Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Depois do pedágio, aumenta movimento de caminhões nas cidades

Prefeito quer discussão na Amrec a respeito do assunto
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 04/05/2021 - 14:05Atualizado em 04/05/2021 - 14:14

O aumento considerável do trafego de caminhões tem chamado a atenção nas cidades da região desde ontem.

Uma possibilidade é que estejam fazendo rotas alternativas por causa das praças de pedágio que começaram a operar no domingo na BR 101, techo sul.

O prefeito de Forquilhinha, José Claudio Gonçalves, o Neguinho, quer debate a respeito do assunto na Amrec.

No final da manhã ele disparou mensagem de áudio no grupo de prefeitos.

Ele diz que na rodovia Meleiro x Forquilhinha, pro exemplo, o volume de caminhões na estrada aumentou de 6 a 7 vezes desde domingo, quando começou a cobramça nas praças de pedágio.

A sua preocupação é com o estado das rodovias.
"Com tantos caminhões pesados, vai detonar as estradas, e quem vai fazer manutenção ? Quem vai pagar a conta", registrou.
Ele defende uma audiência nos próximos dias com o secretario de estado da infraestrutura.
Em outras estradas e rodovias municipais também vem acontecendo o mesmo.

O pedágio na Br 101 sul é necessário. É a única forma de garantir manutenção na rodocia e uma estrada segura, sinalizada.

Mas, é preciso acompanhar os seus reflexos e desdobramentos.
O aumento do número de caminhões circulando por dentro das cidades, fazendo rotas alternativas, pode ser um problema.

Não dá para encaminhar uma Br 101 arrumadinha, sem buracos, iluminada, sinalizada, e por conta disso ter estradas municipais e rodovias estaduais detonadas, esburacadas, arrombadas, e por isso, inseguras e perigosas

Não dá para cobrir um santo, descobrindo outro.

 

 

4oito

Deixe seu comentário