Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O estilo do Comandante Moisés e outras da coluna

Governador eleito se reúne hoje em Brasília com o presidente Jair Bolsonaro
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/11/2018 - 06:48Atualizado em 13/11/2018 - 09:33

Os jornalistas que tem a missão de cobrir o governador eleito Comandante Moisés estão “sofrendo”. Os políticos, também. Porque ele não dá espaço. Não conversa com ninguém além da sua equipe de transição (de poucos técnicos) e aqueles com quem ele quer se encontrar.

Para a imprensa, as informações (e áudios) são repassados (a conta gotas) pela assessoria de imprensa do governo.

Moisés não está usando nem a assessoria de imprensa do partido (e da campanha).

Ele se afastou de tudo (e de todos).

O seu foco é 100% na busca de informações sobre a situação do governo para montagem do “plano de voo”.

E ele segue determinado, não desvia um milímetro, ao melhor estilo militar.

Só depois, pelo que disse, é que passará a falar com “o mundo externo”.

A inquietação aumenta porque o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro vai sendo montado, com um ministro anunciado por dia. Enquanto isso, por aqui nada sai.

Mas, isso não quer dizer que o Comandante Moisés esteja errado, ou que o seu isolamento deva ser tratado como "má noticia”. Seria precipitado qualquer avaliação do tipo.

Por enquanto, é apenas um jeito diferente (e novo) de fazer, saindo do estilo tradicional, que estava velho (e contaminado).

Pior se já partisse para composições e acordos políticos, se achando pronto para o exercício de poder. Seria engolido com facilidade pela estrutura de poder.

Mas, o segundo passo vai levá-lo inevitavelmente ao ambiente político.

Ele quer aprovar na Assembleia Legislativa a reforma administrativa que pretende para o governo.

Para isso, terá que para tratar com os atuais deputados, muitos que não se reelegeram (a começar pelo presidente), e alguns liderados pelo seu adversário do segundo turno no plenário.

Com quem ele vai estar nessa “operação”, e como vai fazer, podem definir o norte e o perfil político do seu mandato.


Mudança no meio ambiente

Uma proposta que vem sendo avaliada pelo grupo de estudos do governador eleito Comandante Moisés é o deslocamento de todas questões de governo ligada ao meio ambiente para a Secretaria de Desenvolvimento Social. No entendimento que meio ambiente deve ser preservado, respeitado, não pode travar o desenvolvimento.


Dois nomes

Apesar de o Comandante Moisés repetir que não autoriza nenhuma especulação de nomes para o futuro secretariado, dois nomes são considerados certos.

Daniela Reinehr, vice-governadora, na Secretaria de Agricultura, e Lucas Esmeraldino, na Secretaria de Articulação Nacional em Brasília.


Pode ficar

O atual secretário de Comunicação do Estado, Gonzalo Pereira, pode ser mantido no cargo no governo do Comandante.

Gonzalo é técnico, não tem vinculação política e desfruta de bom trânsito no setor de comunicação.


Com Bolsonaro

O governador eleito Comandante Moisés estará hoje em Brasília com o presidente eleito Jair Bolsonaro e outros governadores eleitos.

Poderá ficar em Brasília para audiência na quarta-feira que foi marcada pelo deputado federal eleito Daniel Freitas com a futura ministra da Agricultura, deputada Teresa Cristina.


Sinal vermelho

O detalhamento das contas do Estado está preocupando o governador eleito Carlos Moisés. Em encontro com os desembargadores do Tribunal de Contas (TCE) ele admitiu que o sinal vermelho está aceso e que o Estado pode ficar impagável. O TCE vai elaborar um relatório para auxiliar o governador eleito na tomada de decisões. O documento irá levar em consideração a execução orçamentária do Executivo nos últimos anos e a estrutura patrimonial.


Vão trabalhar!

O juiz da comarca de Meleiro, Manoel Donizete de Souza, tratou de dar um “stop" na briga entre o advogado Jeferson Monteiro e o delegado Leandro Loreto.

Jeferson entrou em confronto com Loreto ao fazer a defesa da vereadora e advogado Maria Ondina Pelegrini, que também se declarou perseguida e ameaçada pelo delegado.

Na sentença em que negou o pedido de habeas corpus do advogado, que se disse ameaçado pelo delegado, o juiz arrematou:  "Recomendo que o impetrante e sua cliente e o impetrado procurem se concentrar em suas atuações no âmbito do(s) processo(s) e cessem com essa "guerrinha ridícula" de rusgas através da imprensa”. E ponto final!


Psicóloga cassada

O deputado estadual eleito Jessé Lopes (PSL) se posicionou, ontem, contra decisão do Conselho Regional de Psicologia que cassou o registro profissional da psicóloga Patrícia de Souza Teixeira, de Tubarão.

A punição foi aplicada porque ela criticou em vídeo a ideologia de gênero nas escolas, defendendo a família tradicional. O processo tramita desde 2015.

Independente da posição, cassar o diploma e proibir de trabalhar porque é contra ou a favor determinada posição/proposta é uma agressão!


Contas aprovadas

Prefeito de Lauro Müller, Valdir Fontanella (PP), teve suas contas aprovadas pelo Tribunal de Contas, referentes ao exercício 2017.

A relatora do processo, conselheira Sabrina Locken, deu parecer favorável e foi seguida pelo plenário.


Mais água

O presidente da Casan, Adriano Zanotto (a direita, de casaco preto) e o prefeito de Pescaria Brava, Deyvison Souza (ao lado de Zanotto), assinaram, ontem, contrato para instalação de uma agência da estatal no município.

Hoje, os serviços da Casan são encaminhados pela agência de Laguna.

O deputado Luiz Fernando Vampiro encaminhou o entendimento.

 
Dois julgamentos

Em Brasília, será julgado, hoje, o recuso do Ministério Público Federal que pede a cassação da candidatura de Jorginho Mello ao senado. Motivo - o segundo suplente, Beto Martins, de Imbituba, teria se filiado fora do prazo.

Se o recurso for acolhido, cai toda a chapa de Jorginho, ele perde a eleição para o Senado, e a vaga será de Lucas Esmeraldino, de Tubarão.

Amanhã, o STF deve julgar o recurso do deputado João Rodrigues, que ameaça o mandato do deputado federal eleito Ricardo Guidi.


Crescimento

Prefeito de Içara, Murialdo Gastaldon, esteve na sede da Librelato, ontem à tarde, em reunião com o CEO da empresa, José Carlos Sprícigo.

Trataram da ampliação do parque fabril, onde serão investidos R$ 9 milhões.

A empresa conta com atualmente 1.500 colaboradores.


A despedida do Bolan

Nilton Bolan era diretor dos supermercados Martins, e trabalhava na sede, Bairro Pinheirinho, ao lado do Bairro da Juventude. Praticamente todos os dias cruzava a divisa e ia lá ajudar. De alguma forma.

Até que um dia surgiu a ideia de unir cinco redes de supermercados para uma campanha pelo Bairro. E ele foi dos maiores entusiastas.

Todos os meses, quando era feita a prestação de contas na Rádio Som Maior, ele vibrava como se um título do seu time do coração.

Bolan era um homem bom. Além do Bairro, apoiou muitas outras organizações da comunidade.

Faleceu ontem, e deixou uma boa história de vida.


Top de Marketing

A empresa içarense Tintas Farben é a única representante do Sul entre as 18 premiadas pelo Top de Marketing da ADVB/SC. O case vencedor foi a Campanha de Prêmios - Copa Farben 25 anos, ação comercial direcionada a revendas e lojistas. A premiação será entregue, em Florianópolis, 28 de novembro.


Eduardo em Criciúma

Eduardo Moreira (MDB) faz uma de suas últimas agendas em Criciúma como governador. Hoje, ele estará na cidade para assinar ordens de serviço para a continuação da obra de esgotamento sanitário nos bairros São Luiz e Michele e as pavimentações, na região da Linha Batista, em contrapartida à construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que atende a região da Próspera. As assinaturas acontecem no Paço Municipal, Bairro Demoboski e Linha Batista.


Eleições na Unesc

Os mais de 10 mil alunos da Universidade do Extremos Sul Catarinense, a Unesc, escolhem, hoje, o novo presidente do Diretório Central dos Estudantes. A disputa é entre o atual presidente Alexandre Bristot, do curso de Direito, e Nícolas Crispim, também do Direito. Ontem à noite, os dois participaram de um debate (foto). O processo eleitoral neste ano ficou mais restrito ao ambiente da universidade.


Pedágio na BR

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realiza mais um encontro para debater a concessão do trecho Sul da BR-101. Será no dia 19 de novembro, em Florianópolis. Na parte da manhã será detalhado do projeto de concessão e à tarde os técnicos da ANTT vão fazer pequenos grupos de trabalho para discutir as demandas dos municípios. Será mais uma oportunidade para se bater na tecla de que quatro praças de pedágios é considerada um exagero para o Sul do estado. O fechamento de questão entre as lideranças regionais é de duas praças.


Exemplo vem de casa

O vereador Salésio Lima (PSD) tocou num ponto que vem sendo bem cobrado durante os últimos meses: o exemplo tem que vir de casa. Neste caso, Lima apresentou imagens de prédios públicos que ou não possuem ou apresentam calçadas muito deterioradas e próximos a esses prédios moradores são cobrados para que façam as suas calçadas. Um requerimento quer saber se existe alguma fiscalização neste sentido.

4oito

Deixe seu comentário