Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Merisio com Amin, PSDB autoriza Bauer a negociar e outras da coluna

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/06/2018 - 06:14Atualizado em 25/06/2018 - 09:04

Dois fatos políticos importantes marcaram o fim de semana. O “comício" que o PP de Criciúma fez para lançamento da candidatura de Esperidião Amin ao governo, que teve Gelson Merisio, PSD, e João Paulo Kleinubing, DEM, e a reunião da direção estadual do PSDB.

Em Criciúma, é evidente que nem Merisio, nem Kleinubing, anunciaram retirada de suas candidaturas ao governo para apoiar Amin. Ninguém contava com isso. Mas, as suas presenças cumpriram o papel de fortalecer a aliança e deixar publica a intenção de compor.

A presença de Merisio foi mais significativa, porque ele vinha sendo mais enfático que não vai abrir mão da candidatura. Inclusive, não convidou o PSDB para o “comício" de Chapecó e descartou o partido da sua aliança porque os tucanos tem candidato ao governo. 

A sua assessoria havia informado na noite anterior que ele não iria em Criciúma por “choque de agenda”. Mas, mudou na última hora. Resolveu atrasar a chegada no Arroio do Silva e depois do compromisso em Forquilhinha, passou no “comício" de Amin.

Fez discurso em defesa da unidade contra o governo do MDB e fechou dizendo que o PP foi seu primeiro partido, e é o partido do seu coração.

Nas conversas de bastidores dos últimos dias com lideres e dirigentes do alto comando do PSD, Merisio já sinalizou que deve apoiar Esperidião e aceitar ser o vice de sua chapa.

No ambiente do PSDB, a direção estadual fez reunião em Florianópolis, confirmou a candidatura do senador Paulo Bauer ao governo e o autorizou a negociar com outros partidos.

Ele passa a trabalhar com duas possibilidades. Convencer o MDB a apoiá-lo, abrindo mão da cabeça de chapa e indicando o vice. 

Ou, encaminha acordo com Amin, abre mão da candidatura ao governo e  indica um candidato ao senado (provavelmente ele mesmo).

O presidenciável Geraldo Alckmin pode (e deve) interferir neste processo, pois ja deixou registrado (várias vezes) que tem preferência por estar em um “palanque" com Amin em Santa Catarina.


A data

Esperidião Amin voltou a projetar uma definição nas discussões e negociações para montagem da chapa em torno do dia 10 de julho.

O seu entendimento é que quando a Copa do Mundo terminar (15 de julho), o assunto deve estar resolvido.


Fim do “cabide”

Esperidião Amin falou para um publico aproximado de 1 mil pessoas. Recebeu no “palanque" políticos do PP, PSD, DEM e PSB. Definiu o encontro como “histórico".

No seu discurso, disparou contra os “cabides de emprego”, lembrando que foi a expressão usada pelo ex-governador Raimundo Colombo para definir as secretarias regionais.

Disse que vai acabar com as regionais e investir nas associações micro-regionais para que os municípios desenvolvam projetos comuns de desenvolvimento.


Pela aliança

Esperidião Amin, no seu discurso em Criciúma:

“Sou candidato ao governo. Mas, acima de qualquer projeto pessoal, temos que ter juízo. 

O governo escolheu seu candidato. Quem quiser continuar com quem destruiu o estado, aquele é o caminho. Para quem quer mudança, temos um caminho comum a trilhar. De mim, não falta desejo. Mas também não vai faltar humildade”.


A “amarelinha"

Durante o seu discurso, o deputado federal Jorge Boeira entregou para Amin uma camisa da seleção brasileira, com o numero 11 (número do partido) e com o nome dele.

Amin vestiu na hora e ficou até o final do comício.

Depois, lembrou que o jogador que fez os gol decisivos da seleção até agora (Philipe Coutinho) tem a camisa numero 11.


Candidata

A ex-deputada e ex-prefeita Angela Amin confirmou no evento de sábado, em Criciúma, que será candidata a deputada federal em outubro.


No café

O deputado estadual João Amin, PP, tomou cafe da manhã no sábado, em Criciúma, com o ex-deputado Julio Garcia, PSD.

Analisaram o processo diante das novas circunstâncias e avaliaram possibilidades.

Antes, João Amin foi levado pelo ex-prefeito Genesio Spillere para rezar no Santuário do Caravaggio.


A diferença

O PP fez por Esperidião Amin em Criciúma o que o MDB de Criciúma não fez por Eduardo Moreira, governador e ex-prefeito da cidade.

Na reunião decisiva no partido, o deputado federal do MDB de Criciúma (Ronaldo Benedet) nem compareceu.


Mariani com Bauer

O deputado federal Mauro Mariani, candidato do MDB ao governo, tem reunião marcada para amanhã com o senador Paulo Bauer, PSDB.

Pela mudança da pauta em Brasilia, por causa do jogo da seleção, a reunião pode ser reagendada.

Mariani disse ontem à noite que está com entendimentos bem adiantados com o PR e PPS para montagem de aliança, e que ainda acredita na possibilidade de contar com PSDB.


Deputados

Gelson Merisio, presidente estadual do PSD, participou no sábado de lançamentos de candidaturas a deputado de dois aliados.

Em Forquilhinha, do ex-ministro Manoel Dias, PDT, a deputado federal.

Em Arroio do Silva, do ex-prefeito Evandro Scaine, PSD, a deputado estadual.


Festa do neto

Fora da disputa eleitoral, o governador Eduardo Moreira se divide entre agenda administrativa e pessoal.

No sábado, comemorou o aniversário de 8 anos do neto Eduardo Pinho Moreira Neto.

Na sexta-feira esteve no sul do estado onde encaminhou mais de r$ 100 milhões em obras.


A volta do vôo da manhã

A melhor noticia do inicio de semana é a volta do vôo matutino da Azul a partir do aeroporto de Jaguaruna para São Paulo (aeroporto de Campinas). A partir do dia 20 de agosto.

O horário de partida de Jaguaruna será 6h. Com chegada em Campinas prevista para 7h25.

Para o retorno, a saída de Campinas continuará sendo 23h20, com chegada em Jaguaruna aos 55min do dia seguinte.


Troca de comando

O vice-prefeito de Araranguá, Primo Meneghalli Junior, PR, assume hoje a prefeitura e ficará no cargo por pelo menos 20 dias.

O prefeito Mariano Mazzuco, PP, se licencia para tratamento de saúde em Porto Alegre.


Ato falho

Deu o que falar o evento organizado pela Afasc para a praça Nereu Ramos, sábado pela manhã, que foi anunciado como “DEI NA PRAÇA”.

Era do departamento de educação infantil, por isso a sigla DEI, mas produziu desgaste desnecessário.

4oito

Deixe seu comentário