Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Os resultados da passagem do Governador Moisés

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/09/2019 - 05:47Atualizado em 16/09/2019 - 05:49

Rodovia Jacó Westrup, a próxima
O fim de semana foi especial. Com a Copa Davis realizada no Mampituba, a mobilização em torno da AMA (que rendeu quase r$ 900 mil) e os atos com o governador Carlos Moisés (que repercutiu em mais de r$ 40 milhões para cidade e região).
Em outubro, o governador deverá voltar à região para anunciar a pavimentação da rodovia Jacob Westrup (Forquilhinha-Maracajá), e possivelmente a última etapa do anel de contorno viário de Criciúma.
No sábado pela manhã, no hotel Bourmon, em Nova Veneza, o governador tratou com o empresário Edson Gaidzinski Junior, presidente da Eliane, da conclusão da pavimentação da rodovia Cocal-Estação Cocal, que deve produzir desdobramentos positivos nos próximos dias.
Na mesma reunião, estava o presidente da Acic, Moacir Dagostim, com quem o governador tratou de pautas de interesse do setor produtivo da região.
A mostrar que foi uma passagem marcante do governador Moisés por Criciúma e região, com obras importantes anunciadas. Destaque para a revitalizarão da rodovia Jorge Lacerda, o centro de inovação e o centro de inovação.

Faz tempo que a região não tem tantas noticias boas juntas. E é sempre muito bom falar de boas novas para cá.

Na Política
Politicamente, o governador foi "elegante" com o prefeito Clesio Salvaro, não incluiu na sua comitiva o deputado Jesse Lopes e teve boa relação com o deputado Julio Garcia, presidente da Assembléia.
Deixou evidente que os deputados aliados, e canais de comunicação com o seu gabinete, são Luiz Fernando Vampiro e Rodrigo Minotto (estaduais), e Daniel Freitas (federal). Jessé Lopes, fora do time.
Em se tratando de grande sul, também o deputado Felipe Estevão, da região da Amurel.

 

No clima
O clima não poderia ter sido melhor para o governador Moisés na sua passagem pela região, especialmente no sábado, em Nova Veneza.
A certa altura, o prefeito Rogerio Frigo entregou uma máscara, típica do “carnavale di venezia”, e o governador não titubeou. Colocou a hora (foto). Sob olhar do deputado Julio Garcia.
Disse que não veio neste ano, mas prometeu vir no próximo.

Não muda
Sobre as pautas “quentes" tratadas antes da sua vinda, o governador Moisés não deixou perspectiva de mudança do que está posto.
Sobre a retirada da taxa de lixo da fatura da Casan, disse que é uma decisão para todo o estado, que não tem volta.
Da mesma forma, em relação ao repasse de recursos para o hospital São José. Disse que é uma política nova para relação com os hospitais, que passa a valer para todo o estado.

Duas frases
No evento de sexta-feira à noite, na Unesc, o governador Carlos Moisés, depois de discurso brilhante da reitora Luciane Cereta, confessou assim: “Como não se apaixonar pela reitora”. O auditório veio abaixo.
Antes dele, o prefeito Clesio Salvaro, ao discursar, foi direto ao ponto: “precisamos de um canal aberto como seu governo”. Cumpriu o seu papel, a praticou o gesto.
 

Jeferson fora
Deu o previsto. Advogado Jeferson Monteiro, que tem projeto de disputar a eleição para prefeito, anunciou no fim de semana a sua destilação do MDB.
Agora, ele segue para PL, onde poderá confirmar a candidatura, e o MDB se encaminha para eleição de 2020 sem candidato a prefeito, só com chapa de candidatos a vereador.

O que disse
Na sua despedida do MDB, encaminhou carta à executiva do partido, onde registra:
"Nos últimos meses, lutei arduamente para que o Partido pudesse apresentar à cidade de Criciúma um projeto de administração pública alternativo, eficiente e arrojado, capaz de proporcionar à população maior dignidade e justiça social. Não sendo este o projeto do MDB no momento, me resta manter posição de respeito às novíssimas decisões do grupo de reestruturação, embora considere um equívoco não continuarmos lutando pela profunda renovação que os ventos da mudança impuseram e tornarão a fazê-lo”.

Transferência
Os números positivos da pesquisa do Instituto IPC sobre o desempenho do governo do prefeito Helio Cesa, em Siderópolis, refletem diretamente na candidatura de Xande Feltrin a prefeito.
Xande é o atual vice, participa ativamente da gestão, e é o candidato do prefeito Helio Cesa à sua sucessão.
Pelo vinculo que eles tem, a transferência é natural.

Protesto na festa
O protesto da etnia negra, especialmente do grupo Et.Op, marcaram a festa da etnias 2019.
O grupo reclamou que sua apresentação foi agendada para 21h, ficou nos fundos do palco até o início da madrugada, quando foi informado que só subiria ao palco depois das 2h, gerando intensa discussão.
Mesmo assim, quando o grupo se preparou para apresentação, os microfones foram cortados, e o Grupo se retirou do palco cancelando a apresentação.
Depois, por notas, houve denuncia de racismo e criticas contundentes à organização da festa.
Ontem, a União da Etnias de Criciúma destruiu nota esclarecendo que não tem responsabilidade com a organização da festa, que foi privatizada pela prefeitura.

4oito

Deixe seu comentário