Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O Parque dos Imigrantes, o vandalismo e a falta de educação

Um popular volta a reclamar, administrador garante que está tudo sob controle, mas é preciso refletir sobre o papel da sociedade
Denis Luciano
Por Denis Luciano 06/05/2019 - 11:50

Recebi de um ouvinte da Som Maior hoje, bem cedo, o seguinte relato:

"Bom dia Rádio Som Maior, o Parque dos Imigrantes do rio Maina virou reduto de consumo de drogas por adolescentes que ainda estão cometendo pequenos furtos e afugentando as famílias que querem frequentar o parque, principalmente à noite e finais de semana. Vasos sanitários quebrados, torneiras arrancadas, lixeiras queimadas e por aí vai...".

Esse comentário vai na linha do que noticiamos algumas vezes. Quando o Parque dos Imigrantes completou um mês, por exemplo, a colega Bruna Borges noticiava à época no Jornal A Tribuna que os ataques por vândalos eram uma aflição ali. Nada escapava.

O parque em fevereiro, sob a fúria dos vândalos

Pouco antes fizemos menção, neste blog, a situações semelhantes e lamentáveis. Desocupados que entupiam, quebravam, danificavam o patrimônio público. E geravam insegurança no local.

O parque hoje. Bonito e bem frequentado

Hoje então veio o comentário acima, mas logo rebatido. O administrador do parque, Neto Uggioni, nos encaminhou a mensagem abaixo, na qual garante que a situação está sob controle, que o vandalismo não estraga mais tanto assim e que o parque segue em dia para os seus já assíduos frequentadores.

Seja como for, tais problemas nos remetem a um comentário feito outro dia pelo prefeito Clésio Salvaro quando questionado pela colega Amanda Farias sobre a ponte quebrada logo no dia de inauguração, 6 de janeiro, e até hoje não consertada.

"Acho que é preciso dar mais um tempo de maturação da sociedade. Eles não estavam acostumados, fizemos e no dia da inauguração arrebentaram a nossa ponte pênsil". Foi delicado e ao mesmo tempo correto o prefeito. Maturação, no caso, é educação  mesmo, ou a falta dela.

A ponte quebrada na inauguração / Foto: Amanda Farias / 4oito

 

4oito

Deixe seu comentário