Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

A praga da eleição!

Editorial desta quinta-feira (4)
Por Adelor Lessa 04/08/2022 - 07:26 Atualizado em 04/08/2022 - 07:39

Ontem uma foto do governador Moisés num ato político com a foto do Lula viralizou nas redes.

Mas, era fake.

A foto tinha sido montada. 

O governador não esteve em nenhum ato que tivesse imagem do Lula.

A imagem tinha sido montada para vincular o governador ao Lula, e desgastá-lo no time de eleitores de Bolsonaro.

Em seguida, foi esclarecido que era fake.

Mas, será que todos que receberam a primeira foto, a primeira informação, receberam a segunda?

E quantos que receberam as duas e que vão acreditar só na primeira?

Detalhe:

A distribuição da foto fake foi feita pelo gabinete de um deputado.

Juntando tudo isso, imagine o que vem pela frente.

A campanha está apenas começando.

Todos ainda estão relativamente comportados.

O caldeirão ainda não ferveu.

A mostrar que é possível projetar que a campanha deste ano vai ser uma festa de fake news.

De todos os tipos.

Contra tudo e contra todos.

Infelizmente.

Quando eu cito esse caso de ontem, não é pelo Moisés, é pelo fato, é pelo fake, que é crime.

Mas, virou prática comum.

Tem gente que fica o dia todo, e todo o dia, só espalhando esse tipo de coisa.

E depois, muita gente que passa adiante sem saber que é fake

Porque não checou, não conferiu. 

Mas, passe adiante.

É uma irresponsabilidade de quem faz, é criminoso.

Mas está aí.

As redes sociais estão tomadas por isso.

É preciso estar ciente disso e checar cada informação.

Principalmente, antes de passar adiante.

Fake news é uma praga, que precisa ser combatida. 

E a melhor forma de combater é não dar crédito, é não alimentar. 

Estes que vivem espalhando fake news dizem que as redes sociais e a internet são a salvação.

Só que as redes sociais foram contaminadas pelas milícias do fake news.

Viraram espaço sem controle, sem respeito, sem compromisso. E perdem credibilidade a cada dia. 

Então, um pé atrás com tudo que vem pelas redes, com aquelas notinhas produzidas. Pode ser fake.

Cheque antes, tire a limpo, procure saber o que é fato e o que é fake.

Procure a verdade, trabalhe com a verdade.

Porque se você assimila fake como fato, e passa adiante, você também perde o crédito.

Ouça o editorial completo:

 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito