Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Estudantes de SC embarcam para torneio internacional de robótica

Competição nos Estados Unidos reúne equipes de diversos países. Vaga foi conquistada pelos alunos do SESI
Redação
Por Redação Florianópolis, SC, 10/07/2019 - 20:01
Divulgação
Divulgação

Estudantes de robótica do SESI SENAI de Brusque embarcam nesta quarta-feira (10) para o torneio que a FIRST LEGO League (FLL) promove em West Virginia, Estados Unidos. A competição reúne equipes de diversos países de 12 a 14 de julho. As viagens espaciais são o tema desta temporada da FLL. As equipes foram desafiadas a criar alternativas que ajudassem no bem-estar de astronautas e em pesquisas espaciais.

O projeto criado pelos estudantes catarinenses visa suprir a deficiência de vitamina D nos astronautas, um problema comum na vida espacial. Mesmo com a ingestão de duas doses diárias do nutriente, pesquisas espaciais mostram que astronautas voltam à Terra com cerca de 30% a menos do nível ideal. Isso ocorre, principalmente, pela falta da exposição aos raios ultravioletas do tipo B, transmitidos pelos raios solares. “Pensando na importância desse composto, a equipe criou a Sunshine, uma lâmpada que emite raios ultravioletas do tipo B e estimula o corpo a sintetizar a vitamina D. A lâmpada seria colocada em locais como estações de trabalho e banheiros”, explica o técnico da equipe, Claudio Lima Rhenns. A deficiência da vitamina pode causar uma série de doenças como osteoporose, câncer, depressão e demência.

Para evitar a hipervitaminose, conforme alerta do gerente do centro de bioquímica nutricional da NASA, Scott Smith, os estudantes desenvolveram um sensor de radiofrequência e pulseiras individuais que informam o tempo de exposição do astronauta aos raios ultravioletas. “Quando chega no tempo essencial a lâmpada desliga e não liga novamente para o mesmo astronauta naquele dia. O tempo varia entre 20 e 60 minutos, dependendo da cor da pele e idade de cada um deles”, explica Rhenns. O projeto tem acompanhamento da pesquisadora da UFSC, Neide da Silva.

Arthur Gabriel Sofiati, de 15 anos, está confiante e revela que a equipe tem a expectativa de trazer um troféu para o Brasil. “A gente vem se preparando bastante desde março. Queremos aprender muito, conhecer novas pessoas, culturas e trazer um troféu para SC. A gente se esforçou ao máximo para corrigir alguns erros, tanto na parte de design mecânico, quando de programação, e outras falhas que observamos nos outros torneios que já participamos”, conta. 

Robótica

A robótica está inserida nos currículos escolares do SESI desde 2002, mas nos últimos anos ganhou relevância por conta dos avanços da indústria 4.0, mais tecnológica e automatizada.

O campeonato é realizado pela FIRST, uma organização não governamental que promove educação, ciência e tecnologia pelo mundo, e tem como parceiras empresas como a Qualcomm, Google, Boch, Lego Education, Apple, Boeing, entre outras. O SESI é o parceiro oficial da FIRST no Brasil. Desde 2013 promove torneios de robótica da FIRST LEGO League (FLL) com jovens de 9 a 16 anos. Em 2019, passou a organizar mais uma categoria de robótica, a FIRST Tech Challenge (FTC).