Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Potelecki vai para o governo e Arleu deve ser presidente

Os primeiros movimentos pós eleição em Criciúma
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/11/2020 - 06:30Atualizado em 25/11/2020 - 07:54

A primeira providência do prefeito Clésio Salvaro, PSDB, depois de consagrada a sua reeleição,  foi conversar diretamente com praticamente todos os vereadores eleitos ou reeleitos. Aliados ou não. Da comunista Giovana Mondardo ao liberal Manoel Roseng.

Com o gesto, além da gentileza, tratou de consolidar a sua base de apoio na Câmara de vereadores.

Está assegrado que ele vai começar o novo mandato com pelo menos 10 votos em plenário (de um total de 17).

Com isso, já acionou sinal verde para articulações em torno da eleição do presidente da Câmara.

O mandato de quatro anos deve ser dividido entre dois presidentes. Um do PSDB, outro do PSD. Os principais partidos da aliança.

Se o presidente do primeiro período for do PSDB, a tendência é que seja o vereador Arleu da Silveira. Pela experiência, pelo conhecimento do governo e do Paço, e pela sintonia fina com o prefeito.

Enquanto isso, e ao mesmo tempo, o prefeito faz movimentos, e consultas, para montagem da sua equipe de governo.

Um nome que pode ser considerado certo para a nova equipe é o vereador não reeleito Aldinei Potelecki, Republicanos.

De outro lado, pelo menos um vereador do PSDB deve ser chamado para integrar o governo, o que vai liberar a posse do vereador Tita Beloli, que não se reelegeu, ficou primeiro suplente.

Dos seis secretários municipais, pelo menos a metade deve permanecer.

O retorno

Na Amrec, o ex-prefeito Lei Alexandre, PP, reassumirá a direção executiva na proxima semana, dia 1 de dezembro.

Ele estava no cargo e se desincompatibilizou para disputar a eleição como candidato a prefeito de Forquilhinha.

Como não se elegeu, voltará ao cargo.

O advogado Giovani Dagostim, que assumiu a direção executiva quando Lei saiu, voltará a responder pela assessoria juridica da Amrec.

4oito

Deixe seu comentário