Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Em nota, PSL critica Jessé por "mensagens machistas"

Denis Luciano
Por Denis Luciano 14/01/2020 - 16:27Atualizado em 14/01/2020 - 16:35

Continua repercutindo a manifestação do deputado estadual Jessé Lopes (PSL), que via redes sociais, no fim de semana, criticou a campanha "Não é Não", do movimento feminista, ao dizer que "não sejamos hipócritas! Quem, seja homem ou mulher, não gosta de ser 'assediado(a)' Massageia o ego, mesmo que não se tenha interesse na pessoa que tomou a atitude".

Em entrevista à Rádio Som Maior, nesta terça-feira, 14, o parlamentar reforçou essa e outras declarações. “Eu digo assediador no sentido de dar em cima e não no sentido de crime, em que a pessoa fica todos os dias em cima, assediando e incomodando quando uma mulher já deixou claro que não vai acontecer”, afirmou, ressaltando que "o assédio massageia o ego".

O Partido Social Liberal, ao qual Jessé segue filiado, lançou nota oficial na tarde desta terça condenando as declarações. Na nota, assinada pelo presidente estadual do partido, deputado federal Fábio Schiochet, as declarações são citadas como "machistas" e são referidos os dados de agressões contra mulheres no Brasil. "Diante disso, o PSL deixa claro que não compactua com as ideias do deputado", cita o documento. Jessé está rompido com o PSL e já definiu pela sua saída do partido. Ele apenas aguarda a organização da Aliança, partido do presidente Jair Bolsonaro, para oficializar a migração. Schiochet é do grupo do governador Carlos Moisés, opositor do segmento de Jessé e de outros parlamentares catarinenses que estão rompidos com a cúpula do PSL, entre os quais o federal Daniel Freitas. Confira, abaixo, a nota do PSL contra Jessé:

 

4oito

Deixe seu comentário