Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Mazola desmente Dal Farra sobre o pedido de 70%

Treinador distribui comunicado no qual refere a sua pedida para renovar com o Criciúma. Ouça o que disse o ex-técnico do Criciúma
Denis Luciano
Por Denis Luciano 01/12/2018 - 20:28Atualizado em 03/12/2018 - 15:03

Um desacerto entre as versões do Criciúma e de Mazola Júnior servem como pano de fundo da turbulenta saída do treinador do clube, uma semana depois da partida que salvou o Tigre do rebaixamento à Série C. Ontem à noite o presidente Jaime Dal Farra anunciou, em reunião do Conselho Deliberativo, que o técnico havia pedido 70% de aumento para continuar no clube. Na tarde deste sábado, por nota oficial, o Tigre anunciou o fim das negociações, e que Mazola estava fora dos planos. 

No início da noite, o treinador distribuiu um comunicado à imprensa. Por áudio, de própria vez, afirmou que Dal Farra mentiu ao referir a pedida de 70%, e garantiu que solicitou 30% a mais do que ganhava agora, o equivalente ao que ele ganhava do CRB, seu último clube antes de vir para Criciúma.

"Venho através desta comunicar que infelizmente hoje encerro o meu vínculo com o Criciúma Esporte Clube. Infelizmente as negociações não andaram, é uma inverdade essa colocação do presidente de que eu pedi 70% de aumento. Em nenhum momento eu fiz isso. Eu apenas pedi que o Criciúma me pagasse o que eu ganhava no CRB, que foi o meu último contrato. Se o Criciúma não tem condições de repor essa situação, que era exatamente 30% menos do que eu pagava no Criciúma, aí eu também não posso aceitar esse tipo de contrato. Eu acho que se o Criciúma não tem condições de pagar o que eu ganhava no CRB, tudo bem. Inclusive é muito menos do que o Argel ganhava aí quando eu assumi o Criciúma, em cinco rodadas, zero ponto. Esse tipo de argumento que estão usando, querendo me jogar contra a torcida e contra a imprensa, que eu pedi 70% de aumento, isso é uma inverdade. Eu não sou de acordo com inverdades. Eu sou a verdade mais pura e certa do que tem que ser. As coisas tem que ser colocadas com verdade e honestidade. Infeizmente aconteceu essa situação desagradável, torço para que o Criciúma siga a estrada dele, que faça campeonatos melhores do que tem feito nos últimos anos e que essa torcida e essa imprensa maravilhosa possam ser felizes com o futuro do Criciúma. Muito obrigado a todos, desculpem alguma coisa, eu só tenho a agradecer a grande nação carvoeira, muito obrigado ao apoio que nos deu, e a vocês da imprensa de Criciúma que sempre foram muito profissionais e honestos comigo. Grande abraço a todos".

Sem Mazola, o Criciúma parte para outros planos. Roberto Cavalo, que fez a Série B no Oeste e foi o primeiro treinador da era Dal Farra no clube, entre 2015 e 2016, é o mais cotado. Ele vem conversando com os dirigentes nas últimas horas. Ouça, abaixo, o comunicado de Mazola.

Na sequência dos desencontros, o Criciúma removeu do seu site oficial, no início da noite, a nota oficial que havia sido publicada à tarde referente à saída de Mazola. A copiamos no ato da publicação e reproduzimos abaixo.

No podcast, ouça o comunicado enviado por Mazola.

 

4oito

Deixe seu comentário