Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 24/06/2018 - 15:22Atualizado em 24/06/2018 - 15:47

Foi mais uma vez com emoção. O JEC venceu o Tombense-MG por 3 a 1, de virada, na manhã deste domingo, dia 24, na Arena, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. A vitória foi essencial para a equipe tricolor, que luta para deixar a zona de rebaixamento da competição. Com o resultado, o JEC conseguiu deixar para trás a lanterna do Grupo B, que amargava desde a quarta rodada, mas ainda continuou entre os rebaixados. O JEC é o penúltimo colocado.

Rafael Grampola anotou dois gols na vitória do JEC (Foto: Beto Lima)

O jogo

O JEC começou o jogo pressionando, mas saiu atrás do placar ao ser surpreendido em um contra-ataque aos 16 da etapa inicial, com gol de Carlos César. O time do Norte do Estado desencantou no segundo tempo com grande atuação do atacante Rafael Grampola, que balançou as redes em duas oportunidades. O Tricolor conseguiu marcar aos 10 minutos e aos 22, com Grampola, e aos 27 minutos, com o zagueiro Baumer.

Classificação

O resultado dá fôlego ao JEC, que havia conquistado apenas sete pontos em 10 jogos e ostentava a última posição do grupo B. Agora com 10 pontos, o JEC supera o Volta Redonda-RJ, que tem nove pontos, deixa a lanterna, e está a três pontos do Ypiranga-RS, primeiro time fora do descenso.

Próxima rodada

Na próxima rodada o Joinville quer seguir no caminho das vitórias e terá que encarar o Bragantino, que está na zona de classificação do grupo B com 18 pontos em 11 jogos. O duelo acontece no sábado, dia 30, às 16 horas, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 24/06/2018 - 15:21Atualizado em 24/06/2018 - 15:34

Fim do sonho. O Atlético Tubarão foi eliminado da Série D e abandonou o sonho do acesso. Neste sábado, o Peixe perdeu para o São José-RS por 2 a 0, no Estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre, sendo desclassificado das oitavas-de-final da competição nacional. Como a partida anterior ficou no empate em 1 a 1, a classificação do time catarinense poderia ser encaminhada com uma vitória simples ou na disputa por pênaltis após um empate no tempo normal. E olha que o time comandado pelo técnico Waguinho Dias teve a chance de empatar a partida.

Peixe não conseguiu superar o São José-RS (Foto: Divulgação/ Atlético Tubarão)Legenda

Teve chance de empatar

O São José-RS abriu o placar aos 26 minutos do primeiro tempo, com Felipe Guedes, que ficou com o rebote após cobrança de falta. No segundo tempo, o Atlético Tubarão teve um pênalti aos 19 minutos, mas o goleiro Fábio defendeu a cobrança de Gelson. Minutos depois foi a vez de o São José-RS ter uma cobrança de pênalti a favor. E quem cobrou foi o próprio goleiro Fábio, marcando o segundo para os gaúchos. Os gaúchos poderiam ampliar a vantagem em nova cobrança de pênalti, aos 39, só que desta vez o goleiro Fábio mandou na trave.

Dever cumprido

Apesar da eliminação, o discurso na equipe catarinense foi de dever cumprido. “Sabíamos que era uma competição muito difícil. É uma pena São José e Tubarão, dois times com totais condições de buscarem o acesso e com duas das melhores campanhas, se enfrentarem nesta fase. Mas, o regulamento é assim e nós sabíamos. Saímos com a cabeça erguida”, afirmou o técnico Waguinho Dias.

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 22/06/2018 - 22:30Atualizado em 22/06/2018 - 22:35

O desespero de sempre

Só muda o personagem, mas a história é a mesma. Ou se formos mais ofensivos, só muda o palhaço, mas o circo é o mesmo. O desabafo de Mazola Júnior, logo após a derrota do Criciúma contra o Brasil-Pe, evidencia o desespero do treinador perante a situação do Tigre na Série B. Foi uma lamentação contundente, que mostra o quanto o clube errou no planejamento para a atual temporada. Mazola, indiretamente, pediu reforços. Quer atenção especial do departamento de futebol. O treinador entende que é inadmissível fazer apenas nove pontos, de 36 disputados. O sofrimento de Mazola é o mesmo que passaram Lisca, Argel, Beto Campos, Luiz Carlos Winck, entre tantos outros. Se o clube não abastecer Mazola, o atual técnico será mais uma vítima da incompetência da gestão atual.

Mazola sofreu apenas a segunda derrota em sete jogos no Criciúma,  mas não escondeu preocupação com o futuro na Série B (Foto: Fernando Ribeiro)

A um empate das oitavas

A vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica deixou o Brasil a um empate das oitavas-de-final da Copa do Mundo. Isso porque no outro jogo da chave a Suíça superou a Sérvia por 2 a 1, deixando o time de Tite com um saldo de gols melhor. O Brasil poderá se classificar em primeiro com um empate. Para tal, precisará contar com um empate ou derrota da Suíça contra a Costa Rica.

Time previsível, mas com vitória

Aconteceu o que a maioria temia. O Brasil continuou previsível, atacando apenas por um lado, com Neymar caindo a toda hora, e diante de um adversário fechado com uma primeira linha de seis jogadores. Não foi fácil vencer a fraca Costa Rica. Isso mostra que o time brasileiro terá dificuldades contra qualquer equipe, principalmente as que jogam na famosa retranca.

Copa Sul

O Ouro Negro de Forquilhinha está completo para o jogo contra o Água Verde de Pescaria Brava. A partida deste sábado é decisiva e pode garantir a equipe da Larm na semifinal da Copa Sul dos Campeões. Um empate leva a decisão para os pênaltis. Mas o favoritismo é dos mandantes.

Reforços

Para a Série B do Campeonato Regional da Larm, o Ouro Negro de Forquilhinha já está de olho em alguns reforços. Jogadores como o atacante Caciano e volante Diego Oliveira, que passaram pelo Tigre, estão encaminhados. Vai brigar pelo acesso.

Destaque A Tribuna

Douglas Costa entrou no segundo tempo e desequilibrou a favor do time de Tite. Mas a melhora no desempenho do Brasil só foi resultar em gols nos acréscimos do jogo contra os costa-riquenhos. É possível que Douglas Costa ganhe a titularidade para o jogo contra a Sérvia. Porém, como Tite presa pela manutenção das escalações, ainda há uma chance de Willian continuar na equipe diante da Sérvia, na quarta-feira, no último jogo da chave E. Um empate basta para os brasileiros.

Nota Zero

Torcedores com camisetas da Seleção Brasileira, e que foram à Rússia para acompanhar a Copa do Mundo, cometeram novos casos de assédio contra mulheres nos últimos dias. Os vídeos, disseminados em grupos de WhatsApp, são parecidos e foram gravados por mineiros, o que levou a Defensoria Pública do estado de Minas Gerais a pedir explicações e punições aos envolvidos.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 22/06/2018 - 13:12Atualizado em 22/06/2018 - 13:13

Acompanhe o Debate Aberto da Som Maior FM100,7, desta sexta-feira, dia 22. Participaram do programa os seguintes debatedores: Marco Búrigo, João Pedro Hermann, Waldeci Rampinelli, Denis Luciano, Itá e Sarandi.

Em pauta: Derrota do Tigre e vitória da Seleção.

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 21/06/2018 - 23:38Atualizado em 21/06/2018 - 23:47

Goiás e Juventude ficaram no empate em 1 a 1 na noite desta quinta-feira, no Serra Dourada, pela 12ª rodada da Série B, e sairam de campo com o sentimento de que poderiam ter vencido, em duelo válido pela 12ª rodada da Série B. Os donos da casa vinham embalados de duas vitórias seguidas e recuperação na ponta de baixo da tabela, enquanto os visitantes chegaram ao nono jogo sem perder na competição.

O empate mantém o Juventude na 10ª posição, com 16 pontos. O Goiás sobe para o 15º lugar, com 12 pontos. Porém, ambos os times podem cair na tabela ao término da rodada. Na próxima terça, os gaúchos recebem o Vila Nova em Caxias do Sul, às 19h15, e os esmeraldinos duelam com o CRB, no Estádio Olímpico de Goiás, às 21h30.

Goiás de Lucão também luta para escapar da degola (Foto: Sebastião Nogueira)

Para o Criciúma o empate foi bom, na medida em que o Esmeraldino ficou a três pontos do Tricolor. Caso o Oeste-SP perca para o Fortaleza, no Castelão, e o CRB-AL não supere o Paysandu-PA, no Rei Pelé, o Tigre fica distante apenas três pontos do primeiro time fora do Z-4.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 21/06/2018 - 21:22Atualizado em 21/06/2018 - 23:48

O lateral direito Fagner será a única novidade da formação brasileira contra a Costa Rica, às 9 horas (de Brasília) desta sexta-feira, em São Petersburgo. Não por vontade do técnico Tite. Mas por força de uma lesão. Danilo acusou uma contusão muscular na região direita do quadril e acabou vetado pelo departamento médico após passar por exames. Com isso, o Brasil começa o jogo com a seguinte formação: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho, Willian, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

Recuperado de lesão na coxa direita, corintiano estará em ação na segunda rodada (foto: Pedro Martins/Mowa Press)

O Brasil precisa da vitória para continuar com chances de ficar em primeiro lugar, sem depender de uma combinação de resultados. Por enquanto, o time de Tite é o segundo colocado, empatado com a Suíça, com um ponto, atrás da Sérvia, que venceu na estreia. Se passar a próxima fase, os brasileiros pegarão México, Suécia ou Alemanha, nas oitavas-de-final.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 21/06/2018 - 21:10Atualizado em 21/06/2018 - 23:35

Quando o Criciúma acordou, já era tarde. Fez um bom segundo tempo contra o Brasil de Pelotas, mas insuficiente para colher um bom resultado ou pelo menos evitar a derrota no Bento Freitas. Uma falha de posicionamento da defesa na bola parada e o goleiro Luiz adiantado, facilitaram o time gaúcho a chegar ao 1 a 0, e escapar momentaneamente do Z-4 da Série B.

O Tricolor fez um primeiro tempo abaixo da crítica, com Mailson e João Paulo isolados no ataque, sem criatividade do meio-campo e com os dois laterais nada inspirados. No segundo tempo, com Nicolas, Wallacer e Lucas Coelho, que entraram nas vagas Mailson, Jean Mangabeira e Luiz Fernando, o time carvoeiro melhorou.

Tigre conheceu a sétima derrota na competição nacional (Foto: Flávio Neves)

Marlon Freitas foi o melhor da equipe, colocando duas bolas na trave, sendo um volante agudo que conseguiu levar mais perigo ao gol adversário do que os proprietários atacantes. Depois do jogo, o técnico Mazola Júnior externou toda a preocupação com a fase da equipe, que é a penúltima colocada na classificação. “É inadmissível um clube como o Criciúma ter apenas nove pontos em 12 jogos. Não quero ser mais uma vítima dos maus resultados”, disse.

Mazola perdeu o segundo jogos, em sete partidas no comando do time carvoeiro. Pressionado, o Tricolor terá dois jogos em casa na sequência para se recuperar. O próximo compromisso, sem poder contar com Jean Mangabeira e Wallacer, suspensos, é contra o São Bento, no sábado, dia 30, às 18 horas, no Majestoso.

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 21/06/2018 - 13:22Atualizado em 21/06/2018 - 13:24

Acompanhe o Debate Aberto da Som Maior FM100,7, desta quinta-feira, dia 21. Participaram do programa os seguintes debatedores: Marco Búrigo, Jonathas Roberge, Delegado Márcio Campos Neves e Coronel Cabral.

Em pauta: Jornalista Fernanda Zampoli critica vídeo na Rússia e repercute na mesa, além do Tigre, que joga hoje, em Pelotas, e a Seleção Brasileira, que volta a campo amanhã, na Rússia.

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 20/06/2018 - 14:48Atualizado em 20/06/2018 - 14:54

No sacrifício...

A escalação de Elvis comprova a importância que o Criciúma dá ao jogo contra o Brasil-Pe. Escalar o jogador desde o início, mesmo sabendo da lesão na mão, demonstra o quão o Tigre está preocupado com o duelo direto pela fuga do Z-4. Uma vitória pode colocar o Tricolor fora da zona de rebaixamento. Mas não será uma tarefa simples, afinal o time carvoeiro terá que ter um bom desempenho mesmo com jogadores contestados até agora. Ralph e Mailson, por exemplo, precisam mostrar um melhor rendimento. O volante é um recém-chegado e joga improvisado. Já o atacante teve bons momentos no Catarinense e nada mais. Do outro lado, o técnico Gilmar Dal Pozzo quer uma vitória na estreia. Jogo difícil, com certeza, mas se o time de Mazola Júnior jogar para empatar, tem tudo para sair de campo derrotado.

Grupo carvoeiro está focado na reabilitação (Foto: Fernando Ribeiro)

CR7

Cristiano Ronaldo está sendo decisivo. Tem levado Portugal nas costas. Praticamente sozinho. O craque do Real Madrid voltou a marcar no Mundial. Fez o gol da vitória sobre o Marrocos. Um belo gol de cabeça. Com quatro gols, é o principal artilheiro da competição.

Pressão

A Seleção do Marrocos fez um bom jogo contra Portugal. Pressionou o time português durante boa parte do jogo. Desde o gol de CR7, logo aos quatro minutos, o time africano buscou o resultado. Merecia melhor sorte, mas nem sempre isso acontece no futebol.

Não é só futebol

A torcida iraniana está fazendo a festa na Rússia. Especialmente as mulheres, que desfilam felizes e livres pelas ruas e cercanias dos estádios. Esse é um dos exemplos da importância que o futebol tem no mundo. Lembrando que no Irã as mulheres não podem entrar em praças esportivas.

Torcedoras iranianas roubam a cena na Rússia (Foto: Javier Soriano)

Destaque A Tribuna

Destaque para a classificação do Uruguai a segunda fase da Copa do Mundo. O time de Oscar Tabarez bateu a fraca Arábia Saudita por 1 a 0, contando com uma falha clamorosa do arqueiro árabe. Suarez aproveitou para marcar o gol da vitória celeste. Agora a missão é tentar a primeira posição da chave A. Para tal será necessário vencer a embalada Seleção da Rússia.

Nota Zero

Acredito que tenha algo mais importante para pensar sobre o esporte catarinense, do que o projeto de lei que libera a entrada de ex-jogadores que atuaram por mais de cinco anos na elite de Santa Catarina. O próprio comentarista da Rádio Som Maior, Sarandi, que também foi jogador profissional, compartilha dessa opinião. Temos outras preocupações no cenário esportivo que poderiam pautar a Assembleia Legislativa.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 20/06/2018 - 13:11Atualizado em 20/06/2018 - 13:15

Adversário motivado 

Se engana quem pensa que o Criciúma terá uma tarefa facilitada em virtude da crise que vive o Brasil de Pelotas. O jogo de amanhã é mais um daqueles confrontos diretos, que valem seis pontos. São antigas expressões que tentam sintetizar a importância do jogo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A troca de comissão técnica dará ao time gaúcho um ânimo a mais, embora o grupo de jogadores estivesse “fechado” com o então técnico Clemer. Uma demissão de treinador é sempre uma “luz alta” nos jogadores. A resposta terá que vir diante do Tigre. E o novo técnico do Brasil-PE é um velho conhecido do futebol catarinense: Gilmar Dal Pozzo. Por isso, mesmo cheio de desfalques e problemas, o Tricolor terá que buscar o resultado somente na base da superação. 

Gilmar Dal Pozzo é o novo comandante do time gaúcho (Foto: Site Oficial do Brasil-Pe)


Expectativa sobre escalação 

Será que Renato Augusto vai ganhar a vaga de titular? Essa é a grande dúvida na escalação da Seleção Brasileira. Hoje o time nacional faz mais dois treinos antes da viagem até São Petesburgo. Talvez Renato não comece jogando contra a Costa Rica, mas, sem dúvida, é uma grande opção contra uma equipe mais forte. 

Donos da casa 

Quem diria. A Rússia tem duas vitórias na chave A da Copa do Mundo e é a primeira classificada a próxima fase. Os donos da casa já marcaram oito gols, sofreram apenas um, e são detentores da melhor campanha. Deverão pegar Portugal ou Espanha na próxima fase. Aí vamos ter a real noção de até onde vai a empolgação dos russos. 

Uruguai perto da vaga 

Se a Copa do Mundo não começou tão bem para o Brasil, Argentina, Peru e Colômbia, o Uruguai pode já carimbar o passaporte a próxima fase no jogo de hoje. Basta vencer a fraca seleção da Arábia Saudita. 

Mercado da bola I

Segundo a imprensa britânica, Lucas Paquetá, do Flamengo, pode ser o próximo jovem brasileiro a ser vendido. O Liverpool vê o jogador como alternativa para a fracassada negociação com Nabil Fekir, do Lyon. A proposta seria em torno de R$ 212 milhões. 

Mercado da bola II

Ficou difícil o acerto de Vagner Love com o Flamengo. Só se tiver alguma grande mudança no atual cenário para o atacante defender o Flamengo. O Besiktas, da Turquia, detentor dos direitos econômicos do jogador, afirmou ao rubro-negro que só libera o atleta por cerca de R$ 6 milhões, números considerados altos pela cúpula do time carioca. 

Destaque A Tribuna 

Destaque para o gol marcado pelo meia-atacante Quintero, da Colômbia, na estreia do Mundial contra o Japão. Foi uma bela cobrança de falta, rasteira, por baixo da barreira. Lembrou Ronaldinho Gaúcho na época de Barcelona. Pena, para os sul-americanos, que não foi suficiente para evitar o mau resultado. Foi a primeira derrota de uma seleção da América do Sul contra uma seleção asiática, na história dos mundiais. 

Nota Zero 

Há uma exagerada preocupação sobre a lesão de Neymar. Os canais de televisão do Brasil fazem uma boa cobertura da Copa, mas extrapolam na preocupação em cima do principal nome do time brasileiro. A grande verdade é que os problemas da Seleção não se resumem a lesão de Neymar. É preciso colocar mais intensidade no jogo. Deixar de jogar apenas pelo lado esquerdo. Segundo a CBF, mesmo sentindo dores na perna direita, Neymar deve treinar normalmente hoje e amanhã. O mundo da bola está de olho no Brasil!!

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 20/06/2018 - 13:09Atualizado em 20/06/2018 - 13:10

Acompanhe o Debate Aberto da Som Maior FM100,7, desta quarta-feira, dia 20. Participaram do programa os seguintes debatedores: Marco Búrigo, Sarandi, Itá, João Pedro Hermann e Fabrício Schambeck.

Em pauta: Vídeo polêmico na Rússia, Seleção e o Tigre.

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 19/06/2018 - 13:17Atualizado em 19/06/2018 - 13:20

Acompanhe o Debate Aberto da Som Maior FM100,7, desta terça-feira, dia 19. Participaram do programa os seguintes debatedores: Marco Búrigo, Coronel Cabral, Delegado Márcio Campos Neves. Doutor Anderlei Antonelli e Jonathas Roberge.

Em pauta: desistência de Eduardo Pinho Moreira e a eleição federal, além do Tigre, que joga na quinta-feira, contra o Brasil-Pe, em Pelotas.

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 18/06/2018 - 13:21Atualizado em 18/06/2018 - 13:29

Acompanhe o Debate Aberto da Som Maior FM100,7, desta segunda-feira, dia 18. Participaram do programa os seguintes debatedores: Marco Búrigo, Sarandi, Denis Luciano, Itá e João Pedro Hermann.

Em pauta: Estreia do Brasil na Copa e o empate do Tigre.

 

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 17/06/2018 - 19:03Atualizado em 17/06/2018 - 19:12

A tão aguardada estreia da Seleção Brasileira ficou abaixo do esperado pela torcida verde amarela. Neste domingo, dia 17, em Rostov, na Rússia, os comandados de Tite ficaram no empate em 1 a 1, contra a Suíça, em jogo válido pela abertura do grupo E. Desde 1978 o Brasil não começava um Mundial sem um bom resultado.

O Brasil começou melhor e o lado do campo com Marcelo, Neymar e a aproximação de Philippe Coutinho, passou a trocar passes, ter paciência e buscar uma brecha para o gol. E não demorou muito para sair o primeiro gol. Aos 20 minutos, Coutinho chutou de fora da área para colocar a bola no ângulo, com direito a um toque na trave antes de entrar.

A torcida brasileira terminou o primeiro tempo cantando "o campeão voltou" para logo se calar no começou a etapa final. Aos cinco minutos, Zuber subiu mais que Miranda para empatar. Os brasileiros reclamaram de falta, mas o juiz nada marcou. Após a igualdade suíça, Tite fez três alterações. Colocou Renato Augusto, Fernandinho e Roberto Firmino, para as saídas de Paulinho, Casemiro e Gabriel Jesus. Nada adiantou para os brasileiro fazerem o segundo gol.

Gabriel Jesus foi bem marcado pela zaga da Suíça (Foto: Eduardo Nicolau)

Com o empate, o Brasil fica com apenas um ponto, ao lado da Suíça, atrás da Sérvia, que tem três pontos, após vitória sobre a Costa Rica. O próximo jogo da Seleção Brasileira é na sexta-feira, dia 22, às 9 horas (de Brasília), em São Petesburgo.

 

 

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 17/06/2018 - 10:55Atualizado em 17/06/2018 - 11:00

Poderia ser mais

Uma vitória deixaria o Criciúma em 15º lugar. O empate ou derrota daria ao Tigre a penúltima posição. E foi justamente o empate que aconteceu diante do Oeste-SP. Sem dúvida, ficou um gostinho de quero mais. O time de Mazola Júnior esteve duas vezes a frente do placar e não soube segurar o resultado. Faltou concentração na defesa, embora tenha sobrado inspiração para os jogadores de marcação na frente. Liel e Nino fizeram belos gols e supriram a noite nada inspirada de Zé Carlos e João Paulo. Teve ainda a lesão de Elvis e a expulsão de Alex Maranhão. O ataque do Tigre realmente não teve uma noite feliz. É natural essa oscilação. Agora, é esperada uma melhor apresentação do conjunto tricolor diante do Brasil-Pe, na quinta-feira, dia 21, no Bento Freitas.

 Empate em Barueri aumentou para quatro jogos a invencibilidade da equipe carvoeira (Foto: Jefferson Vieira)

Boa campanha

As cinco derrotas com o técnico Argel Fucks não podem jogar pressão em cima do trabalho de Mazola Júnior. O novo treinador faz uma boa campanha. Tem números satisfatórios: duas vitórias, três empates e apenas uma derrota. É uma campanha que colocaria o time na briga pelo acesso. Mas como a equipe só perdeu nas cinco primeiras rodadas, esses quatro jogos sem perder ainda não colocam o Tricolor fora do Z-4. O jogo contra o Brasil-Pe é um confronto direto da turma de baixo. Lá a história é outra. O Estádio Bento Freitas deverá estar lotado e com apoio maciço da torcida xavante.

Nino recuperado

Um gol marcado e a uma boa atuação na parte defensiva. Nino prova que está recuperado daquela noite infeliz em que anotou um gol contra, diante do CSA-AL. De lá pra cá surgiram algumas dúvidas sobre o defensor, mas que com as últimas atuações provam que Nino logo recuperou a boa fase.

Começo nada bom

É normal um jogador não se adaptar logo de cara. E Ralph também foi colocado numa fogueira, jogando improvisado do na lateral-direita, na vaga de Sueliton. São justificativas que amenizam as críticas sobre o jogador, mas é importante salientar que a expectativa em torno do rendimento dele não está sendo alcançada.

E o Sandro?

Se Mazola Júnior não enxerga em Carlos Eduardo o potencial de marcação necessário para jogar na lateral, o treinador poderia muito bem ter optado pelo zagueiro Sandro, logo que Sueliton se lesionou. É fácil tecer comentários depois do jogo encerrado, mas fica o aprendizado. Enquanto a tal da grade não é preenchida, especialmente na lateral, um zagueiro pode ser deslocado para a posição, ainda mais quando o adversário tem um meia-atacante atacante tão perigoso como Mazinho.

Destaque A Tribuna

A utilização do árbitro de vídeo está mais que aprovada. Bastaram alguns jogos na Copa do Mundo para todos concordarem sobre a importância do VAR. Especialmente nos jogos entre França e Austrália, e Peru contra a Dinamarca, o recurso ajudou a colocar justiça no placar. Torcemos para que a CBF não use o VAR apenas na Copa do Brasil, mas em todas as competições nacionais importantes. E que isso siga no calendário do ano que vem. A CBF tem dinheiro para arcar com as despesas. É um investimento importante. Quem sabe assim, o tal do Coronel Nunes, presidente da entidade, se redime das últimas lambanças.

Nota Zero

Excesso de vontade. É a única explicação para a expulsão do meia Alex Maranhão. O jogador só não comprometeu ainda mais a equipe porque o cartão vermelho foi recebido já no final da partida. É um lance que merece uma conversa especial com o atleta. E o Criciúma, hein? Já são seis expulsões na Série B. Que fase!!

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 17/06/2018 - 10:54Atualizado em 17/06/2018 - 11:09

O Tubarão ficou no empate com o São José-RS em 1 a 1, na tarde do último sábado, dia 16, no Estádio Domingos Gonzalez, em jogo válido pela segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série D. Fio marcou para o Peixe no primeiro tempo e Márcio Jonathan decretou a igualdade na segunda etapa.

Peixe será obrigado a vencer em Porto Alegre (Foto: Divulgação/ CA Tubarão)

Jogo de volta

As atenções do Peixe agora se voltam para o segundo jogo, na casa do São José-RS. A partida decisiva está marcada para o próximo sábado, dia 23. Para se classificar, o Peixe precisa de uma vitória. Em caso de empate, a vaga será decidida nos pênaltis. Uma carga de 100 ingressos para a torcida tubaronense, na loja do clube, no Farol Shopping. O ingresso custa R$ 20.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 17/06/2018 - 10:54Atualizado em 17/06/2018 - 11:03

JEC em situação cada vez mais complicada

Não tem jeito. O Joinville não consegue engatar uma reação definitiva no Campeonato Brasileiro da Série C. Após vencer o Volta Redonda em casa, o Tricolor viajou ao Rio Grande do Sul para enfrentar o Ypiranga-RS, na tarde do último sábado, dia 16, e foi derrotado por 2 a 0, em jogo válido pela abertura do returno. O duelo aconteceu no Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim. O resultado mantém o JEC na lanterna do grupo B, com apenas sete pontos. Seis pontos separam o time da Manchester do primeiro time fora da zona da degola.

JEC é o lanterna do grupo B (Foto: Beto Lima)

Jogo agitado

Teve de tudo no jogo. Invasão da torcida, pênalti defendido, gol contra e expulsão precoce. Os donos da casa abriram o placar aos 24 minutos, com o atacante Hélio Paraíba, ex-Criciúma. Minutos depois, o zagueiro do JEC, André Baumer, colocou a mão na bola dentro da área. Na cobrança do pênalti, o goleiro Matheus defendeu e não deixou Paraíba marcar o segundo dele.

Tentativas de mudança

O técnico Márcio Fernandes mudou o time na segunda etapa e sacou Davi para a entrada do garoto Marlyson. Mas a mudança não mudou o rumo da partida. Aos sete minutos, Hélio Paraíba dividiu bola com o zagueiro André Baumer, que meteu contra o próprio patrimônio.

Expulsão

Para piorar as coisas, o meia Zotti, recém-contratado pelo Joinville, foi expulso menos de 15 minutos após entrar em campo. O JEC disputou 10 partidas até agora. Venceu apenas duas, empatou uma e foi derrotado em sete oportunidades.

Sem explicação

O técnico Márcio Fernandes não soube explicar os motivos que levam a equipe a não manter uma regularidade na competição. “Fizemos uma partida muito abaixo do que poderíamos. Não sei o que ocorreu, a gente não consegue detectar, uma partida tão boa em casa e uma tão ruim fora”, disse.

Próxima rodada

Sem pausa para a Copa do Mundo, o Joinville volta a campo no próximo domingo, dia 24, às 18h, na Arena Joinville. O Tricolor recebe o Tombense, que está na zona de classificação.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 17/06/2018 - 10:52Atualizado em 17/06/2018 - 11:12

As equipes do Ouro Negro e Água Verde empataram em 1 a 1, na tarde do último sábado, dia 15, no Estádio Pinheirão, em Forquilhinha, em jogo de ida válido pelas quartas-de-final da Copa Sul dos Campeões de 2018.

Equipe de Forquilhinha não conseguiu segurar o resultado (Foto: Larm)

Gols do jogo

Celino, aos 36 minutos da primeira etapa, abriu o placar para o Ouro Negro. No segundo tempo, aos 10 minutos, Matheus Laguna, recém-contratado pelo time de Pescaria Brava, deixou tudo igual.

Jogo de volta

O jogo de volta entre as equipes será realizado no outro domingo, dia 24, às 15 horas, no Estádio Mauro Francisco Neves, em Pescaria Brava. O vencedor da partida estará nas semifinais, onde enfrentará o Araranguá. Caso haja um novo empate, o classificado será definido nas penalidades.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 15/06/2018 - 18:10Atualizado em 15/06/2018 - 18:43

Um olho no peixe, outro no Tigre!!

O velho ditado cabe para o apaixonado por futebol da região carbonífera. Em época de Brasileiro da Série B e Copa do Mundo, o torcedor do Tigre está exatamente assim: um olho no peixe e outro no gato, ou melhor, no Tigre. O jogo deste sábado, dia 16, contra o Oeste-SP, na Arena Barueri, às 19h, é mais um daqueles compromissos onde a equipe carvoeira tem a obrigação da vitória. Se não vencer, que alcance ao menos um empate e faça, acima de tudo, uma boa apresentação. Uma vitória do Tigre e uma estreia vitoriosa da nossa Seleção deixará o final de semana perfeito.

Mazola admite que briga do Criciúma é contra o rebaixamento (Foto: Guilherme Hahn)

É possível

Vencer o Oeste-SP não é nenhum bicho de sete cabeças. A classificação comprova isso. O time paulista está somente três pontos à frente do Tigre e, em caso de uma derrota, poderá ser ultrapassado. O Tricolor teria vantagem no número de vitórias. A maneira mais organizada, compacta, que o Criciúma vem atuando, faz o torcedor carvoeiro acreditar num bom resultado. Se mantiver a concentração nos 90 minutos, o Tigre tem todas as condições de sair da Arena Barueri com um bom resultado.

Liel deixa meio-campo lento

A opção por Liel no meio-campo do Criciúma precisa ser respeitada. Mazola sabe o que está fazendo. Escolheu aquele jogador que preenche os pré-requisitos necessários para sair de São Paulo com uma boa apresentação. Porém, avalio que a opção por Liel deixa o setor de meio-campo mais lento. É um risco que o Criciúma corre. Talvez Marlon Freitas consiga equilibrar as coisas, impondo mais velocidade a meia cancha.

Artur é opção

Com a proximidade do julgamento do lateral-esquerdo Marlon, o gancho que o jogador deverá pegar é alto. Afinal de contas Marlon pisou nas costas do jogador do Juventude. Dessa maneira, Artur precisa ficar preparado para ter uma sequência de jogos. A adaptação ao clube e ao esquema terão que ser rápidas. Infelizmente, a atitude intempestiva de Marlon fará o clube pagar um preço muito alto.

Amador

A retomada da Copa Sul dos Campeões tem como destaque o confronto entre Ouro Negro e Água Verde, neste sábado, às 15h, em Forquilhinha. Finalmente a competição está de volta após o imbroglio jurídico com a equipe de Pescaria Brava. Na outra semana já começa o Municipal de Criciúma. Muito bom para o nosso futebol amador.

Destaque A Tribuna

Que jogaço!! Espanha e Portugal protagonizaram um dos melhores jogos da história da Copa do Mundo. A estreia das equipes na Rússia teve um show particular de Cristiano Ronaldo. Ele é uma máquina. Impressionante a atuação do português no empate em 3 a 3. As vitórias de Uruguai e Irã também chamaram a atenção no segundo dia de competições. Neste final de semana tem mais. No domingo, o Brasil irá encarar um adversário fechado que sai no contra-ataque. Time de Tite é super favorito contra a Suíça, mas tudo se decide dentro do campo.

CR7 fez três gols na estreia da Copa do Mundo (Foto: Reuters)

Nota Zero

Que infelicidade! O Marrocos era melhor contra o Irã, não havia feito gol, mas a situação ficou ainda pior com o gol contra anotado pelo atacante marroquinho Bouhaddouz, que havia entrado na etapa final. O jogador de ataque do Marrocos se precipitou e mandou contra o próprio patrimônio. E para piorar o gol ainda saiu aos 49 minutos da etapa final. Uma derrota que obriga a Seleção do Marrocos a vencer Portugal e Espanha para alcançar a claudicação. Uma missão impossível, sem dúvida.

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 15/06/2018 - 13:11Atualizado em 15/06/2018 - 18:28

Acompanhe o Debate Aberto da Som Maior FM100,7, desta sexta-feira, dia 15. Participaram do programa os seguintes debatedores: Marco Búrigo, Sarandi, Waldeci Rampinelli, Itá e Ney Lopes. Em pauta: Copa do Mundo e o Tigre.

 

3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15