Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Posse na Fiesc sem Criciúma na diretoria executiva e a reunião de Eduardo e Clesio

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 10/08/2018 - 06:04Atualizado em 10/08/2018 - 09:33

No processo politico, o sul do estado não tem nenhum candidato a governador, nem a vice. O “grande sul” só tem um candidato a senador, e por um partido pequeno. 

A região de Criciúma, não tem nenhum candidato a governador, vice ou senador. Içara tem um candidato a segundo suplente de senador. E só.

Criciúma, especificamente, maior cidade de todo o sul, não tem candidato nem a suplente.

A região entra campanha menor do que estava.

Não que a cidade e a região não tenham pessoas qualificadas. Claro que tem. Muitas. Em condições até de fazer melhor que os indicados.

O que não tem é capacidade de articulação, unidade, competência política. Por isso, está ficando fora do jogo de poder.

Na Fiesc acontece praticamente o mesmo.

A nova diretoria que toma passe hoje, durante cerimonia em Florianópolis, à noite, tem presidente, primeiro vice, primeiro secretário, segundo secretário, primeiro tesoureiro e segundo tesoureiro. Ninguém de Criciúma, nem do sul.

Na vice-presidência de assuntos estratégicos, que tem quatro integrantes, nenhum do sul.

Na lista de 26 diretores que não tem função especifica, três são do sul.

É evidente que o vice-presidente regional sul, é do sul. Era só o que faltava não ser!

E no conselho fiscal, tem um titular e um suplente. E só!

Muito pouco para uma região tão importante. Presença minúscula.

É claro que pode maquiar, fazer de conta que não é bem assim.

Mas, o fato é que Criciúma e o sul não estão nos espaços mais importantes, o chamado "núcleo de comando".

E de novo, não por falta de pessoas qualificadas para isso.


Eduardo e Clesio

Governador Eduardo Moreira, MDB, e prefeito Clesio Salvaro, PSDB, se reuniram ontem pela primeira vez depois de sacramentada a aliança MDB-PSDB para eleição estadual.

Conversaram por quase 1 hora no gabinete do governador na Casa da Agronômica.

Trataram da eleição e da campanha conjunta MDB-PSDB.

Também falaram de questões administrativas, como o hospital materno infantil Santa Catarina.


Ângela diz sim

A presidente do PP de Nova Veneza, Ângela Ghislandi, reuniu a família ontem para avaliar o convite para ser candidata a deputada federal e ouviu o recado - “vai, que nós estamos contigo!”.

Posição foi repassada ao deputado Jorge Boeira, PP, que a convidou e ofereceu apoio, e que agora terá que fazer as devidas e necessárias “costuras" dentro do PP.

Ângela vai aguardar o "chamado" de Boeira e do PP para “entrar em campo”.

Ela tem 31 anos, nunca disputou eleição, mas está “empolgada” porque entende que o eleitor quer novidade.


Na campanha

O empresário Ronaldo Carlessi, ex-prefeito de Turvo, que não aceitou ser o primeiro suplente de Paulo Bauer, está integrado na campanha pela reeleição do deputado federal Ronaldo Benedet, MDB.

Também vai se envolver na campanha a governador de Mauro Mariani, MDB.


Gestão de politica

O ex-secretário da prefeitura de Tubarão, Laercio Menegaz Junior, migrou para a iniciativa privada, tem uma empresa de consultoria, e assumiu a coordenação da campanha do Comandante Moisés, candidato a governador pelo PSL, partido de Bolsonaro.

Também responde pela coordenação da campanha de Lucas Esmeraldino, de Tubarão, PSL, candidato ao senado. Laercio tem 18 anos de atuação na área política, com vitórias importantes no histórico.


Mais um federal

O médico Edivaldo Machado, filiado ao Patriota, será candidato a deputado federal pelo sul.

O partido tentou fazê-lo candidato a governador, mas ele não aceitou.

O candidato definido pelo Patriota a governador é Jessé Pereira, evangélico de Camboriu, registrado ontem no TRE.


Movimento novo

Israel Rocha, de Florianópolis, candidato a deputado federal, PSB, veio a Criciúma ontem para instalar o movimento Acredito, que aposta na renovação política, de praticas e princípios.

Ele é o idealizador do movimento, que está radicado pelo estado, com a participação de jovens.

Israel vai disputar sua primeira eleição, mas possui vasta experiência em projetos sociais. Já representou o Brasil na ONU.


Voltando

Aos poucos o empresário Gilson Pinheiro vai voltando a se envolver com as atividades de Criciúma, a sua cidade natal.

Depois de assumir no conselho superior da Acic, foi convidado (e aceitou) integrar o conselho municipal de turismo.

Gilson se firmou como um dos empresários mais importantes da construção civil em Florianópolis, mas também tem hotéis e outros negócios em Porto Alegre e Criciúma.

4oito

Deixe seu comentário