Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Governador discute volta do transporte coletivo

Alguma novidade deverá ser anunciada ainda hoje. Empresas entregaram protocolo de atuação com restrições
Denis Luciano
Por Denis Luciano 13/05/2020 - 10:33Atualizado em 13/05/2020 - 10:41

O governador Carlos Moisés está, neste momento, reunido com o chefe da Casa Civil tratando da possível liberação, ao menos parcial, do transporte coletivo em Santa Catarina. A busca de uma saída para o segmento tem sido uma das engenharias mais recentes do novo processo iniciado na Casa da Agronômica desde a saída do secretário Douglas Borba. Seu sucessor, Amandio João da Silva Júnior, tem se ocupado de melhorar a interlocução de Moisés. Em uma das reuniões de ontem, intermediada pelo deputado Rodrigo Minotto (PDT), o governador conversou com dois representantes do transporte coletivo em Santa Catarina.

Da conversa, Moisés tomou conhecimento, em detalhes, de um protocolo montado pelas empresas para conseguir retomar o transporte de passageiros em Santa Catarina. O secretário Amandio, desde então, bateu nessa tecla com Moisés, e deu um claro sinal desse rumo hoje pela manhã. Em entrevista à NSC TV, ele afirmou que o problema está sendo discutido ao longo do dia e que uma decisão, sobre flexibilização do transporte, poderá ser anunciada na entrevista coletiva do fim da tarde. Ontem, Moisés não participou da entrevista, outro sinal da nova fase que Amandio tenta ditar ao gabinete do governador.

Lembrando que o transporte segue suspenso em Santa Catarina desde meados de março, quando a pandemia de Covid-19 começou. Em Criciúma, o presidente da Associação Criciumense de Transporte Urbano (ACTU), Everton Trento, disse ontem, no Ponto Final na Som Maior, que ainda estão sem expectativas positivas, e que o sistema já deixou de transportar 2 milhões de passageiros, apresentando grande prejuízo. Relatou que, em breve, começam as demissões de trabalhadores, e que as empresas enfrentam grandes dificuldads para honrar com as folhas de pagamento.

Confira também:

Transporte coletivo ainda sem expectativa de volta

Representantes do transporte coletivo reúnem-se com Moisés

Carlos Moisés não garante volta do transporte nesta semana

4oito

Deixe seu comentário