Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Defesa da Ângela fala em “grave discriminação pessoal" para troca de partido

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 29/08/2018 - 07:58Atualizado em 29/08/2018 - 09:16

A defesa da vereadora Ângela Mello, assinada pelo advogado Alexandre João, sustenta uma tese nova para justificar a sua troca de partido e contestar a ação movida pelo PP pela cassação do seu mandato. 

Ele alega “grave discriminação pessoal” contra ela.

A defesa de Ângela Mello foi protocolada ontem na justiça eleitoral de Criciúma.

Pela tese defendida, Angela trabalhava na defesa civil de Criciúma e foi chamada pelo prefeito da época Marcio Burigo, presidente municipal do PP, para ser candidata a vereadora.

Ela teria dito que não tinha disposição para isso, mas foi informada que seria demitida.

O prefeito, de acordo com o relato, teria prometido apoio financeiro (r$ 50 mil), político e pessoal para a sua campanha.

Por fim, registra que Ângela, depois que vou candidata, passou a ser ignorada pelo partido, não foi convidada para reuniões, não teve auxilio para prestação de contas e se sentiu traída. Dependeu do apoio de amigos para se manter depois da eleição.

Mais adiante, ainda teria sido perseguida e ameaçada pelo seu envolvimento na campanha da cooperativa de Morro da Fumaça.

Foi só depois de tudo isso, de acordo com o relato do advogado Alexandre João, que ela decidiu sair do PP.

O advogado relaciona testemunhas e pede que sejam ouvidas no processo.

A outra tese que ele sustenta é que não houve infidelidade partidária.

No seu entendimento, a troca de partido é possível, desde que “dentro da coligação”. No caso, Ângela foi candidata pelo PP e migrou para o MDB, e os dois partidos estavam coligados na eleição de 2016.

O advogado escreve: “O conjunto de legendas partidárias coligadas formam uma só lista de candidaturas, considerando-se, um só partido. Essa listagem aberta permite a classificação por ordem de votação dos candidatos filiados a qualquer dos partidos políticos como se um só fosse”.

A partir de agora, a justiça eleitoral deve convocar testemunhas listadas e notificar as partes para que se manifestem. É provável que uma sentença só seja dada depois de março de 2019.


Das aposentadorias

Vereadores aprovaram pedido de mais informações ao CriciumaPrev e prefeitura sobre aposentadorias.

Requerimento do vereador Ademir Honorato, MDB, pede a relação de todos os servidores que estão com pedido de aposentadoria em andamento. Ou seja, já entraram com pedido no CriciúmaPrev, mas o procedimento ainda não foi concluído. Requerimento foi aprovado por unanimidade

Hoje, o conselho do CriciumaPrev vai se reunir para tratar do assunto.


Via gastronômica ?

O Container Food Park, do empresário Marcos Mendonça, a última novidade na região do Parque das Nações, faz alimentar a perspectiva de uma “via gastronômica” por ali.

A rua onde ele está instalado é nova, larga, foi asfaltada e tem plenas condições de cumprir esse papel.

O governo do prefeito Salvaro, se entender pertinente a idéia que vem sendo tratada por empresários e frequentadores da região, pode formalizar o debate e encaminhar um projeto a respeito.

A rigor, seria estabelecido que aquela rua só poderá receber restaurantes e bares. Ou, algo semelhante.

Itajaí fez isso à margens do rio. Balneário Camboriu, também às margens do rio. Florianópolis fez na parte continental, em Coqueiros.

De qualquer forma, tudo é consequência/reflexo do Parque das Nações. Que deu nova vida à Próspera, modernizou aquela área, expandiu, estimulou os empreendedores.

Agora, o Parque do Imigrante deve/pode produzir o mesmo efeito no Rio Maina. 


O que vão dizer

Começam a circular “armas" serão usadas pelos candidatos a governador a partir de sexta-feira, quando começar a campanha no radio e na televisão.

Gelson Merisio, PSD, e Mauro Mariani, MDB, devem ir para o embate. Porque precisam se diferenciar. Principalmente depois do bom desempenho de Décio Lima, PT, nas pesquisas.


O que vão dizer 2

Merisio deve “grudar" Mariani em Temer a fim de desgastá-lo.

Também deve trazer à tona os salários dos servidores que o governo Paulo Afonso, MDB, ficou devendo no final do seu mandato.

Por sua vez, Mariani deve destacar que votou pela cassação do mandato de Dilma e pela investigação contra Temer, enquanto Dilma foi apoiada no estado pelo governador Colombo e o PSD.


Vai passar

O prefeito Clesio Salvaro aposta que Geraldo Alckmin estará no segundo turno na eleição presidencial. 

Só tem duvida se o adversário será o candidato do PT (Haddad) ou Bolsonaro.

Ele entende que a “onda Bolsonaro” não se sustenta até a eleição.


Na UFSC

O que está acontecendo com o novo reitor da UFSC, professor e advogado criciumense Ubaldo Balthazar, é inadmissível, irracional, fora de todos os limites.

Policia Federal e Ministério Público Federal estão fazendo "caça as bruxas”.

Querem incriminar o reitor e seu chefe de gabinete porque alunos da universidade protestaram quando faziam homenagem ao ex-reitor Cao Cancelier, que se suicidou.

A situação é tão exdrúxula, que rendeu reportagem no Jornal Nacional/Globo, na Folha de São Paulo, Veja e praticamente todos os principais jornais do país.

O reitor está ameaçado abertamente, quase chantageado.

Policia Federal e Ministério Público perdem crédito com o que está acontecendo na UFSC. E acabam deixando espaço para outras duvidas/outros questionamentos. 

4oito

Deixe seu comentário