Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Mais um

Denis Luciano
Por Denis Luciano 03/01/2020 - 07:28Atualizado em 03/01/2020 - 07:28

O coronel Cosme Manique Barreto quer ser candidato a prefeito. Ele busca surfar na onda Bolsonaro, a de 2018, com um discurso que dispara contra a "esquerdalha". Chegou a disparar contra frequentadores de pistas de skate, mencionando que ali é lugar onde se infiltram consumidores de drogas. Tem buscado um perfil associado à segurança pública. E vem de namoro firme com o Podemos. O partido do senador Álvaro Dias cresce em Santa Catarina na esteira da adesão do grupo do ex-deputado Paulo Bornhausen, que deixou o PSB. Cosme, claro, não é dessa turma. Chegou a ser cogitado por um tempo pelo Republicanos, mas é na lista de pré-candidatos do Podemos, como aposta para Criciúma, que ele consta. Esteve em recente encontro com Álvaro Dias em Blumenau. Como o espaço da chapa de Clésio Salvaro à reeleição está fechado, com a vaga de vice para o PSD e Ricardo Fabris, resta ao Podemos ter seu projeto. Confirmando candidatura, entra em um cenário congestionado, onde podem estar MDB e PP, Julio Kaminski (provavelmente pelo DEM), o PT (o advogado Chico Baltazar é o nome petista da hora) e Rodrigo Minotto (PDT) tentando o apoio do governador Carlos Moisés, já que o PSL quer estar no pleito. O MDB busca um nome e o PP quer Jorge Boeira, que ainda titubeia. O fato é que, por enquanto, Salvaro conhece mais seus aliados que seus adversários.

4oito

Deixe seu comentário