Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Tribunal mantêm cassação de vereador de Urussanga

Vereador "Taliano" foi cassado depois da Operação Hera
Por Adelor Lessa 09/11/2023 - 20:54 Atualizado em 10/11/2023 - 06:25

O Tribunal de Justiça decidiu pela confirmação da cassação de mandato do vereador Rozemar Sebastião, o Taliano (PDT), de Urussanga.

O julgamento foi concluído no início da noite desta quinta-feira.

O julgamento já estava em andamento e havia sido suspenso. Na retomada dos trabalhos, ontem, faltava apenas o voto da desembargadora Vera Lúcia Ferreira Copetti.

A desembargadora apresentou suas justificativas para manutenção da cassação de Taliano e, com farta documentação sobre jurisprudência para defender sua tese, acabou convencendo o desembargador Odson Cardoso Filho a mudar seu voto, levando à decisão unânime pela manutenção da cassação.

O ex-vereador Rozemar "Taliano" Sebastião foi cassado por decisão de CPI formada na Câmara de Vereadores, em decisão consumada em junho de 2022.

Taliano foi cassado depois de ter sido arrolado na Operação Hera, deflagrada pela Polícia Civil, por envolvimento em vários atos ilícitos.

Num primeiro momento, ele foi afastado do mandato na Câmara de Urussanga por decisão judicial.

Depois, uma denúncia foi protocolada na Câmara por práticas de condutas incompatíveis com o decoro parlamentar, que justificou a montagem da CPI, que decidiu pela cassação.

Pela decisão, Taliano ficará inelígel por oito anos.

Erotides Borges Filho, o Tidinho, continuará vereador na sua vaga na Câmara.

Como desdobramento político, o prefeito Gustavo Cancelier (PP) ficará com minoria na Câmara de Vereadores.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito