Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 29/01/2020 - 05:56Atualizado em 29/01/2020 - 05:57

O comando estadual do PP havia dito que se Jorge Boeira não for candidato, o partido vai apoiar o prefeito Clesio  Salvaro.
Com o anúncio de Boeira ontem, na radio Som Maior, que não será candidato, o PP ficou liberado para tratar dos detalhes do “casamento" com Salvaro.
O ex-deputado Leodegar Tiscoski anunciou logo depois da entrevista: “o PP quer a vice do Clesio”.
Conversas já começaram.
O problema é que Clesio tem aliança fechada com o deputado Julio Garcia e o PSD. Mudar o vice, seria romper com Julio. Clesio não quer.
Mas, é algo que será tratado a partir de agora, e pelo menos até maio.
A desistência de Boeira praticamente consolida o quadro para a eleição de outubro.
Os adversários de Clesio devem ser Julio Kaminski (DEM), Julia Zanatta ou Jeferson Monteiro (PL), Chico Balthazar ou Dr Juliano (PT), e um candidato que o MDB garante que vai apresentar.
Além deles, também podem ser, Rodrigo Minotto (PDT), principalmente se for "assumido" pelo governador Moisés, e o coronel Cosme Manique Barreto (PODEMOS).
Nem todos devem confirmar candidatura, mas não deve ter nada novo, ou diferente do que esta posto.

Mais adiante
Clesio e PP não tratam apenas da eleição de outubro deste ano. Avançam as conversas sobre 2022.
É intenção do prefeito Salvaro, do senador Esperidião Amin, e de outros políticos do primeiro time do estado, que já seja encaminhado entendimento para eleição estadual de 2022 com PP, PSDB, PSD e DEM.

Os motivos
Jorge Boeira alegou motivações pessoais e familiares para arquivar o projeto de candidatura a prefeito.
Tinha compromisso assumido com a mulher e as filhas para gestão das empresas, principalmente a Pagé, que passa por processo de recuperação judicial. Argumentos fortes, enfim.
Mas, pode ter influenciado na decisão o fato de não ter sido possível constituir candidatura única de oposição ao prefeito Clesio, o que levaria a uma espécie de plebiscito.

O retorno
Boeira vinha em conversas permanentes com a direção estadual do partido sobre a tomada de decisão. Especialmente, com o senador Amin e secretário geral do PP, Aldo Rosa.
É provável que tenha recebido sinalização de espaço assegurado para candidatura a deputado federal em 2022.

Que assumam!
O candidato a presidente do PP de Criciúma, Miguel Pierini, derrotado pelo atual presidente, Paulo Conti, numa eleição questionada, com denuncias de fraude, disparou ontem nas redes sociais:
"E agora? Coloquem de candidatos a prefeito os caras que bagunçaram a eleição da executiva do PP”.

Vai insistir
O vereador Edson Paiol anunciou que vai lutar até o ultimo instante para o PP ter candidato a prefeito.
Diz que será difícil estar no palanque com Salvaro.
Paiol é vereador da oposição na câmara de Criciúma.

Em casa
Para o vereador Miri Dagostim, é o contrário. Ele queria estar com prefeito Clesio na campanha e era provável a sua migração para o PSDB se o PP tivesse candidato a prefeito.

A pé
Com a decisão de Boeira, o PSL ficou sem perspectiva para eleição de Criciúma.
O governador Moisés quer ter candidato para disputar contra Salvaro, mas não tem hoje nenhuma alternativa. Apostou todas as suas fichas em Boeira.
Pode investir no comandante Cosme Barreto, que está encaminhado com o PODEMOS.

A favor
O quadro provável para a eleição de Criciúma se apresenta favorável para o prefeito Salvaro. Mas, não é por acaso, nem por obra do destino.
Ele trabalhou para isso. Operando no seu lado, e no campo dos adversários/concorrentes.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 28/01/2020 - 18:52Atualizado em 28/01/2020 - 19:03

Juíza da comarca de Forquilhinha, Luciana do Nascimento Lampert, determinou no final da tarde que a diretoria da Cooperativa de Forquilhinha (Coopera) entregue a lista completa de associados à chapa alternativa, liderada por Odo Dal Toé.

A Coopera terá eleição para nova diretoria no dia 8 de fevereiro, e a chapa de Odo disputa contra a chapa liderada pelo atual presidente, Walmir Rampinelli.

A juíza escreve na sua decisão, ao considerar o pedido da oposição na ação impetrada:

"A urgência (em liberação da lista) justifica-se na proximidade do pleito eleitoral, o que, por si só, é suficiente para a concessão de antecipação da tutela pretendida".

A juiza dá prazo de 48h para que a decisão seja cumprida (entrega da lista).

Por fim, a juíza defiriu em parte o pedido de antecipação dos efeitos da tutela, determinando que a Coopera forneça a lista dos associados que realizaram curso de gestão cooperativista com certificação e também de todos os associados aptos a votarem no pleito do dia 8 de fevereiro.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 28/01/2020 - 07:58Atualizado em 28/01/2020 - 08:15

O ex-deputado Jorge Boeira, PP,  acaba de anunciar na Som Maior FM que não será candidato a prefeito de Criciúma em outubro.

Disse que já anunciou decisão à executiva estadual do partido.

Comuniciou também ao secretário da Casa Civil do governo do estado e secretário do PSL catarinense, Douglas Borba, que havia feito convite para ele ser candidato a prefeito pelo PSL.

Boeira justificou sua decisão pelo compromisso assumido com a sua mulher e as duas filhas de se dedicar às empresas da familia.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 28/01/2020 - 06:02Atualizado em 28/01/2020 - 11:40

Uma dívida com a Cooperativa Cermoful (pelo não pagamento de faturas) e a posterior quitação com acréscimo de juros e multas, levou o Tribunal de Contas do Estado a condenar três ex-prefeitos de Içara. Julio Cechinel, Heitor Valvassori (os dois do PP) e Gentil da Luz (MDB).
O julgamento no Tribunal de Contas foi feito a partir de representação protocolada em 2011 pelo vereador Itamar da Silva.
Julio Borges e Arnaldo Lodetti Junior, na época dirigentes partidários, também assinaram a representação. Hoje, Lodetti tenta ser candidato a prefeito pelo MDB.
Os prefeitos não pagaram faturas de energia para a Cermoful. Gentil negociou a quitação da divida, com o respaldo da câmara de vereadores, que aprovou projeto para isso.
Mas, o Tribunal entendeu que multas e juros incluídos no pagamento feito representam prejuízo ao erário público, e condenou os três à devolução dos valores relativos a cada mandato. Julio - R$ 217 mil, Heitor - R$ 138 mil, e Gentil - R$ 13 mil. Valores devem ser atualizados.
Os três podem ficar inelegíveis por causa da condenação.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 27/01/2020 - 14:56Atualizado em 27/01/2020 - 15:45

Em função da ausência do presidente do Tribunal de Contas do Estado na sessão de hoje, foi adiado de novo o julgamento da auditoria feita nas contas do Cisamesc que apurou desvio de R$ 4 milhões.

Como o presidente Adircélio Ferreira Junior teve compromisso fora do Tribunal no mesmo horário, e o vice-presidente, Herneus de Nadal, está em férias, pela ordem de sucessão a sessão teve que ser presidida pelo corregedor, conselheiro Wilson Wan Dall.

Pela regra, presidente não pode relatar processo, e Wan Dall é o relator do processo do Cisamesc.

Por isso, o julgameto foi adiado para quarta-feira, dia 29.

A auditoria foi feita nas contas relativas a 2017 e apurou desvios diversos, num total de R$ 4 milhões.

O principal denunciado é o diretor executivo do Cismaesc, Ricardo Ghelere.

 

   

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 27/01/2020 - 05:58Atualizado em 27/01/2020 - 07:14

Está pautado para hoje à tarde o julgamento no plenário do Tribunal de Contas do Estado do parecer final da auditoria que apontou desvios e pagamentos indevidos nas contas do Cisamesc.
Aprovada a auditoria, o Tribunal determinará abertura de procedimento para tomada de providências, e o posterior encaminhamento ao Ministério Público.
A auditoria apontou o ex-diretor executivo do Cisamesc, Ricardo Ghelere, como responsável por pagamentos indevidos de quase r$ 4 milhões. Inclui depósitos na sua conta pessoal no valor total de r$ 840 mil.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 27/01/2020 - 05:57Atualizado em 27/01/2020 - 05:58

Prefeitos da região passaram o fim de semana buscando informações sobre a extinção da superintendência regional da Caixa em Criciúma.
Oficialmente, eles não foram informados de nada.
Por nota, a Caixa informou que a nova estrutura esta prevista no planejamento de 2020 para a área de varejo do banco, e que o foco é o relacionamento, por meio de uma gestão mais ágil.
Mas, não dá detalhes de como vai funcionar a nova estrutura, nem como ficarão os serviços que eram oferecidos aos municípios.
O principal papel da superintendência regional era apoiar os municípios na concepção, montagem e viabilização de projetos para liberação de recursos para investimentos em infraestrutura.
A superintendência de Criciuma atendia os municípios do sul do estado e da serra (no total, 63).
O superintendente regional de Criciúma, Everson Negri, estava em férias. Volta hoje.
Na semana passada, a superintendência de Criciúma foi homenageada em Brasilia por estar entre as de melhor desempenho no pais.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 26/01/2020 - 15:55Atualizado em 26/01/2020 - 16:12

O inquerito que apurou denúncia de  agressão física do deputado federal Daniel Freitas, PSL, contra a esposa, foi concluido sem o seu indiciamento.

A delegada que concluiu o inquérito, Juliana Freitas Zapelini, titular da delegacia da mulher de Criciúma. entendeu que não havia dados e provas suficientes para o indicamento.

A delegada entregou o inquerito ao Forum de Içara na sexta-feira.

A denúncia contra o deputado foi feito pela própria mulher, que foi pessoalmente na delegacia do Balneário Rincão fazer o registro do boletim de ocorrênca. Estava acompanhada de vizinhos da casa de praia.

O inquérito foi encaminhado durante menos de uma semana na delegacia do Rincão, e depois transferido para a delegacia da mulher de Criciuma, onde ficou uma semana.

O delegado regional de polícia, Vitor Bianco Junior, que tratou do assunto pessoalmente enquanto estava na delegacia do Rincão, disse que havia fotos no inqúerito, e filmagens, feitas na delegacia durante o boltim de ocorrencia, que seriam de agressões sofridas pela mulher de Daniel.

Com o inquerito concluido e entregue no Forum, o juíz deve repassar imediamente ao Ministério Público para que se manifeste.

Só depois, o juiz decidirá pelo arquivamento ou abertura de processo.

A delegada ouviu testemunhas e fez diligências, antes de concluído o inquerito.

Entre os ouvidos, a mulher de Daniel, o próprio deputado, o seu sogro, e vizinhos do casal.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/01/2020 - 12:00Atualizado em 25/01/2020 - 12:01

Está começando agora em Araranguá uma festa de aniversário inusitada.
Um churrasco ao ar livre, na beira rio, vai “comemorar" o aniversário de oito meses do deslizamento de terra, que levou a calçada e uma pista da rua Rui Barbosa.
O deslizamento ficou conhecido como “buraco do Mariano”, em referência ao prefeito Mariano Mazzuco.
Em janeiro, o buraco ganhou “destaque" porque foi incluído no google maps.
O deslizamento aconteceu em 19 de maio.
A situação vem produzindo pesado desgaste ao prefeito Mazzuco.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/01/2020 - 11:59Atualizado em 25/01/2020 - 11:59

Está extinta a superintendência regional da Caixa de Criciúma.
A decisão da direção nacional da Caixa pegou de surpresa os funcionários.
A superintendência de Criciúma estava entre as de melhor desempenho no pais.
Todos os ocupantes de cargos na superintendência eram servidores de carreira, técnicos concursados. Não tinha nomeações políticas.
A superintendência de Criciúma atendia os municípios do sul do estado e da serra (no total, 63).
O principal papel, diferencial em relação a rede bancária privada, era apoiar os municípios na concepção, montagem e viabilização de projetos de investimentos em infraestrutura.
Sem a superintendência, fica um “vácuo”, que preocupa.  
Eram cinco superintendências regionais no estado. A Caixa fechou outras duas. Ficaram apenas Florianópolis e Chapecó.
O modelo da Caixa era uma descentralização que deu certo, rendeu benefícios aos municípios.
Prefeitos da região e associações empresariais já passaram a se movimentar em relação ao assunto.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/01/2020 - 14:12Atualizado em 24/01/2020 - 14:42

A delegada Juliana Freitas Zapelini concluiu inquérito a partir do boletim de ocorrência contra o deputado Daniel Freitas e encaminhou ao juiz da comaca de Içara.

O BO foi registrado por sua mulher, com denúcia de agressão fisica.

Com o BO constam fotos e imagens de ferimentos que teriam sido resultado da agressão.

O juiz que receber o processo deve dar vista e repassar ao Ministério Público para avaliar o que foi apurado, pedir mais provas ou informações se julgar necessário, ou apresentar seu parecer pela denúncia ou arquivamento.

Mas, a decisão será do juíz titular do caso.

A denúncia, via BO, foi registrada na Delegacia de Balneário Rincão, onde foram feitos os primeiros procedimentos, e uma semana depois o caso foi repassado a Delegacia da Mulher de Criciuma.

A delegada Juliana Zapelini ouviu testemunhas, fez diligências, e concluiu o inquérito em uma semana.

Ela não divulgou (pelo menos até agora) o que apurou e a sua conclusão a respeito da denúncia.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/01/2020 - 06:01Atualizado em 24/01/2020 - 06:02

Confirmada a candidatura de Julio Kaminski a prefeito, pelo DEM, o mapa para a eleição de Criciúma pode estar começando a ganhar contornos definitivos.
Kaminski é a principal referência da oposição ao prefeito Salvaro, mas não chega a fazer oposição sistemática na câmara de vereadores.
Na sua movimentação de migração para o DEM, pode levar outros vereadores do mesmo bloco de oposição. Especialmente, Ademir Honorato, MDB.
Depois, a próxima confirmação de candidatura a prefeito em oposição ao prefeito Salvaro deve ser da advogada Julia Zanatta, bolsonarista que vai filiar no PL porque o Aliança não ficará legalizado em temo de participar da eleição.
No PL, o advogado Jeferson Monteiro também se articula, até ja contratou equipe de marketing e produção.
Mas, a favor de Julia pesa o fato de ter a preferência do senador Jorginho Mello, presidente estadual do PL, e ser da relação pessoal dos Bolsonaro - presidente Jair e seus filhos.
Julia pode ser menos conhecida, mas o que acontecerá com a sua candidatura se Jair Bolsonaro “baixar" na cidade para apoiá-la?
O efeito pode ser um, ou outro. Difícil antecipar com segurança.
Além deles, o PT terá candidato (Chico Balthazar ou Dr Juliano), o governador Moisés quer que o PSL tenha candidato (até agora não conseguiu ninguém), o PODEMOS pode colocar o comandante Cosme Manique no páreo, o MDB pode ter candidato para marcar posição (e ocupar o espaço do radio e televisão), o PDT ensaia o deputado Rodrigo Minoto, e o PP espera por Jorge Boeira. Mas, ele já foi mais candidato. Sua candidatura é a cada dia mais improvável.
A mostrar que a eleição de Criciuma pode ter até nove candidatos a prefeito. Oito seriam em oposição a Salvaro.
A tendência é que fiquem cinco, talvez seis.
Mas, parece consolidado que aquela idéia do "frentão contra Salvaro”, não vai vingar.

Só amizade
Depois de aparecer na "foto oficial” dos candidatos a vereador do DEM com Julio Kamisnki, quarta-feira à noite,
O vereador Edson Paiol, PP, se apressou em anunciar que não projeta trocar de partido.
“Só fui lá para prestigiar e apoiar um grande amigo (Kaminski) num momento tão importante da sua vida, e parabenizar pela escolha feita”, assegurou.

Tinha plano B
Se Kaminski não assumisse publicamente a decisão de filar e ser candidato a prefeito, o DEM se encaminharia para apoiar a candidatura do prefeito Salvaro.

Um pé na porta
A cada dia que passa, e apesar de todas as manifestações em contrário, se mostra cada vez mais provável que pelo menos um dos dois vereadores do PP de Criciuma mude de partido (Miri Dagostim ou Edson Paiol). Os dois tem convites.
Mas, esteja onde estiver, Miri apoiará Salvaro. E Paiol, será oposição.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/01/2020 - 18:28Atualizado em 23/01/2020 - 18:29

Júlio Kaminski, advogado e vereador, esteve hoje na Som Maior. Ontem teve a reunião do DEM, ele reuniu possíveis candidatos a vereador e anunciou a sua candidatura a prefeito. Ele fez isso em sintonia com a direção estadual do DEM. O Júlio está no jogo, é candidato a prefeito em outubro.

Kaminski respondeu a uma postura do DEM, que determinou a ele um prazo para tomar a decisão. Ele tomou. Mais ou menos o mesmo fez o PP com Jorge Boeira, mais ou menos 15 dias de prazo, até meados de fevereiro, para definir. Ou vai, ou não vai. Não vejo sinalização do Boeira de tomar a mesma decisão que o Kaminski. Já vi o Boeira mais animado, hoje vejo menos candidato que terminou ano passado.

Como fica o quadro agora? 

Salvo melhor juízo, se não surgiu movimento novo, a eleição deste ano deve ter Clésio Salvaro (PSDB), Júlio Kaminski (DEM), Chico Balthazar ou Dr. Juliano (PT), o candidato do PSL que o governador Carlos Moisés tenta buscar, e o deputado Rodrigo Minotto (PDT) fez ensaio mas não avançou, Júlia Zanatta deve ser a candidata do PL, mas no partido tem ainda Jefferson Monteiro. Júlia tem a amizade com os Bolsonaro, e é favorita. E o MDB, diz o deputado Vampiro, terá candidato a prefeito, mas não terá candidato para ganhar. Se tiver, realmente, um candidato para ocupar o espaço de rádio e TV, propagar o MDB e fortalecer a campanha na região.

Dificilmente teremos fatos novos relevantes além disso que está colocado. E nesse quadro, Salvaro leva vantagem pois as forças que estão na oposição a ele estarão fatiadas, divididas, e ele com seu time compacto. O PP, se Boeira não for candidato, poderá estar com Salvaro, é o que a cúpula estadual e boa parte do partido querem.

Aos poucos, o quadro vai tomando contornos definitivos.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/01/2020 - 05:42Atualizado em 23/01/2020 - 08:29

O prefeito Jairo Custódio e o deputado Luiz Fernando Vampiro apresentaram ontem à noite aos delegados do orçamento participativo o projeto completo da praça na zona sul do Balneário Rincão.

Durante a reunião, foi assindado o ato de lançamento da ordem de serviço para a obra.

Obra será realizada com recursos de emenda parlamentar do deputado Vampiro. 

Confira o projeto da praça: 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 23/01/2020 - 05:41Atualizado em 23/01/2020 - 06:52

Estava pautado para apreciação na sessão de hoje à tarde no Tribunal de Contas a auditoria que apontou desvios nas contas do Cismesc, gestão do ex-diretor executivo, Ricardo Ghelere. Mas, por sugestão do relator, conselheiro Wilson Wan Dall, foi adiada para segunda-feira.
Na sessão, o plenário do Tribunal vai apreciar o parecer da auditoria e definir o encaminhamento a ser feito.
Aprovada a auditoria, deverá ser aberto procedimento para tomada de providências, e o processo pode ser posteriormente levado ao Ministério Público.
A auditoria foi feita nas contas do Cisamesc relativas ao anos de 2017.
O relatório conclusivo aponta o ex-diretor Ricardo Ghelere como responsável por pagamentos indevidos de quase r$ 4 milhões.
Entre eles, saques feitos na conta do Cisamesc, no valor total de r$ 840 mil, sob a rubrica de adiamentos, sem maiores explicações, que foram depositados na sua conta pessoal.
Na rádio Som Maior, ele disse que pegou o dinheiro emprestado para resolver problemas nas suas granjas de arroz, e que depois iria devolver.
A auditoria identificou 12 pagamentos indevidos.
A revelação dos dados apurados pela auditoria tiveram efeito de uma “bomba" nos municípios da Amesc, pelas possíveis implicações aos municípios e prefeitos.
A Amesc formou uma comissão para acompanhar o caso, mas todos aguardam o julgamento do plenário do Tribunal de Contas, para decidir o que fazer.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/01/2020 - 18:09Atualizado em 22/01/2020 - 18:28

O reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o criciumense Ubaldo Balthazar, foi suspenso por 10 dias do cargo por descumprimento da Lei 8.112/1990, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos da União.

O ato foi publicado no Diário Oficial da União de hoje.

No ato publicado está escrito:

" o reitor deixou de exercer com zelo e dedicação as atribuições do cargo; não foi leal à instituição a que serve e não observou as normas legais e regulamentares - os incisos do artigo 116 da mesma lei".

Também foram advertidos a vice-reitora Alacoque Lorenzini Erdemann e o professor Irineu Manoel de Souza.

A punição está relacionada à manutenção no cargo do corregedor-geral da UFSC, em janeiro de 2018, Ronaldo David Viana Barbosa.

A Corregedoria-Geral da União apontou na época que o servidor não preenchia os requisitos necessários para o cargo, já que era investigado em um processo administrativo interno.

 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/01/2020 - 15:24Atualizado em 23/01/2020 - 06:46

O vereador Julio Kaminski reuniu ontem à noite filiados e aliados do DEM, incluindo candidatos a vereador, para confirmar sua candidatura a prefeito.

O encaminhamento está acertado com o comando estadual do DEM.

Julio ainda está filiado ao PSDB e só vai se transferir para o DEM em março, aproveitando a "janela de transferência" prevista na lei eleitoral. Explicou que se mudar antes disso, corre o risco de perder o mandato por causa da lei da fidelidade partidária. Mas, na prática está fora do PSDB desde o ano passado.

Na Câmara, faz oposição ao governo do prefeito Clésio Salvaro, PSDB, desde o inicio do mandato.

Confirmada a sua migração e candidatura, bem como a nominata de veredaores, Kaminski passará a tratar de alianças. Uma possibilidade é com o MDB.

A sua intenção para compor chapa seria o médico Alisson Pires como candidato a vice, indicado pelo MDB.

Na reunião de ontem, destaque para participação de politicos que estão filidos em outros partidos, como o vereador Edson Paiol, PP (de camiseta preta, a esquerda), e o radialista Gentil Francisco (atrás de Paiol).

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 22/01/2020 - 15:17Atualizado em 22/01/2020 - 15:41

O PP trata efetivamente da possibilidade de apoiar o prefeito Clésio Salvaro, PSDB, na candidatura a reeleição, em outubro.

O ex-deputado Leodegar Tiscoski, do comando estadual do partido, disse textualmente que se o ex-deputado Jorge Boeira não se definir sobre a candidatura a prefeito até meados de fevereiro, o partido vai apoiar Salvaro.

O assunto vem sendo tratado pelo partido nos últimos dias em duas frentes.

O ex-deputado Valmir Comin mantêm conversas com Clésio Salvaro, que se reuniu em Florianópolis com Esperidião Amin.

De outro lado, Aldo Rosa e o próprio Amin estão conversando com Boeira.

Clésio pediu uma definição do PP, e estabeleceu o mesmo prazo que o PP “repassou”a Boeira.

Amin já comunicou o prefeito que se o PP decidir apoiá-lo, quer indicar o candidato a vice.

Salvaro teria dito que tem compromisso com o deputado Julio Garcia para o vice ser do PSD.

Dependendo do decisão de Boeira, é possível que Salvaro, Amin e Julio Garcia se encontrem para uma composição tríplice.

O receio

O PP não quer ficar muito tempo com candidatura a prefeito em aberto para não correr o risco de perder candidatos a vereador e possibilidades de composição.

O vereador Miri Dagostim já teria sinalizado com disposição de sair do partido para participar da aliança que estará com o prefeito Salvaro. Pode ir até para o PSDB.

Sem prazo

O ex-deputado Jorge Boeira reage a possibilidade de se definir sobre candidatura a prefeito até meados de fevereiro.

Repete que tem questões pessoais e empresariais a encaminhar, e descarta qualquer decisão antes de março.

Do Governo

Jorge Boeira tem convite do governador Carlos Moisés para filiar no PSL e passar a ser o "seu" candidato a prefeito.

Até ontem, comentava internamente que se trata de uma operação complicada.

Mas, diante das novas circunstâncias, passa a ser uma possibilidade a considerar.

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/01/2020 - 13:38Atualizado em 21/01/2020 - 14:05

Desde ontem, segunda-feira, é a delegada Juliana Freitas Zapelini, chefe da Delegcia da Mulher de Criciúma, quem está respondendo pelo inquérito que apura denúncia contra o deputado federal Daniel Freitas, PSL, registrada na polícia pela sua mulher por agressão física.

O inquérito foi transferido na sexta-feira da delegacia do Balneário Rincão para a delegacia da Mulher de Criciúma.

O deputado Daniel já foi intimado e prestou depoimento à policia.

Junto ao boletim de ocorrência tem fotos e imagens das marcas que teriam sido das agressões, principalmente no rosto.

Imagens foram feitas pelos policiais que atenderam a ocorrência na delegacia do Rincão.

A mulher de Daniel foi levada à delegacia para registro do boletim por vizinhos que a teriam prestado atendimento.

Os vizinhos também já teriam sido ouvidos pela polícia.

É possivel que o inquérito seja concluido em até uma semana. Logo depois, será  encaminhado para o juizo competente.

Denis Luciano
Por Denis Luciano 20/01/2020 - 12:17

A Associação dos Amigos dos Autistas (AMA-Rec) foi de uma boa notícia a uma situação constrangedora. Conforme noticiou ontem o deputado estadual Jessé Lopes (PSL), a entidade não está conseguindo receber quase R$ 1 milhão de recursos públicos para reformar sua nova sede por falta de uma lei oficializando a doação do prédio do antigo CASE, na Vila Zuleima, para abrigar a entidade. O parlamentar lembra que trata-se de um acordo de 2015 que não foi honrado pelo Governo do Estado. Em longa postagem na rede social, Jessé critica o governador Carlos Moisés, dizendo que “por falta de responsabilidade do governo, a AMA poderá ser prejudicada e não poder receber os quase R$ 1 milhão em verbas para reformar aquele precário espaço que ainda sustenta uma aparência de presídio”. Segundo o deputado, Moisés fez um decreto suspendendo quaisquer doações no ano passado, o que atingiu em cheio a AMA. Os secretários Jorge Tasca e Douglas Borba (Administração e Casa Civil, respectivamente), são citados e cobrados publicamente para elaborar, no mínimo, um termo de cedência para uso visando resolver o impasse. Mais uma pedra no caminho da AMA, cujos méritos são indiscutíveis. Deixar essa entidade à própria sorte é, no mínimo, um ato de crueldade com os tantos autistas ali bem atendidos.

5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17