Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Por Adelor Lessa 05/08/2022 - 16:34 Atualizado em 05/08/2022 - 21:25

Militantes do PSB ocupam neste momento o plenarinho da Assembleia Legislativa, na Capital, para a convenção estadual que homologa candidaturas. 

Antes, foi realizada reunião no plenarinho para tratar da indicação do candidato a vice na chapa da Frente de Esquerda. 

O PSB aprovou dois nomes para que um seja o vice de Décio Lima (PT) na Frente de Esquerda para disputar o governo do estado.

Marcilei Vignati, vereadora de Chapecó, e Rodrigo Bornhoudt, advogado de Joinville.

A empresária Bea Vargas, que foi candidata a vice-prefeita de Içara em 2020, tentou entrar na lista, "brigou", mas não foi atendida.

Em reunião fechada, a executiva do PSB decidiu por unanimidade encaminhar apenas os nomes de Marcilei e Rodrigo.

O comando da Frente de Esquerda, por entendimento, vai decidir ainda hoje o vice. 

Décio Lima está na convenção do PSB.

Com ele, politicos conhecidos do PT, como a ex-senadora Ideli Salvati, o ex-ministro José Fritsh e a ex-deputada Luci Choinack.

Chamou a atenção a presença na convenção do ex-deputado Mauro Mariani, filiado ao MDB, que foi candidato a governador em 2018.

Mauro é amigo pessoal de Dário Berger e apoiou Antídio Lunelli na disputa interna no MDB.

A chapa da Frente tem até agora Décio, candidato a governador, e Dário, candidato a reeleição ao Senado.

Em seguida, sai o candidato a vice. 

 

Por Adelor Lessa 05/08/2022 - 13:28 Atualizado em 05/08/2022 - 13:48

O vereador Aroldo Frigo Junior, o Aroldinho, de Nova Veneza, esteve cotado para ser primeiro suplente de Kennedy Nunes (PTB), candidato ao Senado na aliança liderada por Esperidião Amin (PP, PSDB, PTB, Cidadania).

Estimulado por convencionais do PSDB, especialmente da juventude, ele se colocou à disposição em discurso na convenção.

Mas, o escolhido pelo PSDB para primeiro suplente foi o ex-prefeito de Xanxerê, Bruno Bortoluzzi.

Foi oferecida a vaga de segundo suplente para Aroldinho, mas ele declinou. Preferiu manter a candidatura a deputado estadual.

Se fosse "escalado" para suplência do Senado, beneficiaria Acelio Casagrande, ex-secretário de Saúde de Criciúma, candidato a deputado estadual.

Seria um tucano a menor candidato a deputado estadual na Amrec.

Por Adelor Lessa 05/08/2022 - 12:01 Atualizado em 05/08/2022 - 12:28

Os últimos atos para definição de candidatos e chapas que disputarão o governo do estado acontecem hoje.

À tarde, a partir de 16h, o PSB aprovará na convenção estadual o nome para compor de vice na chapa de Décio Lima (PT), candidato a governador.

Dois nomes no páreo: advogado Rodrigo Bornhoudt, de Joinville, e vereadora Marcilei Vignati, de Chapecó.

O PSB vai também homologar a candidatura a reeleição do senador Dário Berger.

Mais tarde, a partir de 20h, o PL vai fazer a sua convenção para homologar chapa pura com Jorginho Mello candidato a governador, Marilisa Bohen candidata a vice e Jorge Seif senador.

Marilisa é delegada aposentada de Joinville e foi uma escolha pessoal do senador Jorginho.

Ontem à noite, foi indicado pela federação de PSDB e Cidadania o ex-senador Dalírio Beber como candidato a vice na chapa liderada por Esperidião Amin.

Agora pela manhã, Amin já se reuniu com candidatos a deputado do seu partido, o PP, com os seus "companheiros" de chapa.

Dalírio Beber (candidato a vice-governador) é o primeiro à esquerda, Kennedy Nunes (candidato ao Senado) está ao lado de Dalírio e Esperidião de pé.

 

 

Por Adelor Lessa 05/08/2022 - 08:40 Atualizado em 05/08/2022 - 09:20

Em ano de eleição, é preciso falar e ouvir falar de eleição. É preciso ouvir e questionar os candidatos É preciso aproveitar o momento para arrancar compromissos dos candidatos com as pautas da cidade e da região.

É o que estamos fazendo na Som Maior e no 4oito. É o que vamos fazer ainda mais a partir de agora. Porque é nosso papel, como instrumento em defesa dos interesses de quem vive, trabalha e investe aqui.

Hoje, serão definidas as ultimas chapas para disputar o governo. Ontem, mais uma foi fechada. 

Com os candidatos definidos, vamos ao debate.

O primeiro debate de rádio com os candidatos a governador da eleição de outubro será realizado aqui, na Som Maior e no 4oito,  na segunda-feira, dia 8, a partir das 7h30.

Regras foram aprovadas com todos os candidatos, estrutura montada, vamos colocar no ar em áudio, pela Som Maior e, em áudio e vídeo, pelo 4oito no YouTube e no Facebook.

Seguindo o dispositivo da lei eleitoral, foram convidados para o debate os candidatos dos partidos que têm pelo menos cinco representantes no congresso nacional. São sete candidatos. Todos confirmaram presença. 

Governador Moisés, senador Amin, senador Jorginho, promotor Odair, ex-deputado Boeira, ex-prefeito Décio e ex-prefeito Gean. 

Pela Som Maior, eu e Upiara vamos questionar os candidatos. 

Vamos tratar de algumas das pautas prioritárias da cidade e da região, elencadas e apontadas pela representação formal da sociedade. 

E vamos tratar também de questões políticas. 

A maior parte do debate, no entanto, será com questionamentos entre os candidatos. Afinal, é debate.  

Nos debates, os candidatos são desnudados (ou não), são colocados em contradição (ou não), mostram o quanto sabem ou o quanto não sabem. 

Os candidatos têm a oportunidade de expor nos debates os seus planos, suas ideias, para fazer crescer o estado, gerando emprego e renda, fazendo melhor a qualidade de vida das pessoas.

Os debates são dos capítulos mais importantes das campanhas. E vão começar os debates. 

Te convido para estar conosco no primeiro em rádio em todo o estado neste ano será aqui na Som Maior. 

Eles vão falar da nossa região. Eles vão falar do que nos interessa. Vão falar de como fazer melhor a nossa terra. 

Porque se nada isso estiver na agenda deles, nós vamos tratar com eles. E vamos tentar compromissos com isso. 

Porque, como digo, é o nosso papel.

Segunda feira, 7h30, aqui, ao vivo, todos os candidatos presentes. 

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 04/08/2022 - 19:11 Atualizado em 04/08/2022 - 22:13

O ex-senador Dalírio Bebber (PSDB) é o indicado para ser candidato a vice de Esperidião Amin (PP).

Ele teve 8 votos dos 11 integrantes do conselho da federação entre PSDB e Cidadania. 

Votação foi feita depois de reunião longa e acalorada.

O ex-governador Leonel Pavan estava indignado porque até a reunião foi o único que se apresentou candidato a vice.   

No início da reunião, o ex-prefeito Saulo Speroto (PSDB) se inscreveu como "candidato" à vaga de vice.

Durante a reunião foi apresentada a candidatura de Dalírio.

Num determinado momento da reunião, Pavan e Dalírio foram para uma sala, sozinhos, para tentar um entendimento.

Não deu certo.

Decisão teve que sair no voto. Dalírio teve 8 votos, Pavan 2 e Saulo Sperotto 1.

No início da reunião foi confirmado apoio à candidatura de Amin a governador e aliança com o PP.

Fotos e vídeo abaixo:

 

 

  

Por Adelor Lessa 04/08/2022 - 09:21 Atualizado em 04/08/2022 - 13:26

O candidato do Partido Novo à presidência, professor Felipe D'ávila, estará em Criciúma na terça-feira, dia 9, para um evento com militantes e filiados.

Será o primeiro candidato à presidência da eleição deste ano que virá para cumprir agenda de campanha na cidade.

O evento será à noite.

O Novo tem candidato a vice-governador de Criciúma, empresário Ricardo Althoff.

Além de Althoff, o candidato a governador, Odair Tramontin, estará com Felipe D'ávila.

 

Por Adelor Lessa 04/08/2022 - 07:26 Atualizado em 04/08/2022 - 07:39

Ontem uma foto do governador Moisés num ato político com a foto do Lula viralizou nas redes.

Mas, era fake.

A foto tinha sido montada. 

O governador não esteve em nenhum ato que tivesse imagem do Lula.

A imagem tinha sido montada para vincular o governador ao Lula, e desgastá-lo no time de eleitores de Bolsonaro.

Em seguida, foi esclarecido que era fake.

Mas, será que todos que receberam a primeira foto, a primeira informação, receberam a segunda?

E quantos que receberam as duas e que vão acreditar só na primeira?

Detalhe:

A distribuição da foto fake foi feita pelo gabinete de um deputado.

Juntando tudo isso, imagine o que vem pela frente.

A campanha está apenas começando.

Todos ainda estão relativamente comportados.

O caldeirão ainda não ferveu.

A mostrar que é possível projetar que a campanha deste ano vai ser uma festa de fake news.

De todos os tipos.

Contra tudo e contra todos.

Infelizmente.

Quando eu cito esse caso de ontem, não é pelo Moisés, é pelo fato, é pelo fake, que é crime.

Mas, virou prática comum.

Tem gente que fica o dia todo, e todo o dia, só espalhando esse tipo de coisa.

E depois, muita gente que passa adiante sem saber que é fake

Porque não checou, não conferiu. 

Mas, passe adiante.

É uma irresponsabilidade de quem faz, é criminoso.

Mas está aí.

As redes sociais estão tomadas por isso.

É preciso estar ciente disso e checar cada informação.

Principalmente, antes de passar adiante.

Fake news é uma praga, que precisa ser combatida. 

E a melhor forma de combater é não dar crédito, é não alimentar. 

Estes que vivem espalhando fake news dizem que as redes sociais e a internet são a salvação.

Só que as redes sociais foram contaminadas pelas milícias do fake news.

Viraram espaço sem controle, sem respeito, sem compromisso. E perdem credibilidade a cada dia. 

Então, um pé atrás com tudo que vem pelas redes, com aquelas notinhas produzidas. Pode ser fake.

Cheque antes, tire a limpo, procure saber o que é fato e o que é fake.

Procure a verdade, trabalhe com a verdade.

Porque se você assimila fake como fato, e passa adiante, você também perde o crédito.

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 03/08/2022 - 17:58 Atualizado em 03/08/2022 - 18:13

Enquanto o ex-deputado Gelson Mersio e outros operadores da Frente de Esquerda ainda apostam na volta do PDT à aliança, recuando da candidatura própria, Jorge Boeira cumpriu agenda de candidato a governador hoje em Florianópolis.

Um dos seus compromissos foi se reunir com o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar.

Também participou da reunião o gerente para assuntos de Transporte, Logística, Meio Ambiente e Sustentabilidade da Fiesc, Egídio Antônio Martirano.

Na reunião, trataram de demandas da indústria catarinense.

O PDT mantém-se firme na disposição de seguir chapa pura para eleição majoritária em Santa Catarina.

O presidente estadual do PDT, Manoel Dias, disse hoje à jornalista e colunista Dagmara Spautz, do NSC, que "seria uma petulância" do PT e da Frente um convite para o partido recuar da candidatura própria e aceitar indicar o vice de Décio Lima, candidato a governador do PT e da Frente. 

Por Adelor Lessa 03/08/2022 - 10:04 Atualizado em 03/08/2022 - 11:00

Hoje, 19h30, o prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier (PP), vai fazer a abertura oficial da Festa do Vinho. Alguns minutos antes, a comissão processante constituída na Câmara de Vereadores deve aprovar relatório final pela cassação do seu mandato.

O relator da comissão é o vereador Luan Varnier (MDB), líder da oposição ao prefeito na Câmara.

A comissão trata das denúncias apuradas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, que geraram uma ação que tramita na Justiça Federal, onde Cancellier é réu por desvio de recursos públicos.

Na denúncia feita pelo Ministério Público, o prefeito é identificado como "líder de uma organização criminosa que operava na prefeitura".

A reunião da comissão processante deve iniciar às 18h. Se for realmente aprovado o relatóro final com recomendação pela cassação de mandato, o documento será levado ao plenário da Câmara para decidir a respeito.

A previsão é que a votação em plenário seja feita na próxima semana.

Por Adelor Lessa 03/08/2022 - 07:31 Atualizado em 03/08/2022 - 08:17

Precisamos voltar a falar sobre vacina. Vacina contra a Covid.

Porque o número de mortes pela Covid-19 em Santa Catarina mais do que dobrou em três meses. 

Em abril houve 74 mortes, em julho 189. 

As autoridades de saúde do estado fazem relação direta do aumento de mortes com a queda da vacinação.

Pessoas com mais de 50 anos, que representam 93% das mortes, apenas 5% das vítimas tomaram a segunda dose de reforço. 

É fato que Santa Catarina passa por uma nova onda de casos em função do avanço de uma variante da Ômicron.

Essa variante é responsável pelo avanço da doença em todo o Brasil, em função da maior capacidade de transmissão do que outras variantes. 

Está comprovado. Não é especulação, não é possibilidade.

Pessoas que não tomaram a segunda dose de reforço são a grande concentração de casos graves e hospitalizados.

Um dado importante:

Em Santa Catarina, 99,3% das pessoas com 55 anos ou mais têm o esquema primário de vacinação, que considera as duas primeiras doses ou a dose única. 

Mas, o número caiu para 70,2% quando o primeiro reforço foi liberado, e a segunda dose do reforço atingiu apenas 27,2% desse público. 

É aí que está o problema.

As pessoas relaxaram.

Ou não seguiram o esquema de vacinação, por alguma razão.

Por isso, estão ficando desprotegidas, e correm risco.

E podem contribuir para a consolidação de uma nova onda de variantes.

Por isso, é fundamental vacinar. Seguir o esquema de vacinação. Aplicar todas as doses de reforço.

E por causa disso, e para comprovar a gravidade da situação, a Universidade Federal de  Santa Catarina está exigindo comprovante da terceira dose. 

Os estudantes da UFSC devem comprovar seu esquema vacinal completo até hoje para que suas notas sejam lançadas no histórico e possam realizar a matrícula para o próximo semestre letivo. 

Sem a terceira dose, não vai matricular para o segundo semestre. 

Mas, será que vai ser preciso o mesmo procedimento para tudo?

Será que é preciso obrigar todo mundo?

Será q vai ter que exigir comprovante do sistema de vacina completo em outras faculdades, e para entrar em supermercado, shows, eventos, restaurantes

Será que tudo o que aconteceu, e tantas mortes, e o efeito evidente da vacina, não são suficientes para convencer que é preciso seguir o esquema de vacinas?

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 02/08/2022 - 07:57 Atualizado em 02/08/2022 - 12:01

Você vai no supermercado, ou no shopping, ou no parque e, lá no estacionamento, está aquela placa, ou pintura no chão, indicando espaço preferencial para quem tem mais de 60 anos.  

Um velhinho, arcado, de bengala, mão nas costas - na altura na cintura -, como se protegendo de dor lombar ou coisa parecida. 

Cá entre nós, indicação desrespeitosa.

Não é coisa nova, não passou a ser usada agora. Mas, já deveria ter sido substituída.

Afinal, nem todas as pessoas acima de 60 anos são velhinhos, arcados, de bengala e com dores pelo corpo.

E se forem, não é assim que devem ser identificados.

Devem ser identificados apenas por mais de 60 anos.

Eu tenho mais de 60 anos, não uso bengala, não sou arcado e não ando com as mãos nas costas por dores pelo corpo.

O seu Antônio Zanette, que faleceu semana passada, veio aqui dar entrevista em dezembro, quando fez 101 anos, e não usava bengala, não andava arcado e nem aceitava que o apoiassem para caminhar.

Porque não precisava.

Porque nem todos que tem mais de 60 anos precisam.

Hoje em dia, as pessoas com mais de 60 se cuidam mais, praticam alguma atividade física, vão pra academia, jogam beach tennis, são acompanhados por médicos e vivem mais. 

Aquele imagem, então, está cada vez mais inadequada. Além de desrespeitosa, porque é pejorativa. 

Numa pesquisa rápida a respeito, anotei propostas em Câmaras de Vereadores e Assembleias Legislativas pelo país afora para mudar isso. 

A cidade pode sair na frente. Tornar lei a troca daquela placa indicativa.

Porque não tornar lei o uso apenas da indicação 60 +, ou + de 60?

A mudança pode começar pelos espaços públicos e, com o tempo, passar a identificar locais como áreas reservadas para estacionamentos, assentos e caixas prioritários de estabelecimentos comerciais.

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 01/08/2022 - 16:39 Atualizado em 01/08/2022 - 21:57

O governador Carlos Moisés (Republicanos) tentou pessoalmente retirar o PSDB da aliança com o PP de Esperidião Amin, mas não conseguiu. 

Por sinal, as conversas do governador Moisés com o PSDB no fim de semana não foram boas. Os tucanos saíram indignados porque entenderam que foram "diminuídos".

O jornalista Upiara Boschi publicou há pouco uma declaração dura do prefeito Clesio Salvaro:

"Não podemos estar nesta eleição com quem nos trata como se fôssemos nanicos. Não somos prefeitozinhos, não somos deputadozinhos. Nós temos que estar na majoritária".  

Moisés não ofereceu espaço na chapa majoritária, apenas sinalizou com suplência do senado e possibilidade de participação no governo, sem garantia.

O PSDB catarinense fez a sua convenção no plenário da Assembleia Legislativa, na Capital, para definir a lista de candidatos a deputado estadual e federal, e sinalizar com quem estará na eleição.

O indicativo foi de aliança com o PP e apoio à candidatura do senador Esperidião Amin a governador.

A convenção não será deliberativa porque o PSDB fechou "federação" com o Cidadania e a decisão sobre eleição majoritária será tomada no dia 4, pelo colegiado da "federação", que tem representantes dos 2 partidos.

Na convenção dos tucanos, hoje, foi aprovado o vereador Aroldo Frigo, de Nova Veneza, entre os candidatos a deputado estadual. Só que ele deve ser "escalado" como candidato a vice-governador ou primeiro suplente do Senado, no dia 4.

Ele confirmou ao blog que colocou seu nome à disposição para uma das duas vagas na chapa majoritária.

No discurso que fez na convenção, ele confirmou que busca vaga na chapa majoritária. 

O nome mais citado para vice de Amin, no entanto, é do ex-governador Leonel Pavan.

Aroldinho é mais provável na suplência do Senado. 

A chapa de Amin já tem o deputado Kennedy Nunes (PTB) como candidato ao senado.

O fato novo da convenção foi que o ex-senador Paulo Bauer fez discurso forte defendendo que o PSDB exija as vagas de vice e senador na chapa com Amin, e se lançou candidato ao senado.

Definição, só no dia 4.

 

Por Adelor Lessa 01/08/2022 - 07:48 Atualizado em 01/08/2022 - 08:05

Começo de semana, começo de mês, tempo de balanço das conquistas do mês que terminou ontem, listar o que ficou pra trás, ajustar planos, estabelecer metas e objetivos.

E recarregar baterias, novo gás, uma boa carga de esperança, confiança e fé.

Seja na profissão, no trabalho ou nos projetos pessoais, nas suas relações, as conquistas, que sejam comemoradas e deixem ensinamentos para frente.

O que não foi possível fazer, não desaminar, nem desistir.

Acreditar sempre. Porque é possível.

Agora, é respirar, levantar a cabeça, olhar pra frente, foco no amanhã e buscar as novas vitórias.

Como diz Ivan Lins:

"Desesperar jamais
Aprendemos muito nesses anos
Afinal de contas não tem cabimento
Entregar o jogo no primeiro tempo

Nada de correr da raia
Nada de morrer na praia
Nada de esquecer

No balanço de perdas e danos
Já tivemos muitos desenganos
Já tivemos muito que chorar

Mas agora, chegou a hora
De fazer Valer o dito popular
Desesperar jamais".

Ouça o editorial completo:

 

Por Adelor Lessa 30/07/2022 - 08:51 Atualizado em 30/07/2022 - 12:42

A convenção estadual do PDT, realizada no plenário da Assembleia Legislativa, na Capital, acaba de homologar a candidatura do empresário criciumense e ex-deputado federal Jorge Boeira a governador.

O presidente do PDT, Manoel Dias, chorou no seu discurso, depois de anunciar a homologação da candidatura.

Ele falou da história e da construção do PDT, em fim de uma era, e que estava feliz pela candidatura do Boeira.

Quase todos no plenário da convenção foram contagiados pela emoção.

Antes, o deputado Rodrigo Minotto enalteceu o trabalho de Manoel e por ter suportado a pressão das últimas semanas de forma serena.

Foi homologada a chapa majoritária, liderada por Boeira, e os delegados deram poderes a executiva do partido apenas para preenchimento de vagas à suplência do Senado e candidaturas a deputado.

Discurso de Jorge Boeira:

Manoel Dias encaminhou a votação (vídeo abaixo).

Pouco antes, Boeira gravou vídeo dentro do plenáro, durante a convenção (vídeo abaixo). 

Militantes de todo o estado tomaram o plenário da Assembleia. Faixas por todos os lados. Clima é de festa.

A convenção é presidida por Manoel Dias, presidente estadual do PDT.

A última vez que o PDT teve candidato a governador foi em 2006 com o própio Manoel.

Além de Jorge Boeira a governador, foram homologadas as candidaturas de Dalmo Claro de Oliveira, de Joinville, a vice, e Hilda Deola, de Itajaí, para o Senado.

Apesar de estar na chapa, Dalmo não participa da convenção porque tem compromisso no Paraná.

Na segunda-feira, os três da chapa devem se reunir na Capital.

O deputado do sul Rodrigo Minotto tem digital nesta chapa. Boeira e Dalmo foram filidos por ele no PDT.

Boeira e Manoel Dias com deputado Minotto

Movimentação intensa na Alesc:

Candidata ao Senado, Hilda Deola, com Boeira (centro) e deputado Minotto
Convencionais acompanham mensagem por vídeo do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi

Por vídeo, Lupi fala da candidatura de Boeira. Assista: 

 

Por Adelor Lessa 29/07/2022 - 17:56 Atualizado em 30/07/2022 - 11:18

A vereadora Hilda Deola, de Itajaí, será a candidata ao Senado do PDT, compondo chapa com o empresário criciumense Jorge Boeira, candidato a governador.

A definição da vereadora saiu hoje à tarde, durante reunião da executiva estadual do partido.

A primeira opção era o vice-prefeito de Itajaí, Marcelo Sodré. Mas, ele declinou e indicou a vereadora.

O candidato a vice-governador será o médico, ex-deputado e ex-secretáro de estado Dalmo Claro de Oliveira, de Joinville.

Será chapa pura do PDT.

Os nomes serão homologados na convenção estadual do PDT, neste sábado, no plenário da Assembléia Legislativa.

 

 

Por Adelor Lessa 29/07/2022 - 15:54 Atualizado em 29/07/2022 - 16:17

O "seu"Antônio Zanette estava forte, lúcido e muito feliz quando esteve no estúdio da Som Maior, em dezembro, no dia do seu aniversário, para falar dos 101 anos completados.

Caminhava sem bengala e sem apoio. Vaidoso, não aceitou nem que a neta pegasse no seu braço por segurança.

Era conhecido no Morro Estevão como "Barba Toni", produtor da melhor cachaça da região.

A entrevista foi uma delícia. Divertida e recheada de fatos históricos, contados do seu jeito, falando com aquele italiano carregado, e sempre com sorriso no rosto.

Lembremos que ele acompanhou o crescimento e desenvolvimento de Criciúma por um século.

E um século atrás, não tinha nada por aqui!

Pois é, o "seu" Antonio partiu hoje pela manhã.

Viveu bem até se sentir mal, foi levado ao hospital, descobriram um câncer de estômago, e não deu tempo para nada. 

Perdemos um cidadão da história da cidade. Um personagem ilustre.

Nossos sentimentos à familia.

O velório acontecer na sua casa, no Morro Estevão, e o sepultamento neste sábado, 9h, no cemitério do Morro Estevão.

Em sua homenagem, reproduzo abaixo a entrevista com ele feita em dezembro, dia dos seus 101 anos. Confira:

 

   

 

,

 

Por Adelor Lessa 29/07/2022 - 10:26 Atualizado em 29/07/2022 - 10:45

O secretário de infraestrutura do estado, Thiago Vieira, acaba de confirmar que estará em Paia Grande na quarta-feira, dia 3 de agosto, para entregar a ordem de serviço para início das obras de pavimentação fa Serra do Faxinal, o caminho dos cânions.  

A cerimônia para entrega da ordem de serviço vai acontecer às 15h.

O início da obra estava dependendo da licença ambiental pelo IBAMA, uma vez que o Governo do estado já havia feito a licitação, vencido pela empresa Fraga Engenharia.

Na semana passada foi anunciada a liberação da licença, e a publicação foi feita no Diário Oficial na quarta-feira.

A Serra do Faxinal faz a ligação de Praia Grande, extremo sul catarinense, com Cambará do Sul, serra gaúcha, fazendo o caminho para os cânions.

É uma "bandeira" da região sustentada por mais de 30 anos. 

Por Adelor Lessa 29/07/2022 - 08:21 Atualizado em 29/07/2022 - 09:05

Petrobras vai pagar aos acionistas R$ 88 bilhões nos próximos dois meses, como distribuição de lucro. O Governo Federal, como acionista principal, vai receber R$ 32 bilhões, valor que deve ser somado a outros R$ 32 bilhões já repassados à União em 2022.

A receita da estatal foi favorecida por reajustes nos preços da gasolina e do diesel. Ou seja, pelo bolso do cidadão. 

No primeiro semestre, a Petrobras teve um lucro de R$ 100 bilhões. 

Hoje o preço da gasolina está baixando, por medidas tomadas que são temporárias, tem tempo de validade. Mas o diesel continua alto. 

E o preço do diesel contamina o mercado, e faz aumentar preços dos produtos, da comida. 

Considerando as circunstâncias de crise, e de aperto financeiro, o Governo Federal poderia, ou deveria, usar estes R$ 32 bilhões que vai receber do lucro da Petrobras para baratear ainda mais o preço da gasolina, e principalmente do diesel.

A Petrobras opera como empresa privada, tem como prioridade o melhor lucro possível, para preservar os interesses dos acionistas privados. 

Então falam na privatização da Petrobras...

Por que não privatizar?

É uma tese, polêmica, em debate no país faz tempo.

O problema é privatizar o monopólio.

Porque a Petrobras hoje tem o monopólio da sua atividade. 

 Se for privatizada, o controle acionário vai passar para grandes grupos internacionais, de compromisso zero com as circunstâncias financeiras e econômicas do país e das pessoas.

Hoje, sendo estatal, com o governo brasileiro de acionista majoritário, com o controle da empresa, tem efeito o grito das ruas. E a prova disso está aí.  

O governo brasileiro pode até usar a sua fatia do lucro para baixar o preço na bomba. 

E só o governo pode fazer isso, porque a Petrobras não tem concorrência, não tem outra opção, não tem para onde correr, é única empresa do segmento, tem monopólio.

Outras tantas estatais foram privatizadas, mas mercado aberto. Sem monopólio.

Privatizar a Petrobras com o monopólio de atividade tão importante, delicada, para tocar o país, e que mexe com a vida das pessoas, é operação de alto risco

Por Adelor Lessa 28/07/2022 - 19:52 Atualizado em 28/07/2022 - 21:03
Por Adelor Lessa 28/07/2022 - 16:18 Atualizado em 28/07/2022 - 18:13

O deputado estadual do Sul, José Milton Scheffer (PP), não é mais o líder do Governo Moisés na Assembleia Legislativa. 

Governador e deputado se reuniram hoje, quando o Zé Milton "entregou" a liderança.

Ele apresentou um relatório do trabalho no período, agradeceu o governador Carlos Moisés (Republicanos) pela confiança e garantiu que permanecerá na base de apoio na Assembleia. O governador retribuiu o agradecimento e anunciou que um novo líder será anunciado nos próximos dias.

Zé Milton está focado na sua candidatura à reeleição na Assembleia.

Ao longo do mandato, ele foi um dos mais leais defensores de Moisés na Assembleia e defendeu o apoio do PP à reeleição.

Zé Milton foi prefeito de Sombrio por dois mandatos e vai disputar o quarto mandato como deputado estadual.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito