Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Boas novas: Lei do Jorginho sancionada e projeto do Guidi protocolado

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 19/05/2020 - 15:55Atualizado em 19/05/2020 - 17:38

O presidente Jair Bolsonaro sancionou lei, já publicada no Diário Oficial, que determina abertura de linhas de créditos para micro e pequenas empresas, no valor total que pode chegar a R$ 190 bilhões.

A iniciativa da lei foi do senador catarinense Jorginho Mello, via projeto de lei, aprovado nas duas Casas do Congresso Nacional.
O senador afirmou recentemente à rádio Som Maior, quando o projeto foi aprovado pela Câmara Federal, que pela primeira vez as micro e pequenas empresas, que são a maioria no Brasil, terão um programa permanente de crédito acessível.

De acordo com o projeto, e pela lei sancionada, o empréstimo pelo Pronampe será corrigido pela taxa Selic (hoje em 3% ao ano) mais 1,25% ao ano.

Será, sem dúvida, mais uma alternativa de socorro aos empreendedores em função da pandemia.
Ainda falta definir, por medida complementar, o prazo de carência, que não consta na lei. O prazo previsto no projeto aprovado foi vetado pelo Presidente.

O Ministério da Economia deve definir o prazo de carência. Provavelmente, de três ou quatro meses.

Novo REFIS

De outro lado, o deputado federal criciumense Ricardo Guidi protocolou projeto de lei que pretende  abrir um novo REFIS para parcelamento de dividas com a Receita Federal, principalmente decorrentes da pandemia do coronavírus.

A principal medida prevista no projeto é que o parcelamento deve ser feito por um percentual do faturamento da empresa, em torno de 4%.

O projeto está começando a tramitar e não há previsão de votação.   

 

 

4oito

Deixe seu comentário