Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Pode passar de três mil o número de demissões em Criciúma nas duas últimas semanas

Ney Lopes
Por Ney Lopes 09/04/2020 - 07:22Atualizado em 09/04/2020 - 10:40

Mesmo que o comércio volte a funcionar meia boca na segunda-feira, o estrago já foi feito. Observadores da cena econômica da cidade garantem que pode passar de algumas centenas o número de desempregados no comércio de Criciúma. Ontem nas concessionárias e lojas de vendas de veículos muitos funcionários vendedores já foram comunicados que serão dispensados. Semana passada, o presidente da Acic Moacir Dagostin, teve acesso a uma pesquisa do Sebrae que mostrava que só em Criciúma, em duas semanas, as demissões de médias, micros e pequenas empresas já passavam de 3 mil.
 

Monalisa Guolo em contagem regressiva para o fim da quarentena

 

Forte ressaca ontem, no início da tarde, voltou a invadir algumas ruas do Rincão


Morre presidente de um dos maiores grupos cerâmicos do país

Bruno Borer, 53 anos, presidente da Incepa Roca, do Paraná, faleceu ontem com suspeita de Covid-19. De acordo com a direção da empresa, o executivo deve ter contraído a doença durante a Expo Revestir, que rolou em São Paulo no inicio do mês de março.
 

Presidente do Conselho da ACIC, Cesar Smielevski, assumiu o projeto beneficente da entidade em busca de doações pro coronavírus

Máscaras grifadas

Chega ser impressionante a criatividade do povo empreendedor em tempos da "era corona": já tem no mercado máscaras grifadas e álcool gel com fragrância a venda.
 

Edesio Spillere, uma das celebridades do principado do Caravággio, isolado pelo corona e recebendo um trato nas madeixas

Palavreado em tempos de corona

De acordo com o jornalista Raul Sartori, a Covid-19 está produzindo, ou reintroduzindo, palavras que a grande maioria não sabe o significado, como home-office, lockdown, pandemia, verticalidade, isolamento social e, nas últimas horas, comorbidade, que não existe nos dicionários. É usada cunhar casos em que duas ou mais doenças convivem. Fala-se muito, agora, que o novo coronavírus atinge com mais intensidade o portador de outra doença, como diabetes e hipertensão. É comorbidade.

4oito

Deixe seu comentário