Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Uma nova dor de cabeça para Salvaro

Prefeito e presidente do Criciumaprev são citados pelo MP por improbidade administrativa
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 27/11/2019 - 18:15Atualizado em 27/11/2019 - 18:17

Ação judicial proposta pelo Ministério Público por improbidade é desdobramento da primeira CPI do Criciumaprev que teve a presidência de Julio Kaminski e a relatoria de Ademir Honorato. A ação é contra o prefeito Clésio Salvaro e contra o presidente do Criciumaprev. Eles, deliberadamente, não teriam repassado recursos ao fundo mesmo com recursos em caixa, o que foi a principal conclusão daquela CPI.

É claro que isso ainda é manifestação do MP, não é ainda uma sentença, a ação judicial ainda será analisada, o juiz vai analisar se assume, se encaminha ou se não. Mas é uma posição do MP, vai produzir correria no Paço, era mais ou menos previsto esse desdobramento, desde a conclusão da CPI do Criciumaprev, mas agora é um fato consumado, está aqui, é a principal dor de cabeça para o governo Salvaro a partir de agora. Isso pode produzir desdobramentos políticos. É um fato novo que vai chamar a atenção de todo o processo político de Criciúma e região. Esse assunto na pauta a partir de agora, que não estava na expectativa do Paço, Salvaro trabalha sua candidatura à reeleição e agora tem que desviar o foco para trabalhar essa questão. A assessoria terá trabalho, e sempre que há uma ação judicial os desdobramentos são imprevisíveis, depende do que vai constar nos autos, do entendimento do juiz, é uma ação que está sendo proposta pelo MP, não está configurada como ação mas terá encaminhamento nos próximos dias.

A primeira conclusão do Criciumaprev, de que o município acabou provocando prejuízos ao fundo de previdência por não pagar embora tendo dinheiro em caixa, isso produziu efeitos, caracterizou improbidade, é o fato do dia na política da região.

4oito

Deixe seu comentário