Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

PP na justiça contra Daniel, receita nova para Criciuma e outras da coluna

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/04/2018 - 06:04Atualizado em 24/04/2018 - 06:06

Ouvi atentamente na Som Maior o secretário Celito Cardoso, empossado oficialmente como secretário da fazenda do município de Criciúma.

Na sua fala ficou evidente a preocupação com o desenvolvimento econômico. Bateu na tecla da necessidade de "vender Criciuma”, projetando e enfatizando as suas potencialidades.

Já ouvi o prefeito Clesio Salvaro falar sobre isso. A mostrar que há sintonia no Paço em relação ao assunto.

E isso é bom. Necessário. Mas, não é suficiente. Só isso não resolve. Tem que ir além.

Criciúma está precisando de receitas novas para suprir as suas necessidades, atender as demandas e recuperar o tempo perdido naqueles anos em que a economia local patinou, empacou, congelou. Por varias razões e motivações. 

Mas, receita nova quem traz é a industria.

Outros nichos de negocio geram emprego, mas o dinheiro praticamente troca de mãos. Não faz aumentar o  “bolo".

Criciúma nasceu como distrito de Araranguá. Conseguiu emancipar e cresceu muitas vezes mais que o município mãe porque virou importante polo industrial do estado.

Para retomar o caminho, voltar a atrair industrias, recuperar sua condição de importante polo industrial, e trazer dinheiro novo, é preciso trabalhar profissionalmente e de forma determinada.

Tem que ir buscar. Nada e ninguém vem de graça.

É preciso montar uma equipe de técnicos, sem políticos, com missão definida, metas estabelecidas e prazos fixos. 

A mídia, a publicidade, o falar bem da cidade, vai ajudar. Mas, não decide.

Tem que seguir o exemplo de municípios do mesmo tamanho ou menores que Criciúma, como Linhares, no Espirito Santos, cujo prefeito veio várias vezes a Criciuma buscar industrias. E levou.

Ou de Araquari, no norte catarinense, ou de Osorio, no norte do Rio Grande do Sul. 

 

PP na justiça contra Daniel

Primeiro, o ex-vereaeor Itamar da Silva, presidente do PP, anunciou que o vereador Daniel Freitas, mesmo fora do partido, continuaria sendo tratado como "parceiro" e "amigo". Sinalizou assim que não haveria processo na justiça para cassar o mandato de Daniel.

Mas ontem, na reunião da direção do PP com o deputado Comin, membros da executiva e do diretório foi fechada questão em sentido contrário.O partido vai à justiça para "recuperar" o mandato do partido, cassando Daniel Freitas.

A semana passada foi marcada por muitas conversas de bastidores. A reunião de ontem seria na sexta-feira. Minutos antes, Daniel falou por telefone com Itamar e mandou um assessor para pedir anuência do partido para sua saída, com compromisso que renunciaria no fim do ano. Por unanimidade, a proposta foi rejeitada.

O advogado Alessandro Abreu, da direção estadual do PP, vai ajuizar hoje ação para recuperar o mandato de Daniel Freitas, que migrou para o PSL no início do mês.

 

O retorno

Volta à mídia nacional, com repercussão no estado, a citação do senador Paulo Bauer, PSDB, na delação do ex-diretor da Hipermarcas, no ambiente da Lava Jato.

O delator informou ter feito repasse de r$ 11,5 milhões por caixa dois para a campanha de Bauer a governador em 2014.

Informação foi divulgada ontem à tarde pelo portal do jornal O Estado de São Paulo. O senador reagiu. Disse que é noticia pequenada e que se explicou.

Mas, isso pode ir fragilizando a sua candidatura ao governo, lançada semana passada pelo PSDB.

 

O plano B

Nos bastidores do PSDB, e também dos partidos aliados, PP e PSD, já é considerada a possibilidade de substituição de Bauer por Napoleão Bernardes como candidato a governador.

 

Previdência

Se for bem conduzida, a audiência pública que será realizada amanhã pela câmara de vereadores de Criciúma para para tratar da situação financeira do CriciúmaPrev vai prestar um grande serviço para a cidade.

A iniciativa foi do vereador Zairo Casagrande, PSD.

Ele informou que a discussão terá um técnico de Porto Alegre trazido pelo CriciumPrev e mais Observatório Social, Forcri, Acic e sindicato dos servidores.

Em praticamente 1 ano, a divida da prefeitura com o CriciúmaPrev aumentou r$ 2 milhões/mês na média. Hoje, passa dos r$ 15 milhões.

De outro lado, o CriciumaPrev vai entrar no vermelho em até cinco anos. A receita será menor que os pagamentos de aposentadorias.

 

O sul no comando

A nova comissão executiva estadual do DEM tem quatro nomes do sul do estado. Enio Rosa (Ararangua), Lisi Tuon e Americo Faria (Criciúma) e Giovani Felipe (Içara).

Americo entrou no conselho politico, Giovani é membro nato por ser presidente estadual da Juventude do DEM, Lisi e Enio são membros da executiva.

Lisi será candidata a deputada estadual pelo DEM.

 

Na área

O vereador Pepê Colaço, PP, presidente da Câmara de Tubarão, candidato a deputado estadual, virou presença assídua em Criciuma.

Normalmente, está acompanhado do vereador Miri Dagostim, PP.

 

Assinou

Santina Izé, que foi candidata a prefeita de Meleiro em 2016, assinou ficha no PDT. 

Prestigiaram o ato o deputado estadual Rodrigo Minotto e o presidente estadual do partido, Manoel Dias, candidato a deputado federal.

 

4oito

Deixe seu comentário