Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Paiol pode ser o fiel da balança

Prefeito Salvaro de olho nos votos da comissão do Criciumaprev na Câmara
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 27/06/2019 - 18:30Atualizado em 27/06/2019 - 18:47

O vereador Miri foi para Florianópolis com o prefeito Salvaro e o Paiol. Pode não ter sido coincidência a ida do Paiol como o terceiro. Ele é o fiel da balança na CPI do Criciumaprev, que vai concluir seus trabalhos, votando o relatório no dia 24 de julho. Falta menos de um mês para a conclusão dela. Até dez dias o prefeito estava em larga minoria na comissão, praticamente cinco votos a dois. Hoje, isso não está publicamente assumido, mas a impressão que se tem é que o prefeito tirou um voto de lá para cá, hoje o jogo estaria em 4 a 3. Se o prefeito conseguir o voto do Paiol, ou do Zairo, ou do Kaminski ou do Ademir, ele derruba qualquer possibilidade de relatório configurando a improbidade.

Essa possibilidade de impeachment está descartada. O arcabouço jurídico permite mas a Câmara não vai abrir processo. Mas isso pode desgastar. O Paiol pode ser o voto decisivo, pois o prefeito não vai trazer o Kaminski, está em guerra pública com ele, falando de satanás, fraldão, invejoso, olho grande. O Zairo também, sem chance, nem o Ademir, que é o relator. Então pode ser o Paiol, isso são especulações de bastidores, pode ser que sim, pode ser que não. Por coincidência o Paiol viajou hoje com o Salvaro e o Miri, que é aliado do prefeito. As conversas de bastidores existem, e o Paiol é o fiel da balança. Salvaro trabalha de forma intensa nos bastidores e operando na sociedade, onde passa ele fala que a CPI é política e tem fim eleitoreiro, e fala do Kaminski, cria um clima na cidade a seu favor e contra a CPI, para ajudar a mudar opiniões na comissão.

 

4oito

Deixe seu comentário