Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Caso dos respiradores: Almeida Júnior responde

Empresário garante que "jamais condicionou a doação de respiradores à reabertura dos shoppings"
Denis Luciano
Por Denis Luciano 06/04/2020 - 15:32Atualizado em 06/04/2020 - 15:36

Causou repercussão a matéria do Estadão que referiu, nesta segunda-feira, 6, a proposta do empresário Jaimes Almeida Júnior, que estaria disposto a repassar respiradores ao Governo do Estado, para reforçar a estrutura para os pacientes de Covid-19, condicionando à reabertura dos shoppings que o grupo mantém em Santa Catarina, inclusive um em Criciúma.

Em nota publicada faz poucos instantes, assinada pelo próprio CEO do Grupo Almeida Júnior, é mencionada sim uma carta enviada ao governador do Estado, explicando a busca pelos aparelhos e citando um mal entendido. Confira:

COMUNICADO

 

A Almeida Junior esclarece que jamais condicionou a doação de respiradores à reabertura dos shoppings no Estado de Santa Catarina. Em carta enviada ao governador do Estado, Jaimes Almeida Junior, fundador e presidente da companhia, lista as ações que a empresa está tomando para auxiliar no combate à Covid-19. Uma delas era a busca de 12 respiradores. A redação da carta pode gerar um mal entendido, por afirmar que os respiradores seriam doados no primeiro mês após a reabertura do comércio. A Almeida Junior lamenta o mal entendido e reforça que as doações de respiradores e outras atitudes de combate ao Covid-19 não dependem de qualquer atitude do governador ou de outra autoridade pública. O grupo está comprometido a atenuar o impacto do Covid-19 na saúde do povo catarinense e na economia do Estado em parceria com governo e prefeituras.

Tags: Coronavírus

4oito

Deixe seu comentário