Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Merisio diz ao PP que não sai, Clesio "chama" Kaminski e outras da coluna

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/07/2018 - 07:51Atualizado em 04/07/2018 - 10:07

O deputado Gelson Merisio, presidente estadual do PSD, comunicou ao PP que não vai desistir da candidatura ao governo do estado.

Por conseqüência, descarta a possibilidade de ser vice de Esperidião Amin.

A informação foi dada pelo presidente estadual do PP, deputado Silvio Dreveck, ao ex-prefeito Genesio Spillere, ontem, em Balneário Camboriu.

Os dois se encontraram durante a cerimônia antes do encaminhamento à cremação do corpo da mãe da ex-deputada Angela Amin, a professora Petrolina Heinzen.

Genesio emendou - “e agora?”.

Dreveck saiu pela tangente - “agora temos que conversar, e conversar muito”.

Merisio também acompanhou a cerimônia, mas não estava por perto quando Genesio e Dreveck conversaram.

Os dois, Merisio e Dreveck, viajaram juntos, em carro oficial da Assembléia, de Florianópolis até Balneário Camboriu.

Com o comunicado de Merisio, o PP terá que discutir internamente se mantêm a candidatura de Esperidião ao governo.

Políticos aliados de Merisio, do PSD e do PP, tem trabalhado intensamente nos bastidores nas ultimas semanas para conseguir a desistência de Amin. 

Por sua vez, Esperidião teria dito em privado a aliados próximos que é candidatíssimo e que vai à convenção estadual do partido.

Ele estaria disposto a disputar mesmo sem aliança com PSD e PSDB, formando chapa com o DEM, tendo o deputado João Paulo Kleinubing como vice.

Se Merisio for candidato sem o PP, deve confirmar o vereador e empresário Ninfo Koenig, PSB, Joinville, como candidato a vice.

Mas, um observador atento da cena política, testemunha de inúmeros momentos de decisão como esse em tempos passados, chamou a atenção - “politico que admite desistir antes do tempo, já desistiu, e ficou fragilizado; até para desistir tem a hora certa”.


Clesio “chama" Kaminski

O prefeito Clesio Salvaro, PSDB, bateu o telefone para o vereador Julio Kaminski, PSDB, minutos depois de o TRE julgar improcedente o seu pedido de “justa causa” para sair do partido.

Clesio “chamou" Kaminski para conversar, disse que ele deve continuar no partido e acrescentou - “se quiser, poderá ser anidra a deputado estadual ou federal”.


A decisão

No julgamento de ontem, o plenário do TRE, por unanimidade, negou a declaração de “justa causa” para o vereador Julio Kaminski se desfiliar do PSDB.

A rigor, o entendimento do TRE é que o problema de Kaminski é com o prefeito Salvaro, não é com o partido.


Pára tudo

Kaminski esperava decisão positiva do TRE. Projetava troca de partido sem risco de perder o mandato.

Estava com conversações bem adiantadas com o MDB.

Mas, com a decisão do Tribunal, pode ser enquadrado na lei da fidelidade partidária e ter mandato cassado, se fizer a migração.


Duelo

O processo de Kaminski no TRE reuniu os dois principais advogados de Criciúma no direito eleitoral, que estão entre os mais respeitados do estado.

Na defesa de Kaminski, o advogado Pierri Vanderlinde.

Na defesa dos interesses do PSDB, o advogado Alexandre João.


Eduardo reune prefeitos

O governador Eduardo Moreira vai reunir hoje prefeitos e vice-prefeitos do MDB do sul do estado com o deputado Mauro Mariani, candidato do partido ao governo.

Vai defender a candidatura de Mariani e pedir o engajamento de todos.

Dirá que vai participar ativamente da campanha.

Vereadores lideres de bancadas do MDB nas câmaras do sul e deputados da região também participarão.

O encontro vai acontecer na casa da agronômica, residência oficial do governador.

Uma das conclusões deve ser a definição de data para um encontro regional do MDB do sul com Mauro Mariani em Criciúma.


Articulando pressão

O prefeito Clesio Salvaro chamou ontem o presidente da Acic, Moacir Dagostim, e a reitora da Unesc, professora Luciane Cereta, para estimular que sigam hoje mesmo para Florianópolis, a fim de pressionar o governo do estado a assinar até amanhã os atos necessários para implantação de uma vez por todas do centro de inovação em Criciuma.

Alertou - se não assinar até amanhã, vai entrar no período pré-eleitoral, e aí, só em 2019. Com o novo governo.

Também participaram da reunião o presidente do comitê do centro de inovação, Mario Gaidzinski, e a vereadora Geovana Benedet, PSDB.


Not have money

Durante a reunião, Salvaro telefonou para uma autoridade do governo do estado e colocou no “viva voz”. Perguntou porque ainda não foi concluído o processo e a resposta foi objetiva - “não tem dinheiro, não tem como pagar”.


Otimista

A reitora da Unesc, Luciane Ceretta, mostrou-se muito otimista ontem durante entrevista para a radio Som Maior sobre a possibilidade de implantação do projeto “hospital escola” no hospital Santa Catarina.

Mas, o projeto está vinculado à possibilidade de o governo do estado "assumir" o hospital Santa Catarina. Que ainda não está garantida. Vai depender do “caixa" do estado e da relação governo-prefeitura.


Lixo

O governo de Criciúma está decidido a investir na coleta seletiva de lixo.

Vai construir um pavilhão para separação do lixo e estimulas a formação de varias cooperativas.

Mas, antes disso, o prefeito Clesio Salvaro vai hoje a Itajai para ver como o município está tratando do assunto.

Faz 15 dias, uma comissão da prefeitura criciumense ja esteve em Chapecó para buscar informações sobre o assunto.

4oito

Deixe seu comentário