Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Urussanga: vereadores seguem na sessão que pode cassar Gustavo

Sessão começou pela manhã e decidiu pelo impedimento de um vereador
Por Adelor Lessa 16/05/2022 - 14:07 Atualizado em 16/05/2022 - 16:06

Os vereadores de Urussanga retomaram, depois do intervalo para almoço, a sessão extraordinária da Câmara Municipal que analisa o pedido para cassação e mandato do prefeito afastado Gustavo Cancelier (PP).

A sessão começou 9h e teve como primeira discussão polêmica o pedido para que fosse declarado impedido de participar o vereador Rosemar Sebastião, o Taliano.

O requerimento protocolado pelo contribuinte Julio Bonetti foi levado à voto e aprovado.

No requerimento, Bonetti sustenta que a decisão do Tribunal Regional Federal que determinou o afastamento do prefeito Luiz Gustavo Cancelier impede que ele entre em repartições públicas ou converse com funcionários públicos.

E acrescenta:

"Ocorre que no dia 20/04/2022, o atual prefeito afastado, Luiz Gustavo Cancelier e o atual vereador, Rosemar Sebastião, reuniram-se em estabelecimento comercial fornecedor de alimentos na praia do Farol de Santa Marta no município de Laguna/SC, descumprindo a determinação judicial e tornando público o interesse do atual prefeito afastado em intervir no curso normal do processo legislativo".

Determinado o impedimento de Taliano, foi convocado para a sua vaga o suplente Tidinho (PDT), que assumiu minutos depois.

A sessão seguiu com a leitura do parecer da comissão processante, feita pelo relator, vereador Luan Varnier (MDB), até o intervalo para almoço.

Parecer aceitou as denuncias e indicou voto pela cassação de mandato.

Agora, de acordo com o rito, vai ser aberto prazo para manifestação dos vereadores e dos advogados de Gustavo Cancelier.

 

 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito