Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Clesio ouve vaia, projeto nem é apresentado e praça será preservada

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 13/10/2017 - 10:43Atualizado em 13/10/2017 - 10:44

A maior demonstração de insatisfação dos moradores da região do bairro Santa Barbara à proposta de venda de terreno da praça para implantação de uma escola, na reunião de quarta-feira à note, foi quando não foi permitido sequer que o secretario municipal Celito Cardoso apresentasse em vídeo o projeto da escola.

O secretário tentou, o presidente da reunião pediu, mas os presentes rechaçaram. E o vídeo não foi apresentado.

Outra demonstração do clima hostil à proposta foi quando o prefeito Clesio Salvaro foi falar e foram ouvidas vaias. Deve ter sido a primeira vez como prefeito, desde quando assumiu o primeiro mandato, que Salvaro teve que ouvir vaias.

O auditório quase veio abaixo quando falou o empresário Mario Sônego, ex-vice-prefeito da cidade, uma das pessoas mais respeitadas do bairro. Ele pediu pela preservação da praça.

A reunião foi uma bem conduzida pelo presidente da Associação de Moradores, Emerson Teixeira (foto). Teve mais de 250 pessoas.

Os moradores não foram contra a escola adventista. Ela pode até ser implantada no bairro. Mas, não aceitam que a área onde está hoje a praça seja usada para isso.

Ao contrario, querem a revitalização da praça.

E o prefeito Salvaro, para fazer do limão a limonada, assumiu compromisso no final da reunião de repassar r$ 350 mil para reforma o prédio do clube União Operaria, na frente da praça.

No frigir dos ovos, fica a demonstração do quanto a comunidade pode conseguir quando se organiza.

 

4oito

Deixe seu comentário