Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Marcio Burigo pode definir hoje candidatura a federal e outras da coluna

Por Adelor Lessa 01/08/2018 - 06:08 Atualizado em 01/08/2018 - 09:56

O ex-prefeito Márcio Burigo, PP, vai se reunir hoje com o deputado federal Jorge Boeira, PP, para discutir a possibilidade de assumir a candidatura a federal na sua vaga.

Boeira está pleiteando no PP uma candidatura ao senado e já anunciou que não será candidato a reeleição.

Márcio está desde 2017 avaliando uma candidatura a deputado. Já especulou estadual e federal.

Como o espaço no PP estava “apertado”, chegou a considerar uma mudança de partido. Manteve conversações com DEM e PTB, entre outros partidos. Mas, decidiu ficar no PP e “congelar" a candidatura.

Agora, com a decisão de Boeira de disputar o senado, e o PP precisando de um substituto, Márcio voltou ao “jogo”.

Ontem, conversou com o presidente do PP em Criciúma, advogado Itamar da Silva.

Depois, Itamar fez algumas consultas com políticos do partido na região e candidatos a deputado.

A decisão de Márcio sobe a candidatura vai depender da conversa que terá com Boeira.

Na sexta-feira, Esperidião Amin vai se reunir com os candidatos a deputado do PP e até lá o “sucessor" de Boeira deverá estar definido.

Márcio Burigo é uma liderança política controversa. Na primeira eleição que disputou, foi vice-prefeito de Clesio Salvaro, PSDB.

Os dois tinham uma relação tão próxima que a expressão “Márcio e eu”, usado constantemente pelo prefeito, foi uma das marcas do mandato.

A “chapa” foi reeleita em 2012, mas não assumiu porque Clesio foi cassado. Na eleição suplementar, em março de 2013, e com apoio ostensivo de Clesio, Marcio foi eleito prefeito com 72,77% dos votos.

Logo que assumiu, rompeu com Clesio e administrou sem o PSDB no governo.

Na tentativa reeleição, em 2016, ele enfrentou Clesio e sofreu derrota acachapante. Fez apenas 11,9% dos votos, enquanto Clesio somou 75,87% dos votos.

Se ele for candidato a federal, terá a retaguarda do partido que tem o maior número de prefeitos do sul, organizado em todos os municípios, mas terá como principal adversário, de novo, o prefeito Salvaro. Que vai fazer campanha para os seus candidatos, e contra ele.


Acreditando

O deputado Jorge Boeira teve longa conversa ontem por telefone com Esperidião Amin.

Ouviu que a sua candidatura a senador é muito provável.

Mas, Amin disse que é preciso aguardar até domingo, para que sejam concluídas az negociações com outros partidos sobre alianças.


O espolio

Com Boeira fora da disputa para federal, a tendência é que a maior parte do seu “eleitorado” na região deva migrar para Ricardo Guidi, PSD, e Geovânia de Sá, PSDB.

Guidi pela relação histórica do seu pai, Altair Guidi, e da sua família com o PP.

Geovânia, pelas posições muito semelhantes em relação as reformas.


A esperança

O prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, PP, recebeu ontem o deputado João Paulo Kleinübing, DEM, candidato a vice de Esperidião Amin.

Disse que ainda espera “relâmpagos de bom senso” dos lideres políticos e que o entendimento PP-PSD possa ser refeito.


O recado

Numa conversa direto com Esperidião Amin, Ponticelli alertou - "se não aumentar o time, vai complicar”


Nova aliança

O prefeito de Criciúma, Clesio Salvaro, conversou ontem por telefone com o deputado Gelson Merisio, candidato a governador pelo PSD.

Merisio está operando junto aos lideres do PSDB por uma aliança. Mas, quer apoio para sua candidatura.

Clesio insistiu que Merisio deve ser vice de Paulo Bauer, PSDB. A conversa foi inconclusiva.

Depois, Clesio também conversou com Marcos Vieira, presidente do PSDB no estado.


Troca de posição

Clesio confidenciou ontem para Merisio e João Paulo Kleinübing, em conversas diferentes, que o PSDB pode mudar a chapa majoritária. Napoleão Bernardes, que está “escalado" candidato a senador, pode virar candidato a vice de Paulo Bauer.

O deputado Marcos Vieira, presidente estadual do PSDB, passaria a ser o candidato a senador.


Perigo!

O deputado federal Valdir Colatto, MDB, está telefonando aos prefeitos do partido, pedindo apoio para ser candidato ao senado.

Ele garante vai apresentar a candidatura na convenção do partido, no sábado.

Aliados de Mauro Mariani dizem que já está articulado para derrotar qualquer candidatura ao senado que se apresentar na convenção.

O acordo que ele fechou com o PR é que o deputado Jorginho Mello vai disputar o senado pela sua chapa e que o MDB não vai lançar candidato.


Difícil mudar

Pelo ambiente, é cada vez mais provável que o quadro da eleição seja confirmado com cinco candidaturas dos chamados “grandes partidos”- Mauro Mariani/MDB, Gelson Merisio/PSD, Paulo Bauer/PSDB, Esperidião Amin/PP e Decio Lima/PT.

Está muito difícil para qualquer um dos cinco desista em favor de outro. Pelo clima entre eles


Quer consenso

O vereador Miri Dagostim, PP, está trabalhando forte nos bastidores não mais para ser eleito o novo vice-presidente da câmara de Criciúma. Mas, para ser eleito por consenso.

Miri ja tem o apoio do grupo dos nove, mas está se reunindo com todas as bancadas.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito