúma.

O mineiro Helder trabalhou com Itamar Schulle no Cuiabá

Fernando Lombardi, também zagueiro, é o mais experiente da turma recém contratada. Está com 38 anos. É paranaense de Curitiba e seu último clube, nesta temporada, foi o Náutico, no qual havia chegado no ano passado depois de defender o Água Santa, de São Paulo. Começou a carreira no Paraná, em 2002. Foi para a Espanha jogar no Levante, em 2006. No mesmo ano voltou para o Brasil, defendendo o América de Natal. Passou pelo Ceará em 2007 e por Caxias e Rio Claro em 2008. Em 2009 defendeu Mogi Mirim e Vila Nova. Jogou no Atlético Sorocaba em 2010.

O experiente Fernando Lombardi deixou o Náutico e vai jogar no Tigre

Lombardi continuou colecionando clubes no currículo: Volta Redonda (2011), Cuiabá (2012), São Bernardo (2013), Paysandu (2014), Capivariano (2015), Paysandu de novo (2016 e 2017) e no Guarani, em 2018. Ele rescindiu com o Náutico há uma semana, depois de disputar 26 jogos e marcar dois gols pelo clube. Nesse ano, participou de 17 partidas. Conforme a imprensa pernambucana "o atleta era questionado por parte da torcida alvirrubra desde a sua chegada, no ano passado, e principalmente após o Timbu renovar o vínculo com ele após o título da Série C". Esse registro é da Folha de Pernambuco.

O volante Marino tem 34 anos, é paulista de Macatuba. Começou no CENE, do Mato Grosso do Sul, em 2010. No ano seguinte passou por Osasco Audax, Oeste, Icasa e Atlético Goianiense, pelo qual jogou também em 2012.

Volante Marino, reforço do Criciúma

Defendeu ainda o Sport Recife (2013), São Bernardo e Sampaio Corrêa (2014), Náutico (2015), Ceará (2016), Bandirmaspor da Turquia, Bragantino e São Caetano (2017) e chegou no Cuiabá em 2018, onde permaneceu até o fim de setembro. Havia se desligado do clube matogrossense para defender o Mirassol. Não chegou a estrear pelo clube paulista, que joga a Série D do Brasileiro, para vir disputar a Série C no Criciúma.

4oito

Deixe seu comentário