Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Tecnologia inovadora oportunizará experiências diferenciadas a alunos da Unesc

Centro de Realidade Mista foi inaugurado com a presença de aproximadamente 400 pessoas
Por Redação Criciúma, SC, 26/06/2022 - 08:45 Atualizado em 26/06/2022 - 09:25
Foto: Agecom/Unesc
Foto: Agecom/Unesc

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Já pensou em interagir e manipular objetos virtuais em ambientes reais? Imagina utilizar a tecnologia no ensino de procedimentos em saúde? O metaverso, assunto que tanto tem se falado e que busca unir o mundo real e virtual, já é realidade nas aulas da Unesc.

Esse universo ousado e inovador, que coloca a Universidade ainda mais em evidência no que diz respeito à qualidade de ensino, pesquisa e extensão por meio da tecnologia, está disponível aos cursos da área da saúde da Universidade, no Centro de Realidade Mista Antônio Carlos Althoff. Inaugurado oficialmente nesta sexta-feira (24), na semana em que se comemora o aniversário de 54 anos da Instituição, o espaço tecnológico proporcionará experiências diferenciadas no processo de ensino-aprendizagem, interligando saberes e compartilhando experiências por meio da Graduação Multi.

O prestigiado evento reuniu mais de 400 pessoas, entre acadêmicos, professores, autoridades e comunidade em geral, no Auditório Ruy Hulse. O projeto marca o início de um trabalho pioneiro e inovador no estado de Santa Catarina e no Brasil, uma referência para levar mais conhecimento, unindo a teoria com a prática, aos acadêmicos em nível de graduação e pós-graduação. O investimento de R$ 1 milhão para implementação da ideia foi obtido por meio de emenda parlamentar da deputada federal Geovania de Sá.

Experiência interativa e imersiva

Mas, afinal, o que é o Centro de Realidade Mista? Essa tecnologia usa parte do ambiente real e parte do espaço virtual, tornando, assim, uma experiência mais interativa e imersiva. Na prática, os futuros profissionais poderão realizar treinamento em simulações cirúrgicas, além de obterem capacitações para uso de equipamentos altamente complexos, por meio das aulas com óculos de realidade mista.

A reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, comemorou a concretização do projeto de tamanha importância para a Universidade e para a sociedade. "É um processo que poderá transpor os limites da Universidade e se deslocar até as cidades, futuramente, levando a qualificação por meio do que denominamos de metaverso, que é uma referência mundial e algo de profundo encantamento. Estamos muito motivados e agradecidos pelas oportunidades que teremos. Esta data marca um momento científico diferente. É o ontem e o hoje, um divisor importante. A tecnologia está sendo colocada à serviço da formação acadêmica de excelência, em todos os cursos para a área da saúde, nesse primeiro momento", ressaltou.

Segundo a reitora, a Unesc tem feito uma ressignificação de todo o seu formato pedagógico, seus processos de trabalho, seu posicionamento institucional e, nos seus 54 anos, faz uma virada de chave na forma de ofertar oportunidades para os estudantes por meio da tecnologia que só avança. Trata-se da Graduação Multi. "Queremos ampliar essa tecnologia para outras áreas, como engenharias, arquitetura, ciências da computação e design. Não só dentro da Universidade. Serve, no primeiro momento, para a qualificação do ensino, mas ele será utilizado, seguramente, pelos hospitais, pelas Unidades Básicas, pelos municípios que podem qualificar seus profissionais", adiantou a reitora.

Repasse

A emenda parlamentar da deputada Geovania de Sá foi peça fundamental na viabilização da reforma de um espaço localizado no Bloco S do campus e na aquisição de equipamentos, entre eles seis novos óculos de realidade virtual. A tecnologia usa a detecção e projeção holográfica, simulando, por exemplo, todo o ambiente de um centro cirúrgico, o corpo do paciente e os utensílios necessários para cirurgia.

O Centro de Realidade Mista foi pensado com base no que há de mais moderno na área da saúde e faz parte do Centro de Práticas Inovadoras do Ensino da Saúde. Os alunos de graduação e pós-graduação poderão ter aulas de anatomia de uma forma dinâmica e virtual, proporcionando uma experiência muito próxima da realidade. Inicialmente, o Centro ofertará 11 módulos de anatomia e de dois a três módulos de metacirurgia.

 "O melhor investimento é na educação, por meio da qual preparamos os profissionais para o futuro. Quando investimos na saúde, como é esse caso, estamos contribuindo para futuramente termos uma saúde muito mais aprimorada, com profissionais muitos mais preparados, principalmente quando se fala em tecnologia que muda a todo momento. E o que a Unesc está fazendo aqui é algo inovador, que será, com certeza, referência para muitas universidades. Os acadêmicos da Universidade, sairão, sem dúvida, ainda mais bem preparados", destacou a deputada Geovania.

Responsável pela escolha do nome do Centro, que homenageia o falecido médico reumatologista Antônio Carlos Althoff, a deputada se disse orgulhosa por fazer parte da história da Instituição. "Esta é a minha Universidade. Um lugar onde me formei e por qual tenho muito carinho. Desde então, temos em nossas lutas a valorização deste espaço e tenho a certeza de que esta iniciativa deixará um grande legado, para estudantes, professores e os próximos que estarão aqui. Me sinto lisonjeada por participar desse passo importante da história e por homenagear o doutor Antônio Carlos", afirmou a deputada.

A coordenadora do curso de Medicina da Unesc, Maria Inês da Rocha, salientou a emoção e a gratidão com a oportunidade. "É um misto de emoção, gratidão, inovação, vanguarda e excelência de ensino. Esse Centro coloca a Unesc no pioneirismo em termos de tecnologia e inovação, como presente nesses seus 54 anos. É o único Centro com essa estrutura, em Santa Catarina, no Brasil e no mundo. O mundo virtual, agora chamado de metaverso, permite uma imersão em 3D, trazendo aprendizagem com clareza surpreendente, com novas possibilidades para aprimorar o ensino e sendo ferramentas e complementos aos modelos pedagógicos. A Realidade Mista revoluciona o processo de aprendizagem", enumerou.

A médica mastologista Beatriz Serafim Althoff Rocha, filha do médico Antônio Carlos Althoff, homenageado com seu nome no Centro de Realidade Mista, emocionada, agradeceu a homenagem ao seu pai. "Achei sensacional o projeto e o avanço que vai oportunizar ao aprendizado. Que todos façam bom uso e nossa família fica muito feliz por tudo o que ele faz a todos", agradeceu.

A presidente do Centro Acadêmico de Medicina, Nicole de Córdova Sartor, que também representou o presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Vittor Teixeira, agradeceu ao espaço e o que ele representa aos acadêmicos. "É um marco muito grande de tecnologia, inovação e desenvolvimento para o curso. Me enche de alegria", disse.

O secretário da saúde de Criciúma, Arleu da Silveira, representou o prefeito Clésio Salvaro e mencionou a importância do projeto para toda a região. A presidente do Legislativo, Roseli De Luzza, também esteve presente e lembrou das parcerias firmadas em prol do desenvolvimento.

Tecnologia alinhada à prática

O coordenador do Centro de Realidade Mista, Rodrigo Demétrio, participou de uma transmissão ao vivo do Centro de Realidade Mista para o Auditório Ruy Hülse, momento no qual salientou a importância da atividade para a comunidade acadêmica. "Nós resolvemos trazer uma tecnologia que acreditamos ser a única no Brasil que alinha o mundo real ao mundo virtual, que é o chamado metaverso que está em evidência", destacou.

Conforme ele, o projeto está no momento focado na área da saúde, mas acredita que será implantado para as áreas da engenharia, arquitetura e outros. "Ele não tem limite de áreas. Pode ser transformado em qualquer ambiente, em qualquer área. Os professores também passarão por capacitação para a melhor utilização do recurso disponível", disse.

O homenageado

Nascido em Criciúma, em 30 de novembro de 1951, filho de Lina Ferraro e Tarcísio Althoff, Antônio Carlos Althoff cursou o ensino fundamental e médio no colégio Marista. Graduado em medicina pela Universidade do Rio Grande, com especialização em reumatologia no Rio de Janeiro.

Regressou a Criciúma onde atuou como médico em consultório, no Hospital São João Batista e no Hospital da Unimed. Estudioso da dor, dedicou anos ao estudo de hipnose ericksoniana para tratamento da dor. Escreveu o livro "Fibromialgia - uma visão holística para entender e lidar com a dor", muitos dos quais foram doados, após seu falecimento, ao Ambulatório de Fibromialgia da Unesc.

Ainda formado em Filosofia Clínica e Programação Neurolinguística, foi presidente do Sindicato dos Médicos da Região Sul Catarinense e duas vezes presidente da Sociedade Catarinense de Reumatologia.

Casado com Solange Maria Serafim Althoff, pai de Beatriz e André, avô de Laura, Sofia, Henrique e Bernardo. Faleceu em 05 de dezembro de 2016, após lutar um ano contra um câncer de pâncreas.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito