Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Família Salvaro, uma das mais atingidas pela Covid-19

Confira ainda: aglomerações de final de ano e demissão em massa na Globo
Ney Lopes
Por Ney Lopes 28/12/2020 - 07:21Atualizado em 28/12/2020 - 07:23

Depois do chefe do clã, Henrique Salvaro, que chegou a ficar entre a vida e a morte, e o falecimento de um dos irmãos, na última semana, outro irmão e sócio, pai do prefeito Clésio Salvaro, foi levado às pressas a São Paulo e está entubado. O genro do Henrique, Ricardo Spillere, há mais de um mês continua lutando pela vida e, recentemente, outro sobrinho foi internado passando por uma cirurgia. Clésio Salvaro, que virou o líder e conselheiro de todo o clã, também ficou fora de combate em isolamento domiciliar e só ontem foi liberado.

Juninho, Didi Pereira, Diri Alamini, Madero, Kuin e Valerio Mendes ontem no Verdão do Rincão

COMO já era esperado, no feriado de Natal a grande maioria das pessoas não respeitou a situação gravíssima e foi para o aglomero. O que se viu foram bares, ruas, calçadão e festas familiares lotadas, todos mandando o vírus que vem matando diariamente para as cucuias. Se o Natal foi assim, já dá para imaginar o feriadão do fim de ano a partir desta quarta.

Empresária criciumense dona de uma cadeia de lojas nos Estados Unidos com a filha, Gabriela, o genro Emerson e os pais do genro, curtindo o natal em Nova Orleães.

Globo promove demissão em massa às vésperas de festas de fim de ano

O Grupo Globo está promovendo uma demissão em massa. Até o momento, dezoito profissionais, em sua maioria repórteres do jornal O Globo, já foram mandados embora. Há também profissionais do Extra.

Como a redação ainda não está funcionando normalmente devido ao isolamento social, alguns funcionários foram demitidos por chamada de vídeo. A  escala dos plantões de final de ano vai ficar mais apertada para quem permanece na empresa.

As demissões em massa já acontecem há alguns anos na Editora Globo. Em maio, houve uma reunião em que um editor executivo afirmou que em 2020 seria diferente. No entanto, ele mesmo também já foi demitido.

No início da pandemia, o jornal propôs aos funcionários que quem aceitasse uma redução de jornada e de salário teria estabilidade de seis meses. No entanto, este período já acabou e ninguém mais tem garantia.

4oito

Deixe seu comentário