Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Os R$ 150 milhões de obras de Clesio, túnel em Içara e outras da coluna

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/05/2018 - 06:31Atualizado em 24/05/2018 - 09:44

O prefeito Clesio Salvaro, PSDB, bateu o martelo ontem na participação do município para renovação do contrato com o hospital São José. O secretario Celito Cardoso trouxe a proposta e ele deu o de acordo. Conseguiu acertar como queria. Vai pagar menos de r$ 50 mil/mês. Praticamente 1/3 do que vinha pagando. 

Amanhã ou sábado deve acertar com o secretário de saúde do estado, Acelio Casagrande, uma parceria para reduzir as filas para exames, consultas e procedimentos na rede pública para níveis suportáveis. Feito isso, resolvidas as duas situações, que são delicadas e importantes, ele voltará de novo as suas atenções para o plano que está sobre a sua mesa, escrito por ele em duas folhas. Que prevê um volume de r$ 150 milhões de obras em andamento no primeiro trimestre de 2019. Será o maior volume de obras púbicas na cidade.

Para isso, o prefeito contará com recursos que estão aplicados (incluindo r$ 25 milhões de ação judicial que o município venceu), que serão liberados de convênio com a Caixa, repasses dos governos do estado e federal, e mais o Fonplata.

Antes disso, vai inaugurar obras a partir deste fim de semana (pavimentação de ruas) e durante o mês de junho. Destaque para a UPA da Próspera que (finalmente) será colocada em operação no dia 29 de junho.

Ainda em 2018, vai ter o mirante, o centro cultural (previsto para outubro), nova etapa do canal auxiliar do rio Criciúma, entre outras.

A mostrar que Salvaro projeta a sua reeleição. Quer chegar na eleição de 2020 fazendo da cidade um “canteiro de obras”. E apostando na velha estratégia “sanfona”. Fecha tudo no início, para soltar depois.


Eduardo vem assinar

O governador Eduardo Moreira deve vir a Criciúma na segunda-feira para assinar o novo contrato com o São José. Foto que ficou encaminhado ontem, depois de concluídas as negociações.

O acordo deixa evidente que as relações mudaram muito. Nada a ver com aquele ambiente de 2016.

A proposito, o tempo mostro que o hospital tinha razão. Governo do estado e prefeitura realmente deviam o que foi apontado pela direção do São José. E a divida está sendo paga.


Zerando a divida

No acordo encaminhar ontem para participação do município na renovação do contrato com hospital São José, governo do prefeito Salvaro assume compromisso de repassar r$ 700 mil/mês a partir do mês seguinte ao governo do estado assumir o hospital infantil Sana Catarina.

Pagara este valor até zerar os mais de r$ 6 milhões que a prefeitura deve para o São José.


Túnel na Librelato

O prefeito de Içara, Murialdo Gastaldon, MDB, encaminhou ontem, em Florianópolis, durante reunião na secretaria da fazenda do estado, com o secretario Paulo Ely, a construção de um túnel na frente da Librelato, na rodovia Paulino Burigo, a SC 445.

A Librelato, por seu presidente, Jose Carlos Spricigo, apresentou cronograma para ampliação da empresa na unidade de Içara, que vai passar de 700 empregados para 1.700.

Com o tunel, será possível a passagem de veiculos, caminhoes e pessoas de uma parte da unidade para a outra no outro lado da rodovia.

A obra será construída com recursos que a Librelato paga em ICMS.

O secretário da infra-estrutura do estado, Paulo França, e a deputada Ada de Luca participaram da reunião.


Vai reduzir linhas

O prefeito Clesio Salvaro vai se reunir hoje, 13h30, com diretores das empresas de ônibus de Criciúma para definir redução de horários de ônibus e de algumas linhas, em decorrência da crise dos combustíveis.

Informação de ontem, fim da tarde, é que as empresas só tem combustível para rodar até amanhã.

Os feitos do movimento dos caminhoneiros são sentidos em praticamente todos os setores.

Como previsto, se o governo federal nao resolver o assunto até amanhã, o país vai parar!


Recursos de Brasilia

Governador Eduardo Moreira cumpriu agendas ontem em Brasilia e Rio de Janeiro em busca de recursos “extras" para ajustar as contas do estado.

Em Brasília, esteve com os ministro Carlos Marun e Eliseu Padilha. No Rio, com o presidente do BNDES,  Dyogo Oliveira. Voltou ao estado à noite, com a promessa de liberação de recursos nos próximos dias.

No BNDES deixou 11 projetos com um total de r$ 720 milhões.


Em Tubarão

Hoje, fim da tarde, Eduardo Moreira estará em Tubarão, na inauguração da Arena Multiuso.

Depois, receberá titulo de cidadania na Câmara de vereadores.

Vai se encontrar com Raimundo Colombo, ex-governador, depois de quase dois meses. E depois que as revelações que ele fez da situação financeira delicada do estado, que azedaram as relações entre os dois.

Colombo também receberá titulo na câmara.


Titulo nacional

Projeto da deputada Geovania de Sá, PSDB, que “batiza" Nova Veneza como capital nacional da gastronomia típica italiana, foi aprovado ontem pelo senado federal. Agora, vai à sanção presidencial.

Projeto foi aprovado pela deputada na câmara federal em 2017, aprovado, e subiu ao senado. 

4oito

Deixe seu comentário