Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Alckmin em Criciúma, Clésio na campanha e outras da coluna

A passagem do presidenciável pela região no sábado serviu para mostrar o quanto os tucanos estão engajados na campanha do MDB para governador
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 10/09/2018 - 06:34Atualizado em 10/09/2018 - 09:16

Geraldo Alckmin passou o sábado na região. Esteve em Forquilhinha, Criciúma e Içara. Foi bem recepcionado, conversou com o eleitor e atendeu aos pedidos de selfies. Numa campanha totalmente diferente de outras passadas, há menos de 30 dias do pleito e tudo muito indefinido, Alckmin aposta nos últimos dias. Acredita que é agora que começa a campanha e que conseguirá chegar ao segundo turno. “Os próximos 20 dias são definitivos”, aposta. O candidato precisa reagir e mostrar desempenho melhor nas próximas pesquisas se quiser ir para a próxima etapa, por enquanto, está aquém do que se esperava.
Santa Catarina esteve na agenda de Alckmin porque aqui tem bom desempenho e também pela influência do governador Eduardo Moreira (MDB), que foi um dos responsáveis pela coligação do seu MDB com o PSDB aqui no estado. Alckmin e Eduardo são amigos, foram deputados constituintes juntos, os dois são médicos.


O lançamento

A última agenda de Geraldo Alckmin em Criciúma foi no lançamento de campanha da deputada federal Geovania de Sá à reeleição e de Dóia Guglielmi a deputado estadual. Que também contou com a presença dos candidatos da majoritária da Coligação SC Quer Mais, Napoleão Bernardes e Paulo Bauer, além do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, e do governador, Eduardo Moreira.


De cabeça na campanha

O prefeito Clésio Salvaro (PSDB) tem dado demonstração de que está mesmo engajado na campanha, era um dos mais empolgados no lançamento da campanha de Geovania de Sá e Dóia Guglielmi ao afirmar que o PSDB votará, sim, no 15 para governador, assim como o MDB votará no 45 para presidente. Na sexta-feira, Clésio participou do lançamento da campanha de Ronaldo Benedet, do MDB, com a mesma empolgação.


Dona Lu

Dona Lu Alckmin, esposa do candidato à Presidência, acompanhou a agenda em Santa Catarina. Teve a companhia da primeira-dama de Criciúma e da presidente do PSDB local, a secretária de Educação, Roseli De Lucca Pizzolo.


Ministro

Candidato a suplente de Jorginho Mello (PR) na disputa por uma vaga ao Senado, o ex-prefeito de Imbituba, Beto Martins (PSDB), aproveitou para pedir que Geraldo Alckmin chame Jorginho para algum ministério, assim ele assumiria a vaga.


Com Ada

Durante caminhada no centro de Criciúma, o candidato a presidente Geraldo Alckmin cumprimentou a deputada Ada De Luca relembrando histórias de luta pela democratização do Brasil tanto de Ada quanto do seu marido, Walmor De Luca.


LHS presente

Na noite de sábado, a majoritária do PMDB esteve em Araranguá. O encontro foi cheio de referências ao ex-governador Luiz Henrique da Silveira, falecido em 2015. Em seu discurso, o candidato do MDB ao governo, Mauro Mariani, relembrou os tempos em que foi secretário de Obras no governo de LHS. Ao fim do encontro, um militante entregou ao emedebista uma grande bandeira vermelha do 15, usada na eleição de 2006, quando Luiz Henrique foi reconduzido para mais quatro anos de mandato (foto).


Referência

O lançamento da candidatura de Ronaldo Benedet (MDB), que tenta reeleição à Câmara Federal, teve uma série de referência à campanha que levou Eduardo Moreira à Prefeitura de Criciúma. Além de um vídeo com a música “Bate coração de novo”, bandeiras da época foram refeitas.


Com Merisio e Amin

O candidato ao Governo do Estado pelo PSD, Gelson Merisio, também esteve, sábado, na região. Ele e o candidato ao Senado, Esperidião Amin (PP), participaram do lançamento da campanha de Rodrigo Minotto, do PDT, em Forquilhinha. Uma carreata saiu do Bairro Ouro Negro e foi em direção ao Ideal Clube, no Centro da cidade. O lançamento também fez referência a Manoel Dias, que concorre a uma vaga na Câmara Federal pelo PDT.


Voto pelo Bolsonaro

O candidato à reeleição para a Câmara dos Deputados, João Rodrigues (PSD), fez um vídeo ao vivo no Facebook, na noite de ontem, ao lado da mulher, Fabiana. Iniciou lembrando de seu sogro, o empresário Ireno Matte, que faleceu no sábado. Reafirmou que não irá desistir da sua campanha e fez mais, pediu o voto para Jair Bolsonaro, do PSL.


Fica à disposição da Justiça

João Rodrigues, que estava em liberdade em razão de uma liminar do Superior Tribunal de Justiça, volta hoje para Brasília e fica à disposição da Justiça. Na quinta-feira, o ministro Luís Barroso, do STF, suspendeu a liminar e o mandado de prisão deve ser expedido a qualquer momento. João Rodrigues cumpre pena em regime semiaberto na Papuda depois de ser condenado em segunda instância por fraude em licitação quando era prefeito interino de Pinhalzinho. Ele classificou mais uma vez a sua pena como injusta e disse acreditar que até sexta estará de volta a Santa Catarina.

Interina: Francieli Oliveira

4oito

Deixe seu comentário