Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

MDB no governo e os protestos pelo Brasil

Deputado Vampiro diz que "não será bem assim" o apoio emedebista ao governador Moisés na Alesc
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/05/2019 - 18:54Atualizado em 15/05/2019 - 19:01

O dia foi de manifestações na região, em Criciúma, Araranguá, de servidores públicos e lideranças contra os cortes nas dotações para a educação, manifestações que seguiram pelo país afora. Primeira manifestação de peso desde a posse de Jair Bolsonaro, que reagiu pesado. O ministro da Educação foi no Congresso também. O ambiente é tenso dentro do governo. Esse enfrentamento com os servidores, professores, com alunos e com aqueles que entendem que não deve cortar recursos, independente do fato, esse enfrentamento no momento em que a economia está travada e tem que aprovar a reforma da Previdência, não parece o mais adequado. Não é bom para a tranquilidade que o país precisa.

Foi lido há pouco na comissão especial da Alesc o relatório que ele apresentou pela apresentação da reforma do governo Moisés, foram várias emendas, a deputada Luciane Carminatti reclamou que não foi incluída a emenda de um fundo para a Cultura, a reforma administrativa encaminhada pelo governador está em princípio com uma predisposição de aprovação. É bem provável que a reforma seja aprovada sem sobressaltos. O relatório do deputado Vampiro foi lido e aprovado com elogios.

O deputado Vampiro é do MDB, e o MDB foi sacudido com a informação de que vira partido da base do governo Moisés. O jornalista Marcelo Lula, de Chapecó, que é bem informado na Capital, informou hoje à tarde que o MDB fez reuniões ontem à noite para fechar negociações e bater o martelo para entrar na base de apoio ao governador na Alesc. Isso seria uma posição política, não implicaria na nomeação de representantes para o primeiro escalação. Mas votaria com o governo. Seria uma contrariedade à decisão da Executiva Estadual, assinada pelo presidente Mauro Mariani, de que o MDB seria oposição ao governo Moisés. De certa forma, atende não participando do governo mas votará com o governo na Alesc.

Mas o deputado Vampiro me disse que não é bem assim, que a sigla vai continuar independente em relação ao governo mas com predisposição de votar alguns projetos. Trocando em miúdos, está muito próximo do governo, não conseguiu ficar nem seis meses fora.

Ouça o comentário completo no podcast.

 

4oito

Deixe seu comentário